Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

[História] A Ilha de Lodoss

Ir em baixo

[História] A Ilha de Lodoss

Mensagem por ADM GabZ em Qua Fev 26, 2014 1:07 pm

A Ilha de Lodoss



A mil anos atrás o mundo estourou em uma guerra que parecia interminável. Esta guerra entre raças durou dois séculos de carnificina, jogos de poderosos que insistiam em mandar suas tropas para a morte. Quando a guerra terminou, pouco restava do mundo. A maioria das terras foram inutilizadas e mesmo anos depois do fim desta guerra pessoas e animais continuavam a morrer.

No entanto um grupo recusava-se a desistir, tornando-se nômades à procura de uma terra melhor. Juntaram todos os tipos de raças nesta busca, sejam elas quais fossem. Elegeram o líder desse grupo, que mais tarde seria conhecido como general Ruff. Certa vez resolveram procurar a tal terra além do mar, onde marinheiros recusavam-se a ir muito longe com medo de vários mitos e lendas. O grupo construiu um grande navio e nele partiram na imensidão azul. Navegaram por dias até perderem toda e qualquer terra de vista. Quase sem esperanças, parte do grupo definhava e os sobreviventes não tinham escolha a não ser devorar os restos mortais dos companheiros.

Finalmente, em um dia nublado, o navio encalhou em uma península. Lá os sobreviventes desceram e abençoaram a terra, aquela ilha cheia de vida que mais tarde seria chamada de Lodoss.

Naquela terra já existia fauna, flora, seres encantados, dragões, elfos e uma infinidade de terras férteis e outras criaturas. Também existiam nativos, com os quais os viajantes aprenderam línguas, escritas, costumes e modos de vida.

Reza a lenda que com o passar dos séculos as civilizações foram se diferenciando, criando novas tecnologias e a população, aumentando. O povo acabou se dividindo em três grupos: Um deles era muito avançado tecnologicamente em relação aos demais. O outro não conseguia acompanhar esta rápida evolução, enquanto o resto mantinha o ritmo que havia desde a chegada dos viajantes.

Depois de inúmeras discórdias, brigas e rivalidades entre os três grupos, eles se separaram na ilha. O primeiro grupo, mais atrasado, preferiu viver debaixo da terra, cavando túneis infinitos, criando colônias e vivendo sem a luz do sol. O segundo grupo preferiu continuar com seu ritmo, sem alterar nada de seu estilo de vida, continuando na superfície e tomando conta de toda a ilha. O terceiro e último grupo, tecnologicamente avançado, criou tecnologia o suficiente para fazer uma pequena ilha próxima a Lodoss flutuar sobre o mar. Lá estariam livres para continuar suas pesquisas, avançando cada vez mais suas tecnologias.

E assim Lodoss foi dividida entre Baixa Lodoss, Média Lodoss e Alta Lodoss, respectivamente. Deste modo a ilha passou a viver em harmonia, já que nenhum dos reinos brigava mais entre si por terras ou posses. Durante os séculos seguintes nada ouvira-se falar da Alta ou Baixa Lodoss, consideradas então lendas, suas histórias fantasiosas contadas de boca em boca pelo povo. Em Média Lodoss havia sido fundado o reino de Hilydrus, o qual prosperou explendidamente ao longo dos anos. As cidades cresceram, assim como a economia, qualidade de vida e a expansão territorial. O reino tinha influência em quase toda a ilha. A excessão é o sul.

Ao sul da ilha, não muito tempo depois da chegada do general Ruff e sua tripulação, formou-se o tão obscuro e temido reino de Takaras. Terras inférteis, tinham o céu coberto por grossas nuvens negras que, de alguma forma, mostravam uma falsa lua o tempo todo. Criaturas malignas, homens corrompidos, demônios e outros seres maléficos rondavam por ali em sua civilização reinada por um único rei: Hellger. Apesar da diferença entre os dois reinos, não parecia haver interesse nas posses alheias. De fato apenas parecia.

Hoje, 800 anos após a chegada de Ruff, Média Lodoss é pacífica e duradoura. Lodoss tornou-se a ilha utópica que o general tanto desejou. Em sua homenagem a península na qual encalhou seu barco foi nomeada de Península de Ruff, sendo sempre lembrada por quem passa por lá.

Esta história é contada de tempos em tempos, desde épocas antigas e passada de boca em boca pelos lodianos. Isolados do resto do mundo, eles agradecem por ter existido o homem que não desistiu depois da guerra. Seus decendentes são sadios, viris e governam com dedicação.

E assim termina a história da origem da civilização lodiana, meus caros leitores. Continuem esta história na qual agora vocês participam.

História de Lodoss - Resumo

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1110
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum