Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Treinamento de Soldados e Cavalaria

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Ter Fev 05, 2013 2:17 am


O Centro de Treinamento do Exército Real é um dos mais fabulosos locais de todo o reino e poucas são as pessoas que tem acesso a esse magnífico ambiente. O lugar abrande uma área enorme com diversos compartimentos para os mais diversificados treinos, sejam eles de Infantaria, cavalaria terrestre e alada, etc. Logo na entrada existe uma espécie de bancada longa feita com uma madeira polida e brilhante. Nela fica um soldado que lhe fará algumas perguntas e lhe direcionará para a área mais adequada dentro do Centro de Treinamento.  

A bandeira do reino é espalhada por todos os cantos, deixando o símbolo de Hilydrus imponente e marcado. O Centro é dividido em várias partes distintas. Existem áreas de treinamento de infantaria que simulam ambientes variados como pântanos, areia e terra árida onde os soldados aprendem a se movimentar em diferentes terrenos. Áreas para prática de combate, onde vários pequenos ringues são disponibilizados para treinar e aprender lutas corpo-a-corpo seja com espadas, lanças, machados ou até mesmo os punhos. Outra divisa é exclusiva para prática de projéteis, sejam eles arco-e-flecha ou balistas pesadas, sendo assim a área de maior comprimento do Centro. Não perdendo muito em tamanho está a área de Cavalaria, onde soldados podem subir de patamar e tornar-se cavaleiros. Um estábulo garante boas estadias aos cavalos e todos são bem treinados, mas tornar-se um cavaleiro é mais trabalhoso do que parece, exigindo muito do soldado. Mais distante disso tudo é a área de acampamento e descanso onde os soldados armam suas barracas em formato militar e passam a noite.

Sem dúvida o Centro de Treinamento Real do Exército de Hilydrus é um dos maiores e melhores centros equipados que a cidade possui e não é incomum a chegada de soldados para se aperfeiçoar mais em suas técnicas. Os treinamentos são rígidos e dirigidos pelo General Firewalk, um homem elegante que chegou a posto recentemente e tem um semblante sério e compenetrado. É bem direto quando quer algo, já um sorriso em sua face só nasce pelo desdém que tem de certas pessoas. Possui uma espada longa na bainha e muitos dizem que aquilo é o suficiente para ele vencer mais de cem Takarianos sozinho.  Caso você tenha o mínimo de perseverança, será bem vindo neste local.

A cerca de um ano o salário de um soldado triplicou, o que garantiu maior número de inscrições e também de soldados reais. O treinamento, porém, é pesado e requer um empenho acentuado para suceder. De início recebe-se um salário bruto de 1000 moedas de ouro por semana para um soldado raso, e isso tende apenas a melhorar com o tempo, dependendo unicamente de seu esforço e empenho.


Última edição por ADM GabZ em Sab Jul 15, 2017 6:50 pm, editado 1 vez(es)
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1084
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

Mensagem por Hel Thanos em Dom Mar 17, 2013 7:18 pm

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

➨ ALMIGHTY MEGALOKK - PAPO PACÍFICO COM A GUARDA - 08:28 a.m


Ah! Uma gloriosa manhã em Hilydrus! Inspirei e olhei para o céu. O sol não estava tão quente, as pessoas caminhavam serpenteando pela rua, com feições distorcidas de felicidade. Estavam tão felizes em me ver, que corriam com as mãos para cima, como se estivessem histéricas, em algum ritual teológico... Para uma entidade que gostasse disso. Olhei para meus pés. Tinha percebido que já não sentia terra batida há algum tempo. Eu estava agora pisando em ladrilhos feitos de rocha. E as casas a minha frente pareciam cada vez maiores e mais amontoadas, como se aqueles pobres vermes quisessem viver em pilhas de carne.

Carne. Bem que senti o cheiro. Vinha de uma grande construção, cercada de pessoas delirantes, e de humanos mais musculosos. A tão conhecida “Taverna”. O cheiro de carne assada se misturava ao de álcool, deixando-me a relembrar boas refeições. Minha última refeição foi um javali. Parte dele inclusive ainda está nas minhas costas, para comer depois. Caça não deve ser deixada na floresta. Deve ser totalmente consumida. Por que senão é uma falta de respeito para com a Floresta.

Meus passos podem ser ouvidos a quilômetros de distância. As pessoas estão se reduzindo em tamanho e... Lá estão! Os guerreiros desta tribo! Todos adornados em metais brilhosos, com armas igualmente polidas. Assim como tudo nesta cidade, também vêm amontoados, como se números fossem fazer diferença. Às vezes fazem, às vezes não. Mas nestas ruas estreitas, certamente que um perigo maior poderia acabar com um de cada vez. Não eu, saí dessa vida. Estou aqui para aprender, pacificamente. Tanto que estou desarmado. De armas. Não. Naturais.

Levantei minhas mãos, num gesto de rendição. Minhas garras geraram uma reação um pouco diferente do esperado. Minha cauda começou a se debater nas paredes, pois eu também estava agitado. Não sabia que pedir uma informação a estes humanos enlatados seria tão complicado. Toda essa raça parecia complicada. Comecei a falar. Minha voz é um pouco alta, então tive de regulá-la, na forma de um grito estridente. Mas, depois, se tornou melodiosa, assim como um gato afiando suas garras no gesso.

-Estou aqui para me alistar no exército de Hilydrus. – A reação era de dúvida. Uma mistura de pavor e alegria. Espremiam os olhos e olhavam uns para os outros com as mãos nas bocas, tampando-as. Uma emoção muito estranha aquela, mas nenhuma resposta. Humanos são meio burros mesmo. Então resolvi repetir, num ritmo mais lento e quebrado.

-Local de entrada. Exército. Onde fica? Guiem-me.
OFF: Começando o dia com um papinho amistoso com a guarda da cidade. Espero ter começado no local certo.

_________________

➨ ADRAIN MEGALOKK - [CLIQUE AQUI]

MO: Zero
Força: 04 [E] | Energia: 01 [F] | Agilidade: 01 [F] | Destreza: 04 [E] | Vigor: 06 [E]
avatar
Hel Thanos

Mensagens : 120
Idade : 29
Localização : Florestas e Vilas Rurais.

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 02
Raça: Feral

Ver perfil do usuário http://s210.beta.photobucket.com/user/Yokko-ART/library/

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Amanhecer da Máscara

Mensagem por Eilanzer em Seg Mar 18, 2013 3:44 am

Haar fazia sua inspeção corriqueira a algumas das tropas do exército de Hilydrus e tal ação já havia se tornado parte de seu dia-a-dia sobre a máscara de "Capitão Eilanzer". Enquanto uma guerra ou ordem superior não fosse repassada, seu dia era constituído de longas caminhadas e conversas discretamente supérfluas com os nobres asquerosos do reino.
Um longo ano de calma havia se passado, calma que fora necessária para construir sua imagem e reputação, mas que já testavam o limite de paciência e auto-controle do ex-mercenário demoníaco.


"Já está na hora do cavaleiro bastardo me repassar um alvo, do contrário eu mesmo tomarei a iniciativa de implodir esse reino...Talvez uma aliança com outras lideranças militares gananciosas...Ou mesmo algumas boas palavras de incitação com as guildas ladinas deste reino. Por hora aguardar as ordens de Balmung me parece vantajoso, mas a partir do momento que as peças forem devidamente colocadas em movimento...Nada...Nem mesmo aquele cavaleiro poderá deter meus planos."

Eilanzer entrava agora na direção da praça de treinamento do exército, o calor não estava insuportável, mas suas vestes militares em tons escuros não ajudavam em nada para amenizar seu desagradável desconforto. Como era de praxe o local estava tomado por todo o tipo de atividade, dos treinamentos mais ortodoxos até mesmo a aparição de uma criatura abissal levantando os braços e tentando comunicar-se com os soldados de guarda (criatura essa que lhe fazia recordar as aberrações de Takaras). O capitão passava sem desviar o olho para aquela situação, não tinha a menor vontade de envolver-se no meio daquilo que parecia complicado demais pra sua paciência que já estava no fim, juntamente com seus dedos que tremiam por alguma ação em combate...Em fato não seria nada complicado degolar aquela criatura e colocar a culpa em defesa do bem e da ordem para liberar o estresse acumulado, mas fazer isso poderia abrir alguns olhos fechados da capital para sua presença e ser discreto agora era imperativo para planos futuros.

Continuava sua inspeção pelas instalações, cumprimentando com frieza outros militares e vistoriando de perto o treinamento com lança dos soldados recém admitidos no exército. Sua atenção por um segundo era roubada por uma jovem que passava longe do local, mas que por mais distante fosse...Seus cabelos vermelhos prendiam por completo todos seus sentidos, seguidos por uma dor profunda em seu olho direito e um longo filme percorrendo sua memória. O guerreiro colocava a mão direita sobre o tapa olho, mas não alterava sua face mesmo em meio as lembranças.


"...Jill...A quanto tempo será que sua face não me vem a mente?... Me pergunto se talvez esteja começando a esquecer sua face...Não importa...Ao menos você sempre estará ao meu lado...Sim um dia sua alma voltará a ter carne nesse mundo, nem que todo esse continente venha a queimar como tributo a você!"

_________________
Spoiler:




Força:4(E) - Energia:1(F) - Agilidade:3(F) - Destreza:4(E) - Vigor:4(E)
(MO:0) Nome: Haar (Nome real) / Eilanzer (Persona de Capitão da Guarda)
avatar
Eilanzer

Mensagens : 15

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 2
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por GM Zato em Seg Mar 18, 2013 5:11 pm

@Hel
A passagem por Hilydrus não foi nada confortante, ao menos não para os cidadãos da capital. Adrian era um feral grande e forte, colocava medo e tinha uma aparência considerada “bizarra” pela grande maioria dos que o rodeavam, o que naquelas terras era motivo para alarme e muito preconceito por parte dos habitantes. Não que o réptil fosse mal, as pessoas porém, sofreram muito com ataques de criaturas de aparência incomum vindo de Takaras. Já ele, não deixava aparente ter algum conhecimento sobre tais fatos...

Após algum tempo, sem entender direito o que ocorria, soldados se aproximaram dele. Eram muitos, todos montados em cavalos e exibindo suas brilhantes armaduras e armas, e o cercaram. Adrain porém não viu muito problema naquilo, continuou bem humorado. Os homens não entenderam ao certo o que se passava, tal fenômeno era visível na expressão de cada um. Um deles, aquele que usava a armadura mais brilhante e carregava uma espada enorme na cintura se aproximou mais, ficou alguns instantes encarando o crocodilo ouvindo o que ele falava. E quando o feral terminou de falar o homem puxou as rédeas empinando seu cavalo.

Megalok era grande, porém ainda sim o movimento do outro animal lhe assustou o suficiente para fazer ele andar para trás. Deu dois passos e nesse exato momento um outro soldado chutou a barriga de seu cavalo com os calcanhares, fazendo o equino se mover e ficar na diagonal do feral. O Soldado estendeu sua lança logo atrás da pata de Adrain provocando um tropeço e queda. As pessoas agora chegavam mais perto para ver o que ocorria.

O crocodilo quase chegou ao seu destino sem problemas, estava praticamente nos portões do exército, questão de mais algumas centenas de passos, e acabou sendo o exército que foi até ele. Do chão ele pôde contar, eram 10 homens no total, e o maior dele se pôs a falar. Não tinha um tom nada amigável, e nem parecia fazer questão de agradar quem estivesse a sua volta.

-Então, quer dizer que não bastando Takaras agora ainda tenho que lidar com lagartixas gigantes?- As palavras eram pronunciadas de forma sínica e ainda pareciam conter certo desdém . –Diga logo o que quer, mas diga ai do chão. Não me dê o trabalho de te derrubar novamente-

@Elianzer
O exército, não era muito diferente daquilo que todos têm em mente. De manhã cedo os soldados e recrutas já treinavam sem descanso. O suor no rosto de cada um, urros de vitória e gritos de dor compunham a sonorização do ambiente, assim como respirações ofegantes de alguns soldados que corriam o perímetro do local para aquecer. A grande maioria treinava com espadas, lanças e armaduras, outros porém se golpeavam livremente sem equipamentos nem acessórios.

Haar andava com calma, refletindo sobre seu passado e presente, não precisava seguir a rotina dos outros soldados, já que ninguém presente ali tinha autoridade sobre ele. Mesmo assim parecia não gostar nem um pouco do local onde ele era forçado a trabalhar, o que o deixava mais ranzinza e estressado do que já naturalmente era. Seu mau humor era rotineiro e o tédio era constante, isso ficou claro para seus subordinados em seus primeiros dias como capitão. A verdade é que subiu muito rapidamente de cargo sem ter que fazer grande esforço. Algo que ficou ligeiramente mal explicado e criou uma certa suspeita no general.

-Senhor Elianzer!-

Uma voz rompeu seus pensamentos. Era um pequeno soldado vestido de branco com um elmo que lhe ficava muito folgado na cabeça. O rapaz vinha correndo desesperado em sua direção. Derek era um recruta esforçado e Haar sabia disso, mas não que tal fato lhe agradasse. O garoto era fraco, baixo, desajeitado e o pior de tudo, viva contente. Ele, provavelmente, era um dos únicos soldados de Lodoss que ainda acreditava em seu rei e trabalhava lá por orgulho, provavelmente esqueceram de demití-lo quando fizeram uma grande reforma no exército a um ano.

-Senhor Elianzer!- Repetiu ao chegar mais perto, em seguida batendo continência e tentando arrumar seu elmo. –O general recebeu informações de que Hilydrus estava sobre ataque!- O garoto falava ofegante, com pressa, por vezes gaguejando e se enrolando com a palavras. –Ele saiu, mas quer que você se prepare caso ele volte trazendo algum prisioneiro. Disse que você será o responsável por cuidar deles!-

_________________

Sanity can be the toll - Leading to the core of your soul...
avatar
GM Zato

Pontos de Medalhas : 1000
Mensagens : 280
Idade : 24

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 20
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Eilanzer em Seg Mar 18, 2013 6:28 pm

-Senhor Elianzer!

Virava o rosto para ver quem lhe chamava e já analisava o fardamento e postura do jovem franzino tentando encontrar algum defeito.

"Humm...Sim me lembro desse pequeno verme...É do tipo que tal qual um cão, abana o rabo ao ser bajulado e nunca morde a mão do dono...Não suporto esse tipo, mas eles são úteis se bem utilizados...Mas o que diabos ele..."

Antes que terminasse de encontrar algum defeito ou mesmo encerrasse seu pensamento, o jovem lhe interrompia falando sem parar, mal respirando e gaguejando de tão tenso...

-Senhor Elianzer!-
-O general recebeu informações de que Hilydrus estava sobre ataque!
-Ele saiu, mas quer que você se prepare caso ele volte trazendo algum prisioneiro. Disse que você será o responsável por cuidar deles!-

Eilanzer respondia a continência e não mais prestava atenção ao garoto ali parado, era sua oportunidade de voltar a ação e quebrar o longo período de tédio que já se acumulavam em músculos e mente. Voltava então sua atenção ao jovem, finalmente lembrava de sua presença ainda no local e encarando-o atentamente.

- Soldado se não tiver mais nada a acrescentar sobre a mensagem, pode-se retirar e voltar a suas obrigações.

O capitão então começava os preparativos para a esperada "visita" importante que poderia lhe render alguma diversão. Primeiro dirigia-se ao primeiro batalhão, para informar aos soldados que ficassem de sobreaviso e devidamente armados na entrada do campo de treinamento aguardando novas ordens...E em sequencia dirigia-se a masmorra para informar aos carcereiros a possível chegada de um prisioneiro importante.
Eilanzer acreditava que as ordens não deveriam ser confiadas a terceiros e deveriam ser passadas pessoalmente, tal qual um treinador se faz respeitar por meio de interação com o cão. Fazia agora o caminho de volta, para juntar-se e comandar o grupamento que esperava o prisioneiro ou o próprio ataque batendo as portas do castelo de Hilydrus.

"..."informações de que Hilydrus está sobre ataque"...Hummm...Interessante...Fronteira?!...Rebelião civil?!...Realmente interessante...Tantas oportunidades... . . .Melhor ter maior cautela nesse momento, a mensagem foi vaga demais e aquele jovem em meio ao nervosismo pode ter omitido detalhes cruciais..."

Eilanzer olhava ao redor da praça de treinamento, logo na entrada da guarda e analisava com cautela as defesas do perímetro e como ele mesmo poderia aproveitar-se para invadir e causar um inferno no local.
Dirigia então ao batalhão de cavalaria e falava diretamente com o superior responsável.:
- Requisito em meu nome quatro cavaleiros montados em grifos, para que efetuem uma ronda aérea pelo perímetro do quartel até que outra ordem diferente seja repassada pela minha pessoa. Um mensageiro me entregou essa manhã a informação que o general está voltando de campanha, com um prisioneiro ou mesmo um ataque batendo a nossa porta e portanto o apoio de seu renomado batalhão faz-se necessário.

"Espero que com esses elogios esse cão trabalhe em meu favor e sem erros estúpidos..."

O capitão não perdia tempo e já colocava os melhores arqueiros do batalhão nas muralhas do quartel, fazendo questão de ser um dos primeiros a enxergar por cima da muralha o que estivesse vindo, independente do que fosse...Desde um único prisioneiro até uma turba armada.

_________________
Spoiler:




Força:4(E) - Energia:1(F) - Agilidade:3(F) - Destreza:4(E) - Vigor:4(E)
(MO:0) Nome: Haar (Nome real) / Eilanzer (Persona de Capitão da Guarda)
avatar
Eilanzer

Mensagens : 15

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 2
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Hel Thanos em Seg Mar 18, 2013 8:03 pm

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

➨ ALMIGHTY MEGALOKK - PAPO PACÍFICO COM A GUARDA - 08:33 a.m


Ah! O cavalo me assustou. Certamente... Que não. Mas tive de recuar do mesmo jeito. Imagino que devorar um desses animais seja algum crime hediondo nesta cidade. Mas tudo aqui é estranho. Humanos montam em cima de comida, e se encorajam em pequenos grupos. Aquele humano que tentou me derrubar com o cavalo, e conseguiu... A este respeito como um oponente válido. Ao outro que me golpeou com um chute (golpe este que mal senti dada minhas escamas e minha pele espessa), apenas o observei nos olhos. A típica encarada antes de esmagar o crânio do sujeito com minhas mandíbulas, fazendo seus olhos saltarem de suas órbitas. Tentador... Mas não. Pelo menos olhar diretamente nos meus olhos retirou aquele sorriso cínico daquele pobre enlatado que iria morrer “acidentalmente MAIS CEDO”, dependendo exclusivamente de mim.

Ainda fico imaginando como caí. Uma lição bem aprendida, com certeza. Minha cauda me garante um equilíbrio quase perfeito na maioria das situações. Mas depois de algum tempo percebi que como aquela rua era estreita demais, isto deve ter ocasionado minha queda. Não gosto de cair. Isto me obriga a olhar para cima, e ver quão feios é as outras raças. Dá-me vontade de esmaga-los. Mas, por este momento, engoli minha raiva, e recolhendo o meu javali, que caíra no chão, voltei a falar, enquanto me reergo. Mas é óbvio que não vou ficar no chão.

–Diga logo o que quer, mas diga ai do chão. Não me dê o trabalho de te derrubar novamente.

-Crocodilo. Não é lagartixa. E eu vim de uma região ainda mais longínqua que Takaras. Mas, esta queda foi uma lição bem aprendida. Obrigado. Não irá se repetir. Agora me deixe passar. Quero entrar neste exército.

Tentei caminhar alguns passos entre o amontoado de enlatados. Dez. Não durariam uma semana nas Ilhas do Sul. Abrindo caminho com o corpo, tentei passar com o javali nas costas.

-Entenderei se vocês não abrirem caminho. Afinal, é comum soldadinhos medrosos não quererem ficar de igual para igual com uma “lagartixa” como eu. Provem-me errado, deixando-me passar, ou provem-me certo, perdendo a pouca honra que possuem.

Vermes patéticos. Pra mim é uma situação Ganha/Ganha.
OFF: Continuando meu debate amistoso.

_________________

➨ ADRAIN MEGALOKK - [CLIQUE AQUI]

MO: Zero
Força: 04 [E] | Energia: 01 [F] | Agilidade: 01 [F] | Destreza: 04 [E] | Vigor: 06 [E]
avatar
Hel Thanos

Mensagens : 120
Idade : 29
Localização : Florestas e Vilas Rurais.

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 02
Raça: Feral

Ver perfil do usuário http://s210.beta.photobucket.com/user/Yokko-ART/library/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por GM Zato em Qua Mar 20, 2013 9:10 pm

@Hel
O homem a quem Adrain tinha se dirigido alargava seu sorriso a cada palavra que o crocodilo falava e no momento em que escutou o feral dizer que queria entrar no exército não aguentou. Colocou a mão no rosto e gargalhou daquilo. Definitivamente era algo que não se via todos os dias. Répteis naquele exército geralmente eram os dragões, e esses eram sempre usados de montaria. Agora pensar na hipótese de um crocodilo gigante guerreiro? Bom, isso realmente era divertido. Balançou a cabeça negativamente e se pôs a falar.

-Ainda tenho que aturar isso. Um cidadão me reporta que um monstro de Takaras atacava a cidade e quando vejo era apenas um jacaré, agora o próprio jacaré diz querer entrar no MEU, exército?-


A palavra "meu" veio coberta de ênfase e foi cuspida com muito gosto da boca do oficial. Estava claro que aquele homem continuava errando a espécie de Megalokk propositalmente, não fazia nenhuma questão de mostrar respeito pela criatura e essa se demonstrava corajosa o suficiente para enfrentar qualquer homem ali, ainda assim, também se mostrava um tanto prepotente. O homem voltou a falar.

-Tudo bem, você venceu, não me darei o trabalho surrar. Depois eu acabo saindo com algum arranhão na armadura. Não seria legal, não é? Ela foi polida ontem...- Fez uma pequena pausa e olhou para o lado pensativo. -Me chame de General Firewalk, farei um pequeno teste com você, e se você passar decidirei se vou deixar você entrar como soldado ou montaria.- Novamente o mesmo tom sínico e sarcástico

Firewalk sinalizou para que seus homens dessem meia volta e fossem direto para o exército, assim todos tocaram seus animais e partiram em direção ao centro de treinamento, menos o próprio general. Este ficou encarando a fera por um curto período de tempo e virando a cabeça para o lado indicou a direção do exército. Esperou o crocodilo se mover e foi cavalgando ao lado dele.

@Elianzer
Haar preparou todas as unidades da forma que ele desejava. Estava pronto para um ataque e causar o caos naquele exército se tivesse alguma chance. Um ataque seria uma ótima oportunidade tanto para ajudar a enfraquecer as forças do exército quanto para se destacar e subir ainda mais de posto e moral. Ele podia ver claramente que tinha dois caminhos a seguir se tivesse a sorte da informação ser verdadeira.

Alguns longo minutos se passaram sem que ele pudessem ter a confirmação da noticia. Foi então que finalmente pode ver as tropas de Firewalk que haviam partido mais cedo. Voltavam sem sangue nem suor, suas armaduras ainda brilhavam e traziam armas todas embainhadas. Não pareciam nem um pouco decepcionados, como se tivessem perdido um membro, nem acelerados pela frenesi de uma batalha, a questão era clara, nada havia ocorrido. Uma informação falsa, era óbvio. Porém, o general ainda não se encontrava entre eles.

Após mais alguns minutos Haar pôde ver o seu superior entrar no exército. Ele não se dava bem com Firewalk. Aquele homem sempre foi duro e desconfiou do "Capitão Elianzer". Porém não havia muito o que fazer quanto a seu desgosto. O homem era forte, muito mais forte do que qualquer soldado naquele exército e provavelmente um dos espadachins mais poderosos de toda Hilydrus. Não era atoa o posto que tinha. Foi então que Haar percebeu, o general não vinha sozinho, vinha montado, se movendo bem devagar, e ao seu lado um crocodilo bípede gigante. Talvez a informação tivesse sido correta.

@ALL
Os olhares de Haar e Adrain se colidiram assim que o crocodilo pisou dentro do campo de treinamento, cruzando assim os portões de acesso ao exército real. Firewalk estava ao lado do feral e abriu um largo sorriso ao ver que o capitão Elianzer tinha realmente preparado as tropas para um combate, mas ficou ainda mais feliz pelo fato de ter decepcionado o homem como ele se decepcionou.

O general andou com o crocodilo até ficar a mais ou menos um metro do capitão e colocou a mão em seu ombro. Haar já podia ter certeza de que algo sínico, provocador e nada agradável sairia da boca daquele homem. Suas teorias seriam tomadas por certas assim que o general se pôs a falar.

-Ora pois! Não é que nosso esforçado e competente capitão conseguiu repassar bem as ordens a todos vocês- Riu -Palmas para ele pessoal-

Falou alto, alto suficiente para todos a sua volta ouvirem, Mas o máximo que alguns soldados se atreveram a fazer foi rir. Ninguém naquele lugar parecia ter uma relação boa, e foi quando Adrain percebeu o que acontecia. Todos ali eram como ele, mercenários, talvez até fossem piores, muitos eram desnaturados. Cada um daqueles homens estava ali por dinheiro e força, o poder movimentava aquelas criaturas, não era sua honra ou obrigação para com o reino, era poder...

-Temos visita, o bichinho aqui vai entrar para o exército, o que acha de eu te encarregar do teste dele?-

_________________

Sanity can be the toll - Leading to the core of your soul...
avatar
GM Zato

Pontos de Medalhas : 1000
Mensagens : 280
Idade : 24

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 20
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Culhões de Fogo.

Mensagem por Hel Thanos em Qua Mar 20, 2013 9:49 pm

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

➨ ALMIGHTY MEGALOKK - PAPO PACÍFICO COM A GUARDA - 08:40 a.m


MEU Exército? Meus ouvidos estavam começando a ouvir coisas loucas. Mas, a razão, ou simplesmente a vontade de não sentir mais tédio invadiu aquele grupo de enlatados, e isso me comoveu. O homem alto lançou algum tipo de teste. E, maior que a raiva crescente dentro do mim, era a vontade de fazer mais um humano infeliz.

-Interessante. Eu concordo! Finalmente um humano que não é feito de palha. Você tem culhões!

Disse ao homem pomposo de cavalo. Aquele homem certamente era temido pelos demais. Quando me pronunciei e abriram passagem, pude sentir que aquele capitão folgado era mais forte do que aquelas buchas de canhão que o seguiam. Fui andando guiado e acompanhado por ele, na mais alta tensão e cinismo. Não me incomodava em ser insultado por ele agora, pois a cogitação do desafio transformou minha raiva em entusiasmo.

Após alguns minutos chegamos ao Quartel. Fiquei calado. Mesmo por que não precisava falar. Havia ali uma espécie de Capitão. Odiado, era óbvio. Mas alguns pareciam estar do seu lado. Era obviamente um exército dividido. Havia ali poucos que tinham honra e vontade de proteger a sua nação. A grande maioria, pelo menos naquele espaço aberto, a meu ver eram mercenários. Todos cheiravam a álcool (em maior ou menor escala), urina e suor. Alguns cheiravam medo em me ver, outros, loucura. Minhas narinas estavam extasiadas com tantos odores. O homem a cavalo foi recepcionado por outros soldados, grupo liderado pelo tal Capitão. Como o homem estava ordenando o outro, pressupus que fosse de uma patente mais alta.

Fiquei aguardando o outro se pronunciar. Mas, prevendo algum tipo de emoção, larguei meu javali no chão da arena, e estralei os punhos. Fazia tempo que não dilacerava carne humana com minhas garras. Tudo para a euforia maior. Nada disse, apenas observei o suposto Juiz de meu teste no fundo dos olhos. Como se fosse consumir sua alma com os olhares.

E aí humano, estou ficando impaciente. Fale logo alguma coisa. Me lance um soldadinho para massacrar, ou algo do gênero.
OFF: Esperarei a resposta do Elhaizer e depois vou completar meu turno com um pequeno acréscimo.

_________________

➨ ADRAIN MEGALOKK - [CLIQUE AQUI]

MO: Zero
Força: 04 [E] | Energia: 01 [F] | Agilidade: 01 [F] | Destreza: 04 [E] | Vigor: 06 [E]
avatar
Hel Thanos

Mensagens : 120
Idade : 29
Localização : Florestas e Vilas Rurais.

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 02
Raça: Feral

Ver perfil do usuário http://s210.beta.photobucket.com/user/Yokko-ART/library/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Eilanzer em Qui Mar 21, 2013 2:50 am

Eilanzer via o General voltar com apenas um relez prisioneiro, que em verdade nem prisioneiro era...Escutava calado sua fala, ofensa e olhar superior e como ele jogava um novo trabalho ao seus pés como se estivesse jogando mais um trabalho sujo e desagradável para qualquer lacaio.
Estranhamente o capitão não mostrou qualquer expressão de raiva com a situação, muito pelo contrário...Um leve semblante sínico podia ser visto em seu rosto, até mesmo os que não estavam acostumados com Eilanzer conseguiam distinguir que tudo aquilo era estranhamente interessante para ele.:

"Hehe...Interessante...Esse bastardo parece não ser feito somente de músculos, mas também possui alguma habilidade no jogo...Interessante...Eu aceito seu desafio meu caro general...Pois tuas ações de hoje me livraram de todas as dúvidas que tinha. Não mais irei esperar as ordens de Balmung...Tomarei a capital com minhas próprias mãos e para iniciar esse jogo...Preciso de mais peças para dividir o poder nesse local!..."

O Capitão fazia uma continência impecável para o general, analisava o recruta que estava a sua frente e em seguida para a tropa próxima do local.

- General com sua permissão irei realizar suas ordens imediatamente, é incrível o senhor arquitetar um plano tão perfeito para melhorar a ordem e honra de nosso batalhão em uma única atividade. Com sua licensa...

Eilanzer fazia questão de falar em tom alto e pausado para que todos na redondeza pudessem escutar e em seguida dirigia sua palavra na direção do batalhão.

- PRIMEIRO BATALHÃO AO MEU COMANDO, SAIA DE FORMA TODOS AQUELES QUE EXPRESSARAM ALGUMA RISADA OU NÃO ESTÃO SÓBRIOS O SUFICIENTE PARA EXERCER SUAS ATIVIDADES!!!

Dava uma pequena pausa e encarava com ódio o batalhão...

- SE NINGUÉM SE ACUSAR COMO ERRADO, TODOS SERÃO DEVIDAMENTE PUNIDOS DIRETAMENTE PELA MINHA PESSOA, E ACREDITEM LIMPAR OS ESTÁBULOS DE DRAGÕES E GRIFOS SERÁ UM SONHO PERANTE O QUE EU TENHO EM MENTE PARA VOCÊS!!!

Dirigia a atenção então para o recruta que o general havia deixado em sua responsabilidade.:

- Criatura acredito que seja realmente forte se foi trazida pelo general e tem coragem o suficiente para dirigir-se a todos do exército como iguais....Pois bem....Se desejas provar seu valor e não humilhar o general que teve a incrível boa vontade de lhe dar uma chance...Lute um a um contra todos os soldados que se acusarem como errados desse primeiro batalhão...Se no final você ainda assim permanecer de pé você será bem vindo no exército... Alguma dúvida?

[OFF: Hel...Acabei de ler seu post e se for o caso pra agilizar as coisas fica como se meu personagem aceitou sua proposta. Ou se necessário Zato eu faço um mini post só pra interagir e falar isso...]


Última edição por Eilanzer em Qui Mar 21, 2013 8:06 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Spoiler:




Força:4(E) - Energia:1(F) - Agilidade:3(F) - Destreza:4(E) - Vigor:4(E)
(MO:0) Nome: Haar (Nome real) / Eilanzer (Persona de Capitão da Guarda)
avatar
Eilanzer

Mensagens : 15

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 2
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Hel Thanos em Qui Mar 21, 2013 7:53 pm

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

➨ ALMIGHTY MEGALOKK - PAPO PACÍFICO COM A GUARDA - 08:40 a.m


Bem, pode parecer estranho, mas aquele capitão me fez uma proposta irrecusável. Mas, a pergunta final realmente me deixou um gancho para perguntar. Sim, eu tenho uma única dúvida. Resolvi perguntar antes de começar o aclamado teste. Com certeza, se passasse, além de calar aquele general pouco humilde (pelo menos por hora), também imporia respeito ao batalhão, como o Macho Alfa de um bando. Disse então:

-Uma única dúvida. Devo esmaga-los muito, ou pouco? E também um pedido. Além de lutar com os oponentes apresentados, quero lutar também com ele.

Apontei para o General, mas meu dedo rapidamente escorregou pelo vento em direção a um soldado daquela guarda. O soldado proposto como adição era aquele engraçadinho, que me derrubou com um golpe sem honra. Eu disse que ele não ia se safar. E ele não vai. Mesmo se meu pedido não for aceito, haverá muitas oportunidades de me vingar dele aqui dentro. E minha vingança é bestial.

Meu plano não é matar. Somente quebrar alguns ossos, e me embebedar com o cheiro de medo daqueles enlatados que eram colocados em posição para me enfrentar. Minha cauda começou a se levantar do chão, e junto com ela, ondas de vento. As placas ósseas de minha pele estavam prontas para terem suas pontas sujas de sangue. Minhas garras também.

Não sabia se os soldados me atacariam desarmados ou não, ou se eu receberia alguma arma ou não. Mas um caçador sempre está preparado para tudo.
OFF: Agradecimentos ao Eilanzer por ter feito o turno tão maravilhoso. E ao Zato também. Obrigado por esperarem.

_________________

➨ ADRAIN MEGALOKK - [CLIQUE AQUI]

MO: Zero
Força: 04 [E] | Energia: 01 [F] | Agilidade: 01 [F] | Destreza: 04 [E] | Vigor: 06 [E]
avatar
Hel Thanos

Mensagens : 120
Idade : 29
Localização : Florestas e Vilas Rurais.

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 02
Raça: Feral

Ver perfil do usuário http://s210.beta.photobucket.com/user/Yokko-ART/library/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por GM Zato em Ter Mar 26, 2013 8:23 pm

Parecia que a situação havia saído perfeitamente de acordo com o que o General queria, era como se Firewalk planejasse tudo com antecedência e tivesse sempre certeza do que estava fazendo ou falando. O sorriso estampado em seu rosto deixava claro que estava feliz em ver uma discussão de tanta força no exército, ao mesmo tempo em que deixava curioso para saber o resultado do teste.

Dois homens se levantaram após ouvir a voz de Haar. O capitão Elianzer tinha feito o suficiente para que ao menos dois deles tomassem coragem e decidissem enfrentar aquela criatura que consideravam um monstro. Após algum tempo cochichos puderam ser escutados. Mas ninguém mais se ofereceu a lutar contra o Feral. Então tudo tinha dado certo, porém o próprio Feral decidiu complicar sua vida ainda mais. Era mais um desafio.

O general arqueou a sobrancelha ao ver o dedo do réptil em questão ser apontado para ele, mas voltou a sua expressão neutra quando o alvo indicado mudou.

-Definitivamente não posso negar que saiba escolher suas lutas.- Ele se virou para seu soldado sorrindo e logo após olhando para Adrain e Haar novamente. -Prefiro deixar vocês decidirem isso primeiro, lembre-se Elianzer, você aplica o teste, depois, se nosso capitão negar eu penso no seu caso.

Firewalk virou seu cavalo para esquerda como se fosse sair do local, porém tornou a olhar para Megalok e o capitão mais uma vez. Era impressionante a atitude de cada homem daquele exército na frente de seu líder. Não era possível que aquilo fosse apenas respeito, era medo, um medo que não sentiam nem de um feral, nem de um capitão comum. A moral e o ego dele podiam ser grandes, mas parecia ter motivo para isso.

-Vocês dois. Quero que ambos sigam-me a arena agora, assim como os soldados que se apresentaram aqui.- Paraou e pensou um pouco. -Se alguém quiser se armar pode se equipar com qualquer coisa que encontre na tenda ai atrás, caso contrario apenas vamos andando.-

Dito isso os dois soldado entraram na barraca rapidamente, cada um levando consigo uma arma. Um deles pegou uma lança e um protetor para o peitoral, o outro levou com ele uma espada, porém nenhuma armadura. O general esperou que o réptil decidisse o que faria, e então se virou e foi seguindo direto para o local designado para o campo de batalha.

A arena a qual o homem havia se referido anteriormente não era grande coisa. Não passava de uma caixa de areia cercada por uma grade baixa de madeira. Devia ter por volta de 100 metros quadrados. O portão estava aberto e o general entrou ali, começou a explicar as regras. Os demais homens se amontoavam ao longo da cerca para ver o combate, a verdade é que todos estavam interessados naquele crocodilo gigante.

-Não se matem, não usem golpes extremamente baixos. Lagartixa, você lutará contra os dois soldados de uma vez. É basicamente isso. Tudo certo?-

[Desculpem pela demora, me enrolei. Vamos fazer assim galera, Haar, eu vou botar aqui a ficha dos soldados, você vai narrar as ações deles como se fossem seus personagens, pode dar nome a eles e até descrever a aparência. Eu mediarei a luta. Vocês dois postaram uma vez cada e após isso eu postarei, Ok?]
Espadachim:
Força:2
Energia:1
Agilidade:5
Destreza:4
Vigor:2
Lanceiro:
Força:5
Energia:1
Agilidade:2
Destreza:2
Vigor:4

_________________

Sanity can be the toll - Leading to the core of your soul...
avatar
GM Zato

Pontos de Medalhas : 1000
Mensagens : 280
Idade : 24

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 20
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Combate!

Mensagem por Hel Thanos em Qua Mar 27, 2013 8:23 pm

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

➨ ALMIGHTY MEGALOKK - PAPO PACÍFICO COM A GUARDA - 08:50 a.m


Bem, aparentemente meus oponentes eram um lanceiro e um espadachim. Esperei eles entrarem na barraca primeiro, óbvio. Depois que saíram é que entrei. Não era grande coisa, mas havia ali algumas armas e armaduras usadas. Nada que me servisse. Meu corpo é bem diferente dos humanos comuns. Mais largo, e cheio de escamas pontudas. Logo, tudo tem que ser feito por encomenda. Como estes trapos que estou usando. Pareço uma espécie de mendigo, claro, mas eles são bem confortáveis e atraem pouca atenção. Foram feitos por uma fazendeira, quando passava de Takaras para Hirt.

O que levei da barraca foi bem simples: Apenas duas armas. Levei um tridente, e uma rede. São poucos os guerreiros que escolhem tais armas, mas sou pescador e caçador desde que nasci, e estas armas, assim como os machados, são as que naturalmente apresentam maestria em minhas mãos. O Capitão e o General estavam me encarando. Algo comum, ou não. Já que levei duas armas, acabei deixando meu Javali dentro da tenda. Acho que pode isso, não é? Se não puder, lido com as consequências depois.

Fui levado a uma espécie de arena. Nada demais. Bastante areia, e paredes rasas de madeira. Não muito grande, mas eu estou acostumado com o cenário. Por alguns dias quando desci na beira de Takaras, fui Gladiador no Mercado Negro. Um Crocodilo tem que comer não? Mesmo que seja seus oponentes.

Não disse nada até o momento. Não havia nada a ser dito. Tudo era muito óbvio e supervisionado, e não precisei me expressar. Apenas caminhei com o Tridente e a Rede. Me coloquei em um canto da Arena, para não me deixar ser cercado. Os dois enlatados... Digo, soldados, pois não usavam armaduras muito pesadas, se preparavam me observando. E eu a eles. O que farei é empalar um com o tridente e arrancar a face do outro com os dentes! Ah! Já posso ver agora. O sangue, e a glória!

“Não se matem”. Foi o que ecoou na minha cabeça. O Pomposo havia dito isso. PUTA QUE PARIU! Não posso mata-los. Sem golpes baixos? Mas com minha altura todos os meus golpes vão ser baixos. Só me resta rezar para que eles não sangrem muito. Porque senão eu vou ficar louco. Esperei para ver o que o Capitão faria com seus soldados enquanto o General assistia.
OFF: Apesar dos comentários do Zato, esta única vez terei de fazer dois posts no turno. Um para propriamente escolher minhas armas e entrar na arena (e para que o Eilanzer tenha uma base maior para narrar o início da luta), e o outro de início de combate. Desta vez acho que não tem problema né?

_________________

➨ ADRAIN MEGALOKK - [CLIQUE AQUI]

MO: Zero
Força: 04 [E] | Energia: 01 [F] | Agilidade: 01 [F] | Destreza: 04 [E] | Vigor: 06 [E]
avatar
Hel Thanos

Mensagens : 120
Idade : 29
Localização : Florestas e Vilas Rurais.

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 02
Raça: Feral

Ver perfil do usuário http://s210.beta.photobucket.com/user/Yokko-ART/library/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Eilanzer em Qua Mar 27, 2013 10:46 pm

Os guerreiros entravam na arena e o olhar de diversos expectadores reuniam-se no local para presenciar o evento sangrento.
Os dois soldados visualmente apresentavam aparência e posturas completamente diferentes entre si...O que havia escolhido a espada como arma tinha um gigantesco sorriso debochado na face, rodopiava a espada usando as costas da mão e ficava evidente o menosprezo para com o feral, e todos no grupamento já conheciam a fama sórdida do soldado Ravno. No polo oposto havia o lanceiro Malkis, de porte robusto e com uma leve barriga de cerveja que ficava ainda mais evidente com o protetor peitoral que havia escolhido, menos evidente no entanto quanto sua face pálida, barba por fazer e olheiras negras que relatavam a noite anterior regada a álcool e cortesãs.
Os dois soldados por um instante cruzavam o olhar, guerreiros e plateia estavam em total silêncio esperando quem teria a iniciativa no combate...
O arroto de Malkis em que todos poderiam até imaginar o odor, servia então como deixa para Ravno disparar na direção do feral em um piscar de olhos, em uma postura de combate que deixava sua espada na direção de sua vítima enquanto corria. Para os militares que já o conheciam em combate sua intenção era clara, seu estilo nada ortodoxo visava estocadas rápidas e precisas em pontos vitais do oponente e como a regra desse combate bania o assassinato, seus alvos seriam sem dúvida as mãos e pernas do feral.
Do outro lado da arena um outro arroto saia de Malkis, que lentamente começava a caminhar na direção do feral...Mas por hora sua prioridade parecia ser recobrar as coordenações motoras de seu corpo.

Obs: Estou meio sem tempo essa semana então devo aparecer correndo de noite ou mesmo de madrugada.

_________________
Spoiler:




Força:4(E) - Energia:1(F) - Agilidade:3(F) - Destreza:4(E) - Vigor:4(E)
(MO:0) Nome: Haar (Nome real) / Eilanzer (Persona de Capitão da Guarda)
avatar
Eilanzer

Mensagens : 15

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 2
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tail Whip!

Mensagem por Hel Thanos em Qui Mar 28, 2013 8:18 pm

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

➨ ALMIGHTY MEGALOKK - PAPO PACÍFICO COM A GUARDA - 08:51 a.m


O cheiro de álcool forte vindo do soldado gordo era ao mesmo tempo uma benção e uma maldição. Por um lado me avisava claramente de sua presença. Do outro, me tirava à concentração. Um Rum forte cairia muito bem agora. Outro aspecto da batalha era o soldado espadachim, que parecia muito habilidoso com as mãos pelo jeito com que fazia malabarismos com a arma. Não sou de subestimar meus oponentes. Eles podem ser feitos de papel Machet, mas uma espada corta até nas mãos de uma criança élfica.

Os encarei por um instante. O lanceiro parecia cambalear e olhava mais para o chão do que para mim. O espadachim tinha um riso sarcástico no rosto. Nenhum apito foi assoado, ou tiro dado. Um arroto iniciou a batalha. O espadachim logo começou a se mover contra mim. Mas o que os humanos esquecem... E sempre esquecem, é que existe mais de uma preocupação ao se lutar comigo. Vou mostra-los do por que.

Esperei pouquíssimo tempo até que o espadachim estivesse em alcance. Iniciei meu ataque com um enorme golpe de cauda, da esquerda para a direita, a fim de tirar o espadachim de jogo. Minha cauda é muito poderosa, e tem o comprimento maior do que meu corpo. Seu ataque pode facilmente quebrar duas ou três costelas. Mas não é só isso. Minha cauda é pesada e estava bem afundada na areia da arena. Além de aplicar um efeito chicote, acertando ou não ela levanta uma cortina de poeira e o golpe me dá momentum para girar e me jogar esquivando para a direita.
OFF: Minha cauda têm 40% da minha massa. Ela também é revestida por escamas espinhosas e possui placas pontudas de ossos em sua superfície /o/. E seu comprimento é de 3m.

_________________

➨ ADRAIN MEGALOKK - [CLIQUE AQUI]

MO: Zero
Força: 04 [E] | Energia: 01 [F] | Agilidade: 01 [F] | Destreza: 04 [E] | Vigor: 06 [E]
avatar
Hel Thanos

Mensagens : 120
Idade : 29
Localização : Florestas e Vilas Rurais.

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 02
Raça: Feral

Ver perfil do usuário http://s210.beta.photobucket.com/user/Yokko-ART/library/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por GM Zato em Qui Abr 04, 2013 9:53 pm

[Antes de tudo quero pedir mil desculpas por toda essa demora. Cara odiei ter demorado assim, adoro narrar e a facul está me tirando muito disso. Eu estava conseguindo conciliar o tempo numa boa, mas a semana de prova chegou e o maldito do professor de física faltou dois dias, a gente ficou com matéria atrasada e o resto vocês já sabem, né? Dx Agora a prova de física passou e sábado prova de álgebra(pior de todas) tenho outras depois, mas estou mais tranquilo então agora volto a postar no mesmo ritmo de antes. Desculpem pelo atraso]

A luta havia começado. Adrain estava pronto para sua batalha de teste e os rapazes, Malkis e Ravno estavam aplicando o “exame” oferecido pelo capitão Eilanzer. Os dois ceveriam lutar ao mesmo tempo contra aquele Feral. O réptil imenso não demonstrava medo, muito pelo contrário, parecia animado pela batalha. Mas ali ser mais forte não seria o fator definitivo. Eram dois contra um, e numero sempre é vantagem.

Ravno foi mais rápido, tomou a iniciativa e correu na direção do feral sem pensar duas vezes. Focou os braços de seu oponente, mas o crocodilo mostrou inteligência soube usar bem seus recursos. Quando a espada atingiu as patas de Megalok pela primeira vez esse começou a girar o corpo. Não foi muito rápido até conseguir retirar a calda da areia, frações de segundo, então o soldado conseguiu aplicar uma serie de três golpes no total. Infelizmente para Ravno as escamas do crocodilo foram suficientes para aguentar todo ataque. Foi como se o feral sentisse apenas as pancadas, os cortes superficiais rasgavam levemente suas escamas, nenhum dano significativo.

Agora foi a vez do golpe de Megalok. Não fez uso do tridente, mas utilizou seu momento de força para causar o máximo de dano que poderia. A massa da cauda era realmente grande, então o resultado esperado seria um dano esmagador, porém Ravno ainda era muito mais rápido, se utilizar da força para criar um ataque veloz foi uma ideia inteligente, mas não era o suficiente. O homem teve tempo de colocar a espada na frente do corpo e usar sua segunda mão como um apoio para lamina, utilizando assim essa como um escudo.

O golpe empurrou e arrastou o soldado um metro e meio para trás e depois que a inercia foi quebrada a força prevaleceu. O soldado foi jogado mais dois metros de distância, caído de costas. Porém a areia foi o suficiente para amortecer o golpe e não causar nenhum estrago.

De longe o general sorria. Parecia gostar de uma boa batalha, e não fazia nenhuma intervenção. Por que faria? Nenhuma regra havia sido quebrada ainda e a principio nenhum deles corria perigo, mas fator o intrigante mesmo era Malkis, esse esperava a luta acontecer, esperava, e assistia de longe com preguiça. Ou não...

_________________

Sanity can be the toll - Leading to the core of your soul...
avatar
GM Zato

Pontos de Medalhas : 1000
Mensagens : 280
Idade : 24

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 20
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Impale!

Mensagem por Hel Thanos em Sex Abr 05, 2013 8:38 pm

CAPÍTULO I - OS ENLATADOS!

➨ ALMIGHTY MEGALOKK - PAPO PACÍFICO COM A GUARDA - 08:52 a.m


Como pensei. O espadachim era muito rápido. Mas sua força não era capaz de rasgar minhas escamas que, aos poucos se reorganizavam, fechando os pequenos cortes. Meu sangue é de uma raridade tremenda. É capaz de regenerar qualquer dano ou corte em meu corpo, dado tempo necessário para tal. Mas eu não era um animal idiota qualquer. Esta não era a primeira vez que lutava com mais de um oponente. E, por isto, a rede.

A rede é uma arma tática. Os pequenos pesos esféricos ao longo das extremidades são capazes de segurar qualquer soldado ou animal por algum tempo. O suficiente para abrir uma brecha de ataque. Foi o que tentei realizar. Joguei a rede contra o espadachim caído, de modo a imobilizá-lo por algum tempo. O fato de a rede cobrir uma grande área, e do espadachim estar caído eram vantagens minhas. Minha experiência de muitos anos como pescador também não inibiam minha capacidade de lançamento daquela arma.

Claro que não tinha me esquecido do gordo, embora meu foco não fosse o lanceiro ainda. Lanças são armas de longo alcance, e necessitam de grande coordenação motora. Principalmente para arremessar. Como o cervejeiro mal era capaz de andar direito achei que me movendo constantemente seria capaz de retardá-lo por ainda mais tempo. E para tal, logo após arremessar a rede, tentei perfurar o braço do espadachim caído, pulando até ele e golpeando-o de cima para baixo. Qualquer braço serviria.
OFF: Minha HE (Ainda para ser avaliada) envolve regeneração constante em pequenas proporções. Não temos valores exatos ainda, então apenas interpretem a idéia.

_________________

➨ ADRAIN MEGALOKK - [CLIQUE AQUI]

MO: Zero
Força: 04 [E] | Energia: 01 [F] | Agilidade: 01 [F] | Destreza: 04 [E] | Vigor: 06 [E]
avatar
Hel Thanos

Mensagens : 120
Idade : 29
Localização : Florestas e Vilas Rurais.

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 02
Raça: Feral

Ver perfil do usuário http://s210.beta.photobucket.com/user/Yokko-ART/library/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por GM Zato em Sex Abr 12, 2013 9:15 pm

[off: Como combinado narrarei tudo apartir daqui. Não considerarei a habilidade ainda, não creio que haverá necessidade nem problemas quanto a isso]

Megalok atirou a rede sobre o espadachim caído. Seu plano a principio deu certo, a rede se abriu graças ao simples sistema de pesos em volta dela e cobriu boa parte do corpo de Ravno que começou a se retorcer e fazer de tudo para sair daquela situação. O feral pode ver aquela pequena presa humana olhar para seu tridente, agora com claro sentimento de medo. Aos olhos de Adrain o homem não estava tão bêbado quanto seu amigo, talvez estivesse perfeitamente sóbrio, mas a aparente inutilidade de seu companheiro o atrapalhava muito.

O réptil considerava que devido as bebidas Malkis não seria digno de sua preocupação, porém tomou um grande susto ao ouvir a voz bêbada e enrolada daquele homem vindo de traz dele. Em tão pouco tempo o homem tinha coberto uma grande distância. Foi estranho, porém plausível, o tempo em que o crocodilo olhava sua presa foi o suficiente para seu outro oponente se aproximar e começar a interferir.


-Oi oi, jacaré... Pronto pra sangrar?-

O homem se enrolou nas últimas palavras mesmo assim não houve tempo de que o crocodilo tomasse alguma ação. Se olhasse para trás veria o homem em sua posição de ataque, segurando sobre sua cabeça a lança que usava de arma , esta pronta para ser fincada no feral. Porém, talvez pelo efeito da bebida, a pontaria do homem estava péssima. Ele deslocou a arma devagar num movimento parabólico que ao invés de acertar o corpo do feral atingiu de raspão a ponta de sua calda rasgando algumas escamas e abrindo uma ferida. Neste momento Adrain pôde sentir um enorme vontade de urrar de dor.

De fato se o soldado não fosse um incompetente bêbado o crocodilo estaria em condições muito piores, a dor que sentiu não foi nada exorbitante, porém significativa o suficiente para atrapalhar seu desempenho e reduzir uso de sua calda. Não seria mais tão simples enterrar sua calda na areia novamente para fazer algo parecido com seu movimento anterior, talvez Malkis tivesse pensado antes de atacar e não errado, de qualquer forma o resultado foi o mesmo. Agora o soldado dava alguns passos para trás na expectativa de ver a reação da fera. Ravno por sua vez já tinha se livrado da rede e se levantava devagar ainda um pouco atordoado cada um de um lado do crocodilo.

Olha o dano, foi baixo, mas foi!
-3% de HP, está com um sangramento bem leve não sentindo quase nada. A principio não atrapalha, porém no momento que algo tocar o ponto da ferida você vai sentir bastante dor.

_________________

Sanity can be the toll - Leading to the core of your soul...
avatar
GM Zato

Pontos de Medalhas : 1000
Mensagens : 280
Idade : 24

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 20
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Ter Out 08, 2013 5:28 pm

O caminho de Ho e todo, senão maior parte, de seu destino já estava previamente decidido. A paz e a confiança pareciam enfim ter tomado conta de sua alma. Seu semblante sereno e límpido era predominante, entretanto o que ninguém podia ver era o que realmente importava. Seu interior estava tão turbulento quanto à guerra... caos, sendo composto pela mistura de incontáveis sensações. Em momentos como esse, preferia ser um orc qualquer desprovido de uma consciência moral, que o faria agir por impulso, logo, com burrice. Preferia agir como um troglodita do que passar por aquela guerra de pensamentos histéricos, mas, quanto a isso não podia fazer nada... quer dizer... nada além de ter derrubado algumas árvores e tentado derrubar outras, mas ainda assim, não o bastante para fazer cessar a ira.

Ho, no caminho a Hilydrus, se mantinha aparentemente calmo, por mais que a maioria dos humanos e alguns outros de outras raças não se importassem com isso... o fato é que a simples presença de um orc vermelho de 2m50cm fazia com que muitos se distanciassem e presumissem uma série de acontecimentos posteriores a um encontro com um ser com tais características... mas com vinte anos... Ho já havia se acostumado a isso... nem se importava mais, mas só aparentava civilidade para não aumentar os riscos à sua própria vida.

Destino?! O exército de Hilydrus! Se ria o orc... simplesmente pelo fato de ser um mercenário e ser um orc... achava a ideia no mínimo engraçada e irônica. Entretanto o dinheiro era bom e teria um treino que refinasse tudo o que já tinha passado, pelo menos era o que pensava enquanto andava.

Poderia ainda ter sua vingança, talvez, de modo mais rápido. Mesmo sabendo que a vingança não era a melhor opção... era o que ansiava... era o caminho que escolhia. Simples, direto, objetivo. Como resumia, mas sabia... sim... com certeza sabia que seria trabalhoso, teria de ser meticuloso e levaria um bom tempo.

Chegando a Hilydrus não se importou com as expressões, ou com as mães segurando suas filhinhas, os guardas talvez ficando em estado de alerta, os "trombadinhas" aproveitando a ocasião para cometer pequenos delitos... passou pela praça e caminhando mais um pouco chegou à área de treinamento real... e... tinha-se de admitir que era um local muito bom... procurava por homens treinando, via o ambiente, tentava notar as características, mas parecia comum, ou, esperado para a cidade modelo. Era manhã e ao que indicava... um bom dia para um recomeço.

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Seg Out 21, 2013 6:19 pm


PRELÚDIO


_____
_____________O sol nascia enquanto a comitiva se aproximava, finalmente, do Centro de Treinamento. Após tanto caminhar, chegar ao destino era verdadeiramente reconfortante. Os soldados os quais Darius acompanhava demonstravam grande disposição ao empenhar uma marcha bem ordenada, mesmo estando exaustos. Assim que alcançaram a primeira bandeira do reino, o guarda que acompanhava o feral alertou-o da direção que os novatos costumavam seguir. Ele levantou a voz agradecendo a todos, e então corrigiu o rumo dispersando-se dos demais.

_____________À medida que prosseguia, o cansaço da viagem parecia minar de seu corpo. Todas aquelas bandeiras, soldados e as construções esplendorosas enchiam seus olhos e transbordavam suas expectativas. Vez ou outra ouvia um som conhecido, mas por não ver de onde vinha demorou a assimilar: grifos.

_____________O caminho que Hallenor seguia era muito bem adornado, e logo a frente estava um grupo de robustos humanos munidos de espadas brilhosas e armaduras emblemadas em azul e amarelo. Assim que o viram, não tiraram os olhos do tigre sequer um segundo. Acompanharam todos os seus passos e não se importaram em posicionar suas mãos sobre as espadas embainhadas.

_____________– Bom dia! Sou Darius Hallenor. – Disse, enquanto concluía os últimos metros antes dos homens.

_____________Ele sabia que sua aparência animal causava estranheza e não se incomodava com isso. Entretanto procurava demonstrar que não estava ali procurando encrenca, muito pelo contrário. Seu machado estava pendurado nas costas, mas à vista. Ele balançava as mãos vazias.

_____________Sua animação com o local era tanta que não se conteve, e antes que os soldados pudessem falar ele continuou:

_____________– Será que podem me ajudar? Vim para me alistar.

_____
OFF.: Este é o primeiro post da jornada do personagem, portanto é uma continuação da história descrita na ficha. Ao narrador: sinta-se livre para me alertar quanto a quaisquer ações proibidas que eu narre, ainda estou pegando o ritmo! (:

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Ter Out 22, 2013 4:08 pm

<Sejam bem vindos! Esta área ainda não tem um narrador definitivo, por isso estarei responsável pela aventura de vocês ;)>
<Darius, ótima introdução! Como você é iniciante, vou te orientar quanto a pequenas falhas. Nada demais, apenas evite narrar ações de qualquer NPC ao redor. Como foi sua introdução, não houve problemas, até porque você narrou super bem e não interferiu com o jogo. Ótimo trabalho!>

----------------------------------------

Ho e Darius chegaram ao centro de treinamento quase que ao mesmo tempo, com a diferença de que o Orc veio por conta própria e o feral acompanhou um grupo de novatos. Carne nova, é o que os veteranos diriam. O lugar era recheado de soldados em treinamento intenso e ambos poderiam suspeitar que, além dos portões, haveriam muito mais unidades e áreas específicas, talvez para treinos mais pesados. As bandeiras de Hilydrus, que ostentavam o símbolo de um lobo feroz, estavam expostas de forma organizada pelo lugar.

Darius ficou surpreso ao reparar melhor nos soldados, pois havia uma mistura de raças que não esperava ver. Além dos humanos, que obviamente eram maioria, também podia-se ver elfos, meio-elfos, anões, alguns faunos e até mesmo ferais e meio-ferais. Todos eles com a armadura de metal prata-azulado com detalhes dourados de Hilydrus. Parecia um exército que enfrentaria de frente qualquer ameaça. A única coisa que faltou ali, ao menos aos olhos de Ho, foram orcs. Não havia nenhum, o que era de certa forma esperado: eram criaturas que haviam aos montes em Takaras, basicamente lembravam o reino rival, era natural que nenhum deles se aventurassem no exército inimigo — ou fossem sequer aceitos.

@Ho

— Alto!

Mal o orc vermelho adentrou no local, foi cercado por seis cavaleiros reais, todos eles com armaduras — inclusive os cavalos. Pararam em um exato círculo em volta de Ho, forçando-o a parar. Não demorou para um dos cavaleiros apontar uma lança para o peito do orc.

— A não ser que tenha um bom motivo para estar aqui, é melhor dar meia volta. — A voz era grave e determinada, não demonstrava um pingo de medo e, mesmo que os olhos do cavaleiro estivessem ocultos pelo elmo Ho sabia que ele o encarava com uma determinação feroz. Não podia culpá-los: um orc vermelho adentrar numa área repleta de soldados treinados para combater orcs e outras criaturas vis era, no mínimo, motivo de alarme.


@Darius

Assim que perguntou sobre alistamento para um dos soldados, Darius percebeu uma movimentação de cavalos e, ao olhar para trás, notou seis cavaleiros cercando um orc vermelho.

— Mais um. — Comentou o soldado. — Algumas vezes eles vêm tentar a sorte aqui, mas logo voltam com o rabo entre as pernas. Mas bem, quer se alistar, certo? Assine aqui por favor.

Além de Darius, outros 5 recrutas seguram o soldado, que foi até um balcão em frente a uma das grandes tendas e, ali, pediu para que fizessem uma fila. Um a um ele estendia um papiro para ser lido e assinado. Em meio a tanta escrita, caso Darius quisesse ler, explicava que a responsabilidade por aceitar fazer parte do exército é puramente do interessado, que ele não foi forçado a tal. Também havia escrito o salário inicial de mil moedas de ouro semanais, mas que o pagamento só passaria a contar a partir do momento em que o interessado tivesse sucesso no teste de admissão. Uma vez assinado, o soldado recolheu o pergaminho de cada um e o guardou em um baú com muitos outros.

— O General Firewalk não está, mas o sub-general Woodlance irá falar com vocês. Fiquem a postos.

Após bater uma continência, o soldado entrou na tenda. Enquanto isso os cinco recrutas, todos humanos, ficaram lado a lado aguardando o sub-general. Darius achou melhor imitá-los. Era um recruta agora, deveria fazer por merecer o título de soldado.

Não demorou muito para o sub-general aparecer de dentro da tenda. Para a surpresa de Darius, Woodlance era um feral urso pardo imponente. Media cerca de 2,50m de altura, era largo e sua armadura fazia-o parecer ainda mais perigoso. Seu longo focinho era marcado por alguns cortes aonde a pelagem lhe falhava, profundas cicatrizes de guerra. Em suas costas jaziam embanhadas duas espadas de duas mãos, o que certamente ninguém ali queria que ele tivesse motivos para sacá-las. Ele deu alguns passos na direção dos seis recrutas, olhando cada um com interesse. A figura imponente do sub-general fez com que alguns recrutas, talvez até Darius, engolissem em seco.

— Muito bem, recrutas. Para a infelicidade de vocês, não sou tão fresco em meus testes quanto Firewalk, portanto preparem-se para suar. — Woodland tinha uma voz rouca e grave como se rosnasse ao falar. — Não quero saber os motivos de vocês, se forem podres simplesmente não vão passar no teste. Estão vendo aquela cabana? Vão até lá e deixem ali todos os seus pertences, todos vocês vestirão apenas suas calças. O teste vai apenas começar.

Dada a ordem, Woodland apenas cruzou os braços acima do peito e aguardou os recrutas se moverem. A tal cabana não era muito longe. Lá dentro haviam muitas peças de roupa e pertences espalhados, difícil saber se você poderia encontrar suas coisas quando voltasse.
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1084
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Ter Out 22, 2013 8:28 pm


FAMÍLIA URSIDAE


_____
_____________Já bem próximo dos soldados, alguns cavaleiros velozmente seguiram na direção oposta. Darius achou que se tratava de algo comum naquele lugar, e virou o rosto para acompanhar a belíssima interação que os homens desenvolviam com os cavalos. Não demonstrou, mas quando percebeu a real finalidade daquela movimentação toda se impressionou. Um deles apontava uma lança para o orc, que agora estava no meio de um cerco organizado habilmente. O homem com a lança disse alguma coisa que Darius se esforçou para escutar, mas o soldado ao seu lado interrompeu:

_____________— Mais um. Algumas vezes eles vêm tentar a sorte aqui, mas logo voltam com o rabo entre as pernas. Mas bem, quer se alistar, certo? Assine aqui por favor.

_____________Daí em diante sucederam-se uma série de processos nem um pouco demorados, que resultaram no feral e alguns humanos esperando pelo sub-general Woodlance. Naquele momento Hallenor estava muito agitado, mas continha-se. Pensamentos iam e vinham. Lembrava-se dos soldados de sua raça que havia visto, todavia a preocupação de sua natureza o impedir era constante.

_____________Breves instantes depois, Woodlance saiu da tenda. Darius, que até então baixava a cabeça para observar os demais recrutas, elevou os olhos e estes expressaram-se pasmos. O sub-general era mais alto do que ele, mas esse não era o principal. Um urso. Sim, Woodlance era um feral. Os ânimos cresceram, mas Darius continuava sem expressão e evitava pronunciar-se. O sub-general transmitia uma seriedade e frieza que invadiram a todos. Essa sensação amplificou-se quando o mesmo começou a falar.

_____________— Muito bem, recrutas. Para a infelicidade de vocês, não sou tão fresco em meus testes quanto Firewalk, portanto preparem-se para suar. Não quero saber os motivos de vocês, se forem podres simplesmente não vão passar no teste. Estão vendo aquela cabana? Vão até lá e deixem ali todos os seus pertences, todos vocês vestirão apenas suas calças. O teste vai apenas começar. — Concluiu cruzando os braços, mantendo o olhar sobre os recrutas.

_____________Hallenor balançou a cabeça firmemente, em sinal positivo. Cumprindo a ordem, dirigiu-se à cabana e desequipou-se. Enquanto ajeitava suas coisas, observou os demais objetos que ali se achavam. Apertou tudo numa brecha em meio à bagunça do lugar e saiu da tenda.

_____________Voltou ao urso, ainda em silêncio, e posicionou-se novamente ao lado dos humanos. Aguardando por novas instruções, reparava nas cicatrizes que traçavam o focinho de Woodlance.

_____
OFF.: Acho que você se confundiu e o nome do sub-general acabou se alterando no meio da história, rs. Adotei a primeira versão.. Outra coisa: preciso esperar o Knock para responder?

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Sex Out 25, 2013 10:54 pm

Aquela manhã era esperada há muito pelo orc... fora planejada, pensada, repensada... oras, Ho já era “gato velho”... já havia percorrido a ilha e sabia das histórias, dos boatos, das canções entoadas pelos bardos. Não era surpresa nenhum comportamento hostil na tentativa de um orc por livre e espontânea vontade procurar alistar-se no exército de Hilydrus.

“Alto”, ouviu Ho. No mesmo instante levantou os braços em sinal de rendição, pois queria que aquele processo se tornasse o mais rápido sem que fosse muito prejudicial a uma provável imagem do orc em um futuro dentro daquelas instalações.

Viu os cavalos, os cavaleiros e ficou em estado de alerta, entretanto aquele era só um aviso, ríspido, contanto, ainda um aviso.
”A não ser que tenha um bom motivo para estar aqui, é melhor dar meia volta.”
Ho sentia que o cavaleiro que o tinha chamado atenção, o olhava firmemente nos olhos e o repreendia. Aquela situação tinha a mais alta probabilística de ocorrer. Era fato. Era quase que grafado no sangue daqueles que estavam o cercando. E , emboraa sabendo que estavam certos, Ho sinceramente achava aquilo uma exacerbação na abordagem... a menos... bem... a menos que aqueles não fossem os melhores soldados, mas... era só uma hipótese que formulava- e não a descartava- enquanto se movia lentamente e calmamente a fim de mostrar um semblante calmo e seguro- como de fato estava- do que queria, de qual era seu objetivo naquele lugar.

“Eu quero me alistar!”

Com uma voz firme, semblante calmo e seguro. Esperava que aquilo fosse pelo menos respaldo para que os “guardinhas” baixassem a guarda ou pelo menos se afastassem... entretanto esperava que aquilo perdurasse por mais tempo ou que o teste classificatório fosse mais pesado... a final de contas será que um dos refernciais de Tákaras entraria em um dos postos mais importantes do inimigo?! Bem... Ho achava que não.



<Off: A minha narração melhorará! ^^>

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por ADM GabZ em Seg Out 28, 2013 10:25 pm

<Haha confundi o nome do general, mas é Woodlance mesmo! Não precisam esperar o outro postar pois um não está interagindo com o outro, mas só narrarei quando os dois tiverem postado>

@Ho

— Alistar-se? Não nos faça rir. — Independente da tranquilidade ou da aparente falta de agressividade típica dos orcs. — Todos de sua raça que pisaram aqui causaram problemas ou fatalidades, não acho que com você será diferente.

Desta vez todos os cavaleiros sacaram suas lanças, agora mudando sua posição, formando um U de forma que a abertura estivesse direcionada à saída do centro de treinamento. Era fácil de se notar um convite para se retirar do local.

— Qualquer resistência vai garantir outro morador dos calabouços. — finalizou o cavaleiro, aparentemente o capitão daquele esquadrão. Faziam seu trabalho, afinal não era difícil de pensar o que orcs já tentaram fazer naquela área. Mesmo não sendo muito inteligente tentar causar alvoroço no centro de treinamento, orcs sempre surpreendiam a todos.


@Darius

Uma vez que os seis recrutas, incluindo Darius, se apresentaram agora apenas com suas calças, o Sub-General Woodland lançou a eles um olhar de desdém.

— Oras, começamos mal. Apenas seis de vocês não vai dar graça. Mas vamos lá, mostrem a resistência de vocês. Sigam-me.

O grupo seguiu em formação atrás do feral urso por cerca de 15 minutos. Andaram bastante, passaram por vários campos de treino até que passaram pelos portões que, pelo que Darius pensava, daria para fora da cidade. Grande engano. Havia ali um vasto campo com ainda mais áreas para treinamento. Ao centro estava a maior área livre, aonde o exército treinava suas formações para combate. Darius ouviu falar da última guerra, que acabou com quase metade do exército real. Olhando para todos aqueles soldados agora, era difícil imaginar que eles tenham sido derrotados de alguma forma. O grupo achou que iria direto para alguma arena para lutar, mas ao invés disso Woodland seguiu pelas fortificações, mais 15 minutos de caminhada, até uma área lamacenta. Ali haviam vários cercados e um cheiro fortíssimo. Uma criação de javalis, e dos grandes. Cada um pesava pelo menos 100kg e media quase 1 metro de altura.

Spoiler:

— Muito bem, hoje estou com vontade de comer um belo javali assado. De preferência uns seis. Por sorte, vocês estão em seis! Quero que vocês matem um javali cada com suas próprias mãos. Você aí, bichano. Pode começar. — Woodland indicou Darius. Em seguida foi até uma árvore caída e sentou-se, cruzando os braços para assistir.

À frente de Darius estava um cercado quadrado, deveria ter 15 por 10 metros. Não havia nenhum javali ali, mas logo quatro soldados apareceram arrastando um javali adulto até o cercado, o jogando lá dentro. Estava bem enfurecido por ter sido incomodado, talvez estivesse tirando uma soneca anteriormente. Suas presas pareciam bem dispostas a rasgar a carne de quem o incomodasse.

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1084
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Knock em Qua Out 30, 2013 7:52 am

Nada corria bem para o orc.

Alistar-se? Não nos faça rir, todos de sua raça que pisaram aqui causaram problemas ou fatalidades, não acho que com você será diferente."
Ao ouvir as palavras, Ho abaixou a cabeça. De fato era verdade... tudo o que fora dito era a mais pura verdade. Ho, com a cabeça baixa, pensava em argumentos, pensava em uma maneira racional- e bem convincente- de fazer com que os soldados acreditassem ou ao menos permitissem que o orc vermelho pudesse falar com algum superior sobre a situação.

Naquele instante a brisa que cortejava a entrada do orc parecia ter fugido... o sol parecia estar mais alto e o barulho da cidade parecia aumentar... Nesse instante a calmaria que sondava o rosto de Ho o deixara.

Ho levantou a cabeça e pôde ver os soldados com mais lanças e em formato de U.

Qualquer resistência vai garantir outro morador dos calabouços.
Ho até aquele momento não havia falado nada que de fato fosse importante, mas aquilo era o ápice, então após um breve riso que se misturava a um suspirar, começou:

-- Em primeiro lugar, eu gostaria de ressaltar que nem todos que pisaram aqui fizeram mal, pois eu piso neste solo agora e não fiz mal algum e nunca fiz. Em segundo lugar-- suspirou-- creio que não saibam o que me motiva a vir aqui-- Ergueu-se e começou a mostrar uma dialética que muitos da sua raça não mostravam, embora soubesse que a probabilidade de ouvirem ou entenderem tivesse sido usurpada pela ira.-- Talvez vocês não saibam a dor de perder o pai, a mãe... o mestre... entretanto tudo isso me fora tirado por Tákaras!!-- no semblante não havia paz alguma, talvez pudessem perceber aflição e honestidade-- Eu vim aqui não tão somente buscar treinamento ou mesmo dinheiro, mas vim aqui com o propósito de me unir a você na sede que têm de sangue Takariano. Vim ter com vocês meios para alcançar minha vingança. Vim aliar meu sangue para protege-los. Vim aqui ofertar minha força para manter uma sociedade segura. Vim ser a exceção... pois busco o sangue de um da minha "raça", pois quero a cabeça do "Esmaga ossos" servida em uma um prato de bronze. Pois anseio aquilo que vocês nunca imaginaram que aconteceria. Já lutei contra muitos de minha raça e muitos deles não mostravam ser dignos de viver. Anseio aquele sangue que não tem honra, daquele que não tem valores, daquele que é injusto. Busco... a paz.-- deu um espaço grande e decidiu parar nesse ponto.

Após falar tudo, Ho, respirava fundo e com o ritmo respiratório ligeiramente aumentado como se tivesse perdido o fôlego não tendo respirado e usado todo o ar de seus pulmões no discurso. Havia gesticulado, falado com todo o fervor. Fatos esses que já eram motivos para ser atacado por algum menino com uma lança em punho. Havia falado até mesmo coisas das quais não se lembrava.

O semblante baixo esperava resposta. Não iria causar confusão se ainda sim a resposta fosse negativa. Ho já até esperava um sinal com a lança o indicando o que deveria fazer e previa comentários de um dia cheio e de que eram ótimos soldados em alguma taberna onde os tolos pudessem gastar o soldo- vangloria nada mais.

Procurou os olhos do soldado por dentre o elmo como que pedindo a reconsideração. Mas já estava pronto para lutar se necessário.

_________________
http://www.lodossrpg.com/t395-ficha-ho

Atributos:

Força: 8
Energia: 4 [D]
Agilidade: 4 [D]
Destreza: 4 [D]
Vigor: 4 [D]

[b]M.O: 3 650


Itens novos: Armadura leve completa do exército de Hylidrus lvl2; uma espada longa e uma curta, ambas lvl 2 e um colar de Hellhound.

Nivel; 6/ Exp:850/1000[/b]
avatar
Knock

Mensagens : 151

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Orc

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Darius Hallenor em Qua Out 30, 2013 7:58 pm


BACON


_____
_____________Guiados pelo general, o grupo caminhou através do centro de treinamento e, conforme avançavam, Darius encantava-se mais com a enormidade do local. Ao fundo percebeu diversos soldados que aperfeiçoavam suas técnicas de combate. O local era fascinante, mas o urso não parou ali.

_____________Woodland prosseguiu até um campo que mais lembrava um chiqueiro gigante. E, na verdade, era. O general não parou sequer para introduzir o espaço onde os soldados estavam treinando, logo Hallenor não esperava que ele se importasse agora.

_____________— Muito bem... — Disse Woodland, surpreendendo Hallenor. — Hoje estou com vontade de comer um belo javali assado. De preferência uns seis. Por sorte, vocês estão em seis! Quero que vocês matem um javali cada, com suas próprias mãos.

_____________“Não é possível..” — Pensou Darius. Não era daquela maneira que ele esperava começar seu dia de treinamento...

_____________Talvez em retaliação ao ligeiro olhar do tigre em sua direção, o general indicou-o para ser o primeiro. Obedecendo em absoluto silêncio, Darius começou caminhando lentamente. Ainda estava fora do cercado, mas já podia ver muito bem seu objetivo. A cabeça do feral trabalhava arduamente ao analisar o animal e elaborar um plano de ação, mas ele não podia parar de caminhar. O tempo era pouco, e bastaram alguns passos para que já pudesse pular o pequeno cercado. Aqueles segundos não foram o suficiente para pensar em seus próximos movimentos, e frustrado por isso Hallenor se cansou de teorizar a ocasião.

_____________Logo que atingiu alguma distância da cerca, parou. Agora ele se apoiava no chão também sobre as mãos. O animal ainda estava distraído, e quem iniciasse o combate poderia ter uma grande vantagem. Darius sabia muito bem disso e aproveitou a oportunidade.

_____________Nada existia além daquele cercado. Dois animais. Como um gato que arquiteta contra uma pomba, Hallenor avançou. Há muito deixara o humano em sua mente de lado, agora o tigre reinava absoluto. Posicionado, Darius saltou. Buscava um ato perfeito, uma mordida profunda e letal no pescoço do javali.


_____
OFF.: Não sei como proceder em um confronto :p

_________________


NÍVEL: 01                                  MOEDAS DE OURO: 00         
FO: 05 [ E ] EN: 01 [ F ] AG: 02 [ F ] DT: 02 [ F ] VG: 04 [ E ]         
► Acessar a ficha         
avatar
Darius Hallenor

Mensagens : 32
Localização : B. Horizonte - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 01
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento de Soldados e Cavalaria

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum