Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Academia de Magia

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Academia de Magia

Mensagem por ADM GabZ em Seg Fev 24, 2014 10:09 am

Relembrando a primeira mensagem :


Uma área isolada dos campos de neve em Calm tremeu. Imediatamente, todo o gelo de uma área começou a derreter, e a terra a se erguer. Árvores cresceram rápido, e da terra começaram a brotar altas paredes de pedra e fortes pilares. Tudo começou a ser moldado por inúmeras mãos invisíveis, tomando forma aos poucos. Logo o barulho intenso da terra e pedras se movendo cessou, e tudo voltou ao silêncio de origem. Estava formada a Academia de Magia.

Um grande espaço em torno da academia era preenchido pelo verde. O ambiente era fresco e até mesmo quente, se comparado ao resto de Calm. Mesmo assim ainda havia algum gelo na região para manter o ar equilibrado. Tudo era mantido na mais perfeita harmonia.A academia possui quatro andares e um salão principal. Era um salão elegante, longo, com grandes janelas que traziam ao seu interior uma luz forte e tranquilizadora. No centro, uma larga escada levava ao andar superior, e em cada parede uma grande porta de madeira jazia. No andar térreo encontra-se uma imensa biblioteca que praticamente preenche todo andar através destas portas, preenchida dos conhecimentos mais diversos, profundos e até perigosos.

No primeiro andar encontram-se os dormitórios. Todos possuem 4 camas cada e um banheiro onde a água sempre sai morna. No terceiro andar fica o salão de jantar, sem necessidade de cozinheiros ou uma cozinha sequer. No mesmo andar encontram-se salas especiais para meditações e estudos.No quarto andar, mais exatamente o terraço, é onde os treinos intensivos são feitos. O espaço é grande, e nunca chove, garantindo um tempo bom para aprender as mais diversas magias.

A academia é nova, portanto possui apenas um mestre ensinando no momento. O mago Cobernick treina novos magos com seu estilo único de magia.


Última edição por ADM GabZ em Sab Jul 15, 2017 7:09 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 912
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Academia de Magia

Mensagem por Hoshitteru em Sab Out 11, 2014 11:25 am

Um sino ecoou por toda a escola. Ainda não tinha consciência do que poderia ser, mas acabei seguindo alguns alunos que passavam pelo corredor e se dirigiam para o salão. Elsa que somente agora havia percebido que também estava na biblioteca viera junto. E assim que nos reunimos ao grupo que caminhava para o salão nos encontramos com Evellyn, que por sinal ainda parecia estar com bastante sono.

Ao chegarmos ao salão, aquele bichinho de pelúcia que estava na biblioteca, correra em direção àquela moça do dia anterior. Por algum motivo todos acabamos sentando juntos. Não saberia dizer de fato por que, mas assim que a luz do sol atingiu os imensos vidros do salão uma pequena dose de sono veio até mim. Não saberia dizer se de fato seria somente à mim, pois observei que Elsa também tomara uma xícara de café.

De onde você veio Elsa? — Tentaria iniciar alguma conversação com o grupo enquanto remexia minhas pernas debaixo da mesa, estavam ardendo, e muito. Possivelmente o efeito do sopro de Altaïr já teria passado. De qualquer forma, tentaria não evidenciar isso aos demais. Principalmente à dona do bichinho de pelúcia.

Algum tempo depois, Altaïr aparecera na porta do salão convidando os alunos para aulas teóricas. De inicio me senti um tanto perdido. Não saberia se esta aula seria pra mim também. Então, olhei para Evellyn e para Elsa na esperança de que se levantassem e fossem também. Em menos de meio caminho, fomos interceptados pela voz de Cobernick que parecia estar sério. Pedia para que o seguíssemos, e fora o que todos fizeram instantaneamente.

Continuamos à segui-lo até que chegássemos à uma porta, aparentemente como todas as demais.Porém, assim que entramos nos demos de cara com uma floresta. Que por sinal seria "minha casa". Como minha casa poderia estar dentro daquele cômodo? Estava um pouco avoado com a paisagem. Até que as ardências retornaram. Por descuido talvez, desta vez não conseguira disfarçar. Parecia arder cada vez mais.

S-sim... — Diria envergonhado enquanto desviava o olhar, segurava um de meus próprios braços para que não cossa-se a queimadura.

Antes que pudesse notar qualquer ato de Cobernick, uma forte corrente de água saíra do rio e me acertara em cheio, me jogando alguns metros de distância para trás. Tentava me levantar,porém ainda me sentia tonto. Tudo que poderia fazer naquele momento era ouvir as palavras de Cobernick enquanto sentia frio.

E por falar em sentir frio. Cobernick retirou rapidamente completamente toda a água que estava sobre meu corpo e a jogou diretamente sobre a grama, que logo em seguida me jogou em direção ao rio, de forma que me fizesse afundar vários metros de rasura. Mas, logo retornei até a superfície e saí do rio. — Me desculpe senhor... Tentarei não cometer o mesmo erro novamente. — Diria envergonhado enquanto observava as gargalhadas daquele bichinho de pelúcia de mais cedo. Tentaria retirar a água do corpo me expondo em uma postura felina e chacoalhando como um animal. Algumas gotas provavelmente respingariam sobre ele.

_________________

Força: E (2) | Energia: B (14) | Agilidade: C (8) | Destreza: E (2) | Vigor: E (2)
Ficha | Lodians: 0

Assinatura feita pela Evy ♥~
avatar
Hoshitteru

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 119
Idade : 20

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Evellyn em Seg Out 13, 2014 7:28 pm

Dormia tão bem e profundamente, que nem havia conseguido ouvir o sino. Acordei ainda sonolenta, me levantando calmamente da cama enquanto coçava meus olhos, bocejando. Meu corpo estava cansado e mole, quanto tempo eu havia dormido para ter ficado assim? Umas 3 horas? A cama me chamava atentamente, para poder dormir novamente... Mas, com certeza já estava de manhã e quanto mais cedo, mais eu poderia aprender!

Coloquei minhas vestimentas normais e arrumei meu cabelo - que estava bagunçado. Sai correndo até o salão, na esperança de poder comer algo. Consegui chegar a tempo e comer. Quando me dei conta em alguns segundos, Altair estava na porta do salão, chamando todos os alunos para ir até as aulas teóricas. Estava animada para minha primeira aula!

Alguns alunos já estavam indo até ele, enquanto eu e o outros ainda estavam sentados comendo. Comia rapidamente e sentia quase engasgar. Meu coração acelerava a cada mordida, olhava desesperadamente para ele, achando que ele estava indo já. Durante enquanto eu comia, começava a refletir sobre esta minha personalidade estranha. Digo, ontem eu estava mais séria, descontrolada. Agora, estou animada e desesperada. Porque isto acontecia?

Quando acabei de comer, parei de pensar nisto e finalmente pude ir atrás dele - que já estava quase na metade do corredor, mesmo assim, acelerei meu passo e consegui chegar até eles rapidamente. Mas, fomos interrompidos por Cobernick, que me chamava, assim como Elsa, Kai e da jovem com o coelho de pelúcia. Notei uma expressão séria no seu rosto, até estranhei, até porque desde que o vi, ele apenas sorria. Bem... Espero que não seja nada de ruim.

Seguimos até o segundo andar, aonde havia uma porta. O silêncio predominava aquele local e entre nós, esperava que alguém falasse algo para quebrar esse clima, mas ainda ficamos quietos. Mas, foi quebrado pelo barulho da porta, que deu direto a uma floresta. Não totalmente, já que estava longe para chegarmos. Cobernick manteve de costas para nós, sério.

Porém, começou a falar com Kai, sobre o que havia acontecido ontem; sobre suas feridas. Em um movimento rápido, ele mexeu seus dedos que fizeram uma onda de água ir para Kai, jogando-o para longe. Olhei para ele, desesperada para poder ajudar-ló, porém, ele falou algo totalmente certo. Se naquele momento, eu matasse-o, ficaria totalmente traumatizada e arrasada, poderia até acabar com a academia. Ele bateu seu pé no chão, tirando a água que estava em Kai, e jogou a água novamente ao seu lugar. Porém, falou sobre nosso destino dentro da academia, e esperou que nós o respondesse.

Vim aqui para ser uma pessoa forte o bastante para proteger todos! Mesmo que a minha primeira opção era de tirar a maldição de mim, não tem importância. Serei justa o bastante para aguentar esta minha punição, assim como para aprender novas coisas!

_________________

Evellyn Haidee Clair
Força: 4 — D | Energia: 12 — B | Agilidade: 4 — D | Destreza: 2 — E | Vigor: 4 — D
Lodians: 0
avatar
Evellyn

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 55

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 5
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Elsa em Seg Out 13, 2014 9:57 pm

Ouvir Altair falar sobre minha mãe foi uma sensação estranha, talvez o fato de nunca ter a conhecido devido a sua morte enquanto eu era um bebê e ter crescido junto dos elfos da neve me faziam ter uma percepção diferente das coisas. Sorria com as histórias contadas pelo guardião e reconhecia na personalidade de minha mãe a minha própria personalidade, talvez com um pouco menos de intensidade mas ainda sim uma semelhança por menor que fosse. O fato de ela afrontar Cobernick implicando com o mesmo me fez esboçar um sorriso tímido. – Ela era uma aluna talentosa... espero poder seguir o mesmo caminho. – pensava ao me despedir de Altair que desaparecia rapidamente do local ao saltar para o primeiro andar.

Sem sono e com a mente acelerada, decidi buscar tranqüilidade nos livros da biblioteca até a escuridão da noite dar lugar ao alvorecer do novo dia, Kai estava comigo na biblioteca junta da garota que havia falado com Evellyn na noite anterior. Foi quando o sino tocou, despertando aqueles que dormiam e anunciando a hora do café da manhã. Segui junto de Kai para o salão onde tomamos uma boa xícara de café para espantar o sono e reavivar o corpo. Durante um gole e outro Kai puxou assunto comigo, perguntando de onde eu vinha. – Vim das Terras Gélidas ao norte da ilha de Lodoss, um local onde o inverno é eterno e constante e cada pedaço de chão é coberto por gelo e neve. Meus pais eram humanos, mas fui criada pelos elfos do gelo nas montanha de gelo, eles as chamam de Tridente. Eles foram minha família durante todos esses anos e me apoiaram quando decidi vir pra Lodoss buscar meu próprio caminho. – falava calmamente e com um sorriso doce de saudades de casa. Antes que pudesse retrucar a pergunta do felino, Altair chamava-nos para as aulas teóricas.

Seguia o guardião junto de Kai e Evelynn que havia se juntando a nós durante o café e o seguimos até a abordagem de Cobernick em um dos corredores. Pela expressão dele, algo não parecia certo, era a primeira vez que o via sério. Fomos levados até o segundo andar e de lá seguimos o mestre da academia até uma porta comum, que guardava algo surpreendente do outro lado. Uma floresta densa dava lugar a paisagem, era algo paradoxal e impossível para aqueles que não acreditavam em magia, do outro lado daquela porta era um castelo de rocha, como poderia uma floresta como aquelas estar dentro de um cômodo? Foram precisos alguns segundos para constatar que se tratava da floresta de Allgreen que se localizava a quilômetros da academia.

O ambiente era tão tranqüilo quanto à academia com o som do vento nas árvores e de um rio próximo, Cobernick por sua vez permanecia em um incômodo silêncio enquanto observava a paisagem local, quando decidiu falar iniciou-se assim uma bronca, apesar de falar duramente com todos, as palavras eram voltadas principalmente para as atitudes de Kai na noite passada. Permaneci próxima de Evelynn durante todo o tempo e apesar de querer ajudar Kai durante aquele momento senti que seria melhor que não me intrometesse no assunto, ele teria de aprender aquela lição sozinha para poder seguir em frente.

Por fim, Cobernick dava a nos uma escolha, ficar ali e aceitar seu treinamento ou irmos embora caso cada um de nós julgasse a si mesmo como fraco e incapaz. Cruzei os braços e o encarei de forma séria. – Eu sei muito bem dar valor a minha vida não se preocupe sobre isso, sobre o treinamento, não seria interessante se fosse fácil, se eu não acreditasse em mim mesma eu não teria nem vindo para Lodoss.


_________________
~ O frio é o meu berço e o seu túmulo. ~

- Atributos e Lodians -
LOD : 0

FOR:0 - F | EN:14 - B | AGI:4 - D | DES:4 - D | VIG:2 - E
avatar
Elsa

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 63
Idade : 23

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Cobernick em Seg Out 20, 2014 8:30 am

Pareceu satisfeito com a resposta de todos. Cobernick preferiu que Kai continuasse encharcado, ou ao menos foi o que o garoto pensou, visto que o mago já mostrou-se capaz de secá-lo num instante. Ao menos a água gelada aliviou as dores das queimaduras. Assim que todos voltaram aos seus lugares, ele começou a falar.

— Antes de começarmos, nota mental: vocês não podem salvar a todos. Sei que querem, sei que vai ter horas que vão desejar isso com todas as forças, mas não é possível. Vivemos em tempos cruéis, mas não se achem fracos por isso. Encontrem na verdade a força para continuarem em frente. Vamos começar.

O mago ordenou que cada aluno ficasse lado a lado, mas a cerca de um metro e meio de distância um do outro. Então ele fechou os olhos e canalizou energia, ficando em silêncio por alguns momentos. Logo quatro esferas de gelo surgiram, flutuando no ar, uma na frente de cada aluno. A esfera de Kai se desfez e tornou-se uma esfera de terra. A de Elsa estourou em uma estrela de gelo. A de Evellyn derreteu e uma bola de fogo queimava em seu lugar. Por fim a esfera de Ree parecia não ter se modificado... exceto pelo seu interior: energia negra se movia ali, silenciosa, astuta.

— Vocês estão aqui porque seus elementos são mais do que óbvios. Pode-se levar anos para que um aprendiz sequer descubra sua afinidade, mas existem casos raros aonde a pessoa já nasce com um... pequeno empurrão. Vocês estão aqui porque possuem um fluxo mais intenso de energia, mas não sabem lidar com ele. Por isso quero que cada um me diga o que sabe sobre magia, energia e elementos. Ah, e não toquem em suas esferas ainda, vocês não estão prontos.

Cada esfera, com seu respectivo elemento, continuava flutuando na frente de seu portador. O único que emitia algum som era o fogo, dando pequenos estalos. Inquieto, como de se esperar.
avatar
Cobernick
NPC
NPC

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Ree em Qui Out 23, 2014 12:22 pm

Ree circulava seus dedos em volta do orbe, sem nunca tocá-lo. Fazia leves movimentos com os dedos, testanto a matéria interior, como se quisesse atrai-la naturalmente para sua mão. Parecia distraída, porém após alguns segundos, respondeu, de maneira firme e segura.

- Energia existe em todo lugar. É como uma força invisível. Desconfio que inclusive emitimos certo nível dela. A magia seria a manipulação dessa energia. E os elementos, a maneira na qual a energia encontra para se materializar.

Ela parou por alguns segundos, novamente testando a energia negra e sua movimentação.

- Porém... Como você falou, os seres vivos possuem... afinidades. Isso explica por que não consigo manipular o gelo, ou o fogo. Como... uma frequencia, uma nota musical que emitimos. O fogo, a água, o ar... Todos possuem frequências únicas, que respondem a frequências semelhantes, a que emitimos talvez. Porém observando você, Cobernick, começo a acreditar que é possível forçar uma frequência para manipular outros elementos.

Ela tamborilou os dedos no ar

- Entretanto, a luz e as trevas... Acredito que sejam  muito similares, porém dependem de um estado mental muito único. Essas, vão além das frequências. Elas refletem o cerne da pessoa. Foi por isso que pareceu tão cansado ontem?

Finalizou, finalmente tirando seus olhos do orbe, e encarando Cobernick.

_________________

Força: F
Energia: S
Agilidade: D
Destreza: D
Vigor: C
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Pontos de Medalhas : 120
Mensagens : 156
Idade : 25

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 13
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Hoshitteru em Qui Out 23, 2014 6:30 pm

Estranhava o fato das queimaduras terem parado de arder novamente, possivelmente seria obra de Cobernick. Afinal, segundo Altair, os dois haviam certa conexão um com o outro e possivelmente proveriam da mesma magia. Logo em seguida, retornaria para junto aos outros, desviando o olhar e permanecendo com a vista fixa para o chão, ainda estava extremamente envergonhado e consequentemente com as bochechas ruborizadas.

Após dizer algumas palavras à todos, Cobernick lançou quatro esferas de gelo, estas esferas logo se mutaram para o elemento daquele na qual ela estava mais próxima. A minha seria terra, como havia descoberto quando cheguei na academia. E assim como quando a descobri ainda não fazia a minima ideia de como poderia a controlar.

A dona daquele coelhinho de pelúcia fora a primeira a se expressar. Me curvaria para observa-la e logo após ouvir todos os seus comentários esboçaria alguma careta, enquanto isto coçaria meu próprio couro cabeludo. Afinal, não possuía um intelecto inteligente o suficiente para compreender todas aquelas suas palavras. E por algum motivo, naquele momento, o coelhinho haveria se silenciado.

Minha mãe me dizia que todos tem a possibilidade de adquirir alguma magia, só depende da pessoa se esta será usada para o bem ou para o mal. Eu consigo sentir isso... Através de seus aromas... — Diria baixo enquanto recuava um pouco para trás, afinal tais palavras eram insignificantes perante as da dona do coelhinho.

_________________

Força: E (2) | Energia: B (14) | Agilidade: C (8) | Destreza: E (2) | Vigor: E (2)
Ficha | Lodians: 0

Assinatura feita pela Evy ♥~
avatar
Hoshitteru

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 119
Idade : 20

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Evellyn em Dom Out 26, 2014 7:45 pm

Optei a esperar as respostas de algum, enquanto pensava na minha. Era claro que conhecia o fogo, e admirava muito ele, não por causa devastações ou algo do tipo, mas, eu acho sua coloração muito bela. Também achava muito bonito as outras esferas de meus colegas, já que sempre é adorável os elementos da Natureza. Já a da garota do coelho, também achava muito bonito, por mais que sejam das Trevas. Ela não aparentava ser alguma pessoa do mau, pelo menos para mim.

Esperei que concluíssem suas falas, para assim, eu poder começar.

O fogo é algo instável e perigoso. Por mais que nos ajude à nossa sobrevivência, possa fazer a morte de muitas pessoas. — firmei minha voz — Um dom de controlar os elementos não são para qualquer um. Requer força de vontade, assim como a determinada utilização, como à paz ou as trevas. Isto depende da escolha de cada. — cruzei meus braços, esperando a próxima ação.

_________________

Evellyn Haidee Clair
Força: 4 — D | Energia: 12 — B | Agilidade: 4 — D | Destreza: 2 — E | Vigor: 4 — D
Lodians: 0
avatar
Evellyn

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 55

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 5
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Elsa em Seg Out 27, 2014 2:17 pm

A estrela de gelo pairava a minha frente, diferente das demais esferas que estavam a frente de meus companheiros, todas haviam mudados suas características mas apenas a minha mudara de forma, aproximava uma das mãos para sentir o frio que emanava daquela pequena escultura de gelo enquanto Cobernick nos questionava sobre nossos conhecimentos sobre magia. Enquanto todos falavam, permaneci encarando a estrela enquanto ouvia o cada um deles dizia.

Por fim, quando todos se pronunciaram eu me iniciei minha resposta a pergunta, sem desviar o olhar. – Magia é tudo o que está a nossa volta, mas ao mesmo tempo é o que está em nós, uma extensão de nossa alma e mente, por isso a magia reflete quem somos. As pessoas conhecem a magia, mas poucas podem realmente compreendê-la, pra isso seria afinidade da qual falou. Muitos magos podem conhecer infinitas magias, mas compreender ela é algo que poucos podem obter. Talento é um bom fator para se iniciar, mas concentração, conhecimento e destreza são essenciais para seu desenvolvimento e aprimoramento.

- Talvez seja por isso que a academia se encontre tão isolada das cidades de Lodoss. O contato com a natureza que por si só possui uma energia mágica colossal auxilie no desenvolvimento dos praticantes de magia. Talvez essa tenha sido sua intenção quando nos trouxe para cá? – sorri. – Luz e trevas são magias únicas, de dificuldade imensurável, porém é quase impossível não discordar de que aqueles que a dominam estão fadados a coisas grandiosas, ao menos é o que eu acho.

Afastava a mão da estrela de gelo, ainda sorrindo.


_________________
~ O frio é o meu berço e o seu túmulo. ~

- Atributos e Lodians -
LOD : 0

FOR:0 - F | EN:14 - B | AGI:4 - D | DES:4 - D | VIG:2 - E
avatar
Elsa

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 63
Idade : 23

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Cobernick em Ter Nov 04, 2014 1:37 pm

O mago foi ouvindo cada explicação e, conforme cada aluno falava, ele apontava para a pessoa durante seu discurso. Assim que o aluno terminava, ele fazia um curto comentário, depois apontava para o seguinte para que ele falassem.

— Ótimo — respondeu a Ree — Gostei de seu desenvolvimento, logo respondo sua pergunta. Kai?

Apontou para o garoto-tigre, que fez uma resposta curta. O mago fez uma expressão confusa por alguns momentos, talvez pela última frase do garoto.

— A primeira parte acertou, a segunda não tenho idéia do que você falou. — Respondeu rápido e sincero. — Evellyn?

As palavras da garota-raposa manteram a expressão neutra do mago.

— Certo em partes, continue nessa linha de raciocínio. Elsa?

A resposta da garota foi a mais longa, e ao mesmo tempo a mais filosófica.

— Ótimas observações. — Finalizou, enfim parando de apontar e agora erguendo levemente as mãos na altura da cintura. — Vocês todos têm idéias muito boas. Uns de vocês parecem já ter refletido ou estudado a respeito, outros apenas sentem. Eu não esperava que viessem me dar a resposta perfeita, afinal estou aqui para ensinar.

As esferas de energia foram sumindo gradativamente. Cobernick despreocupadamente estralou os dedos das duas mãos, o pescoço e então continuou.

— A magia nada mais é do que a manipulação da energia. Tudo que vocês vêem, tocam, sentem... é energia. O ar, a água, o fogo, a luz, as trevas, a terra. Imaginem toda essa energia extremamente condensada e vocês terão os elementos. Como a Ree disse, a diferença entre eles são as "frequências", a forma como cada energia se comporta. São como ondas: algumas são fluentes, outras mais agitadas enquanto outras totalmente caóticas.

Ele fez um movimento rápido em espiral com a mão direita e a alguns centímetros acima do chão à sua frente surgiu um grande círculo de água, uma lâmina finíssima. Parecia um espelho, inclusive os alunos podiam ver seus próprios reflexos.

— Vamos imaginar que esta água é uma frequência de energia. A mais pura que conhecemos é a luz. E quanto à sua dúvida, Elsa, devo dizer que luz e trevas não são assim tão únicas ou diferentes. Como falei, a energia forma todos os elementos, tudo que os diferencia é como são suas frequências. Não significa que as energias mais calmas são mais fáceis de se manipular, pois isso vai depender do manipulador. Se o elemento for o fogo, por exemplo...

O círculo de água entrou em alvoroço. Era como assistir a uma tempestade em miniatura: a água formava ondas pontiagudas, se chocavam, água jorrava.

— Inconstante, agitado, feroz. Uma pessoa com essência calma jamais seria capaz de manipular este caos, ao mesmo tempo que uma essência caótica não dominaria uma calmaria como a luz.

Cobernick fechou o punho à sua frente, e imediatamente a água se encolheu a uma esfera apertada. Assim que ele abriu a mão novamente, toda aquela água se espalhou e evaporou-se, voltando para o ar.

— Então repito para que anotem isso em suas almas: Magia é a manipulação da energia. Mas como falei, a energia possui frequências e você precisa saber com qual vocês se sintonizam. Como estou de bom humor hoje, já mostrei para vocês quais elementos melhor se adaptam à sua essência, mesmo que estivesse óbvio. Às vezes não enxergamos o que está a um palmo do nariz. Ah, Ree, a resposta da sua pergunta é sim.

Ele então juntou as mãos e as esfregou rápido por um momento.

— Ela me perguntou isso porque ontem manipulei as Trevas para mostrá-la um exemplo. Nem de longe as Trevas são meu elemento, não sou perfeitamente sintonizado com elas. Posso manipular outro elemento sim, mas isso exigirá muito esforço da minha parte, muito treinamento e, se eu não tomar cuidado, pode me matar. Isso porque devo forçar minha frequência para adaptar-se a um padrão não-natural meu. Por isso se foquem no seu elemento por enquanto, certo?

Por fim ele cruzou os braços.

— Bom, chega de me ouvirem falar. Quero que cada um de vocês me diga três coisas. — Ele ergueu a mão direita e três dedos. — Um: O que você acha que seu elemento é capaz de fazer. Dois: Aonde você pode encontrar seu elemento. Três: porque raios esse é o seu elemento? Não se acanhem, quero respostas com mais de duas frases de duração.
avatar
Cobernick
NPC
NPC

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Ree em Sex Nov 07, 2014 6:21 pm

Ree revirava os olhos com os comentários. Bem, mal. Era tudo tão preto e branco na vida daqueles três? Poderiam ser tão ingênuos e cegos a esse ponto? Ree ficava impaciente. Olhava exasperada para Cobernick, se perguntando porque estava naquele grupo. Assim, cruzou os braços enquanto ouvia a aula, porém inquieta. Ao ponto de que, quando Cobernick fez novas perguntas, Ree estava praticamente batendo o pé no chão.

- Trevas envolve as sombras, a escuridão e a mortalidade, mas é sensível também aos medo e os anseios da mente humana. Como o dia e a noite, ela é uma energia importante, contrabalanceando os efeitos da luz, que em excesso, também podem causar males. - Ree trocou de perna, ainda mantendo os braços cruzados - Porém é acumulada em excesso em locais onde a psique deturpa a energia pura, e atrai as trevas em volta. Como em Takaras onde existe a maior quantidade de mentes deturpadas por metro quadrado nesta ilha. Mas as trevas ainda são um elemento natural.  Muitas criaturas da noite dependem dela. - Ela deu uma espiada nos tres ao seu lado, e não resistiu uma alfinetada - Ela não é uma energia "má". É assim julgada pois envolve os assuntos tabus, que assusta a maior parte dos humanos, sendo a dor e a morte as principais. Mas, assim como o fogo que queima, a água que afoga, o ar que sufoca e a terra que esmaga, utilizá-la como antagonista da paz - se é que ela de fato existe - é um erro.  

Ree soltou os braços e ensaio a invocação de uma de suas almas, porém mantendo-a em sua forma pré-moldada, quando é apenas uma esfera negra pura de trevas.

- As almas respondem a trevas e luz de maneiras diferentes. As trevas atraem e a prendem a este plano, e assim posso manipula-las e materializa-las. Também regem as sombras, as chamadas maldições, pragas e venenos. Acredito que posso manipula-las por conta de minha...trajetória. Se antes eu tinha pré-disposição mágica, elas foram realmente acordadas em uma situação impregnada de sentimentos...fortes, condicionando minha mente a este tipo de frequência. E... perder o controle desse tipo de magia corrompe sua mente, levando a loucura temporária ou permanente.- Finalizou, recordando-se brevemente de seu próprio momento de insanidade.

_________________

Força: F
Energia: S
Agilidade: D
Destreza: D
Vigor: C
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Pontos de Medalhas : 120
Mensagens : 156
Idade : 25

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 13
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Hoshitteru em Seg Nov 10, 2014 8:14 pm

Cobernick fizera uma breve avaliação sobre o discurso de cada um, apontando e opinando. Todos pareciam tão... Inteligentes. E ainda sim, no meio de todos eles, me sentia tão... Desprovido de conhecimento. Assim como havia comentado com Altair quando chegara a academia, não possuía uma mente inteligente. Por hora me restringia a um mundo pequeno, onde tudo que vira na minha vida fora apenas o que me ocorrera entre o momento que saíra de minha casa e viera até a academia.

Logo em seguida, Cobernick nos ensinaria em que se consistem os elementos e como eles agem perante sua frequência. Ouviria todas suas lições sentado na grama, enquanto apoiava minhas mãos sobre meus pés. Primeiramente ele usaria como exemplo, um grande círculo d'água onde supostamente seria ilustrada frequência do elemento fogo, que Evellyn possuía. Apesar de estar atento as suas palavras, acabei desviando o olhar para ela. O que me lembrara do dia anterior, quando as chamas estavam quase tomando conta da academia e consequentemente, de Evellyn também. Apesar de no momento ter achado que o que fizera fora o certo, segundo Cobernick, poderia ter causado ainda mais problemas, principalmente para Evellyn. Por consequência, acabaria rebaixando a cabeça por alguns minutos, com uma expressão tristonha.

Assim que retornasse a atenção a Cobernick, este já estaria redigindo novas perguntas. Ree, por sinal, fora a primeira a responder. Observaria lentamente suas próprias ações impacientes. Apesar de achar que ela não tenha nos entendido completamente, concordava com algumas de suas palavras. Fora então, que ela modelou uma esfera negra. Me surpreendera um pouco. Ela já parecia ter bastante conhecimento e principalmente ser mais forte.

Acredito que a terra seja resistente e forte o suficiente para criar barreiras e escudos capazes de proteger a todos dos perigos alheios. Acho que poderia encontrá-lo em todos os lugares que obtêm um piso fixo, afinal a maioria deles se constitui de terra, certo? Eu ainda não sei o  porquê deste ser meu elemento, mas estaria feliz apenas por saber que poderia criar escudos de proteção sobre os demais. — Responderia as perguntas atentamente uma por uma, com um sorriso singelo, ainda sentado na grama a balançar os joelhos enquanto apoiava as mãos nos pés e remexia a cauda. Encerraria apenas com uma dúvida, que desde minha chegada à academia não saíra de minha cabeça. — Cobernick, eu tenho uma dúvida. — Diria enquanto levantava rapidamente o braço para chamar sua atenção. — Me desculpe caso seja inconveniente, mas quando o círculo mostrou meu elemento, árvores cresceram ao meu redor... A terra poderia, de alguma maneira manipular a madeira ou algo relacionado?

Off:
Desculpe o post ruinzinho (Bom, meus posts sempre são horríveis, mas enfim) o ENEM acabou comigo ontem e além do mais tirei uma nota horrível. :c Eu sei que poderia ter deixado o post para depois, mas gosto de ser pontual com o RPG. euahuehauea De qualquer forma, aí está. c:

_________________

Força: E (2) | Energia: B (14) | Agilidade: C (8) | Destreza: E (2) | Vigor: E (2)
Ficha | Lodians: 0

Assinatura feita pela Evy ♥~
avatar
Hoshitteru

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 119
Idade : 20

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Evellyn em Qua Nov 12, 2014 8:34 pm

Cobernick respondeu atentamente cada um dos alunos que estavam naquele cômodo, ou floresta. Era um pouco confuso, mas sabia que tudo se tratava de magia. Sim... A magia faz parte desse mundo, assim, mais presente na natureza. Então... Faria sentido estarmos estudando logo aqui? Se bem que isto, me lembrava muito de como eu consegui a minha maldição, já que, o meu objetivo era apenas conseguir ser reconhecida como "A caçadora de Raposas" no meu local, e claro, raposas fazem parte da natureza, e isto explica o motivo de eu estar amaldiçoada...

Então, é a culpa da natureza por eu estar assim. — sussurrei bem fraco, comigo mesma, dando um sorriso de canto.

E-Espere... Se eu fosse começar com isto novamente, provavelmente isto nunca acabaria. Eu nunca poderia encontrar novamente a tal pessoa que me amaldiçoou, então, deveria ainda ficar no jeito que estou; dando uma boa impressão. Dei um suspiro grande, tentando esquecer isto e voltar à minha atenção para a aula.

Admirava a lâmina que ele fizera apenas com a água, era como se fosse um espelho; inclusive, dava para ver nossos reflexos. Me surpreendi quando ele falou sobre o fogo - o qual era o meu elemento -, fazendo com que aquilo, virasse uma tempestade pequena, se chocando e jorrando água. Assim que ele fechou a sua mão, a água virou uma esfera e quando ele abriu, ela evaporou por completo.

Logo após mais algumas de suas explicações, ele fez mais outras perguntas ao respeito de nossos elementos.

Bem, como eu havia dito antes, o fogo é essencial para a sobrevivência, tanto aos humanos e outras raças. Por ser tão instável e perigoso, acredito que seja mais para ataque e muitas vezes para ajuda, já que, é fácil encontrar-las em muitos lugares, utilizadas para iluminação, aquecimento ou até para poder cozinhar. — dei uma pausa, respirando um pouco — Não sei também ao certo o porque dele ser o meu elemento...

Na verdade, eu sabia muito bem sim. Afinal, o fogo pode significar muitas coisas; como por exemplo, a raiva. Raiva daquela certa pessoa que me amaldiçoou, por eu destruir algumas vidas das raposas, assim como a vida de algumas pessoas que moravam na tal vila que acidentalmente queimei. Não deveria contar isto para eles... Por enquanto.

Só tenho uma dúvida. Os elementos muitas vezes são controlados ou descobertos pelos nosso sentimentos? Pelo o que ocorreu antes, foi algo surpreendente até para mim, já que, eu nunca tive algum controle do fogo e nem se quer imaginaria que ele seria o meu elemento.

_________________

Evellyn Haidee Clair
Força: 4 — D | Energia: 12 — B | Agilidade: 4 — D | Destreza: 2 — E | Vigor: 4 — D
Lodians: 0
avatar
Evellyn

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 55

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 5
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Elsa em Qui Nov 13, 2014 3:50 am

Havia esperado todos responderem para poder enfim responder a primeira pergunta de Cobernick, o mesmo parecia atento a tudo que falávamos e analisou nossas respostas de forma cuidadosa. Embora prestasse atenção as palavras de Cobernick, não deixava de me recordar da conversa que tive com Altair na noite anterior, tudo o que ele havia dito sobre minha mãe e as habilidades dela me fizeram relembrar da esfera de gelo que Cobernick havia feito a poucos segundos.

Com o fim da explicação o mestre da Academia nos fazia três novas perguntas, mais uma vez deixava para ser a última a responder, após é claro ouvir o que todos diziam anteriormente. – Parece que minha afinidade é com o gelo, não, sinto que talvez seja algo, além disso, frio talvez se encaixe melhor. Gelo e neve são variações dessa afinidade, manipular suas formas, potencializar suas características assim como a sensação térmica do ambiente. – olhava para a palma de minha mão. – Posso imaginar tantas coisas para fazer...mas isso é uma questão de aprendizado, criatividade e muita energia mágica para concretizar essas possibilidades.

Fazia uma cara de desaprovação, não havia gostado totalmente daquela primeira resposta, mas ainda tinha outras duas para responder. – Em locais onde a água seja abundante certamente favorecem a quem possui a mesma afinidade que eu, mas por se tratar do frio, talvez locais ricos em umidade ou que possuam uma temperatura baixíssima. É uma afinidade bem mais chatinha de se imaginar onde se pode encontrar, ao contrário de sombras, mortos e pragas. – cruzava os braços enquanto olhava para Cobernick. – Parece que é algo hereditário em minha família, além da pré-disposição e de uma profecia antiga na qual não me interessa muito, toda minha vida foi em um local que se pode literalmente ser considerado de gelo, o clima rígido e intenso nunca me incomodaram como incomodam as outras pessoas, talvez isso seja um fator importante. Apesar de sempre saber destas coisas, nunca consegui despertar efetivamente minha afinidade – terminava enquanto levava minhas mão a trança do cabelo apenas para fazer algo enquanto esperava pela resposta de Cobernick.

_________________
~ O frio é o meu berço e o seu túmulo. ~

- Atributos e Lodians -
LOD : 0

FOR:0 - F | EN:14 - B | AGI:4 - D | DES:4 - D | VIG:2 - E
avatar
Elsa

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 63
Idade : 23

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Cobernick em Dom Nov 16, 2014 4:51 pm

Desta vez o mago não interrompeu os alunos, apenas cruzou os braços e deixou eles falarem tudo que tinham direito. Algumas vezes ele sorria, outras apenas ficava sério mas, em boa parte do tempo, apenas fitava atentamente o aluno que falava.

— Todos vocês têm ótimas idéias, mas não totalmente certas. — Comentou enfim, após todos terminarem. — Mas isso é normal. Afinal, estão aqui para aprender, e eu estou aqui para ensinar. Bom, vamos continuar a aula.

Já devia ser metade do dia, mas a aula ainda parecia estar longe de acabar. O sol não estava tão forte, a floresta fazia com que o clima continuasse fresco então ninguém parecia incomodado.

— Para começar, Ree está certa. Trevas é um elemento tão neutro quanto os outros, também podendo ser usada pelo bem. Como ela mesma citou, tudo depende da forma que você usa. É possível usar trevas para manipular e aprisionar uma alma, ou mesmo comunicar-se com os mortos em busca de sabedoria ou apenas para enviar uma mensagem de entes queridos. Mas de fato é uma energia complicada, podendo te consumir caso você não a domine bem.

Cobernick sorriu quando olhou para Hoshitteru.

— Você é quieto, meu rapaz, mas muito atento. Gostei da sua dúvida. Terra não é simplesmente um amontoado de material sem graça, ou uma parede forte quando seca. Vê tudo isso em volta? — Ele indicou toda a floresta: as árvores, a grama, o rio. — Vida. A terra borbulha com vida. Ela rasga os céus com montanhas gigantescas, serve de base para árvores milenares mas, acima de tudo, oferece a vida. Por isso você pode curar usando esta energia, ou manipular madeira se preferir.

Agora ele fitou Evellyn.

— Ah, o fogo é mais do que isso. Quando você põe a mão em seu peito, sente calor. A energia que te move, que faz você continuar viva. Se ele se esvai... sua vida também. Quanto à sua dúvida, a resposta é sim. Podemos descobrir nosso elemento apenas em alguma situação crítica, assim como ter seu controle. Como falei, a energia funciona como uma frequência, e sua mente também. Mente fora de controle resulta também na perda de controle de seu elemento. Por isso você causou o incêndio, pois ficava cada vez mais assustada. E o motivo por você não ter descoberto sua afinidade antes é que a academia inteira é um catalisador mágico. Eu mesmo incluí um feitiço para energizar o local, de forma que meus alunos pudessem despertar mais facilmente sua energia.

Por fim ele fitou Elsa. Sorriu de canto.

— Entendo sua confusão, mas seu elemento é água, como eu. Acontece que a água é um elemento muito versátil e possui três estados: sólido, líquido e gasoso. Quando se domina este elemento há duas opções: dominar um pouco de cada ou apenas um deles, algo descoberto durante o treinamento. Mas você, por algum motivo, já nasceu com incrível domínio no estado sólido. Talvez seja pelo que você mesma falou, por ter vivido em um lugar frio. A mente influencia no seu elemento também. E da mesma forma que eu posso retirar água do ar, você pode fazer o mesmo para criar e manipular gelo. Agora chega de falar, vamos à aula prática. Sigam-me.

Cobernick andou seguindo o rio. Os alunos o seguiram sem pensar duas vezes, mesmo que por um momento temessem se perder e nunca mais acharem a porta de volta para a academia. Depois de longos minutos de caminhada pela floresta densa, chegaram a uma pequena clareira cercada por altas árvores. No meio dela haviam quatro bonecos de treinamento feitos de madeira e feno.

Spoiler:


— O tipo de magia mais fácil é a ofensiva. Basicamente materializar seu elemento e o lançar. Mesmo que vocês não querem usar magia para atacar, é um ótimo treino para conseguirem canalizar energia com maior facilidade. Quero que cada um escolha um boneco e o acertem como puderem. Com suas magias, óbvio. Façam o seguinte: primeiro, encontrem seu elemento. Segundo, o canalizem entre as mãos. Terceiro, projetem-os na direção do seu boneco. Não vou dar detalhes, se virem. Apenas repito: a frequência de sua mente influencia totalmente no seu elemento.


[Cada um de vocês precisa narrar com exatidão sua ação. Como fará para concentrar seu elemento, como está a mentalidade de seu personagem e como irá lançar a energia. Mas não coloquem os resultados, esta parte é minha. Se tiverem dúvidas, meu skype é "gab-zero"]
avatar
Cobernick
NPC
NPC

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Hoshitteru em Dom Nov 23, 2014 8:33 pm

VoicedOut
Lutris
Refill And Backflow


Pela posição do sol, já deveria estar perto do horário de almoço. O que de certa forma, não era tão perceptível, afinal acredito que as pessoas só sintam muita fome ao sentir o aroma da comida e naquele momento não havia nenhum que pudesse nos alcançar, pelo menos não dentro daquele cômodo, ou região. De qualquer forma, tanto as árvores quanto o rio que por ali corria tornavam o clima aconchegante e fresco, diferente da região posterior da academia, que era coberta por puro gelo.

Me sentira extremamente feliz ao perceber que Cobernick me respondera com um sutil sorriso. Então, escutaria empolgado suas palavras enquanto remexeria a cauda com olhos à brilhar. Agora tinha ainda mais esperanças de que conseguiria desenvolver o elemento que me fora proposto, e além dele, o que eu realmente ansiava aprender quando procurei pela academia. Por isto estava exageradamente demonstrando minha empolgação naquele momento.

Levantei com um salto ofegante, enquanto esticava as mãos, logo em seguida já me dispondo à seguir Cobernick pelos arredores do rio. Era como se estivesse em casa, e ao mesmo tempo também não, mas ainda sim estava confortavel. Em poucos instantes chegaríamos à uma clareira. Em seu centro se situavam alguns bonecos para treinamento e segundo Cobernick aquele seria o momento exato para praticar nossas magias. Iniciando com algo ofensivo.

Ceerto! — Diria empolgado, apesar de não pretender me focar muito na ofensiva, ela poderia vir a se tornar muito importante em minhas futuras jornadas. Iniciaria com uma respiração controlada, na tentativa de não só me conectar com o ambiente como também com meu próprio elemento. Assim que sentisse algo tentaria elevar a terra até a altura de minhas mãos e então lançar um fragmento de porte médio na direção do boneco.

Off:

O post ficou meio pequenininho e talvez bem ruinzinho, então peço mais uma vez desculpas. euaheuaea
Espero que tenha encenado certo, não sabia muito bem o que descrever, desculpe. kkkkk

_________________

Força: E (2) | Energia: B (14) | Agilidade: C (8) | Destreza: E (2) | Vigor: E (2)
Ficha | Lodians: 0

Assinatura feita pela Evy ♥~
avatar
Hoshitteru

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 119
Idade : 20

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Ree em Dom Nov 23, 2014 9:38 pm

Ree não parecia preocupada com exercício.Parecia muito mais entendiada do que outra coisa, na verdade.

Era uma manipulação simples, e apesar de estar acostumada a atrelar a energia ás suas almas, entendia que condensá-la de um forma pura não seria tão diferente. Na verdade, até mais fácil. Instintivamente, ela vivia reunindo as trevas ao seu redor.

Clock Bunny, entendiado com a aula, abandonou o ombro de sua mestra e saiu para brincar, o que resultou no coelho pulando por aí, tentando morder insetos em pleno ar, ou caçar algum pobre roedor desavisado das atividades sádicas do coelho.

Encarou o boneco de treino. Ela não consideraria aquilo um desafio a vencer ou oponente, então resolveu simplesmente focar bem no centro do alvo, esvaziando a mente de outras coisas. Durante a inspiração de ar, iniciou uma movimentação com sua mão direita. Uma movimentação suave, porém de duração curta, o bastante para que ela pudesse atrair a energia necessária, como um ímã em direção ao seu peito. Ela exalou, e imediatamente estendeu novamente o braço direito, concentrando-se totalmente no centro do alvo, sentindo a energia acumulada ser repelida e correr por seu braço, pulso e dedos, até continuar seu caminho pelo ar, velozmente. Ree só a materializaria assim que sentisse a ponta dos dedos se soltarem da energia, de modo a criar um ataque discreto porém efetivo.

Ela assistiu o resultado, porém não ficaria 100% satisfeita. Raramente o ficava, e sabia que podia sempre aperfeiçoar seus movimentos. O primeiro deles, ela numerou, seria o movimento com as mãos. Desnecessário alertar os inimigos de sua intenção com os floreios.

_________________

Força: F
Energia: S
Agilidade: D
Destreza: D
Vigor: C
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Pontos de Medalhas : 120
Mensagens : 156
Idade : 25

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 13
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Evellyn em Seg Nov 24, 2014 12:26 am

Sorri, assim que obtive uma resposta de Cobernick. Sentia que o fogo - o meu elemento - estivesse comigo desde meu nascimento, me mantendo viva, como se fosse uma outra parte minha. Já podia até sentir algo queimando dentro de mim, era, uma sensação boa.

Segui confiante Cobernick, já estava animada para poder aprender mais sobre meu elemento, principalmente controlar-lo. Por mais que fosse um pouco longo, não fez com que isso me cansasse, já que com certeza deveríamos ter demorado só alguns míseros minutos. Pude perceber que quando chegamos, já haviam quatro bonecos para o treinamento. Provavelmente, ele deveria ter preparado isto à nós, pois batia o número certo de bonecos para todos - tirando ele mesmo.

Engoli seco, não sabia muito menos como poderia invocar o meu elemento. Kai e a garota do coelho de pelúcia já estavam treinando, eu deveria fazer o mesmo. Fui até a frente de um boneco, tendo uma distância razoável entre eu e ele. Dei um respiro profundo, mantendo minha mente vazia e focada em poder utilizar o fogo. Coloquei minha mão direita no meio do meu coração, que podia sentir fervente.

Fechei meus olhos, no objetivo de conseguir me conectar com o meu elemento. Caso pudesse sentir algo, iria abrir meus olhos, e esticar meu braço até o boneco, fazendo com que algumas chamas pudessem ir até ele.

_________________

Evellyn Haidee Clair
Força: 4 — D | Energia: 12 — B | Agilidade: 4 — D | Destreza: 2 — E | Vigor: 4 — D
Lodians: 0
avatar
Evellyn

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 55

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 5
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Elsa em Seg Nov 24, 2014 12:48 am

Com toda paciência que dispunha, Cobernick fez uma observação para cada explicação de seus alunos. Ao fim destas resolveu por iniciar a parte prática do treinamento conduzindo-nos pelo rio e pela densa floreta até próximo chegarmos a uma clareira onde quatro bonecos de treino nos aguardavam assim como nossos primeiros desafios. Um ataque, a forma mais simples de magia, como o próprio Cobernick dissera seria uma prática de materialização do elemento.

Como de se esperar as dicas foram o mais simples possível, soando aos meus ouvidos quase que como um desafio pessoal. “Se você possui um talento, mostre-o!”, estava disposta a seguir aquele pensamento e mostrar o que poderia ser capaz de fazer.

- Encontrar meu elemento... – pensava enquanto me posicionava em frente a um dos bonecos de palha. Uma vez em posição, fechava os olhos calmamente enquanto mantinha minha respiração tranqüila. – Para encontrar é preciso sentir e para sentir preciso me concentrar. – Procurava sentir a água que se encontrava pelo ambiente, não apenas a que estava em seu estado natural, mas a que se encontrava no ar e no chão úmido também eram os objetivos. Lentamente levava as mãos até a altura do peito, encostando as palmas delas lentamente como em uma oração e então formando um espaço entre eles até que as mãos estivessem em um formato similar a uma concha. – Concentre... – aquele espaço, era ali que deveria reunir tudo o que conseguia.

Esvaziava a mente, concentrando-me exclusivamente no ambiente ao meu redor. O clima morno daquela floresta precisaria parecer para mim tão frio quanto às montanhas que vislumbrava na Academia, tão frio quanto minha casa, a respiração pesada e a pele a se arrepiar com o frio quase mortal, tanto anos vivendo aquela sensação e relembrá-la parecia ser tão fácil naquele momento, a neve, o som da montanha que só podia ser ouvido nos dias de nevasca, por alguns instantes senti-me desconexa do bosque, de volta as terras gélidas. Podia sentir o frio por toda minha pele até que ele começou a penetrá-la, passando por músculos, ossos e enfim meu coração e mente. Minhas mãos pareciam segurar algo gelado, mas sentia-a que mesmo assim ainda não era sólido. – Deixe fluir...calmamente. – Recordava-me das lanças de gelos que se formava no interior das cavernas frias, ver a água se transformar em gelo era um espetáculo único e de paciência no qual gostava de apreciar. – Transforme... – sentia o frio do líquido que segurava e passava para ele o frio que sentia até dar a forma sólida que tanto queria.

Quando senti que estava pronto, movi as mãos fechadas para frente de meu corpo, colocando-as de frente para o boneco de treino. Abriria os olhos ao mesmo tempo em que abriria as mãos lentamente. – Assim como as nevascas... – fora meu último pensamento antes de tentar lançar a forma gélida que tentava criar entre minhas mãos. A lembrança da estrela de gelo explodindo na primeira explicação de Cobernick pareceu para mim uma boa idéia para lançar o objeto, uma explosão gélida na ponta do objeto para tentar impulsioná-lo contra o boneco de feno. Usaria a ponta do objeto para concentrar mais um pouco do meu elemento e enfim explodi-lo na direção do alvo.

_________________
~ O frio é o meu berço e o seu túmulo. ~

- Atributos e Lodians -
LOD : 0

FOR:0 - F | EN:14 - B | AGI:4 - D | DES:4 - D | VIG:2 - E
avatar
Elsa

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 63
Idade : 23

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 6
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Cobernick em Ter Jan 06, 2015 2:44 pm

[Opa, desculpem a demora! Experiência será entregue no final da postagem]

@Kai

Apesar dos seus esforços, aparentemente nada aconteceu. Kai não conseguiu envolver um grão de terra sequer. Teria feito algo errado?

@Ree

A garota descobriu que materializar seu elemento era mais difícil do que pensava. Uma coisa era canalizar as trevas para onde queria, outra era torná-la sólida e lançar. Aparentemente ela conseguiu criar uma seta escura, mas assim que o objeto atingiu o boneco de treinamento, desfez-se como fumaça. O boneco não se moveu.


@Evellyn

Concentrando todo calor que encontrava dentro de si, Evellyn tentou lançar uma bola de fogo. E conseguiu... até demais. Uma enorme esfera do tamanho de uma roda de carroça saiu de sua mão e foi direto para o boneco de treinamento! O fogo o envolveu por alguns segundos quando o atingiu, mas logo desapareceu, deixando o alvo apenas ligeiramente chamuscado. A mulher-raposa, no entanto, sentiu as pernas fracas e sentou-se. Estava ligeiramente pálida, como se sua energia tivesse sido sugada de uma vez.

@Elsa

Apesar do susto que o grupo teve com a bola de fogo, Elsa pareceu não notar. Era como se a sua mente estivesse bem distante... e de fato estava: vagando nas terras gélidas aonde nasceu. Concentrava-se no frio, na neve, no gelo que tanto admirava. Aos poucos cristais de gelo se formavam no espaço entre suas mãos, tomando a forma de uma esfera esbranquiçada. Pacientemente Elsa acumulou mais gelo até que a esfera tivesse um tamanho razoável e, por fim, a lançou contra o alvo. A esfera atingiu o boneco de treinamento e se estilhaçou feito vidro, fazendo o boneco bambear por alguns segundos, mas não sair do lugar.


@Todos

Provavelmente o resultado de todos não era o que esperavam. Kai não conseguiu nada, Ree materializou apenas uma sombra, Evellyn acabou com sua energia e Elsa, no entanto, teve um resultado menos desastroso.

— Hahaha, foi melhor do que pensei! — Riu Cobernick, difícil saber se ele estava tirando sarro ou se, de fato, estava surpreso com o grupo. — Não pensem que foram mal, na verdade, foram melhor do que muitos alunos. A grande maioria não consegue fazer nada na primeira tentativa, teve alunos até que recitaram mantras e não tiveram resultado. Mas vocês, mais uma vez, me surpreenderam.

Ele caminhou até Kai e apoiou a mão no ombro do garoto.

— Terra é um elemento difícil de dominar. Parece fácil, afinal ele já está materializado e você só precisa lançá-lo, mas isso na teoria. Na prática, é um material muito pesado para manipular puramente com energia e isso é incrivelmente cansativo e difícil de se fazer. Mas veja. — apontou para os pés de Kai. O garoto percebeu que, em sua volta, toda a terra estava fofa como se tivesse sido arada. Alguns brotos de plantas até mesmo germinavam por algum motivo. — Você conseguiu uma reação, mesmo que por acidente. Tente de novo, mas desta vez não tente erguer a terra. Use esta terra arada que você criou, a concentre no chão mesmo e tente acertar o alvo mais uma vez.

Agora foi até Ree, e a garota podia jurar que Cobernick tinha dado um sorriso de canto.

— Não é tão simples quanto pensava, não é mesmo? — Perguntou, ligeiramente sarcástico. Ele indicou Clock Bunny que corria a alguns metros dali. — Trevas é como fumaça, fica fácil manipular quando existe um recipiente que o contenha. Agora materializar as trevas em algo sólido? A não ser que haja uma quantidade absurda de trevas, você irá apenas se matar de tanta energia que irá usar. Já viu uma cota de malha? Teias de aranha? Tente de novo.

Em seguida ajudou Evellyn a se levantar. Levou a mão esquerda à testa da garota e, por alguns segundos, fechou os olhos. Ela sentiu boa parte de sua energia retornar.

— Tome cuidado com seu elemento. — Falou o mago, tirando a mão de sua testa. — Seu erro foi buscar o fogo apenas dentro de você. Lembre-se do que falei: o calor gera vida e existe em quase tudo ao seu redor. Tente de novo, desta vez evite quase desmaiar.

Por fim andou até o lado de Elsa, cruzando os braços e olhando para o boneco de treinamento que ela tinha atingido.

— Sua mãe teve um resultado parecido, eu não poderia esperar menos de você. — Comentou, sorrindo, e passou a olhar para Elsa. — O gelo pode ter várias consistências, dependendo de como é formado. Utilizando água líquida diretamente, você vai ter um gelo puro e firme. Mas tirando a água do vapor resultará em um gelo quebradiço e esbranquiçado como pôde notar. Você só precisa saber a melhor forma de materializar o gelo com o que você tem. Tente mais uma vez com a umidade do ar e da terra, mas agora faça como falei à Ree: pense numa cota de malha, numa teia de aranha, e talvez encontre a resposta.

E agora, mais uma vez, os alunos deveriam tentar acertar os bonecos de treinamento. Difícil saber se conseguiriam aquilo rápido ou se demoraria dias. Cobernick sentou-se à sobra de uma árvore  próxima, assistindo de maneira despreocupada.



[Vou considerar 1 mês de atraso, mesmo que antes disso tenhamos entrado de férias. É minha forma de me desculpar pelo atraso. Logo são 200 pontos de experiência de atraso para todos. Além disso, segue abaixo a experiência equivalente a toda a aventura de vocês desde que chegaram à academia:

• Ree recebeu 500 pontos de experiência + 200 por bônus de narração;
• Hoshitteru recebeu 500 pontos de experiência + 200 por bônus de narração;
• Evellyn & Samael receberam cada 350 pontos de experiência + 200 por bônus de narração;

Meus parabéns a todos! As narrações foram impecáveis e, por isso, receberam o valor máximo de bônus cada um de vocês. Continuem assim!]
avatar
Cobernick
NPC
NPC

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Ree em Ter Jan 06, 2015 9:20 pm

- Humph, sente e espere, eu terei o domínio disso antes da hora do almoço. - Respondeu irritada.

Se eram tentativas que ela precisava, tentativas ela então faria. Ignorando os outros aprendizes e suas dificuldades,
encarou durante alguns segundos as pontas dos dedos, tentando lembrar como era a sensação daquele orbe que Cobernick havia mostrado.

Materializar... Hmm... E se... Se minha magia falhou e transformou-se em fumaça, caso eu consiga manter a energia conectada entre si, ela não se espalharia pelo ar, talvez. Eu gastaria metade da energia necessária e a manteria coesa.

Ree  ensaiou aquela ideia na ponta dos dedos. Reuniu uma minuscula porção de energia, e expeliu pelas pontas. Porém, ela inverteu o pensamento. Em vez de condensar, ela expandiu, imaginando uma esfera conectada por fios em seu interior

Sentindo-se confiante, desfez a posição dos dedos espalhando pelo ar seja la o que estivesse tentando porém que não havia ainda materializado. Se posicionou novamente em frente ao boneco, mantendo o mesmo padrão anterior para focar a direção de seu ataque. Iniciou a movimentação do braço exatamente como a primeira vez,expelindo menos energia do que usara anteriormente, até sentir ela correr por seu braço até o exterior.

Porém em vez de se concentrar com tudo em um ataque, Ree mudou a estrategia. Ela só precisava experimentar primeiro, portanto sacrificou sua potencia.

Ela lançou três ataques seguidos, alterando entre o braço esquerdo e direito. Alterou também maneira como se soltava da energia. Para cada partícula que se soltava, Ree tentava criar um vinculo com aquelas que sairiam em seguida, criando um nó parecido com um tecido onde dois fios se encontram para criar uma malha. Isso dava a sensação de que Ree conseguia sentir a ponta da rajada como se ainda estivesse dentro de si, até soltar-se totalmente do seu braço  e então ela partir para o segundo, e depois o terceiro movimento, imitando aquela sensação. Ela usava menos energia portanto moldaria uma forma fina, porém pequena.

Observou o resultado, começando a se acostumar com aquele conceito de conexão.

Clock Bunny, enquanto isso, havia desaparecido por entre as copas das arvores, e estava estranhamento quieto.  

_________________

Força: F
Energia: S
Agilidade: D
Destreza: D
Vigor: C
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Pontos de Medalhas : 120
Mensagens : 156
Idade : 25

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 13
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Hoshitteru em Qui Jan 08, 2015 4:19 pm

Inicialmente me desapontei com meus resultados. Suspirando e assumindo uma postura corcova por alguns instantes. Por mais que tivesse me esforçado não havia acontecido nada. Apesar disto, estava longe de desistir, afinal aquela era apenas a primeira tentativa. Se quisesse mesmo merecer estes poderes deveria dar o meu melhor. Porém, toda minha concentração para um segunda tentativa se esvaiu quando vi Evy lançar uma enorme bola de fogo em direção ao boneco. O que era impressionante, apesar de te-la esgotado.

Antes que Cobernick começasse a falar, perceberia que todos os outros já haviam tido algum sinal. O que de certa forma me deixou um pouco mais preocupado, me fazendo suspirar novamente. Logo em seguida, prestando atenção à todas as palavras de Cobernick, enquanto o observava se aproximar. Rebaixando a cabeça à medida que falava sobre a dificuldade de meu elemento, até que ela chegasse — em conjunto com as palavras de Cobernick — ao chão à minha volta, onde a terra estava macia e fofa, chegando até mesmo à florescer algumas plantas de menor porte. Não pude evitar me empolgar. De fato, havia conseguido algo, por mais que não fosse exatamente o que esperava, mas ainda sim estava feliz. Logo me abaixando para observar os brotos que haviam nascido, ainda sim atencioso as palavras de Cobernick.

Certo! Farei o meu melhor! — Era possível perceber por seu tom o quanto estava empolgado. Além disso, seus olhos brilhavam e sua cauda balançava como geralmente faz quando sente algo do tipo.

Assim que tivesse me levantado, iria retirar os sapatos. Apalpando a terra macia que havia criado com os pés enquanto abria os braços — não exageradamente — para sentir o ambiente ao meu redor e me conectar com ele. Mais uma vez controlando a respiração. Após ouvir uma brisa levemente bater pelas árvores, o movimento do rio e possivelmente o catingo de algum pássaro, adotaria uma posição preparatória, tentando desta vez, não só mover as mãos, como também os pés. De forma que fizesse com que a energia de meu próprio corpo se adentrasse na terra macia e em conjunto dela "caminhasse" até o alvo. Logo em seguida tentaria o fazer tomar forma e atingir o alvo.

_________________

Força: E (2) | Energia: B (14) | Agilidade: C (8) | Destreza: E (2) | Vigor: E (2)
Ficha | Lodians: 0

Assinatura feita pela Evy ♥~
avatar
Hoshitteru

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 119
Idade : 20

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 6
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Airmed Ixchel em Sex Jan 16, 2015 4:47 pm

Foi muito fácil conseguir um pergaminho com a localização da estimada Academia de Magia no norte da Ilha. Depois que Airmed fez o papel da órfã abandonada pela milésima vez, Alicia, uma mulher gentil, se comoveu com a cena e levou a menina para comer alguma coisa, então, enquanto a mulher estava distraída preparando a comida, a meio-dragão começou a conversar com Alicia, até descobrir sobre o pergaminho, então, Airmed retirou uma adaga da manga de suas vestes e a enfiou no pescoço da mulher no momento em que a vítima se virou de costas. Foi preciso apenas dez minutos para revirar tudo e achar o mapa. Felizmente, a Academia não estava tão longe, demoraria apenas algumas horas se voasse em algumas partes do caminho, mas havia um problema: o frio. Não que o frio a inutilizasse ou a impedisse de agir, mas, talvez por ser parte dragão, o gelo incomodava bastante a moça. Airmed roubou roupas de frio e um pouco de comida, porém, hesitou antes de sair. Durante seu tempo em Penglai, ela havia visto um procedimento que consistia em abrir um corpo para estudos, algo inovador, mas também um crime gravíssimo e ali estava a chance, tinha um corpo ótimo para análise e uma adaga, poderia abrir o corpo e realizar inúmeras descobertas. Não! Não era o momento, tinha que se apressar.

O norte da Ilha era um terreno mais complicado do que Airmed havia previsto. O frio era algo que realmente a estava atrasando bastante, a neve dificultava uma boa visualização do mapa e os ventos gélidos só complicavam tudo. A meio-dragão voou por boa parte do caminho, mas era ainda mais difícil do que ir andando, então teve que parar antes do que o previsto. O maior medo dela? Se perder por ali. Ela parou durante algum tempo e avaliou o mapa novamente, faltava muito pouco e o clima já não parecia mais tão implacável. A meio-dragão comeu algumas frutas e um pedaço de carne e, logo em seguida, seguiu em frente o mais rápido que podia. Airmed não sabia muito bem o que lhe aconteceria quando chegasse na Academia, provavelmente, o tão falado mago que ensinava magia descobriria a natureza horrível da menina muito facilmente, mas Airmed ainda estava disposta a manter a sua aparência de boa garota, afinal, podia não enganar o tal mago, mas ainda poderia tentar ludibriar outras pessoas. Era preciso que Cobernick a aceitasse, ela ainda não era poderosa o suficiente para fazer o que planejou para Lodoss e para Penglai e o melhor meio de evoluir, era através da Academia.

Antes que percebesse, a jovem finalmente chegou ao seu destino e durante um ou dois segundos, ela se surpreendeu com o que via diante de seus olhos. Rapidamente a garota chegou em um espaço verde, um lugar coberto de grama com um pouco de gelo e ao olhar adiante, ela finalmente viu a Academia de Magia, uma construção grande que parecia se projetar da Terra com imponência. Airmed deixou escapar um leve sorriso de canto de boca ao mesmo tempo em que seus olhos, em cada canto ela podia sentir o poder que rondava aquele lugar. Exatamente o que a meio-dragão precisava. Enquanto andava em direção a Academia, com passos perfeitamente simétricos e um tanto vagarosos, a menina pensava no tipo de pessoa que estaria aprendendo magia ali, certamente, apenas pessoas talentosas e poderosas, aliás, talvez encontrasse Loras por lá, ele parecia o tipo de pessoas que se aventuraria pelas artes místicas e tinha potencial para ser alguém. Não importa, precisava focar em si mesma e deixar o resto para trás. Airmed continuou em frente, confiante, estava pronta para aprimorar seus poderes e ampliar seus conhecimentos, a Feiticeira Branca lhe disse que a Academia era o lugar certo e se ela disse aquilo, não poderia existir um local melhor para aprender e fortalecer.


_________________

Ficha - Airmed Ixchel

Habilidade Especial - Airmed Ixchel

Força: Rank E+ [2 + Bônus Racial]
Energia: Rank D [5]
Agilidade: Rank E [3]
Destreza: Rank E [2]
Vigor: Rank E [2]

L$: 0
avatar
Airmed Ixchel

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 54

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 1
Raça: Meio-Dragão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Razorheart em Sab Jan 17, 2015 11:17 am




jornada foi longa, perigosa e cansativa. Desde que aportara magicamente na península de Ruff, percorrendo o coração da ilha e cruzando as Montanhas de Neve Eterna, o caminho não foi fácil e exigiu de Loras todas as suas habilidades. Mas o que o motivava a um caminho tão árduo? Qual seria a promessa que, como um mapa do tesouro, o jovem almejava encontrar no final daquela viagem inóspita e atroz? Bem, só havia uma resposta : o poder. A magia e os conhecimentos que a
mitológica Academia de Magia de Lodoss oferecia era o que o atraia. E como ele ficou sabendo? Dos boatos de uma taberna ou outra, talvez nas conversas na mesa de jogo, depois de uma aposta ou, quem sabe, simplesmente por acaso ouvindo de um viajante na rua ou de um anfitrião que o aceitara como hóspede — isso não importa.  

O caminho todo iniciou ainda em Hylidrus, no coração quente e pulsante da ilha de Lodoss. Aquele era o cenário perfeito, cheio de pessoas de todos os tipos e classes, de riquezas, de comércio e da vida, um lugar onde o jovem Loras poderia rapidamente ascender, rapidamente tirar  proveito de alguma situações, encontrar conforto em alguma posição privilegiada, mas também foi onde tomou conhecimento, pela primeira vez, da tal Academia. No início soou apenas como uma lenda, como uma conversa de bêbados que vomitavam suas histórias mirabolantes. Mas, no fim, achou que valeria a pena tentar.

Percorrer toda aquela extensão de terra, enfrentar os perigos... isso era tarefa para um aventureiro. Este não era Loras. Não entenda errado: em seu espírito, o jovem era audaz e curioso, mas ele era um preguiçoso, uma pessoa que estava acostumada ao conforto e a uma vida fácil. Por isso ele precisava de um plano. Precisava de um meio mais fácil — e cômodo — para chegar ao seu destino. Loras forjou um mapa do tesouro. Depois disso, conheceu algumas pessoas na noite e para  algumas delas apresentou sua obra, identificando-se como um experiente explorador, mestre na arte da localização, viajante dos mares e caçador de serpentes. Primeiro ele precisou fugir da confusão, pois os bárbaros se sentiram ofendidos e resolveram lhe ensinar uma lição. Mas depois ele acabou por encontrar os homens corajosos o suficiente — ou burros —  para ingressar naquela aventura. A caravana estava formada.

Assim se iniciou aquela viagem, numa confortável carruagem levada por animais, que não exigia em nada fisicamente, além de contar com abundância de alimentos e água, tudo sem o custo de uma moeda, apenas de uma promessa. Ela seguiu tranquila até Calm. Depois disso, as coisas começaram a piorar, os ânimos a esquentar — e eram a única coisa que esquentava — e a comida a diminuir.

Viajar de dia era uma tarefa complicada. De noite — a noite sempre foi amiga de Loras — tornava mais fácil enganar e percorrer o caminho desejado sem que os homens sequer desconfiassem. Mas com a crescente dificuldade, nenhum deles estava mais certo se valia a pena arriscar suas vidas por um tesouro que sou haviam ouvido falar. Sorrateiramente, enquanto eles dormiam, Loras furtou suprimentos e partiu sozinho. A pior parte da jornada começava agora.

Castigado pelo frio e a solidão, apenas sua própria voz lhe fazia companhia em sua mente — e, às vezes, em voz alta enquanto falava sozinho. A loucura se tornou sua companheira, mas a vontade de conhecer era forte, era como uma chama que ardia em seu peito e lhe fornecia energia para continuar, apesar de tudo. Tempestades, cavernas, neve e apenas a brancura das montanhas: este foi o cenário que viu por dias e que o obrigava, vez ou outra, a fazer paradas, extenuado. Até que, por fim, vislumbrou árvores frondosas, verdejantes e exuberantes em vida, um cenário completamente antagônico ao que percorria. Será que havia se perdido? Não. Aquilo poderia apenas ser fruto de magia. Ele estava certo disso.

Ainda desconfiado, Loras deu um primeiro passo sobre a grama verde e macia. Seus olhos, que tinham a cor e o aspecto de rubis, percorriam os lados em busca de perigos. O que será que encontraria? E qual seria a forma do guardião? Afinal, um lugar como aqueles TINHA que ter um guardião...

Que tipo de pessoas o mago negro encontraria ali? Será que seria aceito? Essas dúvidas pipocavam em sua mente, como se o perseguissem. De súbito, lembrou de uma pessoa, de uma criatura em especial que havia encontrado certa vez em algum lugar da floresta Allgreen. Suas asas provavelmente tornariam aquela uma viagem fácil e a avidez daquele coração por resposta certamente a impulsionaria àquele lugar. Será que ele a encontraria? Teve a impressão de percebê-la ao longe, no limite de sua visão. Ou será que era uma miragem, como tudo mais parecia? Somente continuando para descobrir.




Última edição por Razorheart em Sex Jan 23, 2015 7:24 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Loras Razorheart

Força: [Rank F]
Energia: [Rank C]
Agilidade: [Rank E]
Destreza: [Rank E]
Vigor: [Rank E]

Grimório


"The scariest monsters are the ones that lurk within our souls."
— E.A. Poe
avatar
Razorheart

Pontos de Medalhas : 30
Mensagens : 39
Idade : 28

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 2
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Cobernick em Ter Jan 20, 2015 8:04 pm

@Ree / Hoshitteru

Os alunos eram promissores e não cessavam o treinamento. Não era a toa que apenas os quatro haviam chamado a atenção do mago. Cobernick ainda assistia, de longe, as tentativas incessantes.

Ree havia captado a dica que lhe dera e, desta vez, tentou materializar a energia Trevas de outra forma. Ao invés de apenas condensá-la em uma forma maciça, a garota criou a mesma lâmina mas formada por uma malha firme. De longe pareciam lâminas de 15cm de pura escuridão, mas quem olhasse de perto perceberia uma rede de energia que mantinha a forma intacta. Sem pensar mais, Ree lançou três lâminas seguidas contra o boneco de treinamento. A primeira lâmina não chegou no boneco, a segunda atingiu a base e a terceira, que chegou a 35cm de comprimento, cravou-se em cheio no peito do boneco. Alguns segundos depois a lâmina se desfez.

— Muito bom! — Admitiu Cobernick, ainda sentado debaixo da árvore. — Agora pratique isso, tente criar várias lâminas de uma vez, tenho certeza de que você consegue.

O próximo a tentar algo foi Kai. O garoto ficou um bom tempo meditando, sentindo a terra e tudo ao seu redor, até ter juntado a energia suficiente. Então a concentrou na terra aos seus pés e visualizou o alvo. Naquele momento nada aconteceu, mas alguns segundos depois a terra bem à frente de Kai se ergueu numa velocidade assustadora! No formato de uma lança, que ficava cada vez mais fina quanto mais longe, a terra foi direto contra o boneco e o perfurou em cheio, o atravessando e erguendo-o do chão. A cena de uma lança de terra empalando o boneco de treinamento chocou até o próprio Kai que, no susto, desfez a magia e em alguns segundos a lança se quebrou.

— Nossa! — Cobernick se levantou, indo até Kai e olhando para o boneco perfurado, agora no chão. — Isso foi realmente inesperado. Para um novato, sua manipulação de energia é excelente. Você conseguiu atingir um alvo à distância, mesmo que por alguns segundos. Tente de novo, só que desta vez, que tal usar a terra que há debaixo do próprio boneco?

O mago fez um movimento com a mão na direção do boneco, então uma névoa densa o ergueu, colocando-o no lugar. Cobernick cruzou os braços e, desta vez, ficou entre Kai e Ree.

[Kai, você sente agora que é muito mais fácil manipular a terra. Não é tão simples, mas você pode sentir a energia e o ponto que você quer dominar. Ainda não é possível manipular com exatidão o comprimento da lança de terra, mas pelo menos você consegue definir de onde ela vai sair e em qual ângulo.]

[Ree, graças ao seu rank A em Energia, você conseguiu manipular isso com maior facilidade e sem gastar muita energia. Mas, como ainda é um treinamento, você se sente um pouco cansada. Percebe que pode tentar de novo com lanças maiores desta vez]

[Samael e Evellyn, considero que vocês ainda estão concentradas na tarefa]


@Airmed / Razorheart

[Razorheart, preciso que adicione o link para sua ficha em sua assinatura, HE e o nome de seu personagem]

Por mais que os dois tenham chegado à academia por lugares diferentes, aproximavam-se um do outro conforme se dirigiam a um ponto em comum: a entrada da Academia. Airmed, a meio-dragonesa, havia chego primeiro aos pés do caminho que levava aos portões. Loras logo a alcançou, mas não tiveram tempo de falarem entre si.

Quando deram por si, notaram uma figura à sua frente: um rapaz alto, de cabelos curtos e negros e uma pele pálida. Ele tinha olhos cinza e vestia um sobretudo preto com uma camisa branca. Era como ver um retrato em preto-e-branco. Ele sorria, animado, olhos atentos

— Ora, sejam bem vindos à Academia de Magia! — Recebeu ambos, sua voz soando calorosa em contraste com sua aparência. — Me chamo Raziel, estou aqui para ajudar vocês. Me digam... o que buscam?

Raziel parecia feliz em ver dois novos visitantes. Olhava para Loras e Airmed com interesse enquanto esperava eles se apresentarem.

avatar
Cobernick
NPC
NPC

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Evellyn em Qua Jan 21, 2015 5:46 pm



FLAME

FLAME


Sentia um calor entre minhas mãos e assim que pude perceber que estava mais quente, joguei-o em direção ao boneco. Imediatamente, meu corpo estava fraco e me sentei no chão. Percebia que tinha um grande vazio dentro de mim... Não sabia explicar ao certo como era, mas me sentia muito tonta - até minha audição estava estranha, não conseguia ouvir os outros ao redor. Respirei profundo.


Cobernick havia me ajudado a levantar, e após que ele colocou uma de suas mãos me senti melhor. Mexi a cabeça em uma forma afirmativa, com um olhar mais determinante. Logo após isso, observaria ao redor para encontrar alguma forma de conseguir o meu elemento - de acordo como ele disse, deveria ser da natureza. Olhei para cima, talvez... O Sol? Sim, era alguma fonte de calor que é capaz de dar vida à várias coisas.


Fechei meus olhos e comecei a fazer com que minha mente ficasse aberta, tentaria me conectar agora com o próprio calor que havia dentro da natureza e tudo relacionado à ele. Caso sentisse algo, esticaria logo minhas mãos para cima em direção ao Sol e logo após iria mirar no boneco.

ME DESCULPE, SÉRIO, ULTIMAMENTE NÃO ESTOU CONSEGUINDO ESCREVER NADA. ;-; CASO SE INCOMODE COM O TEMPLATE, EU POSSO TIRAR. :3

TEMPLATE MADE BY IAN TO AGLOMERADO

_________________

Evellyn Haidee Clair
Força: 4 — D | Energia: 12 — B | Agilidade: 4 — D | Destreza: 2 — E | Vigor: 4 — D
Lodians: 0
avatar
Evellyn

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 55

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 5
Raça: Meio-Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Academia de Magia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum