Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por ADM GabZ em Sab Fev 22, 2014 12:44 pm

Relembrando a primeira mensagem :


Não faz muito tempo que a Vila Batestaca foi fundada. Na verdade, goblins uniram-se à beira do Lago Forsaken a pouco mais de um ano e assim a ergueram em poucos meses. As formações rochosas foram bem aproveitadas, garantindo moradias "especiais" que demonstram facilmente a personalidade incomum dos goblins. A vila tem se tornado bem movimentada principalmente ao redor das torres de pedra, no chão, onde são montadas lojas de todos os tipos. Digamos que na Vila Batestaca é possível conseguir os mais variados serviços dos goblins, podendo ser tarefas simples como pintar casas, consertar carroças e montar móveis até as mais avançadas como construir veículos, montar máquinas a vapor e quem sabe criar uma bugiganga de metal. Sendo grandes comerciantes, os goblins se gabam de suas posses mas principalmente de seu dinheiro.

É possível encontrar trabalho facilmente na vila. Por serem pequenos e não muito fortes, os goblins preferem pagar mercenários e aventureiros para conseguir seus materiais e produtos. O chefe é o incomum Charles Ferrofrio, um goblin velho que já percorreu o mundo e tem um leque enorme de experiências. Ligeiramente cego, Charles possui os olhos esbranquiçados e pele pálida, mas ainda assim é inteligente o suficiente para liderar. Costuma usar trajes de couro e jamais deixa suas adagas para trás — companheiras de suas aventuras pelo mundo. São duas peças raríssimas que muitos dizem terem sido forjadas pelos elfos, algo duvidoso uma vez que esta raça repudia a simples existência dos goblins.


Na Vila Batestaca existe o famoso Bar Goblin Alegre, mas que ironicamente é projetado para várias raças poderem entrar e apreciar a visita. O bar é espaçoso, construído na margem oposta do Lago Forsaken. Possui mesas e cadeiras de diferentes alturas e tamanhos para agradar a todos os seus visitantes, e as bebidas vêm em quantidades gigantescas. Todos os dias o bar recebe clientes das mais variadas raças: orcs, humanos, anões, tritões e até mesmo centauros conseguem ter conforto. Quanto ao estoque, certamente não há com o que se preocupar: atrás do bar existe um enorme galpão com galões e barris enormes, sem contar o subsolo que é recheado com milhares de garrafas das mais variadas bebidas. Os preços são tão variados quanto os tipos de bebidas. Não é surpresa que o bar seja administrado por Ben Ferrofrio, filho do chefe da vila. Ao menos o goblin juvenil faz um excelente trabalho, recebendo visitantes de toda a ilha e assim sendo o jovem mais rico da vila.


Última edição por ADM GabZ em Sab Jul 15, 2017 7:12 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1089
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Lyza Simons em Dom Set 13, 2015 12:55 pm

Não era a melhor das ideias parar naquele vilarejo, mas talvez o trio não tivesse muita escolha. As três já estavam quase ficando sem suprimentos, além de estarem cansadas e sujas depois de tantas fugas e lutas durante o percurso. – Vamos parar aqui sim, não temos escolha, senão ficaremos sem rações mais a frente e isso será um problema.

A primeira coisa que fez foi instruir a Trovão que ficasse do lado de fora da vila, um dragão, mesmo em seu tamanho, chamaria demais atenção, então era bom que ele ficasse do lado de fora nos esperando. Não demoraríamos muito mais que uma noite ali, e Trovão certamente conseguiria se virar e caçar algo pelas planícies e bosques nos arredores. Em seguida, teríamos que procurar um lugar para comprar mantimentos e por fim, um lugar para passar a noite.

_________________


Força: D Energia: B Agilidade: D Destreza: D Vigor: E
M.O: 1500
avatar
Lyza Simons

Pontos de Medalhas : 80
Mensagens : 228
Idade : 29
Localização : Rio de janeiro, RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Blackflash em Ter Set 15, 2015 11:15 am


E temos escolha melhor? Pensei comigo mesma. Não que a ideia de parar no vilarejo me parece extremamente ruim, mas sim, oferecia algum risco, ainda mais para alguem que estava sendo perseguida por metade da ilha. Ainda tinha aquela elfa negra, hum. Tem algo muito estranho nela, posso sentir isso, mas não sei porque. Seu jeito de se vestir, a forma como fala, ou age. Bem, se Lyza confia nela, eu também confiaria, mas do meu jeito. Sempre de olho em seus passos e ações. - Vamos parar, antes agora do que mais a frente quando não tivermos mais o que comer.


_________________
| Analia Lethril | H.E |

Força: E Energia: F Agilidade: D Destreza: D Vigor: E  
avatar
Blackflash

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por NR Nayruni em Dom Set 27, 2015 12:06 am

@ Todos

Era fim de tarde quando o trio de garotas alcançou o vilarejo, o céu já começava a desbotar e o Sol lentamente ia se aproximando da linha do horizonte, deveria ser por volta das 6 horas da tarde aproximadamente. Elas chegaram no vilarejo e notaram algo estranho de imediato, ele estava completamente vazio. Trovão, que tinha os sentidos mais aguçados, estava inquieto. Saphira conseguia sentir algo no ar, mas não sabia definir o que era. Lyza e Analia notaram a inquietação de Saphira e Trovão e por isso também ficaram em guarda.

Lentamente e assumindo uma formação de combate elas entraram no vilarejo. Tudo estava muito calmo, muito queto, nem mesmo os pássaros cantavam. Parecia que todas as pessoas que estavam ali simplesmente pararam tudo o que estavam fazendo e saíram. Saphira começou a analisar os rastros das pegadas que eram muitas mas antes que pudesse chegar a uma conclusão ouviu uma voz masculina.

- Olá doçura, estava com saudades dessa sua carinha cinzenta. - Disse em tom sarcástico.

A figura que surgiu era estranha para todos, menos para Saphira, ela conhecia bem aquele homem e sua voz metálica. Tratava-se de Kabal, um dos maiores caçadores de recompensas de Takaras e grande rival de Saphira.



- Eu sabia que você estava atrás da mesma caça que eu, mas não sabia que você se juntaria a ela. - Disse ele.

Imediatamente Analia, Trovão e Lyza se prepararam para o combate quando Saphira levantou a mão fazendo um sinal para elas pararem.

Ela conhecia muito bem Kabal e sabia que ele era um homem sujo tanto na aparência quanto em seus métodos, ela sabia que Kabal usaria reféns e armadilhas para capturar sua caça, mas ela sabia também que Kabal mesmo sendo sujo em seus métodos era honrado a sua maneira. Enquanto pensava nisso ela viu Kabal tirar de trás da cintura um bastão pequeno do tamanho de uma tocha, o bastão era de madeira mas na ponta ele tinha uma pedra avermelhada e estranha.

- O nome disso é Bastão Incendiário, comprei de um mago piromaníaco, essa pedra na ponta quando bate em algo ascende em uma pequena explosão flamejante. Se vocês fizerem alguma coisa eu vou deixar o bastão cair, ele vai estourar e vai acionar um monte de rastros de pólvora que deixei espalhados por toda parte. Todo esse lugar vai virar um inferno e mesmo que vocês sobrevivam todas as pessoas dentro das casas vão morrer também. - Disse ele girando o bastão mágico nas mãos.

- Vocês não precisam morrer, e nem essas pessoas, nós podemos fazer um acordo. Tudo o que eu quero é a Dargu Energist que está com vocês. - Disse apontando para Lyza.

Aquela era uma situação era incomum, as garotas estavam preparadas pra tudo, ataques diretos, emboscadas e batalhas, mas não uma situação com reféns. E agora o que farão?

_________________
Aproveito este espaço para deixar meus préstimos ao meu colega de equipe GM Zato por ter lido toda a história escrita na ficha do Bluesday!!!

Parabéns fera! Você é mitológico!
avatar
NR Nayruni
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 431
Localização : Lodoss RPG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Lyza Simons em Seg Set 28, 2015 11:47 am

Enquanto o grupo se aproximava da vila, Lyza não pode deixar de notar a inquietação de sua montaria, e que também era compartilhada por Saphira. Imaginou que algo deveria estar acontecendo de errado, pois ela como uma caçadora e assassina de aluguel, conhecia mais de seu próprio mundo que Lyza e Analia, por isso a maga ruiva se pôs alerta para qualquer eventualidade. A entrada na vila fora igualmente estranha, assim como a sensação que percorria os corpos das três mulheres. Tudo estava calmo demais, quieto demais, vazio demais. Onde estavam as pessoas? As crianças correndo? Os trabalhadores voltando para suas casas após um dia árduo de trabalho?

Lyza continuou caminhando, mas agora estava alerta, pronta para um ataque surpresa, uma adaga voando das sombras, uma emboscada de assassinos. Mas o que apareceu foi outra coisa completamente diferente, algo que Lyza talvez até esperasse, mas em sua inocência, acabou por ignorar. O mau era sujo, frio e cruel. Sempre que tivesse oportunidade, eles fariam de tudo em seu alcance para conseguir a pedra, e isso incluía por a vida de inocentes em risco.

“Novamente a vida de pessoas estava em risco. Mas dessa vez eu não vou permitir que ninguém mais morra.”

- Tudo bem, eu lhe entrego a pedra, mas em troca quero que me de o bastão e prometa que deixara o vilarejo em paz.
- Caso ele aceitasse o acordo, Lyza tiraria a pedra de sua bolsa e caminharia calmamente até o inimigo. Encarando-o ferozmente, mas não o atacaria, suas mãos estavam limpas, somente a pedra numa delas e a outra livre e desimpedida. Quando estivesse frente a frente com ele, estenderia sua outra mão para pegar o bastão, e só soltaria a pedra depois que sentisse o bastão entre seus dedos.

_________________


Força: D Energia: B Agilidade: D Destreza: D Vigor: E
M.O: 1500
avatar
Lyza Simons

Pontos de Medalhas : 80
Mensagens : 228
Idade : 29
Localização : Rio de janeiro, RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Blackflash em Seg Set 28, 2015 12:56 pm


O clima de tensão era visível desde o momento que nos aproximamos mais do vilarejo, mas as suspeitas de que havia algo muito errado naquele lugar se confirmaram com a aparição da figura mascarada a nossa frente. As coisas não estavam boas, a cada dia que passava mais e mais obstáculos apareciam em nosso caminho, e aquilo só tornava tudo mais difícil. Mas o problema agora era bem diferente, a situação era muito mais grave, pois não se tratava somente das vidas de três mulheres imprudentes, mas sim de todo um vilarejo.

Estava maquinando um plano para tentar contornar aquela situação, mas qualquer coisa que eu fizesse sozinha, daria errado. Se eu tentasse arremessar uma de minhas adagas, ela não chegaria a tempo no bandido, tampouco conseguiria teleportar a tempo de impede-lo de incendiar a vila. Por outro lado, deixar que Lyza lhe entregasse a pedra estava for a de cogitação. Mesmo sem saber do que aquele objeto era capaz, sabia que era algo muito valioso, ou poderoso, para tantos estarem atrás dela.

Foi nesse momento que me lembrei de uma coisa… Eu não precisava agir sozinha, eu podia contar com a ajuda delas afinal, estávamos unidas nessa causa. Coloquei então a mão sobre a pedra antes que Lyza fosse até o ladrão. Olhei em seus olhos, ao mesmo tempo que gravava minha runa na parte posterior do objeto, a fim de que o ladrão não visse a marca sendo posta. - Vai mesmo entregar a ele? Todo nosso esforço será em vão... - Quando a marca estivesse lá, eu não tiraria a mão, não completamente. Apenas desceria ela um pouco para que Lyza visse a marca, ao mesmo tempo que eu olharia para o objeto e depois voltaria o olhar a ela. No fim, quando Lyza entendesse o recado, deixaria ela ir, fingindo estar cedendo à decisão da líder. - Está certo, você sabe o que faz...

No momento mais oportuno, quando o ladrão estivesse com a pedra em mãos e não fosse mais uma ameaça ao vilarejo, teleportaria para a pedra e então o atacaria com uma de minhas adagas na mão esquerda, enquanto que a mão direita buscaria recuperar o objeto

Ficha: Analia Lethril
H.E.: Voo do Trovão Celestial
Lugar: Vila Batestaca - Hirt
Usando a H.E Voo do trovão celestial Junto da Marca da Espiritualidade para executar minha manobra. -50% PEs.

_________________
| Analia Lethril | H.E |

Força: E Energia: F Agilidade: D Destreza: D Vigor: E  
avatar
Blackflash

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Saphira em Dom Out 18, 2015 12:29 pm

Eu não sabia qual era o plano de Lyza, mas bastava apenas confiar nela. Observei Analia enquanto ela tentava convencer a ruiva do contrario, mas logo cedeu, talvez por perceber que não havia outra escolha. "Apenas confie em Lyza..." Mas uma coisa ainda me intrigava. Será que aquele maldito do Kabal estava sozinho? Era estranho demais que ele sozinho tivesse feito tudo aquilo. Tudo bem que ele tivera bastante tempo para isso, até porque não sabia há quanto tempo ele estava aqui nos esperando. Mas ainda assim achava estranho demais essa coisa toda. Fiquei então a postos, seja la qual fosse o plano de Lyza, eu fiquei a postos, mas não para atacar Kabal, mas sim olhando de um lado a outro, observando cada sombra, cada movimento a nossa volta. Qualquer coisa suspeita seria pega por minha visão. Se encontrasse algo, e caso fosse possível ve-lo, usaria minha habilidade para ir atrás dele.

_________________

Força: D
Energia: F
Destreza: D
Agilidade: C
Vigor: D
L$: 0
avatar
Saphira

Mensagens : 131
Idade : 23
Localização : Rio de janeiro

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 2
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por NR Nayruni em Qui Out 29, 2015 2:56 am

@ Todos

Não havia jeito para Lyza a não ser se submeter à Kabal, em nome das vidas de todos os inocentes que estavam em risco. Ela não percebeu a encenação de Analia ao marca a pedra e portanto, seguiu naturalmente com o planejado arremessando a pedra em direção ao assassino.

Foi então que tudo aconteceu muito rápido, Lyza arremessou a pedra, Kabal em resposta arremessou o bastão que pela trajetória iria cair em um rastro de pólvora! Isso sugou a atenção de Lyza por completo que saltou desesperada para segurar o bastão. Enquanto isso Kabal agarrava a pedra simultaneamente ao mesmo tempo que Analia desaparecia e reaparecia logo atrás dele. Saphira que observava não notou nenhuma outra presença e lembrou-se que Kabal costumava trabalhar sozinho.

Quando a sequência de ações terminou, Analia estava atrás de Kabal rendendo-o com uma adaga no pescoço, Saphira olhava em alerta os arredores e o bastão escapuliu da pegada de Lyza quicando em seus braços e tocando o solo. Tudo aconteceu como Kabal havia digo, o bastão de fato estourou em uma labareda do tamanho de uma fogueira, essa labareda incendiou a pólvora no chão fazendo com que rastros luminosos percorressem o chão rapidamente como serpentes de fogo.

Lyza fechou os olhos por um tempo temendo o pior, esperando sentir o calor do fogo e o som de explosões e gritos de inocentes em agonia. Mas nada disso aconteceu, quando ela abriu os olhos tudo estava em ordem, Kabal estava blefando o tempo inteiro e agora ele era um prisioneiro.

_________________
Aproveito este espaço para deixar meus préstimos ao meu colega de equipe GM Zato por ter lido toda a história escrita na ficha do Bluesday!!!

Parabéns fera! Você é mitológico!
avatar
NR Nayruni
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 431
Localização : Lodoss RPG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Lyza Simons em Ter Nov 10, 2015 11:34 am

Foi com grande pesar que Lyza avançou em direção ao assassino, estava pronta a entregar a pedra a ele para poupar a vida daqueles aldeões inocentes, mas a forma como tudo aconteceu foi tão rápida que a ruiva mal pode acompanhar. Quando ela se aproximou o suficiente, arremessou a pedra para Kabal, mas este, ao invés de arremessar o bastão em sua direção, o jogou para longe, obrigando a maga a correr para agarra-lo antes que fosse tarde. Depois disso, tudo ficou meio distorcido, sua visão estava focada em agarrar o bastão explosivo então mal pode perceber a movimentação de suas companheiras, mas ela esperava que ao menos uma das duas fosse atrás de Kabal e o fizesse pagar por isso.

Mas o que aconteceu foi melhor ainda do que o esperado. Apesar de Lyza não ter conseguido agarrar o bastão, tudo aquilo não passava de um blefe. E para melhorar ainda mais a situação, Analia havia conseguido capturar o assassino antes mesmo que esse fugisse. “Wow, ela é muito rápida...” Lyza se levantou, tirou a poeira da roupa e foi em direção a Kabal. Analia ainda o rendia, enquanto isso Saphira analisava o perímetro para ter certeza que ninguém estava junto dele.

- Trapaceiro, mentiroso. Largue suas armas e entregue-me a pedra. - Ela estendeu a mão em direção a ele esperando pelo artefato, enquanto observava a movimentação. Apesar de ver somente aquelas duas armas esquisitas em suas mãos, era bom não hesitar diante de alguém que já tentara nos enganar antes.

_________________


Força: D Energia: B Agilidade: D Destreza: D Vigor: E
M.O: 1500
avatar
Lyza Simons

Pontos de Medalhas : 80
Mensagens : 228
Idade : 29
Localização : Rio de janeiro, RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Saphira em Qua Nov 18, 2015 9:14 pm

Era curioso como pensar naquele patife do Kabal me trazia umas pontadas de nostalgia, mesmo em uma situação tão conflitante. Eramos como dois gatos de rua, treinados a sobreviver, mas naturalmente inimigos brigando por um território que não era nem mesmo nosso. Mas confesso que me pegou de surpresa a agilidade como aquilo foi resolvido. Quando vi a elfa mascarada pela primeira vez na estrada, ferida e incapacitada, não dava um tostão furado por ela, mesmo tendo concordado de bom grado que ela fosse junto em nosso encalço. Mas ver ao vivo sua agilidade em ação me surpreendeu, e muito.

Um sorriso brotou em meu rosto ao ver Kabal rendido pela jovem, e maior ainda em ver que a jovem por quem eu não dava a mínima se mostrara tão, ou até mais, habilidosa que eu. – Ótimo trabalho. Se não se importarem, depois que acabarem de fazer suas perguntas ou seja la o que for, gostaria que o deixassem comigo. Tenho planos em mente para este patife. – Analia ainda não sabia de minha condição especial, mas Lyza já sabia o que eu era, e somente pelas minhas palavras, já dava para imaginar o que eu faria com Kabal. “Acabei conseguindo meu jantar, afinal...” E não precisaria ser nenhum animal ou inocente dessa vez.

_________________

Força: D
Energia: F
Destreza: D
Agilidade: C
Vigor: D
L$: 0
avatar
Saphira

Mensagens : 131
Idade : 23
Localização : Rio de janeiro

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 2
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Blackflash em Sex Nov 20, 2015 10:05 pm


Eu precisava ser rápida, Lyza estava prestes a fazer a troca e o assassino estava para fugir. Eu sabia que ele iria tentar algum truque sujo, ladrões e assassinos são seres sem honra, então eu não podia acreditar que ele simplesmente nos daria o bastão e sairia correndo. Por isso, quando a troca foi feita, independente se Lyza conseguiria ou não pegar o bastão, eu usei a marca para chegar até o assassino e rende-lo. Aparecendo bem atrás dele, coloquei a adaga em seu pescoço enquanto a outra ficava apontada para suas cintura, apenas por precaução.

- Parado aí, não pense que vai conseguir fugir. – A voz saiu abafada pela mascara, mas forte e rígida o bastante para que ele entendesse a ameaça. Lyza não conseguiu pegar o bastão, porem para nossa sorte, além de sujo, Kabal era um mentiroso e não havia absolutamente nada na vila ameaçando os moradores. “Mas se não há ameaça, onde estão todos os camponeses deste lugar?” Aquilo ainda era estranho, mas deixei de lado, nossa prioridade era recuperar o artefato e dar um jeito no assassino. Mas para a segunda opção, estranhamente a elfa negra havia se oferecido.

“Elfos negros não são lá a raça mais confiável, certamente não é coisa boa que ela irá fazer com este homem.” Mas seja como fosse, isso também não era da minha conta, pois a partir do momento que ele era um assassino, não merecia perdão de nenhuma de nós. – Faça como quiser, mas antes, gostaria de saber mais sobre estes que nos perseguem. – E com um pouco de violência, a faca que estava apontada para a cintura perfurou de leve a pele do infeliz, propositalmente causando-lhe dor, mas não a ponto de feri0lo gravemente.



_________________
| Analia Lethril | H.E |

Força: E Energia: F Agilidade: D Destreza: D Vigor: E  
avatar
Blackflash

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por NR Nayruni em Qui Dez 03, 2015 6:08 am

@ Todas

A ação de Analia foi rápida e inesperada, tanto que surpreendeu até mesmo suas aliadas. Kabal não teve como reagir, quando seu cérebro conseguiu processar a informação do que estava acontecendo já era tarde demais, ele podia sentir a lâmina fria da mulher acariciando a pele quente e macia do seu pescoço. Quando escutou a voz de comando de Lyza, ele simplesmente ergueu as mãos e deixou cair suas duas armas.

- Vocês me pegaram, Acho que agora estou bem encrencado. - Disse, sua voz também saindo abafada por baixo da máscara que usava.

Lyza não perdeu tempo em recuperar a pedra e vasculhar os arredores, encontrou as pessoas que viviam no lugar, estavam todas amarradas mas estavam bem e sem ferimentos. Caberia agora interrogar Kabal sobre o que ele sabe.

(Pessoa não tem o que postar, vocês devem decidir o que vão perguntar pro Kabal e eu responderei no próximo post).

_________________
Aproveito este espaço para deixar meus préstimos ao meu colega de equipe GM Zato por ter lido toda a história escrita na ficha do Bluesday!!!

Parabéns fera! Você é mitológico!
avatar
NR Nayruni
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 431
Localização : Lodoss RPG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Saphira em Sex Dez 11, 2015 12:43 pm

– Ótimo trabalho, Analia. – Era uma ideia interessante querer interroga-lo, mas não achava necessária, não agora e não ali. Primeiro porque seria difícil faze-lo falar algo, ou não, quem sabe. Mas o segundo e principal motivo era que, provavelmente, a mesma pessoa que o havia contratado, era a pessoa que havia me contratado, então tecnicamente nós sabíamos as mesmas coisas. Talvez ele soubesse de algo novo, era uma possibilidade, mas ainda assim não achava que aquilo nos ajudaria em algo.

De qualquer forma, aguardei que a elfa terminasse seu interrogatório, esperava pela hora que poderia levar Kabal e enfim saciar minha sede. Mas antes de acontecer, peguei suas armas do chão, eram um belo exemplar, diga-se de passagem, decidi compara-las à minha adaga, quem sabe não fossem melhores. Quando estivesse com Kabal e a sós, aproveitaria a chance para ver se ele não portava mais nenhum item de valor. Afinal, ele não poderia mais usa-los mesmo.

_________________

Força: D
Energia: F
Destreza: D
Agilidade: C
Vigor: D
L$: 0
avatar
Saphira

Mensagens : 131
Idade : 23
Localização : Rio de janeiro

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 2
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Blackflash em Qua Jan 27, 2016 10:09 pm


Encostei mais a faca no pescoço do infeliz a ponto dele poder sentir o frio da lamina sobre sua pele. Fitava a elfa enquanto ela saía para ver o refens, depois Lyza quando a outra enfim saiu do meu campo de visão, então comecei as perguntas, assim que percebi que a cavaleira estava nos dando mais atenção.

- Pode começar nos dizendo quem são estes que o mandaram, quantos são e de onde vêm. – Apertei um pouco a lamina contra seu pescoço, o suficiente para ver o filete de sangue escorrer pelo fio da adaga e o vermelho vivo sobressair sobre o prateado da lamina. – E rápido, temos pressa.


_________________
| Analia Lethril | H.E |

Força: E Energia: F Agilidade: D Destreza: D Vigor: E  
avatar
Blackflash

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Lyza Simons em Qui Jan 28, 2016 9:42 am

O alivio percorreu o corpo da maga quando ela percebeu que tudo se tratava apenas de um grande engodo. Lyza não soube expressar o quanto ficara feliz de ver que não só os aldeões estavam a salvo, mas que também Analia havia, de forma impressionante, parado o assassino antes de ele sequer pensar em fugir. Aquela habilidade era no mínimo maravilhosa, inclusive despertara a curiosidade da ruiva quanto ao seu funcionamento, mas por enquanto Lyza se atentou ao que era mais importante, interrogar o infeliz.

Saphira já havia se prontificado a cuidar dele quando Ana e Lyza tivessem terminado, e conhecendo-a como Lyza a conhece, sabia qual seria seu fim, virar o lanche da vampira. “Que Zaltar tenha piedade desta alma...” Pensou num ultimo segundo antes de se ater à companheira que já começava com as perguntas. E Lyza aproveitou para acrescentar ela própria suas perguntas.

- Como conseguem nos encontrar com tanta facilidade? – Essa era uma informação de extrema importância, pois se isso pudesse ser evitado de alguma forma, ajudaria a todas as três a não serem mais perseguidas.

_________________


Força: D Energia: B Agilidade: D Destreza: D Vigor: E
M.O: 1500
avatar
Lyza Simons

Pontos de Medalhas : 80
Mensagens : 228
Idade : 29
Localização : Rio de janeiro, RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por NR Nayruni em Seg Fev 15, 2016 3:58 pm

@ Todas

Vendo que não havia opção, o mascarado concordou em ajudar.

- Cuidado com essa faca garota eu vou colaborar mas não me mate. - Falou com sua voz abafada e fria, mesmo naquela situação de tensão ele se mantinha calmo.

- Ha! Saphira, sei exatamente o que pretende fazer comigo, eu sei do seu segredo. Podemos fazer um acordo, sei que você tem fome e que nada no mundo vai impedir que você me tenha como sua presa. Mas você não precisa me matar, que tal se beber apenas uma parte do meu sangue? Se colaborar com isso eu darei todas as informações que vocês querem e muito mais. - Disse ele.

Com Saphira aceitando o acordo ou não, ele continuou falando.

- A pedra que você carrega pode ser facilmente encontrada por eles e por qualquer um que tenha uma bússola mágica assim como a que está em meu bolso e no bolso de sua amiga vampira. - Explicou. - Mas eles têm muito mais segredos escondidos do que vocês imaginam. Seus inimigos são um grupo chamado Irmandade Negra, eles são todos uns loucos e veneram um deus dragão que dizem, vai devorar o mundo inteiro. - Explicava ele. - Mas até onde eu sei existe uma forma de esconder a energia da pedra. Procurem um mago chamado Elandur, ele é um humano e mora em um castelo localizado em uma colina em algum lugar de Takaras, isso é tudo o que eu sei, por favor me deixem viver.

Finalizados os questionamentos, Kabal foi entregue para Saphira e seu apetite. Sem tentar reagir ou oferecer qualquer resistência, Kabal entregou seu braço para Saphira que o segurou e mordeu fincando ali suas afiadas presas. O mercenário gemeu de dor e observou enquanto a vampira vorazmente drenava seu sangue.

Saphira começou a beber, beber, beber e beber.

Nota: Saphira existem 3 opções, beber um pouco para aplacar sua fome por 1 dias e deixar cabal vivo. Beber bastante aplacando sua fome por 2 dias mas deixando Kabal desmaiado ou beber tudo matando o mercenário e enchendo o estômago pelos próximos 3 dias. Qual a sua escolha? Você sabe que Kabal é honrado e não voltará a persegui vocês e sair vivo.

_________________
Aproveito este espaço para deixar meus préstimos ao meu colega de equipe GM Zato por ter lido toda a história escrita na ficha do Bluesday!!!

Parabéns fera! Você é mitológico!
avatar
NR Nayruni
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 431
Localização : Lodoss RPG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Saphira em Qui Fev 25, 2016 11:54 pm

Por um instante eu achei que o interrogatório seria inútil, mas no fim acabamos descobrindo algo que nem mesmo eu sabia. “Irmandade negra? Tenho que descobrir mais sobre eles.” A bussola eu já fazia ideia, até porque, como dito por Kabal, eu tinha uma comigo, mas sobre a parte de poder esconder o poder da pedra, também fora bastante útil, só não achava seguro ir até Takaras para faze-lo. “Justo Takaras? O lar dos que querem nos matar? Que ironia.”

Se enfiar no covil das cobras ficaria para outro momento, pois agora tínhamos que encontrar o pedaço que estava em Ruff, era mais perto, e mesmo com todos os obstáculos que ocasionalmente surgiam, era menos perigoso.

Naquele momento, quando o ouvi pedindo para viver, me lembrei qual meu objetivo naquele mundo. “Eu estou aqui para fazer justiça, à minha maneira, mas ainda é justiça.” Eu não ataco inocentes, mas também não atacaria alguém que se mostrou digno do meu perdão. E este era o caso de Kabal, ele havia se redimido contando a nós tudo que sabia, alem do mais, ele não havia ferido ninguém, o que lhe dava mais alguns pontos comigo. “Mas estou faminta... Tenho que fazer alguma coisa.” Então decidi que iria leva-lo de qualquer forma, mas não iria mata-lo. Havia aprendido com aquele mago mequetrefe a me controlar, então colocaria isso em pratica, não matando ele, apenas deixando-o desmaiado em algum canto.

- Podem deixar ele comigo agora, não se preocupem, voltarei em breve... – Falei já tomando a frente, e quando Analia o soltou, levei-o pelo braço até um lugar onde não houvessem olhos curiosos a nos ver. – Bom, creio que isso seja um adeus... – Foi tudo o que eu disse antes de enfim cravar os dentes em sua pele, e começar a suga-lo. E assim que percebesse que ele estava prestes a desmaiar, eu pararia. Depois disso, retiraria sua mascara, mas deixaria com ele as armas e qualquer outro item de valor. Ja que não iria mata-lo, e eu não era uma ladra, não iria levar nada, a mascara serviria somente para que nenhum morador da vila o reconheça e acabe o matando enquanto está desmaiado.

Escolho sugar ele até que ele desmaie.

_________________

Força: D
Energia: F
Destreza: D
Agilidade: C
Vigor: D
L$: 0
avatar
Saphira

Mensagens : 131
Idade : 23
Localização : Rio de janeiro

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 2
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Blackflash em Sex Fev 26, 2016 10:38 pm


Aquilo parecia ser tudo que ele sabia, mas era o suficiente para tirarmos nossas conclusões. Saphira novamente se ofereceu para leva-lo, mas só depois de Kabal ter dito que ela era uma vampira foi que eu entendi o que estava acontecendo ali. – Vampira? Juro que não esperava por essa. Mas se quer tanto ele, não irei me opor… - Não sendo ele quem era. Mas em meu intimo, pensava o quanto seria doloroso estar em seu lugar, talvez nem mesmo um assassino como ele merecesse morte tão dolorosa. Mas quem era eu para julgar quando há pouco desejava tê-lo matado com minhas próprias mãos por ameaçar a vila?

Quando ficamos somente eu e Lyza, fui até a cavaleira para ver se estava tudo certo, e se precisava de alguma ajuda. – Bom, creio que temos duas missões agora, encontrar o outro fragmento, e ir a Takaras falar com esse mago. O que faremos primeiro? – Como ela era a líder, a decisão era dela, mas independente dos motivos da escolha, sabíamos que ambos os casos eram muito perigosos, pois o risco que envolvia estar naquela empreitada eram enormes.


_________________
| Analia Lethril | H.E |

Força: E Energia: F Agilidade: D Destreza: D Vigor: E  
avatar
Blackflash

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Lyza Simons em Qui Mar 17, 2016 11:21 am

Lyza já sabia da natureza vampírica de sua companheira desde que se encontraram em Calm, mas ao contraria da ideia que tinha sobre vampiros, que eram criaturas frias, mesquinhas e sem sentimentos, Saphira era totalmente diferente. Pois além de não ser uma assassina em série, um monstro sem o controle de seus atos, ela era íntegra o suficiente para passar por cima de sua própria sede para defender ideais que acha corretos, como defender a ilha de Lodoss. Mesmo que sua atitude tenha sido por motivos egoístas no fim das contas, mas ainda assim o fez e isso ficaria na mente de Lyza até o fim.

- Também não me oponho, pode leva-lo e faça como bem entender... – Lyza não podia deixar de se sentir um pouco mal ao dizer aquilo, mesmo se tratando de um assassino, ainda era uma vida. Mas ela já tinha amadurecido o suficiente para entender que, as vezes, algumas vidas valem mais que outras. E segundo a visão da própria vampira, era melhor que um bandido morresse por suas mãos para que ela continuasse vivendo, do que um inocente morrer nas mãos de um bandido.

Com o fim do interrogatório, ficaram somente Lyza e Analia no vilarejo. Saphira havia saído para se alimentar deixara as duas decidindo o que fazer. Analia fazia uma boa pergunta, mas Lyza ainda ponderava sobre a escolha que faria, pois ambas pareciam perigosas demais.

- Se o que ele disse é verdade, então eles não seguirão, onde quer que estejamos. Logo, tanto ir para Takaras, quanto ir para a segunda pedra é perigoso. O problema é que, se formos até a segunda pedra, e eles estiverem lá nos esperando, acabaremos caindo numa emboscada, e eu tenho uma forte sensação de que devemos deixar o segundo fragmento de lado por enquanto e ir atrás desse mago. - No fim, minha decisão era a de ir a procura do tal mago. Ele talvez pudesse nos ajudar.

_________________


Força: D Energia: B Agilidade: D Destreza: D Vigor: E
M.O: 1500
avatar
Lyza Simons

Pontos de Medalhas : 80
Mensagens : 228
Idade : 29
Localização : Rio de janeiro, RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por NR Nayruni em Ter Mar 22, 2016 7:52 pm

@ Todas

Se fossem outros tempos, Saphira teria drenado a vida de Kabal até sentir o coração do homem parar de bater na ponta da sua língua. Mas ela havia aprendido com Kalahan e Karen a se controlar e havia tomado uma decisão, pouparia Kabal. Drenou dele o suficiente para desacordá-lo, depois escondeu seu corpo e retirou sua máscara, mas quando retirou a peça, se arrependeu, pois ficou horrorizada com o que viu. O rosto de Kabal não era humano, era terrivelmente deformado, como se ele houvesse tomado um banho de ácido na face, era como se ele não fosse humano, mas sim um demônio o que não era verdade, ele era humano e o sangue na boca de Saphira deixava isso bem claro. Decidiu que pouparia a máscara de Kabal, então largou-o ali, até mesmo com suas armas porque eram exóticas demais para ela.

Voltando para suas companheiras, Saphira discutiu com Lyza e Analia o rumo a ser tomado, pensaram com sensatez e decidiram que mudariam seus planos. Seu novo destino agora era Takaras, o coração do mal em Lodoss. Pensaram que mesmo que os inimigos conseguissem pegar o fragmento em Ruf, elas poderiam usar a bússola de Saphira para achá-lo. Logo tomaram a decisão, logo partiram.

Três dias se passaram, Saphira ia se alimentando pelo caminho com o sangue de animais, depois entregava as carcaças para Analia e Lyza que as preparavam e comiam o que podiam, salgando as sobras para provisões. Apesar de toda tensão, nada mais aconteceu, até a chegada do quinto dia quando viram surgir do meio da estrada uma carroça larga e barulhenta, com várias coisas penduradas. Panelas, canecas, sacos de todos os tipos, um burro de orelhas compridas puxava a carroça quase se arrastando e esta vinha, passando por cima de arbustos e buracos, atravessava a mata como se ali fosse uma estrada, deixando atrás de si a mata da mesma forma como estava antes da passagem.

Todas as três puderam sentir uma presença mágica poderosa emanando da carroça. A tensão dominou o trio, mãos procuraram e encontraram o cabo de armas, corações se aceleraram, a tensão dominou o lugar por um momento. Sem aviso a carroça parou de andar, poucos metros na frente do trio, o burro levantou a cabeça e fez uma careta como se desdenhasse do trio de aventureiras, mal sabiam elas que era isso que ele fazia. Antes que pudessem pensar em uma ação um rosto surgiu de dentro da carroça, eram um velho barbudo com cabelos e barba fartos e brancos como a neve.


-- Ora ora, encontrei vocês. -- Disse ele exibindo um sorriso animado. -- Agora façam um favor a este velho e cansado viajante e morram... -- Disse, o sorriso desaparecendo do rosto.

A tensão no trio disparou as alturas, decidiram atacar, em segudos já sacavam suas armas então o velho voltou a sorrir, o sorriso então virou uma gargalhada.

-- HAHAHAHA É BRINCADEIRINHA É BRINCADEIRINHA! -- Gritou ele sem conseguir se conter enquanto as três apontavam suas armas para ele.

Enquanto isso o burro apenas olhava para as garotas com desdém, como se fosse inteligente, e era mesmo inteligente.

_________________
Aproveito este espaço para deixar meus préstimos ao meu colega de equipe GM Zato por ter lido toda a história escrita na ficha do Bluesday!!!

Parabéns fera! Você é mitológico!
avatar
NR Nayruni
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 431
Localização : Lodoss RPG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Blackflash em Ter Mar 29, 2016 4:53 pm


Estar tão próxima assim de uma vampira não era lá a melhor das sensações, mas o tempo que passei for a da floresta me ensinou que, a raça de um ser não molda seu caráter, mas sim suas próprias escolhas. Em outros tempos, em minha ignorância sobre a vida fora de Endless, eu simplesmente teria abandonado aquelas duas e teria seguido caminho sozinha, mas agora que sabia o quanto uma pessoa era capaz de mudar em prol de seus ideais e escolhas, eu entendia que Saphira talvez não fosse uma vampira por escolha própria, mas sim por um descaso do destino.

Após um breve debate, decidimos que o melhor a se fazer era ir até Takaras encontrar o tal mago, mas antes mesmo de sairmos me lembrei de algo importante. Como seria a aparência desse tal mago? Uma pergunta importante, mas que na hora não lembrei de fazer ao assassino e me amaldiçoei por aquilo amargamente.

Mais dias se passaram, dias tensos, onde qualquer ruído na mata ou na estrada já era suficiente para nos manter alertas. Mas foi somente no 5° dia que algo aconteceu. Vindo pela trilha, uma carroça surgiu a nossa frente, puxada por um único burro, que parecia deveras estranho ao olhar. Um velho o guiava e ele parecia vir em nossa direção. Quando parou, ele desceu da carroça, seu burro ainda com aquele olhar estranho tomou parte de minha atenção, mas quando o velho começou a falar, logo notei que havia algo errado. “Outro inimigo? Não vou deixar que nos pegue de surpresa.”

Com um movimento rápido, saquei duas de minhas adagas especiais, uma delas arremessando com a mão direita, enquanto que com a outra, mantive preparada. Quando a adaga atingisse o alvo, teleportaria imediatamente até ela, colocando a segunda adaga contra o pescoço do velho e ameaçando degola-lo, não deixando que ele terminasse sua ação.


_________________
| Analia Lethril | H.E |

Força: E Energia: F Agilidade: D Destreza: D Vigor: E  
avatar
Blackflash

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Saphira em Sex Abr 15, 2016 9:44 am

Após 5 dias de uma longa jornada, muito foi debatido entre o trio, e enfim todas as partes se entenderam. Ainda não tinha total certeza se realmente conseguiria manter minha promessa com elas por muito tempo, mas estava disposta a tentar pelo tempo que conseguisse. No meio da estrada, enquanto descansávamos fora  da trilha, avistamos algo se aproximando, parecia se tratar de uma carroça, vinha bem lenta e puxada por um único burro, mas pelo seu aspecto parecia pesada suficiente para que 2 cavalos sofressem para empurra-la a frente.

- Fiquem atentas...

Falei já alarmada com a situação, mas não precisou muito mais que isso para elas já entrarem em posição defensiva. A carroça parecia realmente vir até nós, pois fora da trilha, vindo em nossa direção, não podia significar outra coisa senão isso. Ela então parou a nossa frente, alguns metros de distancia nos separavam, o burro tinha uma cara estranha, como se zombasse de nós, mas eu ignorei, era apenas um animal. Acabaria virando meu jantar, dependendo das circunstancias.

Seu condutor era um velho de aparência inofensiva, mas um pouco suspeito. Anciões costumavam levar surpresas consigo, especialmente nesta ilha repleta de magia como ela era. Quando ele começou a falar confirmou nossas suspeitas, realmente nós éramos seu objetivo, mas sua “brincadeira” de mal gosto, acabou por nos render uma situação no mínimo complicada. Analia não esperou que ele reagisse, sua técnica  de teletransporte era muito mais rápida que suas palavras, e antes dele dizer que tudo não passava de uma brincadeira, ela já estava sobre ele o atacando. Por sinal, nem eu nem Lyza nos movemos para impedir, para ser franca? Por mim alguém que fazia este tipo de brincadeira não merecia minha confiança, mesmo se fosse conhecido de alguma delas duas.

- Quem é você e o que quer conosco? Não deveria brincar com quem não conhece...

_________________

Força: D
Energia: F
Destreza: D
Agilidade: C
Vigor: D
L$: 0
avatar
Saphira

Mensagens : 131
Idade : 23
Localização : Rio de janeiro

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 2
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Lyza Simons em Sab Abr 16, 2016 7:17 pm

Em vista do ataque de Kabul, algumas coisas acabaram sendo reveladas no trio, coisas que fizeram com que duvidas surgissem entre elas, mas no fim, todas se acertaram. A promessa feita por cada uma era pessoal e ninguém poderia interferir nisso, mas a partir do momento que estavam juntas, elas se ajudariam e fariam de tudo possível para completar seu objetivo.

Durante a viagem, Lyza e os demais estavam fora da trilha, numa espécie de bosque, foram dias tranquilos e nenhum outro obstáculo apareceu para atrapalhar as três até o quinto dia. Neste, uma carroça apareceu sendo puxada por um burro e conduzida por um velho de barba branca e longa. A aparência não das melhores, fora que aquele único burro puxando uma carroça daquele tamanho e com tantas coisas penduradas, era de dar pena.

Mas as aparências costumavam enganar e mesmo diante de tanto, Lyza não deixou de se armar contra aquele que vinha. Ainda mais levando em consideração que este vinha na direção do trio, ignorando obstáculos da mata e até mesmo a trilha. Isso só poderia significar uma coisa aos olhos das três, mais alguém que podia rastrea-las.

Analia foi a primeira a reagir ao velho, quando este insinuou que o trio deveria morrer, ela partiu para o ataque e usando sua habilidade, teleportou para o lado dele já com sua adaga em mãos. Saphira já foi mais cautelosa, ficando em sua posição, mas como sua companheira a mais tempo, Lyza sabia do que ela era capaz e o quão rápida poderia ser se quisesse.

- Como nos encontrou aqui? – A resposta ela já imaginava qual seria, mas não custava perguntar, já que ele poderia não ser um inimigo, então tecnicamente não usaria dos mesmos meios que os outros para acha-las.

_________________


Força: D Energia: B Agilidade: D Destreza: D Vigor: E
M.O: 1500
avatar
Lyza Simons

Pontos de Medalhas : 80
Mensagens : 228
Idade : 29
Localização : Rio de janeiro, RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por NR Nayruni em Ter Maio 03, 2016 6:26 am

@ Todas

A ação de Analia foi muito rápida e inesperada por suas companheiras. A faca da mulher voou em direção ao velho e quando estava prestes a atingi-lo, ele a desviou sem tocar nela, com um simples movimento de mão. Não, mais que isso, ele fez a adaga voltar voando em direção a sua dona, na verdade a arma acabou fincada na areia entre as pernas de uma estupefata Analia.

Todas as três mulheres imediatamente se armaram entrando em posição de guarda. O velho as encarava e elas a ele, cada lado atento ao menor movimento, até que um som estranho, uma espécie de risada quebrou o clima de suspense. Era o burro que se matava de rir, uma risada gostosa e alegre e quase humana.

-- Ora Astrogildo, pare com isso, é muito feio rir dos clientes! -- Disse o velho repreendendo o burro que imediatamente parou de rir. -- Eu me chamo Galadom, sou um comerciante livre, eu viado pelo mundo e as vezes entre os mundos para comprar e vender mercadorias a quem quer que precise ou queira. -- Explicou ele de forma descontraída.

-- Sei que querem ir para Takaras, lá não é um bom lugar para vocês ainda mais com toda essa gente caçando a Dargu Energist. Portanto eu vim aqui oferecer meus produtos e ver se vocês estão interessadas. Tenho poções de cura, itens diversos, armas mágicas, armaduras encantadas, itens maravilhosos... -- A partir dai Galadom desatou a falar e cada vez que abria a boca para falar de algo, ele acabava tirado de algum lugar uma amostra do objeto que estava citando.

-- Tudo o que vocês quiserem, eu posso conseguir e vender. É só pedir.

Aquele comerciante era muito estranho, será que as jovens poderão confiar nele?

_________________
Aproveito este espaço para deixar meus préstimos ao meu colega de equipe GM Zato por ter lido toda a história escrita na ficha do Bluesday!!!

Parabéns fera! Você é mitológico!
avatar
NR Nayruni
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 431
Localização : Lodoss RPG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila Batestaca [+ Bar Goblin Alegre]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum