Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Treinamento de Soldados e Cavalaria

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Ter Fev 05, 2013 2:17 am

Relembrando a primeira mensagem :


O Centro de Treinamento do Exército Real é um dos mais fabulosos locais de todo o reino e poucas são as pessoas que tem acesso a esse magnífico ambiente. O lugar abrande uma área enorme com diversos compartimentos para os mais diversificados treinos, sejam eles de Infantaria, cavalaria terrestre e alada, etc. Logo na entrada existe uma espécie de bancada longa feita com uma madeira polida e brilhante. Nela fica um soldado que lhe fará algumas perguntas e lhe direcionará para a área mais adequada dentro do Centro de Treinamento.  

A bandeira do reino é espalhada por todos os cantos, deixando o símbolo de Hilydrus imponente e marcado. O Centro é dividido em várias partes distintas. Existem áreas de treinamento de infantaria que simulam ambientes variados como pântanos, areia e terra árida onde os soldados aprendem a se movimentar em diferentes terrenos. Áreas para prática de combate, onde vários pequenos ringues são disponibilizados para treinar e aprender lutas corpo-a-corpo seja com espadas, lanças, machados ou até mesmo os punhos. Outra divisa é exclusiva para prática de projéteis, sejam eles arco-e-flecha ou balistas pesadas, sendo assim a área de maior comprimento do Centro. Não perdendo muito em tamanho está a área de Cavalaria, onde soldados podem subir de patamar e tornar-se cavaleiros. Um estábulo garante boas estadias aos cavalos e todos são bem treinados, mas tornar-se um cavaleiro é mais trabalhoso do que parece, exigindo muito do soldado. Mais distante disso tudo é a área de acampamento e descanso onde os soldados armam suas barracas em formato militar e passam a noite.

Sem dúvida o Centro de Treinamento Real do Exército de Hilydrus é um dos maiores e melhores centros equipados que a cidade possui e não é incomum a chegada de soldados para se aperfeiçoar mais em suas técnicas. Os treinamentos são rígidos e dirigidos pelo General Firewalk, um homem elegante que chegou a posto recentemente e tem um semblante sério e compenetrado. É bem direto quando quer algo, já um sorriso em sua face só nasce pelo desdém que tem de certas pessoas. Possui uma espada longa na bainha e muitos dizem que aquilo é o suficiente para ele vencer mais de cem Takarianos sozinho.  Caso você tenha o mínimo de perseverança, será bem vindo neste local.

A cerca de um ano o salário de um soldado triplicou, o que garantiu maior número de inscrições e também de soldados reais. O treinamento, porém, é pesado e requer um empenho acentuado para suceder. De início recebe-se um salário bruto de 1000 moedas de ouro por semana para um soldado raso, e isso tende apenas a melhorar com o tempo, dependendo unicamente de seu esforço e empenho.


Última edição por ADM GabZ em Sab Jul 15, 2017 6:50 pm, editado 1 vez(es)
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Qua Nov 06, 2013 2:44 pm

<Desculpem o atraso! Vamos lá >

@Ho

De fato ninguém esperava um orc falar palavras tão difíceis, ou mesmo tantas em sequência. Os cavaleiros se entreolharam enquanto o capitão continuou encarando o orc vermelho, parecia não ter se abalado.

— Oras, parece que você consegue falar sem cuspir ou babar. Vamos escoltá-lo até o Sub-General Woodlance, se fizer alguma gracinha agora será tão furado pelas nossas lanças que nem seu couro vai prestar para algo. — Ele fez um sinal para os demais soldados que voltaram a cercar o orc completamente.

Os cavaleiros preferiram ir trotando, forçando o orc a correr para acompanhá-los. Um pouco que ele diminuía o passo já sentia a ponta de uma lança espetando suas costas.


@Darius

Desde pequeno Darius teve grande contato com a natureza e outros ferais. Lembrava-se dos javalis da floresta Allgreen: pequenos, mas bastante resistentes. Sabia disso pelos outros caçadores, pois nunca havia enfrentado um. Também lembrou o sabor de sua carne suculenta, que certamente valia o esforço. Mas nunca viu um javali daquele tamanho. Em suas quatro patas, Darius chegava a ser menor que seu oponente. Não pensou nisso quando avançou por puro instinto, achando que era como caçar um cervo ou um bezerro. Grande erro.

Tentar pegar a garganta de um javali de quase 100kg era uma tarefa que Darius descobriu ser absurdamente difícil. Assim que saltou sobre o animal distraído, percebeu grandes tufos de pêlo e gordura que protegiam o pescoço. Tentou abocanhar a parte detrás do pescoço para imobilizá-lo, mas tudo que conseguiu foi cravar suas presas em pêlo grosso e fedorento. Suas garras tentaram se segurar, mas outra vez foi surpreendido pela pelagem absurdamente espessa, mal cortou a carne quando o javali começou a pular e girar para se livrar do inquilino indesejado. Um rodeio assim era difícil de se ver. Em uma virada de sua cabeça o animal cravou parte de sua presa na batata da perna de Darius, em seguida fazendo-o cair na lama. O javali bufou e tomou distância, seus olhos ardiam em fúria. Encontrara um oponente.

— HA HA HA HA! Achou que fosse igual caçar animaizinhos na floresta?? Este é um javali dos pântanos de Takaras, meu caro! A melhor carne que já vi! — Woodlance ria, ainda de braços cruzados. Os outros recrutas ficaram apreensivos. Se até um feral com garras e dentes estava tendo dificuldades, o que seriam deles, simples humanos? — Se apresse! Estou ficando com fome!

@Ho

Graças à corrida forçada, logo chegaram a uma área mais afastada do centro de treinamento, o que lembrava um grande chiqueiro com vários cercados de madeira e, ao fundo, uma grande construção de madeira onde deveria ser o matadouro. Próximo a um dos cercados havia um enorme feral urso, tinha a altura do orc mas parecia muito maior graças à armadura pesada que vestia.

O capitão se prontificou.

— Sub-General Woodlance, capitão Natan se apresentando! — Anunciou e continuou assim que o feral o fitou. — Este orc exige entrar no exército, e parece saber falar melhor do que a maioria. Normalmente já o teríamos expulsado, mas acho que o senhor deve avaliá-lo.

— Hm. — Woodlance nem se moveu, apenas fitou o orc dos pés à cabeça. — Se teve todo esse trabalho de trazê-lo aqui ao invés de simplesmente chutá-lo para fora, deve valer alguma coisa. No mínimo boas risadas. Estão dispensados. — Deu a ordem aos cavaleiros, que se distanciaram, voltando aos seus afazeres. — Você, orc. Por eqnuanto quero que cale a boca e assista. Depois vou me importar com você.

E voltou a assistir ao que acontecia no chiqueiro. Ho viu um javali enorme lutando contra o que parecia ser um feral tigre. Conhecia bem Takaras para saber que aquele era um javali vindo daquelas terras, era extremamente violento e difícil de ser abatido. O que se passava na cabeça daquele general?

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Sex Nov 08, 2013 9:45 pm


CAÇA, CAÇADOR



_____
_____________Sujo de lama, e agora com um ferimento na perna. Perceptivelmente a maneira escolhida por Darius não foi a melhor, muito menos saiu como o esperado.  Talvez fosse melhor uma nova estratégia.

_____________Com certa dificuldade levantou-se e em seguida cuspiu a sujeira da boca. Agora estava com certo incômodo pela situação. Uma risada irônica do general foi captada por Hallenor, o que despertou certa raiva. Externamente mantinha-se o mesmo, até que...

_____________Rugiu. Ferozmente.

_____________Agora esperava o javali avançar. O plano era agarrar as presas do animal com as mãos e então utilizar das suas pernas para levá-lo ao solo. O objetivo agora eram as pernas do javali. Se conseguisse derrubá-lo, seria fácil provocar um “bom estrago” e talvez impossibilitá-lo de se levantar novamente.


_____

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Ter Nov 12, 2013 7:07 pm

Surpresa, sim, talvez essa seja a melhor forma de descrever a reação esboçada pelos soldados. A final de contas, poucos esperariam que um orc falasse de tal maneira. Os guardas se entreolharam e houve um breve silêncio, tempo esse no qual o Ho torcia para que a etapa inicial de seus planos não fosse frustrada. Talvez aquele pequeno discurso tivesse tido eficácia... e de certa forma pareceu ter ou estar caminhando para a concretização quando o cavaleiro que o mandara embora disse:

Oras, parece que você consegue falar sem cuspir ou babar. Vamos escoltá-lo até o Sub-General Woodlance, se fizer alguma gracinha agora será tão furado pelas nossas lanças que nem seu couro vai prestar para algo.
Ho ficara satisfeito com a proposta, mas decidira não falar nada... somente expressou com um sinal positivo com a cabeça, então os soldados abriram mão da formação em “u” e o cercaram, seguindo as ordens do cavaleiro.

Os minutos que passavam, para Ho pareciam horas. O calor aumentava, mas era aliviado pela breve corrida que era forçado a fazer para acompanhar o ritmo dos trotes que os guardas faziam ao o guiarem rumo ao encontro do General Woodland. Mas ao diminuir um pouco o ritmo, tinha a confirmação da palavra do cavaleiro. Sentia uma pontada em suas costas como se os que o estavam levando nõ tivessem receio, embora o orc desconfiasse daquela seurança toda que aparentavam.

Na corrida pareciam distanciarem-se do centro onde treinavam, mas ao correr, Ho só percebera que aquela era uma extenção. Correu por uns breves instantes até onde estava um grande urso trajado de uma grade armadura.

Sub-General Woodlance, capitão Natan se apresentando! Este orc exige entrar no exército, e parece saber falar melhor do que a maioria. Normalmente já o teríamos expulsado, mas acho que o senhor deve avaliá-lo.
Ao ouvir as palavras Ho se surpreendeu, pois esperava por um humano ocupando o cargo no qual aquele feral estava. Talvez o exército de Hilydrus não fosse tão excludente quanto Ho pensara ou talvez quele feral fosse um dos melhores no trabalho. Ho somente supunha supunha enquanto via o ollhar crítico/analítico do urso

[quote]Hm! Se teve todo esse trabalho de trazê-lo aqui ao invés de simplesmente chutá-lo para fora, deve valer alguma coisa. No mínimo boas risadas. Estão dispensados. Você, orc. Por eqnuanto quero que cale a boca e assista. Depois vou me importar com você. [/ quote]

O General parecia falar com desdém... Mas mesmo com tudo aquilo acontecendo, Ho preferiu ficar calado. Não se apresentou nem mesmo dirigiu o olhar aos que lhe haviam “escoltado” até a presençã do general. Somente obedeceu. Pensava que se era para assistrir, então aquele deveria ser seu primeiro ou único teste de seleção. Então pôs-se a assistir o que estava acontecendo.

Viu não muito distante uma espécie de curral no qual estavam um feral tigre e um javali. Ho já havia passado muitas vezes por Tákaras e lembrava daquele animal feroz. Era agitado quando incomodado e quando sentia-se estressado, mas possuia uma boa carne, principalmente quando o abate era feito de forma adequada ou a mais adequada possível. Os dois- o feral e o javali- lutavam, então Ho desconfiando que aquele exercício teria alguma conexão com o seu teste classificatório, começou a observar os dois e procurar padrões de luta tanto o qual o feral estava usando, quanto aquele apresentado pelo javali, além disso via as condições do local e até mesmo procurava no rosto do general alguma expressão que pudesse guiar-lhe o raciocínio ao tentar descobrir as intenções daquilo que estava acontecendo ou mesmo qual seria a ideia que teria para ele.



<Off: Não bom quanto o primeiro! Heuheu Perdão a demora>

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Seg Nov 18, 2013 9:34 pm

<Nossa, 1 semana de atraso! Me desculpem, vocês receberão um bônus de 50 pontos de experiência pelo atraso>

Darius estava nervoso e ferido, principalmente em seu orgulho. Não esperava por aquele teste, muito menos que o javali o machucasse logo de início. Foi quando deu um rugido forte, provocando o javali que não pensou duas vezes em dar uma investida. Com movimentos das mãos debaixo para cima, o feral-tigre esperou o momento certo e agarrou e empurrou as presas do javali para cima. Com a velocidade e força de ambos combinados, a manobra deu certo parcialmente, pois o javali foi erguido para a diagonal de Darius, parte de seu peso atingindo-o. Ao cair de lado, o javali havia levado junto seu caçador que, por sorte, havia caído por cima e não demorou para fazer suas carras e presas trabalharem, atacando a garganta agora desprotegida do javali. Mordeu com força enquanto o animal se debatia com toda fúria, até que com um enorme esforço conseguiu empurrar Darius e ficar em pé novamente, se distanciando.

Agora o javali estava seriamente ferido. Sangue escuro escorria por sua garganta lentamente, mas ainda assim o animal estava pronto para uma boa briga. Se fosse morrer, morreria lutando. Não esperou Darius levantar-se e avançou, suas presas mais abaixadas desta vez impedindo que o felino realizasse a mesma manobra de antes. Assim que sua cabeça atingiu o alvo, o javali se ergueu, jogando Darius para o alto contra a cerca, aonde caiu de barriga e quebrando as madeiras. Não pôde deixar de ser ouvido um sonoro "AAAAAAI" vindo da platéia.

— Espero que essa tenha doído! Hahaha! — Riu o general. — Gosta do que vê, orc? O que faria no lugar dele?

Agora Darius estava incrivelmente dolorido. Por alguns momentos perdeu o fôlego, sua barriga latejava de dor. O javali bufava vitorioso do outro lado do cercado, mas estava notavelmente enfraquecido. Era possível perceber suas pernas tremerem brevemente. Darius poderia se considerar por sorte, a madeira havia se quebrado e formado verdadeiras lanças de madeira. Não ter se cortado foi um milagre.
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Ter Nov 19, 2013 9:50 pm


ESTACAS



_____
_____________Todos reagiram ao último ato. Uma manifestação vinda dos espectadores invadiu os ouvidos do tigre. Ele não gostava de ser visto como o coitado da situação. Na verdade, detestava. Sentia muitas dores, mas procurava disfarçar ao máximo. Acreditava no poder que uma imagem emanando força poderia ter.

_____________— Espero que essa tenha doído! Gosta do que vê, orc? — O general disse, em meio a uma risada. Darius não entendeu muito bem por que o general havia, supostamente, se referido a ele pelo termo “orc”. Entretanto não voltou-se ao urso para investigar a dúvida. Estava focado no cercado e assim permanecia.

_____________Respirava vigorosamente, como quem retorna de um longo mergulho. Iniciou um movimento com a mão direita, levando-a na direção da barriga, mas logo lembrou-se da plateia e interrompeu a ação. Ao mesmo tempo em que inalava o cheiro de sangue do javali, apertava os olhos e vasculhava cada centímetro de seu corpo. Aquele último lance provocou um grande dano no animal, e o mesmo estava banhado em cor-de-vinho. Darius também havia sofrido uma investida certeira, e dores afetavam-no sem cessar.

_____________Chegou á ficar um pouco tonto, mas retomou. Próximo a ele estava o cercado, agora quebrado e afiado. Também no chão, os outros pedaços da madeira partida. Não hesitou. Não pensou se era permitido ou não. Apenas apanhou uma daquelas tábuas pontiagudas para combater ser oponente.

_____________Com o pedaço em mãos, apontou-o para o animal. Abaixando-se um pouco, firmou o corpo e travou a tábua como uma lança. Aguardou uma investida inimiga, imaginando que provavelmente ocorreria uma perfuração quando o javali o atacasse.


_____

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Qui Nov 21, 2013 7:44 pm

Ho estava assistindo à luta entre o tigre e o javali, mas para Ho aquela cena poderia ser considerada como o “massacre do tigre”, pois, mesmo os dois estando feridos, o tigre aparentava não possuir um plano nem mesmo ideia de como abater o animal e isso parecia prejudica-lo ainda mais.

De fato com o tempo passando e com a emoção da luta, o orc relaxou e havia até mesmo esquecido o clima tenso de classificação. Foi quando o javali deu uma das maiores investidas no tigre, que o jogo longe e que aparentemente havia feito um dano muito grande. Nessa hora todos os que estavam assistindo vocalizaram um alto e bem audível “Aaaai”. O ataque havia sido tão forte que até mesmo o orc não pôde segurar a expressão de compaixão, entretanto somente o urso demonstrara sentimento contrário ao que estava vendo e expressou isso com uma gargalhada admiravelmente sarcástica.

Espero que essa tenha doído! Hahaha! Gosta do que vê, orc? O que faria no lugar dele?
Ouviu a pregunta, mas, como havia esquecido do teste, respondeu com bastante sinceridade e sem preocupar-se com algum tipo de situação que pudesse comprometer a entrada no exército:
-- Bem, general, eu gostei sim, mas não gostaria se ele fosse “um dos meus”.—Riu sarcasticamente-- Quanto ao que faria, simples. Eu simplesmente o atordoaria. Está quase que claro que o javali age por instinto, logo, posso deduzir que ele segue um padrão e muda algum aspecto quando percebe dar errado,mas seguindo sob a mesma sistemática. Também percebo que ele é resistente e usa isso e velocidade para aumentar a força, logo, o dano. Então eu, nesse caso, “martelaria” a cabeça dele quando ele fizesse investisse contra mim, ao mesmo tempo que esquivaria do ataque, prevendo que ele seguiria em linha reta. Isso faria com que o javali perdesse toda eficácia de suas respostas, ou seja, o faria ficar mais lento. Eu repetiria esse processo mais uma vez e quando percebesse que ele já não estava mais tão rápido e nem com um controle baixo de seus membros, daria a minha investida. Nesse momento eu pegaria minha espada e enfiaria no pescoço tentando quebrar as vértebras cervicais, se eu não conseguisse acertar as vértebras, o javali morreria de qualquer jeito tendo em vista que a espada causaria um dano mortal. Eu faria isso também, pois javalis costumam ter uma carne boa, além de que esse, sendo um de Tákaras, tem a carne melhor ainda e eu não a disperdiçaria. Além de que aquelas presas são admiráveis.

Acabou de responder e voltou a olhar a cena. Admirava a resistência daquele feral e estava entusiasmado para ver o final daquilo.

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Qua Nov 27, 2013 2:20 am

O final daquela batalha entre o feral e o enorme javali estava perto de acabar. Ambos estavam feridos, apesar de Darius ter clara vantagem atualmente já que seu inimigo sangrava pelo pescoço e perdia as energias rapidamente. Foi quando mais uma investida foi feita e Darius cravou a lança de madeira no chão. Apesar de seu estado o javali estava mais atento, talvez pelo fato de sua vida estar a um fio, desviando-se da madeira ao correr na diagonal mas imediatamente avançando contra o feral, acertando-o em cheio com uma cabeçada. Por sorte aquilo não doeu mais do que uma pancada no peito, mesmo sendo suficiente para jogar Darius ao chão.

Irritado com sua falta de potência, o javali avançou mais uma vez, desta vez tentando rasgar seu alvo com suas presas afiadas. Nisso Darius, em meio ao desespero, agarrou firmemente as presas do javali, usando toda sua força para empurrá-las e mantê-las longe de sua preciosa carne, uma tarefa difícil para um animal que se sacudia loucamente tentando dilacerar seu caçador. Então, numa manobra ousada, o feral arriscou um movimento de braço, pegando do chão um pedaço de madeira pontudo e, em questão de milésimos, o estancou na lateral direita do pescoço daquele javali enlouquecido que soltou um grunhido ensurdecido. Mas não foi um golpe limpo, tampouco unilateral. A presa solta por Darius encontrou seu caminho por entre suas costelas, entrando pela lateral direita de seu corpo. Seus dentes estavam cerrados enquanto sentia o rasgo e sua carne latejando.

Enfim o javali recuou, livrando-se do corpo atordoado do feral tigre. Ambos caíram no chão, ofegantes. Porém apenas os olhos do javali fecharam-se devagar, dando seus últimos suspiros em meio ao sangue.

— Opa, enfim acabou! — O sub-general sequer estava assistindo. Na verdade ouvia com surpresa o orc vermelho falar de uma forma tão incomum para sua raça. O final da luta foi tão rápido que não houve tempo para Woodlance ouvir Ho por completo antes de voltar sua atenção ao cercado. — Ótimo, terei um belo javali assado para minha janta hoje. Quer ser o próximo, orc?

Sem demonstrar qualquer pingo de preocupação com Darius, Woodlance simplesmente continuou sentado aonde estava. Mas enquanto isso seis soldados foram até o feral caído, o colocando em uma maca e o levando até a barraca de enfermaria.


@Darius




Darius não chegou a ficar inconsciente, para sua infelicidade. Sentia o sangue insistir em escorrer de sua ferida, por mais que um dos soldados segurasse firmemente um pano contra ela. A dor era tanta que, a certo ponto, perdeu o sentido. Sua cabeça apenas vagava sem pensar em nada, talvez uma defesa do próprio corpo, talvez estava morrendo. Por sorte não estava.

Assim que chegou na barraca um homem trajando de mantos brancos se aproximou. Era jovem, tinha cabelos curtos negros e olhos de um azul estranhamente claro. Em meio aos sons da respiração ofegante de Darius, o rapaz tentava falar com ele.

— Está me ouvindo, soldado? Não pare de olhar para mim, ok? — Enquanto falava, apoiava uma das mãos sobre a ferida agora aberta. — Olhe para mim. Se foque na minha voz. Estou aqui para te ajudar.

Darius obedecia. Assustado, mas obedecia. Sentiu a dor latejar novamente de uma só vez, o que o fez se contorcer violentamente. Três soldados o seguraram, mas o rapaz não parou de chamar atenção do feral para sua voz, por mais que a esta altura ele sequer entendia o que ele dizia. Depois de mais alguns minutos agonizantes, a dor começou a diminuir. Era como se, pouco a pouco, ela fosse sendo arrancada da carne. Depois de algum tempo o feral adormeceu.

-----------------------

Ao acordar, sentia-se ainda levemente atordoado. Demorou um tempo para se sentar, notando então uma faixa em volta da sua cintura e uma leve mancha vermelha aonde antes estava sua ferida. Olhou em volta e se viu dentro de uma grande tenda com várias macas e cortinas que cobriam algumas delas. Uma enfermaria. Não demorou para o mesmo rapaz de antes notar Darius acordado e se aproximar.

— Você se recupera rápido. — Comentou — Sente-se melhor?




@Knock

Assim que o feral foi retirado do lugar e levado à enfermaria, Woodlance se levantou, virando-se para os outros recrutas.

— Nova tarefa para vocês: consertem a cerca. — Apontou para a parte quebrada. — Depois carreguem o javali até minha tenda. É uma ordem, recrutas. Tudo é um teste, agora MECHAM-SE!

Um urso de mais de dois metros urrando ordens não era algo para se ignorar, muito menos para se encarar ou questionar. Rapidamente os recrutas obedeceram. O sub-general então andou para o próximo cercado, também vazio.

— Imagino que veio de Takaras. — Começou a falar para Ho. — Fico surpreso que saiba falar mais de duas sequências seguidas. Não gosto de orcs, mas ainda não vi motivo para não gostar de você. Mas também não gosto dos takarianos. Prove seu valor, meu caro.

Fez um sinal para um dos soldados, que logo saiu para uma grande construção de pedra ao fundo.

— Já ouviu falar de hellhounds, orc? Quero ver o quanto você consegue arrebentar um desses cego. Faça eu me divertir.

Não demorou para um cavaleiro aparecer, arrastando uma criatura contigo. Toda acorrentada, ela logo foi colocada dentro do cercado que, agora Ho pôde perceber, era feito de ferro e tinha um poste também de ferro ao centro, ao qual a criatura foi presa por uma corrente grossa. De fora da cerca um soldado com uma longa lança acertou um elo em especial da corrente que prendia o ser e ela se soltou. Imediatamente um hellhound feroz se livrou daquelas correntes e começou a latir e rosnar para todos os lados, extremamente inquieto.

Spoiler:

— Vamos, estou esperando. — Mais uma vez Woodlance cruzou os braços e se sentou.
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Qua Nov 27, 2013 9:31 pm


ATESTADO MÉDICO?



_____
_____________— Soldado? Não.. para mim, ok? — O intervalo gasto em fechar e abrir novamente os olhos durava uma eternidade para a mente de Darius. Sua audição parecia estar conjugada com seus olhos. Ouvia quando via.  — Olhe... voz. Ajudar.

_____________Piscou os olhos, e como mágica, sentia-se bem melhor. Sentou-se e examinou o local onde havia sido estabilizado anteriormente, percebendo uma faixa manchada de sangue. Não entendeu muito bem como ela havia parado ali.

_____________Pensando um pouco, concluiu que provavelmente havia apagado por um bom tempo... Poderia estar ali por horas, dias talvez. Lembrava-se bem do desafio a que fora submetido, mas não como havia procedido e se havia concluído-o ou não. Ele queria sair e ver como as coisas estavam lá fora, imaginando que não estivesse longe do cercado. Haviam alguns garotos com ele, que também deveriam passar pelo teste. Será que já o tinham executado? Saíram-se bem?

_____________— Você se recupera rápido. — Disse o homem, aproximando-se sem que Hallenor, com os sentidos abalados, pudesse perceber. — Sente-se melhor?

_____________Hesitou um pouco em responder, e acabou apenas acenando positivamente com a cabeça. Sentia um incômodo, mas apoiou as mãos na maca e com certa dificuldade tentou se levantar.

_____

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Qui Nov 28, 2013 12:05 am

A luta terminara quando ainda respondia a pergunta que lhe fora feita. Fora um final bastante rápido, o que não era de se admirar visto que ambos- o javali e o feral- estavam muito feridos. Entretanto, o general parecia estar tão atento na forma incomum de um orc se expressar que parecia ter deixado de lado a luta.

Opa, enfim acabou! Ótimo, terei um belo javali assado para minha janta hoje. Quer ser o próximo, orc?
O orc rira em sua mente e pensava “Então esse era o motivo da luta! Hauahauh”, Ho achava um teste não muito sofisticado, mas talvez eficiente. E quanto à indagação a lutar... parecia mais uma intimação, então só fez acenar positivamente com a cabeça, pois sabia que esse seria o seu teste.

O feral fora recolhido por alguns soldados. Aquilo mostrava ordem... talvez aquele senso de arrogância fosse fruto da hierarquia que regia aquele espaço. Talvez não fosse “dever” dele se preocupar com aquele detalhe e nem com outras coisas que não cabiam ao cargo que ocupava, logo implicando em uma análise equivocada, mas, Ho de fato não o subestimari, pois além de ocupar um cargo alto, parecia ser muito respeitado pelos que trabalhavam com ele. O urso mandou que concertassem a cerca e levassem o javali a tenda dele. Era ou fazia parte do “teste” deles... Ho somente ria em sua mente.

Imagino que veio de Takaras. Fico surpreso que saiba falar mais de duas sequências seguidas. Não gosto de orcs, mas ainda não vi motivo para não gostar de você. Mas também não gosto dos takarianos. Prove seu valor, meu caro.
Ho sentia que o desafio seria mais perigoso que enfrentar um javali. Uma parte de si queria enfrentar algo mais perigoso, mas ao mesmo tempo que ansiava por isso também queria algo mais leve para que o teste terminasse o mais rápido possível sendo eficaz e consistente. Entrentanto a vida costuma surpreender e fora exatamente isso o que sentiu quando viu o desafio.

Com um sinal feito pelo sub general, um soldado, que Ho não havia percebido, saiu de traz de uma construção ao fundo... a priori pensava que ele seria o seu oponente, mas o urso falara algo que lhe incitara a imaginação: “hellhounds”

Já ouviu falar de hellhounds, orc? Quero ver o quanto você consegue arrebentar um desses cego. Faça eu me divertir.
Quando virou-se viu o que parecia um lobo- muito mais feroz e forte- de fato não sabia o que era aquilo, talvez houvesse visto ou ouvido falar a respeito, mas não lembrava. Talvez o fato de não saber o que era fosse benéfico, pois pelo menos assim não temeria de maneira que o fizesse se preocupar demasiadamente com aquilo. Mas o perigo era realmente maior do que imaginava.


Ho mais uma vez afirmou com a cabeça e dirigiu-se ao “curral”. Foi caminhando com passos ligeiramente rápidos analisando o solo, as cercas do curral, o comportamento do animal. Pôde perceber um solo firme, cercas de ferro- pensou no agravante de dor que o feral tigre havia sentido- e quanto ao animal... estava muito agoniado, latia a muitas direções e se mostrava bastante inquieto. Uma palavra ecoou na mente de Ho “cego”.

Ho iria seguir os mesmos passos propostos  como resposta ao general, ou seja, traçaria uma estratégia  e a seguiria, mudando conforme a situação mudasse ou “pedisse” improvisos. Juntou em torno de cinco pedras de um tmanho médio que encontrasse pelo chão e continuou caminhando. Previa que, como o animal era cego, as outras formas de percepção do mundo exterior, ou seja os outros sentidos, estivessem mais treinados. Basearia-se a priori por confundir essas formas. Ainda antes de entrar no curral- pois estava demorando para entrar em combate- o sub general  falou:

Vamos, estou esperando.
E Ho perguntou com confiança e presteza “ É para matar ou imobilizar?”. Logo após fez um movimento tal qual um pulo para entrar no curral e se encontrar perante a fera. Contudo, já estava preparado para reagir contra qualquer ataque ofencivo do cão. A gora o teste começava.

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Seg Dez 02, 2013 4:07 pm

@Darius

— Não se levante ainda, tenha calma. — Falou o mago, que apoiou sua mão no ombro do feral de forma que ele voltasse a se sentar. — Nossa magia cura, mas precisa de um tempo para curar por completo. Mesmo assim você ainda vai ter uma bela cicatriz para se lembrar do que houve.

Ele foi então até uma mesa da onde pegou uma tesoura rudimentar. Voltou até onde Darius estava e começou a cortar as ataduras. Uma vez livre delas Darius pôde verificar uma grande cicatriz no local aonde havia sido atingido. Mesmo sua pelagem ajudando a cobrir, seria uma nova marca que levaria pela vida.

— Pode voltar lá se quiser, mas não se esforce muito por enquanto. E antes que pergunte, você só ficou desacordado por alguns minutos. — Levou as ataduras até um barril e o jogou lá, provavelmente era onde ficava todo lixo hospitalar. Em seguida voltou com uma garrafa de água. — Beba, esta água é reforçada, uma poção leve. Vai ajudar a se recuperar mais depressa. Daqui a duas horas estará novo em folha.

<Darius você pode continuar no lugar para conseguir mais informações ou voltar ao campo de treinamento. Se voltar, chegará a tempo de ver o início da luta entre Ho e o hellhound>


@Ho

Assim que Ho pisou dentro do cercado o animal parou de latir e virou-se exatamente para onde o orc estava. O encarava sem ter sequer olhos para isso.

"Orc!!" Uma voz soou forte na mente de Ho como um latido incômodo. Era o hellhound falando em sua mente? "Me solte! Você é forte, me liberte, vamos arrancar a cabeça de quantos soldados pudermos! Estes vermes de Hilydrus precisam morrer!!"

Ho não sabia o que o assustava mais: o fato do hellhound conseguir saber exatamente onde ele está ou que ele estava falando diretamente em sua mente. Seria um truque do sub-general ou aquilo estava realmente acontecendo? O orc vermelho continuou encarando o cão infernal que esperava por uma resposta, aparentemente. Ele ofegava sem parar. Parecia de fato que a voz veio dele, uma voz rouca e estranhamente infantil.
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Qui Dez 05, 2013 8:52 pm

Orc!! Me solte! Você é forte, me liberte, vamos arrancar a cabeça de quantos soldados pudermos! Estes vermes de Hilydrus precisam morrer!!
Ao tocar o chão do curral, Ho recebeu tais palavras como boas vindas. Aquilo de fato surpreendeu o orc. Com aquele traço, todo o seu plano préformulado caíra por terra, pois indicavam traços de uma suposta inteligencia a qual não fora pressuposta em sua estratégia inicial. Mas ainda analisava os padrões do “hellhound”, contudo iria resguadar-se para que o cão não descobrisse já que estava em sua mente, e como não se lembrava de ter se encontrado com uma fera com aqueles caractéres, logo, não sabia de quais faculdades adotava e nem seus domínios sobre elas.

As palavras invadiram a cabeça do orc vermelho, soando como um latido tão agoniado quanto os latidos que dava antes de adentrar ao recinto. O animal havia parado de latir e, naquele momento no qual Ho entrou, focava-o exatamente na diração que estava.  Era estranho, mas curioso ao mesmo tempo. O animal era bonito, parecia muito forte e a armadura que recobria o corpo dava um aspecto mais imponente ao ser, mas o mais curioso eram as palavras escolhidas pelo cão e a tonalidade infantil dada nas afirmações.

Aquilo fazia Ho pensar cautelosamente, havia pensado inclusive em domar o cão, mas cada vez mais achava aquela ideia muito remota de acontecer. Isso fez com que demorasse um pouco. Como não havia recebido uma resposta do sub general, pensou em seguir como bem entendesse. Riu sarcasticamente, empunhando a espada com força esperando uma reação do cão e disse:

-- Cão, vejo que és de Tákaras. Eu me libertei dessa prisão. Note, alguém de teu bando veio resgatá-lo? Por quê clamas por liberdade se podes ter isso nesse lugar?—enquanto falava, andava e se movimentava a fim de aumentar se tempo de reação contra algum ataque. Mantia a firmeza na voz—Gostei de ti. Por isso te darei uma chance. Eu quero ser um soldado de Hilydrus e por isso te dou a opção de continuar vivo, servindo a Hilydrus comigo como companheiro e tendo o que nunca encontrarás em Tákaras: fidelidade. Ou morrer aqui.—continuou—Pelo menos se escolheres o segundo poderás ter a honra de um soldado. Morrer em batalha.

Ho sabia que talvez o argumento não tivesse sido um dos melhores para convencer alguém, mas havia sido sincero e sentia necessidade de falar menos e agir mais visto que era um teste e que o urso era impaciente. Ho de fato havia gostado do animal, mas como não sabia das ordens, também não sabia se a possibilidade dada a cão era real, mesmo sendo vontade do coração do orc, pois por experiência própria sabia que as coisas não eram predestinadas. Poderiam escolher... e talvez aquele animal também pudesse escolher um rumo diferente. Não sabia se aquela proposta vinha de uma investida do sub-general e se aquele era o teste real... testar o impluso que o orc teria quando ouvisse a proposta. De fato, Ho não havia inclinado seu coração para tais afirmações. Não tinha nenhum tipo de sentimento contrário a Hilydrus, pelo contrário, estimava a cidade e o fato de ser ajudado nela ainda aumentava o brilho aos olhos de Ho. Além de que, Ho nem era de Tákaras, então o antipatismo nem existia de berço. Se de fato fosse isso, coisa que não acreditava muito, mas não poderia excluir de suas hipóteses, então talvez Ho pudesse encontrar-se idôneo e digno de entrar no exército.

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Seg Dez 09, 2013 4:56 pm


DE PÉ



__________________O rapaz sutilmente impediu que Darius se levantasse, apoiando sua mão sobre ele. Pediu para que esperasse por mais alguns momentos. Ainda em silêncio, o feral obedeceu. Removendo as ataduras, percebia-se uma cicatriz um tanto quanto grande em meio à remanescente pelagem falhada, todavia o tigre não se importou. Aquele jovem havia falado sobre magia... Darius não o conhecia, muito menos sabia que se tratava de um mago.

_____________Agora ele já poderia voltar para o general. Recebeu um frasco de conteúdo cristalino entregue pelo jovem. Este explicou que se tratava de uma poção curativa. Hallenor segurou-a e bebeu imediatamente. Aquele homem transmitia uma aura boa, uma paz... Bem, essas coisas de curandeiro.

_____________A ansiedade pelo teste havia se transformado em incerteza. Será que aquilo era tudo? Será que já poderia ser considerado um membro do exército? Talvez. Aquele general parecia ser do tipo que adorava levar os novatos ao limite da exaustão e integridade.

_____________— Muito obrigado. — Disse, olhando diretamente para o rapaz. — Devo-lhe algo?

_____________Darius não tinha dinheiro. Seus bens não estavam sobre sua posse. Entretanto ele esperava uma resposta negativa do garoto... Aquela pergunta poderia muito bem ser descrita como “educada”. Já empenhava uma caminhada até a saída da tenda. O ritmo era lento, tanto pela mobilidade ligeiramente abalada, tanto pela espera da resposta.

_____________Novamente pensava nos demais recrutas. Vários javalis seriam mortos naquele dia... Certamente alguns humanos também. Para lá ele rumaria imediatamente, assim que o mago o dispensasse.

_____

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Seg Dez 09, 2013 5:55 pm

@Ho

"TRAIDOR!!" O hellhound rugiu enquanto a palavra ecoou com força na mente de Ho, atordoando-o por um momento. Por mais que as palavras do orc parecessem certas, o cão não suportava ver alguém vindo de sua terra unir-se ao reino rival. Quase que no mesmo instante, atacou.

Ho havia atordoado-se por um momento com o grito e, quando se deu conta, o animal já saltava em sua direção com sua enorme mandíbula aberta. Seus dentes eram amarelos e rachados mas muito resistentes: rasgariam o orc como papel. Graças ao seu reflexo Ho ergueu o braço para se defender de um ataque mortal, fazendo com que as presas do hellhound se cravassem em seu antebraço. Agora havia um cão infernal furioso o mordendo e não soltaria tão cedo, apoiando apenas as patas traseiras no chão e as dianteiras arranhando o que podiam. Puxava e sacudia sua cabeça ainda com o braço de Ho na boca.


@Darius

— Não me deve nada — respondeu o mago —, apenas faço meu trabalho. Pode ir.

Sem hesitar, Darius seguiu de volta para o campo de treinamento. Reparou que o cercado aonde esteve havia sido destruído por sua queda e agora os outros recrutas estavam consertando-o. Imaginou que o sub-general havia ordenado isso a eles. Outro teste, talvez? De qualquer forma preferiu ter certeza de suas próximas ordens e procurou o feral urso. Não foi difícil encontrá-lo, estava a um cercado mais distante, porém este era feito de ferro e possuía um pilar ao centro. Ao se aproximar notou um hellhound — um cão infernal vindo de Takaras — enfrentando um orc vermelho. Um orc ali? Deveria ser algum tipo de brincadeira.

— Oras, está vivo! — Falou Woodlance, fingindo falsa surpresa. — Achou o teste difícil? Nem começamos. Você ainda vai ganhar muitas cicatrizes se depender de mim. Agora cale-se e veja uma divertida luta entre um orc e um hellhound.

Indicou o cercado. Assim que falou o hellhound saltou sobre o orc e abocanhou seu antebraço. Ambos os combatentes eram enormes!

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Qua Dez 11, 2013 11:15 am


SESSÃO COLISEU


__________________Chegando ao local onde havia estado, percebeu que os recrutas se empenhavam em consertar a cerca, destruída durante o combate com o javali. Woodlance, entretanto, não se achava ali. Era bem provável que estivesse nas proximidades, aplicando outra rodada de seus mortais testes. Pensando nisso, Hallenor ergueu o olhar e observou um grande ângulo ao seu redor. Junto a um cercado de metal encontrava-se o general em sua belíssima armadura. Avistando-o, encaminhou-se até ele.

_____________— Oras, está vivo! Achou o teste difícil? Nem começamos... Você ainda vai ganhar muitas cicatrizes se depender de mim. Agora cale-se e veja uma divertida luta entre um orc e um hellhound. — Disse o urso, assim que Darius se aproximou. O tigre demorou seu olhar sobre o general por alguns instantes, devido à sua impolidez quase ensaiada.

_____________— Sim senhor.

_____________Na arena de ferro um grande quadrupede desconhecido abocanhava vigorosamente o antebraço de um robusto orc. O cão, hellhound segundo Woodlance, chacoalhava violentamente a cabeça e deixava clara sua intenção de dilacerar um farto pedaço de carne de seu oponente.

_____________Darius tinha uma breve impressão de conhecer aquele orc. Tinha aproximadamente a mesma altura do general Woodlance, e sua pele era de notável tonalidade avermelhada. O corpo bem definido fazia se esperar que a qualquer momento reagisse à mordida com extrema violência, digna propriamente daquela raça.

_____________Já se recordava claramente daquele ser. Era o mesmo que avistara sendo cercado por soldados horas atrás. Ligando esta memória ao fato de que um orc não era bem quisto em Hilydrus, deduziu que aquilo não se tratava de um teste para ingressar no exército. O general deveria ter decidido que o inimigo perecesse naquela arena, abatido por aquele... hellhound. Bom, não cabia à Darius opinar, portanto manteve-se calado.

_____________Ao lado do urso, Hallenor assistia o combate de braços cruzados. Internamente sentia-se bem e melhorando, certamente era o efeito do fluido mágico ingerido anteriormente.
_____

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Seg Dez 16, 2013 7:58 pm

TRAIDOR!!/

Ao ouvir as palavras de Ho, o cão infernal gritou atordoando o orc. Estava óbvio que a proposta feita, fora bruscamente negada. A voz do hellhound soara forte na mente de Ho, fazendo assim com que perdesse o contato visual com o cão. Fora nesse instante que o cão enfurecido o atacou. Talvez as palavras de Ho ainda tivessem o confundido mais, pois, de fato, ainda não exporá a ninguém o fato de não ser de Tákaras, entretanto, era tarde para reconsiderações. O ataque começara.

Por sorte, Ho vira parte do ataque: o cão se lançando ao ar e abrindo a bocarra, expondo dentes amarelados e mal cuidados- coisa não muito atípica quando tem-se Tákaras em foco- pronto para finalizar um ataque fatal , mas Ho, por reflexo, pôs o antebraço a frente, evitando uma vergonhosa derrota. O hellhound parecia descontar no ataque toda a raiva acumulada por Hilydrus ou mesmo de sua vida... A mordida fora forte e fizera com que derrubasse as cinco pedras que carregava na mão esqueda. O braço do orc vermelho sangrava e ainda sofria ataques diversos das patas dianteiras do cão, o que era aumentado pela força dos músculos das patas traseiras que apoiava no chão.

A situação era demasiadamente complicada, entretanto Ho buscou agir rapidamente e de maneira eficaz. Talvez pelo acesso de adrenalina que atingira rapidamente os sistemas nervoso e motor do orc, Ho pudera pensar em várias possibilidades de contra ataque e agir mais rápido. Ho percebeu que a armadura carregada pelo cão possuía interrupções inclusive na parte da cabeça a qual era recoberta por um tipo de pano e argolas que, provavelmente, era utilizadas para prender o animal.

O cão infernal, com as presas cravadas no antebraço do orc e tentara sacudi-lo para arrancar um pedaço da carne de Ho. Nesse instante disse: Lamento. Então o orc deixou-se levar um pouco pelo embalo do ataque, se apoiando e equilibrando-se a fim de não cair e piorar os estragos. Então em um momento fez com que de uma decida do embalo sucedesse uma subida, assim, desembainhou a espada e rotacionando o pé direito para dentro, tentaria fazer com que a força do ataque aumentasse, assim também,  que o cão perdesse o contato com o chão, enfiando assim a espada no pescoço do animal, mais precisamente nas vértebras cervicais, a fim de matar o animal de for ma rápida, eficaz e sem mais danos para si.

O orc vermelho sentira uma dor intensa, mas a concentração era maior. Tinha de obter sucesso e talvez isso superasse um curto período que teria de ter após ser atordoado daquela maneira, mas agira... havia tido aquela solução como a melhor para o problema. Esperava que fosse eficaz e que assim, finalmente pudesse ser encontrado como membro do exército de Hilydrus.

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Qua Jan 29, 2014 12:37 pm

<Estou de volta! Tive problemas com internet e acabei de me mudar, mas agora está tudo indo bem. Vamos à aventura =)>

<Knock, Ho não possui armas no momento, elas foram confiscadas assim que ele chegou ao centro de treinamento. Adaptarei seu ataque>

O hellhound era forte, podia-se ver isso facilmente pela forma como suas presas se cravavam na pele de Ho e o sangue escuro escorria, mas o orc era mais forte ainda. Mesmo sentindo uma imensa dor ele continuava em pé, resistindo ao ataque das garras caninas que eventualmente fazia cortes superficiais em seu peito por pura sorte — assim que fosse atingido em cheio, o estrago seria maior. Mas não tinha intenção de virar ração tão cedo.

Sua mão livre ainda segurava uma pedra grande, o suficiente para fazer um bom estrago. Mas era um orc esperto, algo incomum, e aguardou o momento certo. Tudo respira, tudo tem um ritmo constante e as tentativas de avanço do hellhound não eram diferentes. Foi num breve momento em que o animal recuou para ter força em uma nova investida que Ho agiu: atingiu uma pancada fortíssima com a pedra direto no pescoço do hellhound que imediatamente o soltou e foi lançado para trás, caindo sobre as próprias correntes.

O baque surdo fez com que Ho imaginasse que alguns ossos haviam sido quebrados, e esperava que fosse verdade. Seu braço agora sangrava ainda mais, com profundos rasgos e sulcos aonde as presas perfuraram com uma fúria incalculável. Por ser um orc a perda de sangue não o afetaria tão cedo, nem mesmo a dor o incomodava. Era, na verdade, como um incentivo para continuar lutando. Ho sentia-se cada vez mais empolgado com a luta.

— HA HA HA! Boa jogada, orc! — Rugiu Woodlance, parecendo se divertir com aquilo mais do que deveria.

O hellhound, no entanto, ainda não estava derrotado. Jogado ao chão ele ainda emitia grunhidos assustadores e, aos poucos, se levantou. Sua cabeça estava em um ângulo estranho, seu pescoço decididamente havia se quebrado. Mas o que ele fez a seguir surpreendeu Ho e Darius: um movimento de impulso do corpo canino, uma sacudida forte, e com um sonoro "CREC" a cabeça voltou ao seu lugar. O hellhound abriu e fechou a boca algumas vezes, como se para certificar de que seu maxilar ainda funcionava perfeitamente e, uma vez satisfeito, voltou a rosnar para Ho.

— Vou deixar isso mais interessante. — Anunciou Woodlance, se levantando e dirigindo-se para Darius. — Entre no cercado. Quem matar o hellhound primeiro terá como recompensa um belo banquete no jantar. Ah, nem preciso dizer que o perdedor vai ficar sem comida, certo?

Aquilo não foi um pedido, foi uma ordem. Darius, que acabou de ter a vida por um triz, deveria já lutar contra uma criatura assustadora. O feral se sentia melhor, mas o susto por quase ter morrido ainda o percorria. Deveria mesmo tentar algo assim? Na verdade, não tinha muita escolha. Ainda inseguro, entrou no cercado pela área mais distante do hellhound para sua própria segurança.

<Vou deixar este turno livre para interagirem como desejarem>

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Qua Jan 29, 2014 8:14 pm


DE NOVO


_____
_____________— Entre no cercado. — O general gostava de seu show particular e almejava mais malabarismos e feridas. Aquele urso tinha a sanidade abalada pela vida de tensão e adrenalina, não há outra justificativa. Um breve “sim senhor” foi tudo o que Darius respondeu. — Quem matar o hellhound primeiro terá como recompensa um belo banquete no jantar!

_____________Entrava agora no cercado. O orc, a média distância, sangrava bastante e permanecia focado no desafio. Darius focava-se também, fora forçado a tal. Sentia seu coração bater e suas veias imitavam o movimento. Mas para onde foram os rastros do javali que segundos atrás latejavam em seu corpo? Tudo o que pensava era no que aconteceria a seguir, como precederia. O hellhound retomava seu fôlego, ou algo assim, dando alguns instantes para o orc e o tigre.

_____________— Ei, orc! Eu distraio o cão e você vê se ele aprecia o sabor daquela pedra ali! — Apontava para a mesma pedra com que Ho acertara o hellhound. A ideia parecia boa, bloquear a mandíbula do animal poderia oferecer uma imensa vantagem para os desafiantes. Com palavras encurtadas pela situação, Hallenor abria mão de seu jantar pela preservação física.

_____________Dando sequência ao plano, avançou bastante na direção da fera e abaixou-se como um tigre puro. Involuntariamente mostrava os dentes pontiagudos, em meio a discretos rugidos.

_____

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Qui Jan 30, 2014 10:46 pm

< Eu não sabia, Adm,! Hheuheu! Tentarei não repetir a gafe>

O ataque fora feito, mas diferentemente do que planejara, o ataque ocorrera no momento em que o cão decidira tomar um pouco de fôlego. Esse breve momento fora o suficiente para que o orc acertasse o golpe com eficácia. Por um instante até pensara que bastava para que, no mínimo, o hellhound caísse inconsciente ao chão, entretanto o fato seguinte o surpreendera sobremaneira. Com a pedrada- combinada com muita técnica, somando a força dos músculos- o cão fora lançado a uma certa distância do orc, o barulho seco e abafado produzido pela queda do oponente dava quase que plena certeza de que alguns ossos do cachorro estavam quebrados. De fato estavam.

O hellhound se levantou com um pouco de dificuldade e exibia sinais claros de que havia quebrado o pescoço. Mas... como ele estava vivo? Ho por um momento sentiu os olhos abrirem mais que o normal, pois estava muito surpreso com o que via. Por um momento até perdera as palavras em seu próprio pensamento. O silêncio fora quebrado pela gargalhada do sub-general e por sua ordem:

HA HA HA! Boa jogada, orc!

O urso parecia se divertir muito, talvez mais do que imaginava que se divertiria... Ho imaginava que ele pudesse estar gostando da ideia de que dois supostos takarianos estivessem lutando entre si e um ainda a fim de entrar no exército de Hilydrus, mas isso seria esclarecido... talvez não fosse o momento certo.
Vou deixar isso mais interessante

Nesse instante o cão fez um estrondoso “crec”... parecia que colocava os ossos no lugar, recuperando-se do baque e da queda. O urso fizera sinal para que o feral que antes, lutava com o javali, entrasse no curral para lutar contra o cão também. Mas... qual seria o propósito disso?!
Entre no cercado. Quem matar o hellhound primeiro terá como recompensa um belo banquete no jantar. Ah, nem preciso dizer que o perdedor vai ficar sem comida, certo?
Ho só queria entrar no exército, mas parecia entrar em uma competição. De fato não queria aquilo. Mas ordens são ordens.

O feral não demorara a entrar no recinto. O hellhound já estava “recuperado” e outra vez rosnando enfurecido. Ho ainda estava ensanguentado, mas não sentia dor que pudesse privá-lo de algum movimento. O segundo hound iria começar. Ho viu o tigre entrando no curral e procurando algo, mas logo sua postura mudou. Fora adequado à situação, ou seja, rápido na apresentação e ágil à batalha. A proveitando o cenário, Ho aproveitou para pensar mais um pouco.

O feral se posicionara para lutar com o hellhound. A intenção era boa e seu plano de ação razoável, mas ele não estava usando a cabeça. Ho deu uns passos para traz do tigre e disse “fique atento”. Esperava que entendesse a indireta que dera, pois como o cão tinha habilidades psiquicas, temia que pudesse dificultar o plano secundário que Ho estaria para formular.

Ho algumas coisas no breve combate que teve contra a fera. Primeiramente percebera( ou se atentara ao fato de que) que o hellhound possuia um periodo não muito longo de fôlego e que necessitava respirar, e também que o hellhound se regenerava, de alguma forma, em regiões do corpo que eram tidas como vitas na maioria dos seres. Então percebera que a forma mais sensata de acabar com aquela luta seria sufocando o cão.

O orc estava com os pensamentos acelerados, mas tentava fazer tudo da forma mais clara e eficaz que poderia deduzir. Foi então que notou uma possível relevância para as correntes que estavam ao chão. Então elaborou o plano: Deixaria o tigre distrair o cão infernal e faria de tudo para alcançar as correntes e pegar o cão pelo pescoço. Esse “plano” parecia cada vez mais louco à medida que pensava, mas o orc o tinha como mais eficaz.

Então assim sucederia: Deixaria o tigre lutar e esperaria o momento certo no qual o cão se afastaria das correntes, então as pegaria e agiria o mais rápido que pudesse a fim de acorrentar o cão e, assim, sufoca-lo. Se não desse certo seguiria o conselho do tigre: acertar o cão com a pedra. Entretanto dessa vez seria no cranio e não iria parar até que não pudesse mais ver a diferença entre a cabeça do hellhound e o chão. Qual fosse o plano seguido, iria colocar toda a técnica e força que tinha.



<Perdão o post ruim.. vai melhorar>

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Qui Fev 06, 2014 3:22 pm

<Haha sem problema, esqueci de avisar, gafe minha =) >

A situação, de fato, ficou mais interessante.

Agora havia um feral tigre e um enorme orc vermelho lutando contra um hellhound, um cão infernal. Saído das entranhas do próprio inferno, o animal parecia não se ferir tão facilmente quanto as criaturas mundanas. A dupla precisaria de algo mais agressivo. Precisariam de uma ferocidade que estava agarrada na garganta de cada um deles.

E ambos podiam liberá-la facilmente.

Não demorou para Darius assumir uma posição agressiva, ficando sobre as quatro patas. Ainda vestia apenas as calças, o que deixava seus movimentos mais livres e o fazia parecer como um tigre puro, mas ainda maior. Isso chamou a atenção do hellhound que, por um momento, ficou confuso. Não sabia se aquilo era um animal ou uma pessoa, era algo novo para o cão, mas seu raciocínio limitado o impediu de indagar por muito tempo qual seria a decisão correta a seguir. A única decisão que teria no momento era atacar a nova ameaça.

O hellhound foi muito mais rápido do que Ho. Em questão de algumas piscadas o animal batia de frente com Darius, se atracando contra o tigre. Se arranhavam, se mordiam e as garras de Darius, por serem felinas e retráteis, rasgavam a carne do hellhound com uma facilidade revigorante, fazendo-o se sentir um verdadeiro predador. Mas aonde as garras do tigre venciam as mandíbulas do hellhound reinavam. Enquanto o orc corria em direção às correntes o cão cravou suas presas profundamente no ombro esquerdo de Darius. Pôde sentir os ossos sendo perfurados, o sangue sendo jorrado. Aquele ser do inferno ignorava as tentativas do tigre de tirá-lo dali: Darius arranhava-lhe as costas tão profundamente que também lhe cortava seus ossos! E ainda assim não conseguia se livrar daquela mordida que prensava feito uma morsa, cada vez mais forte.

Com um puxão das correntes, Ho libertou Darius daquele abraço mortal, fazendo o hellhound soltar-se com um sonoro "RASG", resultado de seus dentes rasgarem o que sobrou do ombro do tigre. A distração, mesmo a um alto custo, havia funcionado: Ho teve tempo de agarrar as grossas correntes que prendiam o hellhound e usá-las contra ele mesmo. Os elos envolveram o pescoço que uma vez se partira de forma que Ho só precisasse puxar uma das extremidades da corrente para sufocá-lo — a outra extremidade continuava firmemente presa ao centro da arena.

Ho usou mais agressividade do que pretendia.

Como orc, o sangue e a batalha faziam seus instintos sufocarem sua mente. Pensava em matar, destruir, acabar com aquele ser desgraçado que o feriu e o desafiou. Sua força era muito maior do que aquele cão demoníaco. Um rugido ecoou da garganta de Ho enquanto ele puxava a grossa corrente, o hellhound não mais conseguindo grunhir ou gritar enquanto sua garganta era esmagada. Os elos eram aos poucos cobertos pela carne de tanto que eram apertados, o sangue escorria de forma dura e tremida, o som do metal rangendo era ouvido de longe enquanto o animal debatia-se debilmente em busca de ar. Até que, com um puxão definitivo, a cabeça fora arrancada de forma brutal.

Tudo que restava do hellhound agora era uma carcaça fumegante. A carne destruída do pescoço jorrou sangue ao ar por alguns momentos antes do coração parar de bombear sangue ao corpo agora moribundo. A cabeça caiu inerte, sua boca continuava aberta com o sangue de Darius e sua língua pendia frouxa. Aos poucos a pele do hellhound foi escurecendo, era como assistir a uma árvore secando.

— Ótimo! — Falou Woodlance, parecendo empolgado, ficando em pé. — Provou seu valor, orc. Mas apenas em batalha. O resto virá amanhã e você vai poder aproveitar um belo banquete! Quanto à cabeça do hellhound, não se preocupe, farei um belo presente para você. Você, tigre, também foi homem suficiente para aguentar em pé e continuar lutando. Você merece pelo menos uma ração por hoje. Amanhã o teste de vocês continua.

Se aquilo era um teste, os que sucediam nele deveriam ser de fato grandes guerreiros. E ali haviam dois em potencial, ninguém poderia negar.

---------------------------

Um tanto distante do centro de treinamento havia uma clareira repleta de barracas, eram os acampamentos dos recrutas. Ali haviam várias grandes fogueiras e em torno de cada uma delas vários soldados e oficiais saciavam sua fome e sede. Em uma delas estava Ho e Darius, ambos devidamente medicados. O tigre ainda precisaria de um dia para curar seu ombro esquerdo, ainda pesadamente coberto por bandagens ensanguentadas, mas a magia dos curadores reais era impressionante.

Woodlance comia uma enorme coxa do javali abatido por Darius.

— Carne mais suculenta, impossível! — Comentou. Ho também comia do javali, podendo saciar-se à vontade. O animal abatido era grande suficiente para alimentar pelo menos três orcs adultos. Visto que Woodlance parecia valer por dois, era perfeito. O orc concordava que a carne era extremamente suculenta, sentia também o sabor da adrenalina do animal na hora de sua morte. Aquilo podia ser veneno para humanos, mas era delicioso para o orc.

Darius sentiu seu estômago roncar. Havia comido um prato de ração, mas aquilo estava longe de saciar sua fome. Havia perdido a disputa e, por isso, teria de se contentar em salivar enquanto via o enorme javali assando lentamente ao fogo. Lambeu os beiços algumas vezes, mas Woodlance não parecia sentir qualquer tipo de compaixão. Era assim que um oficial do exército deveria agir.

— Amanhã vocês vestirão armaduras e partirão em uma missão. Este será o teste final. Basta escoltar um carregamento de ouro até Paramet e estará tudo bem. Voltem sãos e salvos para serem oficialmente soldados de Hilydrus. Fui claro? Depois de comer, podem dormir. Acordarão amanhã bem cedo.

A dupla mal sabia o que os aguardava nessa jornada...

<Ambos receberam 400 pontos de experiência, mais 150 pontos de bônus de narração. Parabéns!>
<As barracas não são separadas, há uma maior aonde vocês e mais 5 soldados dividem espaço. Vocês dormirão em colchões ao chão, o que não é muito confortável para Ho visto que era feito para humanos. Darius, no entanto, sentiu-se muito confortável>
<Podem narrar toda sua interação com o acontecido. Darei liberdade para conversarem entre si caso queiram e, quando terminarem, basta me enviar uma PM para continuarmos a aventura>

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Qui Fev 06, 2014 9:44 pm


FIM DO DIA


_____
_____________Já não bastavam os testes? Privar o feral de uma alimentação digna após uma atuação daquela era uma atitude de se questionar. Mentalmente Darius misturava a fome com o pensamento analítico sobre a frieza do general. O orc também saboreava aquela delícia, ao lado do feral! “Mas EU matei aquele javali!”. O pensamento de Darius inegavelmente revelava seus instintos primordiais de defender sua propriedade, e aquele javali era sua caça outrora abatida. “Ração! Inacreditável...”. A cada bocada dos dois, era como uma mordida no coração do tigre. Pois bem, era uma situação impassível de interferência... Engolindo a saliva, tentou deixar de lado.

_____________Ajudando, Woodlance começou a falar. Informou sobre um último teste, a ser realizado no dia seguinte. Trata-se de fazer a escolta de um carregamento de ouro até Paramet. Pelo menos agora era uma missão de verdade! Armados e armadurados, agindo em conjunto: para isso Darius havia se alistado!

_____________Finalizando o “banquete”, Hallenor dirigiu-se imediatamente para a barraca. Lá, tomou um colchão do canto direito e se deitou de costas para a lona da barraca, especialmente devido ao ombro machucado. Mais uma vez sentia o leve formigamento provocado pela magia dos curandeiros, e jurava que podia sentir também sua carne se recosturando, por assim dizer.

_____________O orc também estava ali. O tigre puxou conversa apresentando-se, e acabou por conversar pouco, estava exausto. Sem muitos aprofundamentos, apenas parceiros de missão.

_____________— Sou Darius Hallenor, de Hirt, muito prazer. Aquele foi um belo golpe, na arena.

_____

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Sex Fev 07, 2014 5:43 pm

A segunda parte da batalha fora rápida, bela e cheia de sangue. Mal se passaram os segundos e o cão infernal já lutava contra o tigre, assim montando a distração da qual o orc precisava. O cão infernal estava tão enfurecido que parecera perder Ho de seus planos, avançando contra o feral com todas as suas forças. Com tudo aquilo, Ho apressou-se e agarrou as correntes que prendiam o hellhound, conforme havia planejado, mas o que não esperava era que fosse tão brutal. Ao agarrar as correntes, tirou o cão de cima do tigre e começou a apertar com cada vez mais força, esganando, assim, o adversário.

O tempo passava rápido, mas para os lutadores parecia não ter fim. Ho colocava seu plano com todo o vigor. Sentia a adrenalina percorrer suas veias e seus caninos aparecendo. Sentia a ferocidade. Todos esses fatores contribuíram para que o cão fosse degolado. Aquele cenário marcava a vitória.

Ótimo! Provou seu valor, orc. Mas apenas em batalha. O resto virá amanhã e você vai poder aproveitar um belo banquete! Quanto à cabeça do hellhound, não se preocupe, farei um belo presente para você. Você, tigre, também foi homem suficiente para aguentar em pé e continuar lutando. Você merece pelo menos uma ração por hoje. Amanhã o teste de vocês continua.

A frieza do sub general espantava. Talvez aquela luta não fosse algo tão surpreendente quanto imaginava ou talvez o urso já estivesse acostumado com aquele tipo de situação. Ideias tais quais essas sondavam a mente do orc, porém nada disso o preocupava. Só desejava que fosse aprovado, mas “continuava”. Mesmo querendo que aquilo já tivesse terminado, sentia um grande alívio, pois havia passado no primeiro estágio e alegrava-se ao saber que passar no exército de Hilydrus era mais difícil do que falavam nas ruelas de Tákaras. Sentia até que poderia sim ter um excelente treinamento naquele lugar.

Ho saiu do curral- sempre com um soldado à espreita- e foi se limpar. Não era preciso muito esforço, nem de algum curandeiro, pois suas feridas já haviam curado por conta de sua habilidade, porém aceitou a ajuda que lhe fora oferecida. Limpou o sangue e lembrou dos detalhes da batalha. Logo em seguida o soldado levara Ho ao lugar do “banquete”. Teve até mesmo a honra de comer junto ao sub-general e ao tigre.

Ho teve o privilégio de comer do javali que fora abatido pelo tigre e lembrou dos tempos que andava com seu mestre. Fora um momento bom, mas sem muita conversa. Todos comiam, mas o tigre notoriamente estava insatisfeito. Ho até pensara em oferecer um pedaço da refeição, mas como não sabia das “regras”, decidira não oferecer naquele momento.

Ho estava bem. A comida estava excelente, não só pela carne muito saborosa, mas também pelo tempero. Quem havia preparado com certeza era muito habilidoso.
Amanhã vocês vestirão armaduras e partirão em uma missão. Este será o teste final. Basta escoltar um carregamento de ouro até Paramet e estará tudo bem. Voltem sãos e salvos para serem oficialmente soldados de Hilydrus. Fui claro? Depois de comer, podem dormir. Acordarão amanhã bem cedo.
A missão estava dada, mas aquele momento não era de pensar, Ho só tinha de recuperar a força e dormir. Parecia fácil, mas não iria, em momento algum, relaxar. Iria encarar como se os maiores desafios pudessem acontecer.

Logo após as palavras do urso, o orc decidiu se retirar para descansar a fim de maximizar o tempo. Foi à barraca na qual passaria a noite. Lá o tigre começou a puxar assunto
Sou Darius Hallenor, de Hirt, muito prazer. Aquele foi um belo golpe, na arena.
Parecia amistoso, então retribuiu de igual forma, dizendo “Olá, sou Ho. Prazer também!”. Pensou em citar o sabor da carne, mas sabia que aquilo iria fazê-lo sentir-se mal, então agradeceu: “Obrigado pela ajuda contra o cão. Você lutou muito bem! Aprendeu a lutar em Hirt?”.

Estava querendo dormir, mas iria continuar a conversar se a conversa fluísse.

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Ter Fev 11, 2014 2:48 pm

<Gostaria de testar um sistema simples de conversa. Quando há um diálogo paralelo e pessoal, será permitido postagens de apenas algumas linhas, podendo ser apenas as falas do personagem e ações simples. Esse tipo de postagem é chamada de Conversa Direta e não irá afetar negativamente seu bônus de narração. Esse tipo de sistema visa deixar as conversas mais dinâmicas quando necessário. Em uma Conversa Direta o turno termina apenas quando o GM determinar ou quando a conversa acabar.>

<Turno livre para Conversa Direta>

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1001
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Ter Fev 11, 2014 9:57 pm


_____
_____________— Sim, na verdade cresci num lugar onde era mais questão de sobrevivência. O treino propriamente dito me foi oferecido por um soldado deste exército... Mas nunca abandonei meus impulsos naturais de combate — Risos. — Nem quero!
_____





.

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Qua Fev 12, 2014 9:00 pm

Risos baixos, porém notoriamente sarcásticos eram emitidos pelo orc. "Bem, você quem sabe. Acho melhor descansarmos para sermos aprovados na última etapa do teste!

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Qua Fev 12, 2014 9:55 pm


_____
_____________— Com toda certeza. — Ajeitando-se, preparou-se para dormir. O dia seguinte era de grande importância para o carregamento, e também para aqueles dois. Darius recordava o dia... Exaustante, sem dúvidas.
_____





.

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum