Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

O Reino Sombrio de Takaras

Ir em baixo

O Reino Sombrio de Takaras

Mensagem por ADM GabZ em Sab Mar 09, 2013 8:38 am

Geografia

Localizado ao sul da Ilha de Lodoss, o reino de Takaras é obscuro e suas terras são amaldiçoadas. Desde milênios atrás grossas camadas de nuvens cinzentas cobrem o céu, impedindo qualquer vislumbre do sol, tendo apenas uma lua fantasmagórica como fonte natural de luz. Curiosamente esta lua segue o mesmo ciclo da lua real, inclusive causando o mesmo efeito em criaturas noturnas e/ou que dependem de sua influência. Takaras é uma terra fria onde basicamente nada pode ser cultivado além de ervas e raros vegetais que sobrevivem sem a nutrição do sol. Suas árvores têm caules e folhas escuras, com raras exceções, e acabam crescendo em diferentes tamanhos e formatos. Mas, em geral, são distorcidas graças à falta do sol. Com algumas centenas de quilômetros de extensão, o reino possui grande variação de terras e ambientes que vão desde florestas densas, montanhas pontiagudas e litorais obscuros até vilas isoladas, templos macabros e a própria cidade capital de Takaras.

Por conta do ambiente sombrio, Takaras acaba sendo não somente o lar de inúmeros seres vis ou corrompidos, mas também daqueles que buscam abrigo da justiça de outros reinos. Pode-se encontrar animais comuns como cavalos, lobos e aves, mas costumam absorver a influência da terra e se tornarem tão sombrios quanto ela. Por outro lado, criaturas como diabretes, trolls e ghouls parecem ter se originado de Takaras e já serem corrompidos e profanos. A capital e as vilas são repletas de construções variadas feitas de madeira, pedra ou até mesmo barro, mas incrivelmente mantendo um padrão inconsciente. Muros são erguidos com grossas toras de madeira ou blocos de pedra, mais para proteger os moradores de criaturas selvagens do que para impedir um ataque propriamente dito. O castelo Deathlocker fica a certa distância da capital, numa área elevada, de onde pode-se ver toda a cidade sem esforço. Os cidadãos possuem uma incrível variação de raças, origens e índoles que fariam inveja a qualquer reino que busque igualdade e luta contra o preconceito. Isto porque, numa cidade obscura repleta de aberrações, incomodar-se com as diferenças é algo no mínimo tolo. Orcs, humanos, demônios, lobisomens, vampiros e até mesmo elfos podem ser encontrados com facilidade, sejam por preferir o reino sombrio como lar ou apenas por achar confortável a vida por ali.

Governo Atual

Apesar da aparência macabra e doentia, Takaras é um reino organizado, liderado pelo rei Hellger a mais de 40 anos. O povo aprova seu reinado, pois acaba mantendo as terras prósperas e movimentadas. O comércio nos portos mantém o reino abastecido de suprimentos e, principalmente, de alimentos vindos de fora. As poucas especiarias de Takaras valem grandes fortunas em outras cidades fora da ilha, garantindo que o dinheiro não pare de entrar. O povo consegue se manter sem grandes dificuldades, pois o Rei os alimenta com o mínimo necessário e, caso alguém queira mais, basta conseguir algum trabalho por estas terras sombrias. Os serviços acabam sendo arriscados em Takaras porém com bons pagamentos, envolvendo trabalho mercenário de todos os tipos. Tentar conseguir uma vida honesta pode ser uma boa idéia, mas consegue-se muito mais dinheiro apenas cortando uma cabeça fora a serviço de alguém. Artigos roubados também rendem bons trocados dependendo de sua raridade, assim como artefatos antigos que podem ser vendidos a altos preços. Pode-se dizer que, em Takaras, não existem muitos atos considerados criminosos. Os soldados reais dificilmente interferem em casos como roubos, furtos e brigas, pois muitas vezes o povo prefere fazer justiça com as próprias mãos. Apenas crimes considerados hediondos como assassinato, evocações proibidas, torturas e outros atos ainda mais profanos são dignos de receber atenção do Rei e resultar em prisão ou execução dos responsáveis. Isso desde que o crime tenha acontecido dentro do reino. Sejam quais forem os atos de alguém fora de Takaras, o Rei não julgará nada que não esteja em seus domínios. Por conta disso é comum encontrar refugiados, fugitivos e outros criminosos vivendo tranqüilamente no reino, desde que não cometam erros grotescos nele também.

O reino, portanto, é equilibrado e próspero, apesar de ser um lugar de aparência intimidadora e obscura. O Rei Hellger mantém seu povo alimentado e satisfeito, tanto que até hoje ninguém se dispôs a desafiá-lo ou a questionar sua liderança. Isso também pode se dar por medo, pois o Rei é um poderoso guerreiro e praticante de magias negras poderosas, sendo um adversário formidável em batalha. Seu exército é formado por um grande número de raças, indo desde humanos comuns e amaldiçoados até orcs e demônios. É comum domesticarem minotauros, trolls e ogros para serem usados em batalhas, seres tão poderosos quanto instáveis e perigosos. As montarias também variam bastante, desde cavalos, worgs e wyverns até o pesadelo dos céus: os necrodracos. São carcaças de dragões caídos trazidos de volta à vida por necromantes que os escravizam ao seu bel prazer. Seu fogo verde é como ácido e derrete a carne como tal e os próprios necrodracos não sentem qualquer tipo de dor. Raros pela dificuldade em serem criados, estes seres são o trunfo do exército e apenas demônios poderosos são capazes de montá-los.

História

Não se sabe desde quando estas terras são amaldiçoadas. Tudo que se tem registro é de que, quando o General Ruff descobriu a ilha de Lodoss, Takaras já era uma terra sombria e até então sem nome. Ainda naquela época era apenas o refúgio de criaturas monstruosas, seres amaldiçoados e animais corrompidos. Ainda não existia ordem naquelas terras, sendo simplesmente evitada pelo resto da ilha. Algumas décadas após Ruff fundar a cidade capital de Hilydrus, um de seus homens não concordava com seus ideais. Seu nome era Khrall, um meio-orc guerreiro de habilidades formidáveis que até então havia sido o braço-direito de Ruff. Muitos acreditavam que o meio-orc acabou envenenando a si próprio com inveja e ganância, pois acreditava que poderia fazer um trabalho muito melhor como rei. Graças à sua raça, Khrall envelhecia mais lentamente do que seu atual rei, aguardando o momento certo para derrubá-lo do trono à força. Suas intenções, no entanto, foram descobertas e o meio-orc foi banido do reino antes que pudesse tentar qualquer coisa. Dominado pela ira ele não queria deixar a ilha, jurando a si mesmo que criaria um reino que derrubaria Hilydrus pelo fio da espada. O único lugar que não estava sobre os domínios de Ruff em Lodoss era o extremo sul: a amaldiçoada terra que logo recebeu o nome de Takaras. Com punhos de ferro e uma voz tão potente quanto à de qualquer orc, Khrall criou ordem onde havia caos, fundando assim sua primeira cidade e tornando-se o primeiro rei daquele reino obscuro. Todos os reis que se seguiram compartilham da mesma ganância doentia que o meio-orc levou ao túmulo, como se Khrall encarnasse em cada um para continuar com sua vingança. Os reis de Takaras são escolhidos à força: apenas o mais poderoso sobe ao trono. Apesar do método parecer irracional, é apenas assim que se descobre quem tem poder suficiente para liderar as terras amaldiçoadas. Muitos tentaram e falharam, sucumbindo a cada sucessor, até que Hellger subiu ao trono. Não apenas poderoso, o novo rei governou com uma sabedoria similar à Khrall e ninguém ousou desafiá-lo desde então. O reino tornou-se próspero e foi Hellger quem causou a Primeira Grande Guerra contra Hilydrus. A disputa acirrada por terras acabou em derrota para Takaras por uma diferença mínima onde o rei preferiu recolher suas forças. Acredita-se que uma nova guerra está por vir e que, desta vez, o exército estará mais poderoso do que nunca.
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1031
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum