Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Dicas de narração para novatos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dicas de narração para novatos

Mensagem por Sérpico em Dom Mar 30, 2014 12:30 am

Opa!

Bom, com os últimos acontecimentos, fiquei com vontade de escrever algo para aqueles que estão começando a jogar agora em fóruns de RPG e que logo mais devem começar a se aventurar pela Ilha.

Então, meu camarada novato, o que quero aqui é sugerir alguns elementos simples que podem complementar a sua narração. Não é um guia exato, pois estamos falando de escrita e cada pessoa tem o seu estilo. Mas são dicas que podem ser úteis na hora de começar a escrever.

Irei trabalhar com um exemplo de postagem feito por um GM para um jogador. Seria um inicio de aventura para um personagem chamado Rark.

Postagem do GM:

Rark chegou na cidade. Foi uma longa viagem até finalmente encontrar um pouco de sociedade, pra variar. Um copo de hidromel, uma fogueira e uma cama seriam os seus três desejos para um gênio da lâmpada, sem duvida. Felizmente, Rark não precisaria de um gênio ─ pois logo ao longe avistou uma bela estalagem. Do lado de fora um cartaz, as letras precariamente desenhadas com carvão, anunciava:

“AINDA TEMOS QUARTOS”

Então, foi até lá. O peso das moedas em sua bolsa indicava que teria o suficiente para os seus três desejos e talvez um pouco mais. Entrou.

O lugar é embaçado, graças à fumaça exalada por uma fogueira num dos cantos do local. Sem janelas e com teto baixo, de modo a ser um ambiente quente e aconchegante. Com o ar pesado do lugar, ele percebeu melhor os odores: cerveja, porco assado e algum outro aroma irreconhecível. Ah, e havia o cheiro de sujeira que vinha de uma das mesas dos clientes, ao canto... de lá também chegava alguns sons de risadas guturais e pés que martelam o chão de madeira conforme o quicar de dados sob a mesa.

Eram três homens. Jogando algum jogo de azar, bebendo bastante e felizes como nunca. Eles não deveriam ter memória alguma do ultimo banho que tomaram. Eram guardas, soldados ou algo do tipo ─ à julgar pelas armas e armaduras. Nem perceberam Rark.

Um homem careca e bronzeado atrás do balcão percebeu.

─ O que quer aqui? ─ perguntou o careca, de forma hostil. Deveria ser o dono do lugar. Mas até então nada justificava sua agressividade.

Os três homens pararam o jogo. O careca já estava saindo de trás do balcão.

─ Hein, assassino, o que faz aqui? ─ reiterou ele.

Rark teve tempo de olhar para os lados, desorientado com aquela recepção, e então viu: num mural, ali perto, um cartaz com um retrato seu. Abaixo estava escrito:

“PROCURA-SE.
VIVO OU MORTO. DE PREFERÊNCIA MORTO.
CRIME: ASSASSINATO.
RECOMPENSA: 400...”

A recompensa estava borrada. Mas isso não importava muito agora.

Os três homens já estavam de pé, um deles caindo de lado de tão bêbado. Estavam prontos para sacar suas armas, talvez prestes a seguir o “de preferência morto”. Começaram a andar. Mais cinco metros e alcançariam Rark.

Pronto. Agora o jogador de Rark deve postar. Imagine que você é o jogador e observe os pontos a seguir:


SITUAÇÃO
O que está acontecendo?

No exemplo, o personagem está retratado como assassino sem nunca ter pisado naquela cidade antes. Como isso veio a acontecer? Por quê? São questões que o personagem não tem como responder de imediato, mas que certamente farão parte de seus pensamentos. Então como ele vai atrás dessas respostas? Como vai reagir a essa situação?

Questione a situação, tente entender a cena na perspectiva do seu personagem (no caso de Rark, um inocente sendo injustiçado) e com isso trabalhe suas ações para o seu post. Será melhor conversar? Ou é melhor fugir dali, ir para outra cidade? Com base no histórico e na personalidade do seu personagem, qual o melhor jeito de reagir a uma situação dessas?

Ele vai lutar contra os homens? Ótimo. Como ele decidiu isso? Talvez por não estar com paciência para diálogos e já considerar os homens imunes a qualquer conversa, já que estão bêbados. Daí vem a ação, de atacar ou qualquer outra coisa.

A ideia é tentar descrever como o personagem concluiu o que deve fazer. Ele irá fazer algo, certo? Então como ele chegou nessa conclusão? O que o motivou a tomar tal atitude? Narre isso.


LOCALIDADES
Como o seu personagem reage ao local em que está?

O GM descreve o ambiente, mas talvez algo dentro da descrição dele possa significar mais para você.

Um lugar fechado e embaçado de fumaça pode ser claustrofóbico demais para o seu personagem? Se sim, por quê? Seu personagem já viveu alguma experiência em locais fechados que o traumatizou? Então descreva isso em sua narração. Ele já esteve em uma estalagem antes? Se não, conte como é estar em uma pela primeira vez!

Não digo para descrever o cenário, o GM já o fez. Apenas diga como é estar lá e qual o impacto disso no seu personagem.


PERSONAGENS
Como em Localidades, mas com os personagens que o GM apresentou no post, ques estão com você na cena.

No exemplo, há 3 guerreiros e o provável dono da estalagem. Rark poderia ser um guerreiro e isso poderia por nele um comportamento simpático com os irmãos de armas no local. Se por um acaso Rark fosse uma mulher (Rarka?) culta, provavelmente não iria gostar da presença deles ─ a menos que eles tomassem um banho, urgente. E ainda assim não seria garantia de amizade.

Ao mesmo tempo, Rark pode ter tido uma péssima experiência com um sujeito careca, no passado. Então ele pode não ir muito com a cara do dono da estalagem.

Não digo para você ter um comentário ou opinião para cada personagens que aparecer em uma cena. Não. Sugiro manter sua atenção naquele personagem que mais atrairia/incomodaria o seu personagem. Afinal, em um primeiro momento não prestamos atenção em todos que estão dentro de um ambiente lotado ─ observamos com atenção apenas aqueles que nos marcam por alguma razão.

Qual razão? O personagem na cena é bonito(a)? É um guerreiro como eu? Me lembra um inimigo mortal?

Achando a resposta, resuma suas impressões para aquele personagem do GM.


COMPLICAÇÃO
Você já analisou a situação, já tem uma noção do ambiente em que está e mantém uma postura especifica sobre um ou dois personagens ali. Certo. Agora você vai começar a descrever suas ações, a narrar o que seu personagem irá fazer.

Mas, o que pode dar errado? Quais as complicações?

No exemplo, Rark sabe que os três guerreiros podem estar debilitados por causa da bebida, mas ainda assim são 3 contra 1. Ele realmente conseguiria vencê-los? E o dono da estalagem, o que será que ele irá fazer enquanto Rark luta com os 3 guerreiros? Será que ele teria algum meio de complicar as ações de Rark?

Este ponto é mais uma consideração que você deve fazer para que o seu personagem faça a ação que melhor se encaixe na cena. Não é preciso narrar detalhadamente todas as complicações que você está enxergando. Basta ter elas em mente, narrar ações do seu personagem em cima dessas considerações e aguardar as consequências no próximo post do GM.


Então, com base nesses pontos, o jogador de Rark poderia fazer uma narrativa desse jeito:

Rark só queria descansar um pouco.

Ele tinha gostado da estalagem, o clima dela, os cheiros. Lembrava um pouco o ambiente de sua própria casa, seus tantos tios e primos que chegavam em datas festivas para banquetes em família. A diferença era que a estalagem estava completamente vazia.

Vazia exceto por três homens que se divertiam numa das mesas. Pareciam ser guerreiros. Guerreiros que gostavam de jogos de azar e bebidas. Rark riu na direção deles, pensando em se apresentar mais tarde. Trocar algumas histórias e bebidas, falar de mulheres e das atualidades do campeonato, coisas de homens. Antes, se dirigiu ao balcão.

Então as coisas ficaram estranhas.  

Enquanto o homem careca o chamava de assassino, Rark via o seu retrato em um cartaz de Procurado. O que significava aquilo? Ele não matara ninguém! Era um grande mal entendido e talvez por isso Rark não reagiu com violência imediata. Além disso, se entrasse num combate e derrubasse aqueles 3 homens era certo que não o ouviriam mais e ele não conseguiria provar sua inocência. Então ele tentaria argumentar, levantando as mãos à frente do corpo em sinal de paz. Disse:

─ Ei, irmãos, há um grande engano aqui! Eu não sou um Fora da Lei! Acabei de chegar na cidade!

Não sei se fui bem claro em todos os pontos, mas enfim... É só uma sugestão minha. Algo elaborado rapidamente. A ideia é que você ache o seu próprio caminho na narrativa épica!

E se mais alguém tiver dicas para recém chegados, por favor, compartilhe.

Até.

_________________
Sérpico Vandimion
Habilidades
L$:
Atributos: Força: C (8), Energia: C (8), Agilidade: C (8), Destreza: C (8), Vigor: C (8)

Senso de direção: sempre sabe para onde é o norte, e sempre sabe voltar por qualquer caminho que tenha feito.
Senso de distância: pode julgar distâncias exata e automaticamente.
Sentido temporal: sempre sabe que horas são, e pode cronometrar eventos como se tivesse um relógio exato.

Itens: Faca (nível 1), Sobretudo de couro rígido (nível 1), Amuleto do Conselho
Itens (UAOM): Cinto com (8) adagas (nível 1), Espada curta (nível 1), Faca (nível 1), Sobretudo de couro rígido (nível 1), Amuleto do Conselho, Berrante, Poção de cura menor.
avatar
Sérpico

Mensagens : 201

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dicas de narração para novatos

Mensagem por GM Gin em Dom Mar 30, 2014 9:02 am

Sérpico,

Tenho orgulho de narrar pra você, só digo isso.

<3

Té!
avatar
GM Gin
Narrador de Campanha

Mensagens : 37
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dicas de narração para novatos

Mensagem por Bluesday em Dom Mar 30, 2014 9:40 am

Excelente tópico Sérpico. Da uma visão bem clara para quem está começando.

O que eu sugiro também para enriquecer mais o conteúdo, é reler o que fez após terminar de escrever. Muitos não o fazem, até mesmo eu deixei de fazer por motivos pessoais, mas fazendo isso as chances do texto ficar estranho em algumas partes diminuem bastante.

E claro, sempre procurar desenvolver o estilo que lhe mais agrada
.

Por exemplo:

Estilo Épico, aonde tem ações como pensamentos que deviam ser demorados, mas é como se acontecesse em dois segundos por ai. Descrições chamativas que tornam seu personagem aparentemente mais heroico ou seus poderes utilizados em devida circunstancia demonstra aquelas cenas emocionantes.

Estilo Realista, aonde se narra pensando com exatidão no que aconteceria realmente se fosse com você, e por acaso você tem as qualidades necessária pra lidar com isso. Em uma luta por exemplo, enquanto um Estilo Épico narraria todo um drama para um golpe de sorte um ataque realmente poderoso, o Estilo Realista por outro lado já é mais direto na descrição, narrando apenas seu movimento sem enfeitar muita coisa para ter sucesso no que fez.

Estilo Dramático, esse ai depende acho que mais do personagem em si, no caso a personalidade. No caso um sujeito traumatizado, teve a família morta e agora vaga sem ter pra onde ir. Acumula as tristezas do que aconteceu, e nisso ele vai superando ou piorando sua própria situação. Pode até se dizer que personagens assim não tem objetivo no começo, mas da para desenvolver algo bom no decorrer da aventura.

Estilo Pessoal, quando digo estilo pessoal, quero dizer Primeira Pessoa ou Terceira Pessoa, igual em um jogo de tiro que pode variar entre as duas opções. A mais usada é a Terceira Pessoa, é mas prático assim dizendo e o nível de enriquecimento acredito eu que possa ser maior, pois já vi muitos jogadores de Primeira Pessoa aderirem esse tipo de narração devidas circunstancias. Mas narrar em primeira pessoa também é muito legal e interessante, da uma sensação de ser de fato o personagem, entretanto eu pessoalmente vejo uma certa dificuldade em narrar os Pensamentos do personagem nesse estilo, já que basicamente a descrição ao todo é como se fosse ou de fato é o pensamento.

Estilo Pika das Galaxias, bem, não indico ninguém a narrar assim xD Mas um exemplo simples disso é... " Olhei meu alvo, fui matei degolando a cabeça. " Bem, simples e prático, só que não, nunca vai dar certo. Então desista desse tipo de narrativa.

Estilo Normal ou Comum? Bom, esse é para encerrar os exemplos. Diria mais que esse tipo de narração é bem variável e talvez o mais indicado para começar. Aborda um pouco de cada tipo as vezes, e não está sujeito a ser penalizado. Sim, alguns tipos de narração sofrem em devido momento uma penalização Indireta.

Por exemplo, eu sou um jogador que gosta do Estilo Épico e costumo narrar assim principalmente em batalhas, o que pode ser um grande equivoco. Porque? Bem, a situação não favorece você fazer coisas assim ou seu Gm é um cara mais realista. Então se uma flecha estiver vindo em direção a você, não tente narrar a filosofia por trás daquilo tudo, apenas o que nós podemos chamar de Arroz e Feijão, no caso tentar se esquivar da flecha. Talvez esse termo que usei é para o Estilo Normal é de fato o resumo para essa narrativa, fazer coisas simples sem muito exagero até você começa a desenvolver suas preferencias.

Por fim é isso. Meu concelho é não se prender a um estilo e saber usar de todos quando for necessário. Menos o Pika das Galaxias, esse ai você vai com toda certeza receber crítico negativo xD. Mas como ia dizendo, procure testar todos os tipos, aderir a um e narrar esse tipo de estilo sem abusar demais para não se prejudicar. O indicado é ter ao menos dois a três estilos. Eu por exemplo uso mais o estilo épico, dramático e o arroz e feijão/café com leite, usando vez ou outra algo mais realista e tudo sendo narrado em terceira pessoa.

Bom é isso que tenho a dizer. Tenha um jogador com uma referência de post para começar, eu fiz assim e melhorei bastante. Não atingi um nível de excelência, mas da pro gasto, sofrendo perda de xp ali e ganhos de xp ali. E é isso, espero que tenham entendido '-'

_________________
Lodians: 7.000,00

Força:  C  
Energia: D
Agilidade: S +
Destreza: C +
Vigor: D
avatar
Bluesday

Pontos de Medalhas : 70
Mensagens : 518
Idade : 28
Localização : Me ferrando legal...

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 19
Raça: Elfo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dicas de narração para novatos

Mensagem por NR Kamui Black em Dom Mar 30, 2014 11:02 am

Muito bom, Sérpico.

Acho que a GabZ deveria mudar isso aqui para os guias do fórum e indicar para os novatos.

Alguns complementos ao que o Blues falou (ou escreveu, no caso):

1. Ao jogar RPG você TENTA fazer algo, quem decide se funcionou ou não é GM. Isso não quer dizer que você não possa narrar que você fez tal coisa, apenas tem que ter em mente que aquilo pode não dar certo.

2. Ao meu ver, terceira pessoa é muito mais fácil, principalmente para quem está começando. Narração em primeira pessoa é muito legal, com certeza, mas eu acho um pouco limitado e complicado de se fazer em algumas situações. Recomentado apenas para os que tiverem alguma experiência com narração e escrita.

3. A ideia de tomar por base um outro jogador é muito boa, só não vale pegar as influências erradas XD Eu mesmo tinha jogado muito pouco por fórum quando comecei na Lodoss, mas sempre escrevi muito e isso sem dúvida me ajudou. Também acabei acompanhando alguns jogadores mais antigos quando comecei pra ter umas ideias de como fazer.
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dicas de narração para novatos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum