Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Vilarejo de Calm

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Vilarejo de Calm

Mensagem por ADM GabZ em Sab Fev 22, 2014 4:56 pm

Relembrando a primeira mensagem :


O Vilarejo de Calm é um lugar pacato e pode-se dizer: de grande coração. O ambiente é naturalmente bastante frio e as vestimentas comuns são casacos de pele bem reforçados e manufaturados pelos próprios moradores do Vilarejo. Inúmeras árvores cercam o local, acabando por ser uma barreira natural que protege o vilarejo contra o vento cortante e impiedoso. Graças a isso Calm consegue se manter resistente contra o frio, mas apesar disso seus moradores são calorosos. Viajantes são sempre bem vindos e é comum moradores hospedarem visitantes em suas próprias casas se necessário. Mas não pensem que por isso eles são despreparados ou tolos — más intenções são facilmente notadas e logo erradicadas. Simples o bastante.

Além disso, Calm é o um Vilarejo que vive de sua própria subsistência e cooperação entre os moradores. Uma mina próxima garante bons ganhos a todos, mantendo a economia forte e sustentável. O local também é extremamente receptivo e acolhedor, sendo um dos poucos que não mudou depois de um ano com o novo Rei no poder. Suas pousadas aconchegantes e o bom tratamento que muitos aventureiros recebem ali deixam todos com uma satisfação sem igual, fazendo Calm ser constatemente movimentada para requisito de serviços e hospedarias, rendendo o suficiente para pagar os impostos do Reino.

Incomum também não é ver que a militarização do local começou a ficar mais severa. Mais soldados patrulham o local procurando manter a segurança prometida e a ordem caso algo saia errado, o que é bastante raro. Da mesma fora a Arena, que fica a poucos quilômetros de Calm, se tornou bastante movimentada, servindo como ponto de encontro e treino das milícias que circulam pelo Vilarejo. Apesar de toda essa mudança, o lugar ainda continua sendo um dos mais visitados e acolhedores de toda ilha.


Última edição por ADM GabZ em Sab Jul 15, 2017 7:06 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 912
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Lima Limão em Sab Out 24, 2015 7:07 pm

@ Blaze

A noite preenchia pouco a pouco o campo de batalha gelado daquela taiga. Os corações de ambos os lutadores batiam fortes, e seus corpos lutavam não só um contra o outro, mas também contra o clima extremo das montanhas.

Blaze novamente avançou contra seu adversário, ele era mais forte, mas não era mais rápido. Um golpe defendido, dois golpes defendidos, mas o terceiro? Um soco direto no queixo. Ang cambaleou, mas não caiu, nem parou. Ele contra atacou. O soco não fora tão forte assim a ponto de fazer o monge girar, mas o mesmo o fez apenas para aproveitar o movimento. Ele girou em seu próprio eixo e no fim, dando uma rasteira perfeita no feral, que caíra na neve novamente.

O macaco se recuperou rápido, pois um novo golpe a vinha em sua direção. Um chute solado que cairia sobre seu peito, mas atingiu apenas a neve quando este rolou para o lado e saltou para se levantar. Ang mais uma vez veio para cima, parecia estar revezando com Blaze, ora ele atacava, ora esperava a ofensiva do feral, uma postura bastante interessante de sua parte visto que o combate ainda parecia estar equilibrado.

Status: Normal. +50 exp pelo meu atraso.
PVs: 97%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
PEs: 100%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||



@ Lawrence

A chance que tinha para contra atacar fora bem aproveitada, o assassino mal havia se recuperado do primeiro golpe e já estava recebendo uma joelhada na boca do estomago. E bem como Lawrence esperava, o assassino se curvou com o golpe, recebendo em cheio o gancho de esquerda no rosto. Apesar de esse não ter sido tão potente, tratou de arrancar a mascara do assassino e faze-lo recuar mais alguns passos. Agora sem a mascara Lawrence podia ver bem seu rosto, era um homem caucasiano, seus cabelos eram curtos e negros e tinha algumas cicatrizes no rosto, além do sangue que escorria de seu nariz, fruto do golpe que acabara de levar.

Mas se pensa que ele desistiu por conta disso, esta bem enganado. Assim que estabilizou-se novamente de pé, o assassino tirou de suas costas duas adagas de arremesso. Um movimento extremamente rápido e Lawrence não teve tempo hábil de desviar de uma delas, sendo atingido por uma delas em seu ombro esquerdo.

O assassino avançava novamente, estava disposto a terminar aquela luta vitorioso, e com suas garras prontas para dilacerar o homúnculo, ele preparava uma estocada com o braço direito, enquanto que seu braço esquerdo fazia a guarda a frente do corpo.

Status: Corte no peito e uma pequena perfuração no ombro esquerdo, ainda pode usar o braço normalmente. +50 exp pelo meu atraso.
PVs: 85%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
PEs: 100%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

_________________

Quer ter sua HE avaliada? Clique na imagem acima e peça sem medo! =3
avatar
NR Lima Limão
Narrador

Pontos de Medalhas : 666
Mensagens : 786
Idade : 22
Localização : RJ/RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 500
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por The Lawrence em Dom Nov 01, 2015 10:27 pm

* O ataque instintivo de Lawrence fora bem sucedido, retirando a máscara do inimigo à força bruta. O gancho, apesar de não ter sido tão forte quanto antes, fizera o homem dar alguns passos para trás. Sem a máscara, mostrava ser um homem caucasiano de cabelos curtos e negros. Algumas cicatrizes de possíveis lutas e/ou batalhas passadas existiam em seu rosto. Sangue escorria pelo seu nariz. *

* De repente, se estabilizou, retirou e arremessou duas adagas que estavam em suas costas em um único movimento. Lawrence conseguiu desviar de apenas uma, sendo perfurado pela outra adaga no lado esquerdo do peito. Impulsos nervosos carregando pacotes menores de dor do que um ser humano normal, mas com avisos da gravidade do ocorrido, atingiram seu cérebro mas não dera a atenção requerida. Lawrence não retirou os olhos do homem. *

* Diversos pensamentos surgiam constantemente em sua mente, mas Lawrence apenas observava sem dar atenção fazendo com que o mar de idéias e memórias se acalmasse sozinho, existindo apenas instinto e intuição. Se o homem permaneceu calado até agora, Lawrence respeitou e respondia da mesma maneira, possivelmente até o fim. Observava o homem avançar rapidamente enquanto retirava a adaga de seu peito com um único movimento rápido de seu punho direito. Jogaria a adaga para longe logo depois. Assim que seus olhos percebessem que o homem estivesse próximo o suficiente para um possível ataque, se impulsionaria para trás de maneira que girasse o seu corpo para a esquerda no ar enquanto encolhia sua perna direita até sua coxa encostar seu peito enquanto se afastaria do inimigo. Ainda no ar, utilizaria de sua força nos músculos sintéticos da perna para que possa lançar seu pé na direção do rosto do homem. *

_________________


Moedas de Ouro. : 0.
'A man with nothing, is a man with everything.'
( ? )

Força: D
Energia: E
Agilidade: E
Destreza: E
Vigor: D

#0099ff * Narração *
#C6E2FF - Fala -
#00ff99 ' Pensamento '
avatar
The Lawrence

Mensagens : 18

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Qua Nov 04, 2015 8:02 pm

Haha! Deu cer... - Blaze não termina de falar quando percebe aquela perna indo em sua direção mais uma vez, mas já é tarde demais.

Caçador de formiga! - Blaze xinga enquanto sua cabeça vai mais uma vez em direção ao chão gelado. — Não vou cair mais nessa! - ele fala apenas a tempo de perceber o ataque do adversário e rolar pro lado. Àquela altura não estava mais nem sentindo frio, e quando se levantou colocou-se em guarda, deu um passo e um chute na canela do adversário e, se movimentando para escapar de algum possível ataque, irrompeu uma sequência de socos entre as costelas do outro, alternando entre direto, gancho, inverso, para cima, para baixo para tentar furar a guarda do oponente, então se deita no chão de lado, apoiando-se com uma mão e tentando chutar o joelho do outro com toda força, por trás. Aproveitaria a adrenalina para recuar e ficar de pé, abaixado. Cuidando o adversário discretamente.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Lima Limão em Seg Nov 09, 2015 10:06 am

@ Law law

Estar desarmado, apesar de nunca ter sido um empecilho para o homúnculo, estava se mostrando uma desvantagem um tanto quanto complicada naquele momento. Sua força estava sendo o suficiente para mantê-lo inteiro e a frente da luta por enquanto, mas até quando isso duraria? Talvez pouco. O ataque do assassino fora rápido, assim como das ultimas vezes, sua agilidade era notável, mas seus movimentos previsíveis, e a habilidade marcial de Lawrence, em conjunto com sua força acentuada eram mais que suficientes para aplacar com a fúria insana daquele homem.

O golpe do assassino passou raspando pelo torso de Lawrence rasgando sua camisa, mas não mais que isso, pois o movimento preciso do homúnculo o jogou para a diagonal esquerda bem no momento que a lamina do assassino passou em sua frente. No momento seguinte, sua perna dobrou até o máximo que a elasticidade de seu corpo conseguia para longo em seguida se esticar, como num estilingue que é tensionado ao seu máximo para no fim disparar um projétil com toda força. Seu chute ia em cheio no rosto do assassino, e dessa vez não tinha como resistir. O assassino levou aquele golpe em cheio no queixo, caindo na neve inconsciente logo em seguida. Agora restava somente Lawrence de pé, de frente ao seu oponente caído e desacordado, e atrás de si a vitima daquele assassino, ainda viva, mas o homúnculo não sabia dizer por quanto tempo.

Status: Corte no peito e uma pequena perfuração no ombro esquerdo, ainda pode usar o braço normalmente.
PVs: 85%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
PEs: 100%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||



@ Dober

Novamente jogado na neve, tudo que Blaze podia fazer era esbravejar sua raiva contra o monge. Aquilo estava começando a ficar irritante, e não fosse o fato de estarem completamente sozinhos no meio da tundra gelada, talvez até mesmo vergonhoso. - Acalme-se, pequeno companheiro. A raiva não trás nada a não ser destruição. Seja fluido como o vento, calmo como as aguas e firme como uma rocha.

Novamente o monge esperou que Blaze fizesse seu movimento, e assim o feral o fez. Sua fúria irrompeu naquela nova sequencia de golpes, precisos, mas ainda não tão eficazes. Lhe faltava força para atravessar a resistência do monge, que apesar de estar cedendo aos poucos, ainda aguentava os golpes sem muitos problemas. Ang estava pronto para responder, defendeu um, dois, três golpes. O quarto vinha em forma de contra ataque, mas Blaze se antecipou, sua estratégia era boa, atingir as pernas do monge e retirar sua estabilidade, pois mesmo não tendo força o suficiente para quebrar sua guarda, derruba-lo garantia certa vantagem.

O contra ataque de Ang passou raspando a cabeleira de fogo do feral, que nada sentiu além do vento frio cortando sua pele, e assim que deitou no chão, chutou novamente o joelho do monge, que desta vez não conseguiu esquivar dessa. O golpe em cheio fez o monge recuar alguns passos cambaleando, ele levou as mãos ao joelho, parecia não ter dado efeito de inicio quando ele continuou de pé, mas depois Blaze notou que aquilo pode ter machucado por dentro, pois agora o monge movia a perna numa espécie de alongamento.

Status: Normal.
PVs: 96%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
PEs: 100%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

_________________

Quer ter sua HE avaliada? Clique na imagem acima e peça sem medo! =3
avatar
NR Lima Limão
Narrador

Pontos de Medalhas : 666
Mensagens : 786
Idade : 22
Localização : RJ/RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 500
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Ter Nov 24, 2015 6:37 pm

Pela primeira vez, Blaze não estava com a cara no chão após uma sequência de ataques. Ang tinha reclamado que ficara irritado, mas aquele golpe era tão chato que não conseguiu ignorar. E, para completar, o adversário mal parecia se mexer como resposta a seus ataques. "Vou derrubá-lo aos poucos, como o vento derruba uma montanha." - pensava, enquanto ouvia os conselhos do mestre. Mais uma sequência de movimentos ocorreu, e desta vez era Ang que estava na desvantagem.

Blaze então se concentra e avança silenciosamente contra o oponente. Ao chegar bem perto, lança um golpe com o lado de trás da mão contra o meio das costelas do oponente, no exato instante em que chega lá, abaixando a cabeça para ser mais difícil de ser acertado, então se vira e golpeia o pescoço dele com o lado da mão, aberta, (com um pulo) e se der tempo ainda chuta o outro joelho, por trás. Então se distancia para esperar o contra ataque, ficando atento nas rasteiras. Fica sempre com a base ajustada entre os ataques e preparado para desviar de algum contra ataque.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Lima Limão em Qua Dez 02, 2015 1:34 pm

A luta parecia estar pendendo para o lado de Blaze agora, mas ainda assim a situação estava equilibrada demais e logo ambos os lutadores ficariam cansados. Aquilo precisava de um desfecho, uma manobra ou técnica que faria com que aquele equilíbrio se quebrasse e um dos lutadores enfim vencesse.

O feral partiu pra cima de seu adversário com a intenção de cansa-lo, derruba-lo aos poucos e ir quebrando assim sua resistência, mas Ang parecia incansável, os anos de meditação e treino nas montanhas o ajudaram bastante, e seria praticamente impossível para o feral derruba-lo com esse tipo de estratégia. Isso logo ficou claro quando ele começou sua sequencia. O primeiro golpe foi desviado com um tapa da mão esquerda, e com a outra ele já preparava para contra-atacar, mas o salto ágil de Blaze o fez errar seu tempo e seu soco passou no vento.

Blaze terminou o salto com um giro no ar pronto para atingir a nuca do monge, este que mesmo sendo pego de surpresa, ainda assim teve tempo hábil de agir. Ang se abaixou no ultimo segundo, livrando-se de ser atingido pela mão do feral. Blaze por sua vez tentou como um ultimo recurso chutar o rosto de Ang, que agora encontrava-se abaixado a sua frente, mas o mesmo segurou sua perna e o empurrou para longe, como se o jogasse longe, mas por não estar numa posição favorável, não conseguiu força suficiente para derrubar o feral, fazendo com que este apenas recuasse alguns passos cambaleando para recuperar o equilíbrio.

- Não está dando tudo de si, Blaze. Sei que podes fazer mais que isto, não tenha medo de me machucar, seu desejo está em jogo aqui. Lute por ele.

Status: Normal.
PVs: 96%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
PEs: 100%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

_________________

Quer ter sua HE avaliada? Clique na imagem acima e peça sem medo! =3
avatar
NR Lima Limão
Narrador

Pontos de Medalhas : 666
Mensagens : 786
Idade : 22
Localização : RJ/RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 500
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Sab Dez 12, 2015 6:49 pm

Blaze mal conseguiu prestar atenção no que acontecia ali, pois começou a ficar tonto e ter umas visões estranhas. Ele ainda atacava, mas não tinha muita consciência do que acontecia.

Aquele dia. Fazia muito tempo que não lembrava daquilo, o macaco pensou que nunca mais precisaria pensar no que aconteceu naquela manhã. Sim, agora se lembrava: foi uma manhã dessas de outono, muitas coisas ainda estavam borradas, mas ele tinha acordado cedo e saído para caçar. E então... uma voz.

Parecia que Ang estava tentando falar com ele. Sim, estava. Tarde demais, quando Blaze percebeu, ele já tinha terminado, e então já estava contra-atacando, mas Blaze não estava prestando atenção, novamente tinha submergido em seu devaneio.

Algo pareceu tomar conta dele, e então ele começou a atacar Ang. Sem se dar conta do que estava fazendo, ele chega perto do adversário furtivamente e chuta a frente do tornozelo com o calcanhar, se afastando logo após para evitar um contra ataque e então avança com um golpe de canto da mão no pescoço e um chute nas costas, tentaria desviar dos próximos golpes que viessem e irromperia em uma sequência de socos e com de mão, como o monge já tinha feito antes, tentando pegá-lo desprevenido. Se afastaria logo após, tomando consciência dos acontecimentos.
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Lima Limão em Sex Jan 22, 2016 12:55 pm

A luta continuava feroz entre os dois, o equilíbrio entre as habilidades era tamanho que ficava até mesmo difícil saber quem estava vencendo, se é que havia mesmo um vencedor. E nem mesmo o breve momento de distração do feral fez com que a luta acabasse. Não, ainda era muito cedo para isto, parecia que havia se passado horas, mas nem mesmo 5 minutos se passara desde que o desafio fora lançado na neve. E ambos os monges, tanto Ang quanto Blaze, ainda estavam a todo vapor.

Ang, recebeu a nova chuva de golpes do feral sem muitos problemas, mas também encontrava dificuldade em se equiparar à agilidade do macaco. Uma sequencia de golpes e defesas para ambos os lados que novamente culminou nos dois se encarando de frente, ninguém cedia, ninguém caía, um empate que só teria fim quando um deles resolvesse tomar uma ação mais enérgica. Ang então respirou fundo, fechou seus olhos por alguns segundos, talvez a brecha que Blaze precisava, mas o que ele faria? Será que estava desistindo? Não havia como saber até tentar.

<Aew manolo! Fim das ferias, fim da moleza, partiu postar! xD>

_________________

Quer ter sua HE avaliada? Clique na imagem acima e peça sem medo! =3
avatar
NR Lima Limão
Narrador

Pontos de Medalhas : 666
Mensagens : 786
Idade : 22
Localização : RJ/RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 500
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Qui Fev 25, 2016 10:37 am

Spoiler:
off1: Aeew! Mal podia esperar!
off2: desculpa se o post foi fraco, não queria atrasar (smileys desativados =/)

O combate ia bem equilibrado, ambos abusavam de ataques, defesas e truques, até que ficaram frente a frente, olhando olho no olho, e Ang fechou os olhos, preparando alguma coisa.

Ei, o que está fazendo? Não fica parado aí, vamos lutar!

Blaze se concentra em sua base de ataque e desfere uma sequência de socos, em pontos como os ombros, as costelas e o queixo, terminando em um chute lateral para empurrar o oponente para trás.

Não sabia qual era a estratégia de Ang, parecia que ele estava simplesmente se deixando levar os ataques, como se não fossem nada, como se não tivesse levado nenhum dano até o momento, o que sabia que não devia ser verdade. Sua estratégia era enchê-lo de socos e pontapés, até que cansasse, nem que demorasse mil anos, havia estratégia melhor? Blaze não iria desistir.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Lima Limão em Seg Mar 14, 2016 4:57 pm

O monge continuou de olhos fechados, poucos segundos se passaram até que Blaze decidiu que não mais esperaria. O feral partiu para cima do adversário imaginando que este estivesse desprotegido, o monge nada fez até que o feral já estava muito próximo dele, quase o tocando. Blaze pode sentir uma brisa gelada cortar ao seu redor, era como se a tempestade tivesse recomeçado, mas ao invés disso ele viu o punho de Ang segurando seu braço direito. Em seguida, novamente, o vento pareceu lhe golpear, mas fora um giro em velocidade alucinante que o monge dera, chutando o feral para longe no processo.

Blaze voou longe com este ultimo golpe, saindo da linha de visão do monge, ele agora via a fogueira crepitar ao longe, mas não podia mais ouvir o som das chamas, tamanha fora o força do golpe. Ele sentia uma forte dor na boca do estômago e estava levemente sem ar pelo chute, talvez tivesse dificuldade em se levantar e continuar por conta disso, mas será que o feral desistiria? Ang permaneceu parado em seu lugar, mas agora que Blaze olhava, o vento e a neve agiam de forma estranha, era como se dançassem em volta do monge, que ainda de olhos fechados, estava em posição defensiva.

- Não se iluda pelas aparências, Blaze. A morte é como o vento, invisível aos olhos, mas capaz de causar grande destruição. – Blaze não sabia o que estava acontecendo, mas sabia que naquele momento, a batalha acabara de pender para o lado de Ang, o monge do templo da lótus agora tinha a vantagem em suas mãos.

[Desculpe o atraso, +100 exp pra voce. Pode adicionar à sua ficha.]

_________________

Quer ter sua HE avaliada? Clique na imagem acima e peça sem medo! =3
avatar
NR Lima Limão
Narrador

Pontos de Medalhas : 666
Mensagens : 786
Idade : 22
Localização : RJ/RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 500
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Sex Abr 01, 2016 11:35 pm

Off: desculpa pelo post confuso, qualquer coisa é só falar x.x

Blaze tinha sido jogado muito longe desta vez, estava mais que provado que Ang era mesmo muito forte quando queria, ou precisava. O feral levantou com dificuldade, espraguejou baixinho e tentou se posicionar para lutar novamente. O frio, a fome, o cansaço e até a dor de barriga? Teria que vencer tudo isso se quisesse sair daquela situação do jeito que imaginava: vitorioso. Então tirou suas roupas pesadas, ficando só com sua armadura leve e focando no seu alvo.

Blaze era muito persistente também e, resolvendo esquecer seus medos, se aproxima do seu adversário devagar. Quando tiver chegado perto o suficiente, dá um soco, então uma sequência de socos e chutes, sempre atento para desviar de um contra ataque e então volta para a mesma sequência. Se ele ficar parado, chega perto e chuta o joelho por trás, recuando logo após e continua provocando até que o outro se movimente. Se ele agarrar o macaco, ele saca seu bastão, ativando as lâminas, e coloca junto do pescoço do outro, antes de ser jogado longe novamente. Se isso de certo, ele fala "Xeque" e se prepara para fazer um leve corte a qualquer movimento do adversário. Se for jogado para baixo, tenta fazer um corte no joelho do outro ou em algum outro lugar frágil que estiver ao alcance.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Lima Limão em Ter Abr 26, 2016 8:35 am

Blaze avançou novamente contra seu adversário, ele tinha uma estratégia, mas parecia que de nada adiantaria agora. Quando ele tentou dar o primeiro golpe em Ang, sentiu como se uma brisa gélida passasse ao seu lado, e ao mesmo tempo, o monge segurou sua mão e o girou no ar com força. O feral chegou a ficar tonto por alguns segundos com a velocidade do giro, mas no fim tudo que ele sentiu foi dor, quando novamente fora chutado para longe, sendo jogado contra uma arvore.

- Temo que esta luta esteja terminada, se é tudo que podes fazer, não irá me vencer desta maneira...

Blaze continuava jogado na neve de frente para o tronco da arvore, suas costas doíam e ele sentia uma leve falta de ar devido ao golpe e um desconforto enorme para se mover novamente. Ao olhar para Ang, ele percebia que havia algo realmente estranho e diferente, o vento parecia dançar ao seu redor, fazendo espirais, girando a sua volta e indo em direções aleatórias.

Status: Falta de ar e dores pelo corpo.
PVs: 89%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
PEs: 100%
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

+200 exp pelo atraso.

_________________

Quer ter sua HE avaliada? Clique na imagem acima e peça sem medo! =3
avatar
NR Lima Limão
Narrador

Pontos de Medalhas : 666
Mensagens : 786
Idade : 22
Localização : RJ/RJ

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 500
Raça: Vampiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Dom Maio 01, 2016 2:29 pm

Blaze tinha uma estratégia, mas Ang não estava nem aí. Segurou seu pulso no começo de seu movimento e o jogou para longe. Sua força tinha aumentado, provavelmente, e sua velocidade estava impressionante. Dava para sentir um poder novo e diferente vindo dele. Blaze demorou uns dois minutos para levantar, então começou a respirar fundo e mudar seu pensamento. Meditou por alguns instantes, tentando sentir as auras ali presentes, o frio cortante tendo cada vez menos importância, só o que importava ali era vencer, e sabia que era capaz.

Caso não recebesse nenhum ataque, avançaria novamente contra o oponente, com um pouco de dificuldade em caminhar, mas ainda com uma fluidez que lembrava a do vento. Quando estivesse ainda a uma distância segura se concentraria, sussurraria "Pulo Fantasma", fazendo a volta no oponente, pulando e atacando o pescoço por trás, com a lâmina do bastão estendida. Tentaria cair de pé e desviar do próximo ataque.

Habilidade Usada:
Spoiler:
Nome: Pulo Fantasma
Nível: 1
Descrição: Blaze fica invisível por um turno e vai para trás do seu adversário, deixando sua "sombra" para trás.
Efeitos: Blaze se dissipa e fica invisível por 1 turno, indo para trás de seu inimigo, enquanto sua imagem permanece estática na mesma posição anterior à utilização da habilidade, parecendo que ele continua parado ali. A imagem some instantaneamente se for tocada ou receber qualquer ataque, ou após 1 turno. Essa habilidade só pode ser usada se Blaze estiver em luta com um inimigo e puder vê-lo e alcançá-lo.
Custos: 30% PE para ativar.
Duração: 1 turno
Tempo de Conjuração: Instantânea
Alcance: Pessoal, e a imagem fica parada.
Área de Efeito: O quanto Blaze puder andar em um turno.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Sérpico em Dom Maio 22, 2016 11:12 pm

Ang ficou em seu lugar, de modo que Blaze assumiu a iniciativa. Hora de tentar algo novo.

Mas não deu ─ o tremor não deixou. Foi um único golpe na terra, como um soco gigante. O solo pareceu subir e depois descer. Fez a neve escorregar. Ang apertou os olhos pra Blaze:

— Você fez isso?

Antes que Blaze pudesse negar, houve um segundo golpe seguido de uma explosão ali perto. Neve foi atirada ao ar num jato de vento que veio de baixo, um espirro, uma erupção. A terra continuou tremendo durante todo o sopro esquisito que escapava do solo.

Quando acabou, Ang já não tinha a mesma postura serena de sempre. A neve estava escorrendo, como numa inclinação, rolando pra baixo. De repente o ambiente deixou de ser plano e ambos, monge e candidato à aprendiz, perderam o equilíbrio. Houve um terceiro e violento tremor lá longe e com isso o mundo terminou de quebrar.

Uma imensa massa de gelo começou a se deslocar, descendo a montanha recém formada na paisagem. E no itinerário da neve, Blaze e Ang se encontravam no caminho.  

— As coisas serão diferentes agora, Blaze — gritou Ang, olhando a avalanche que só crescia em massa e em velocidade conforme se aproximava deles. — Sobreviva a isso, e será bem vindo no templo!

O lado bom é que Blaze sobreviveu. A neve lhe engoliu, lhe atirou relevo abaixo, e ainda assim ele sobreviveu. O lado ruim é que perdeu Ang de vista depois disso.

Algo cutucava seu ombro.

— Oi? — disse a neve.

Era quase noite quando lutava com Ang. E agora era manhã, após sobreviver à avalanche. Em sua mente, tudo de que se recordava era do grande branco, branco para todo lado, mesmo na noite, branco terrível, sufocante.

— Tá morto? — disse a neve, que tinha voz de menina.

Importa que sobreviveu. Mas porque não conseguia se mover? Calma ─ aos poucos foi conseguindo, o sangue esquentando. Estava paralisado de frio, coberto parcialmente com o mais fofão dos cobertores feito da mais gélida neve.

Cutucadas em seu ombro.

— Oi? Tá mor — e aí ela gritou de susto quando a cabeça de Blaze acendeu em chamas. Ele estava de volta.  

Blaze se sentiu consciente o suficiente para olhar para o lado. Assim que o fez, descobriu uma menina vestida em peles brancas, com uma bolsa nas costas e um cajado em mãos — cajado que vinha usando para cutucar Blaze, só pra saber se ele estava morto de verdade ou de mentira.

Com o susto ao despertar Blaze, ela caiu para trás, sentada.

— Desculpa te acordar — ela disse, com aparente medo. — Pensei que estava morto.

Spoiler:
É isso aí Dober, qualquer dúvida ou ressalva é só me chamar. Até.
avatar
NR Sérpico

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 222

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Qui Maio 26, 2016 1:03 am

Blaze estava tão preparado para desferir o golpe que traria fim àquela luta que pensou, quando o barulho começou:
"Isso veio de dentro de mim?"
Então olhou para Ang, que também parecia alarmado. "Ou então..."
E então o chão começou a tremer. O barulho voltou, e a imensidão branca começou a se mexer, até que estava quase em cima deles.

- Agora vai ser diferente. Será bem-vindo ao templo se sobreviver a isto. - conseguiu ouvir o monge dizer, e então não viu mais nada.

*

Não sabia dizer quanto tempo se passara desde que tudo clareara. Agora estava de manhã, e ele estava deitado na neve. Não estava mais sentindo frio, aliás não sentia nenhuma parte do seu corpo. Deu uma sacudida para se esquentar, tirou a neve de cima dos ombros e da cabeça, e então viu que havia uma menina ali, também de branco.

- Desculpa te acordar, pensei que estava morto.
- Por Wukong, onde é aqui? - tentou pensar mais um pouco, a cabeça ainda doía - Cadê o Ang? - olhou para a menina, finalmente parecendo se dar conta de que ela estava ali, e que não a conhecia.
- Você é uma menina né? Como é o seu nome? A propósito, eu me chamo Blaze. - o macaco disse, se aproximando para cumprimentá-la, meio envergonhado.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Sérpico em Ter Maio 31, 2016 11:50 am

@Dober
— Você está no... — começou ela, sem saber o que responder primeiro. Sua testa enrugou ao ouvir por Ang, ela balançou a cabeça negativamente como a dizer que não sabia quem era. Sua testa enrugou mais quando veio a dúvida se ela era uma menina. Ela ficou até mais corajosa pra falar que: — É claro que sou uma menina!

E depois hesitou. Blaze fazia perguntas demais.

— Meu nome é Décima — ela disse, e, desconfiada, cumprimentou Blaze de volta.

Aí houve silêncio, só o vento frio assobiando pelo cenário. Ela deu umas olhadas para os lados. E então foi a hora da revanche de Décima:

— Você não é daqui, né? Estava dormindo aqui quando as montanhas lá longe caíram? Quem é Ang? Acho que está com fome, né?

Ele meteu a mão num bolso do casacão e revelou de lá um pedaço pequeno de queijo enrolado num lenço. Ofereceu para Blaze, que sentia mais a necessidade de tomar algo quente e de algumas camadas de cobertores lhe enterrando vivo do que comer propriamente.

Por último, num tom de voz mais enfático, ela soltou:

— Você é ele?

Como se “ele” fosse alguém especial que ela aguardava a visita.
avatar
NR Sérpico

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 222

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Sex Jun 03, 2016 1:42 am

A menina não falou o que Blaze esperava, mas mesmo assim ele já se acalmou um pouco. Ela pareceu ficar um pouco chateada com uma das últimas perguntas dele, mas ele não deu bola.
Prazer, Décima. Ele falou, pensativo. - Ai, que frio! Onde está o meu casaco? Eu devo ter deixado em algum lugar...

Quando começou a nova avalanche de perguntas, Blaze respondeu, sorridente:

Não sou daqui não. Eu vim de umas montanhas, bem longe daqui. Eu tava lá agora pouco, daí veio um golpe de algum lugar, e aquela coisa branca me trouxe pra cá. Parou para pensar um pouco no Ang. - O Ang é um monge e ele tava me treinando pra participar da arena de Calm. Nós viemos do rancho Eldest cavalgando, e logo a gente ia... de repente se lembrou do cavalo. - O cavalo! Será que ele tá bem? Eu perdi ele também... olha para baixo, um pouco abatido. - Agora que você falou... responde a última pergunta da garota. Pega o queijo, sem vontade, cheirando e prova a comida. - Bom! Você tem mais?

- Não sei, mas é possível que eu não seja quem você pensa que eu sou. Blaze fala, se espreguiçando e logo se encolhendo novamente.
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Sérpico em Seg Jun 06, 2016 8:33 pm

@Dober
— Ah. — Ela pareceu decepcionada por Blaze não ser “ele”. Aí notou que ele tinha frio e falou: — Bem... você pode vir comigo, caso não tenha pra onde ir. Eu não tenho mais queijo. Aquele era presente da tia. Era o pedaço do Boo, hm. Mas acho que ele não vai ligar de você ter comido. — Aí com o rosto iluminado de quem se lembra de coisas boas: — Mas eu tenho ameixas! Você gosta de ameixas?

Então Décima iria caminhar, um pouco a frente, pra mostrar o caminho. A todo tempo, seu cajado cutucava a neve, pra evitar de pisar num amontoado de neve falso.

— Essa região era cheia de cristais escorregadios — ela explicou. — Agora com essa avalanche, eles estão todos cobertos. E não é bom pisar neles, não mesmo.

Caminharam por alguns minutos. Às vezes, passava um vento uivante. Blaze, pra onde quer que olhasse, só via neve. Não enxergava nenhuma aparente civilização desenhada no horizonte. Com mais alguns minutos, o cenário sofreu alterações: eles começaram a subir, o chão ficou mais sólido, era possível avistar alguma vegetação aqui e ali despontando da neve. E além do vento, o som de água ganhou espaço.

De repente estavam no alto de uma colina. Os ventos sopravam constantes naquela altura. Mas pelo menos a única neve da colina era a que caiu durante a noite, de modo que os riscos de pisar em falso eram nulos e Décima parou de cutucar o solo. Ao lado direito deles, a colina declinava até um rio pequeno que corria lá embaixo. À frente Blaze enxergou o esqueleto de alguma construção, talvez uma torre, um castelo pequeno, difícil saber. Não chegava a ser ruínas — estava mais para um trabalho que parou logo depois de começar. Abandonado.

— Já estamos quase lá — Décima avisou, satisfeita.

Era só descer a colina onde estavam e já estariam às portas do castelo embargado.

Mas...

Como caminhava mais atrás, Blaze viu quando um dos passos dela despertou algo da terra: uma mão ossuda, de unhas grossas e trincadas, despontou com tudo e a pegou pelo calcanhar esquerdo.

Décima gritou, assustada.

A outra mão do enterrado apareceu e tudo indicou que ele estava se esforçando para sair do útero onde esteve até agora. O topo de uma cabeça careca, pálida e com alguns fios platinados apareceu.
avatar
NR Sérpico

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 222

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Qui Jun 09, 2016 5:57 pm

É... Acho que não tenho mais o que fazer mesmo, posso ir com você. Esse Boo é seu irmão? - ficou pensando no que aprendera sobre pessoas da mesma família, que eram parecidas e tinham os mesmos pais. Logo em seguida Décima falou das ameixas.

Não sei o que são essas Meixas, mas se é de comer eu quero! Blaze fala com esperança, a possibilidade de ganhar mais comida fazendo seu estômago se acalmar e sentir menos frio e cansaço, já que só o que se via em todas as direções eram o branco e o eventual contorno de montanhas longínquas.

A menina foi checando o caminho com seu bastão, já que, segundo ela, podiam ter armadilhas no meio da neve. Os golpes que o macaco ouvira lá longe deviam ter chegado até ali...

Com o tempo, o terreno foi se inclinando, alguma vegetação foi aparecendo, com sorte acharia até algumas frutas, se os deuses quisessem. No fim, até um som de água podia ser ouvido, deixando-o alerta. De repente, os ventos estavam realmente fortes. Estavam no topo de uma colina, ele percebeu, e ao lado deles estava o tal rio. Ao longe, dava para ver uma construção. Era uma construção mesmo, não chegava a ser uma casa, pois parecia incompleta.

Quando começaram a descer, uma coisa branca e com garras agarrou a menina no calcanhar. Quando ela gritou, assustada, Blaze foi até ela ver o que tinha acontecido. Quando chegou lá, perguntou: "Ah! O seu vizinho quer brincar?" Falava com uma expressão divertida no rosto animado por aquela terra apresentá-lo a cada vez mais surpresas. Se ela não respondesse, continuasse gritando ou tivesse alguma outra reação negativa, Blaze iria repensar a situação. "Ou... Ele é ele?" E iria tentar pedir para que a criatura a largasse.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Sérpico em Seg Jun 13, 2016 9:13 pm

Décima não pôde devolver a expressão de divertida, pois, digamos, não estava se divertindo nem uma gota que fosse, hm. Estava, antes, chutando e esperneando para se livrar do aperto no tornozelo. Como se o toque alheio fosse algo muito, muito nojento.  

Não dava pra saber.

Aí Blaze descobriu. Era um toque frio, na verdade. Blaze já sentia o frio ambiente e tal, mas aquele frio, do toque, era diferente, irritante, dava choques.

Descobriu pois, quando se aproximou, uma mão brotou da terra e pegou uma de suas patas. Não era o mesmo que estava segurando Décima, era outro, com mãos igualmente pálidas e ossudas de unhas grossas lascadas.

Décima gritava. Pedia para que soltasse ela.

Sem dúvida, não era Boo. Antes, ela explicara que Boo era o seu gatinho de estimação.

E provavelmente também não era um vizinho. Se fosse, então ela tinha péssimos vizinhos.

O que segurava Blaze projetou a cara pra fora da terra. Olhou diretamente para o feral. Tinha a pele chupada, colada ao osso, olhos azuis que nem o mais puro diamante, alguns fios de cabelo na careca manchada de terra. Ele abriu uma boca de dois dentes e disse para Blaze:

— Você não é ele, é? — O tom rouco pareceu meio confuso e decepcionado ao mesmo tempo.

Aí as coisas aconteceram bem rápido: aquele que segurava Décima terminou de se projetar, já com os ombros para fora. Era quase um gêmeo do que segurava Blaze. E quando ele terminou de aparecer, Décima chutou a cara dele e esperneou mais. No seu esforço juvenil, se livrou do aperto frio, deixando a bota nas mãos do esquisitão. Era pra ser só isso, mas no impulso que fez pra se livrar, perdeu o equilíbrio e escorregou. Mesmo sem neve, a terra podia ser escorregadia em alguns pontos.

Então ela caiu.

Caiu pela encosta lateral.

E Blaze sentia cada vez mais frio com o sujeito segurando ele.

— Não parece ele — disse o cara, para o seu aliado que terminava de sair da terra, segurando, agora, apenas uma mísera bota.

E enquanto isso, a dona da bota rolava através da neve, rocha e raízes. Pareceu lutar para impedir a queda, talvez se segurar em alguma coisa. Mas estava perdendo essa luta, apenas caindo, fazendo um rastro confuso na neve atrás de si, rumando para o rio lá embaixo. Nada bom.
avatar
NR Sérpico

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 222

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Dom Jun 19, 2016 7:14 pm

"Que pena, ela não está se divertindo" foi o pensamento que ele teve antes de também sentir aquele aperto gelado. "—Aah! Isso é muito nojento!"
Aquela criatura revelou seu rosto, e era tão nojento como dava para imaginar. Tinha dois olhos azuis estranhos e perguntou se o macaco não era ele.
Quem é ele, afinal? Blaze já estava cansando dessa brincadeira. A situação estava começando a ficar agitada. Logo o outro se mostrou também, a menina se livrou do seu abraço, tropeçou e caiu barranco abaixo, fazendo um barulho seco. — Décima! "Não acredito no que eu estou vendo!" Era só o que Blaze pensava. "Ela não podia ter fugido assim, tira toda a graça!" Porém algo não estava certo. Blaze lutou para se livrar da criatura, enquanto ela falava, e ir ver onde estava a amiga. Se conseguisse, iria até a encosta para procurá-la, pronto para ajudar em algo que precisasse, seguí-la para outro lugar ou lutar com aquelas criaturas geladas se fosse necessário para passar.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Sérpico em Qua Jun 22, 2016 1:03 pm

@Dober
Tentou sair do aperto, mas não conseguiu. O estranho simplesmente não largou Blaze, mesmo ele não sendo ele. O feral ia precisar de uma estratégia, talvez. E sua perna começava a formigar, dormindo. O toque gelado só sabia ficar mais gelado.

— Se você não é ele — disse o coiso, saindo da terra, agachado, ainda segurando Blaze. — Então o que faço com você? Hm?

Ele não se importou em responder quem era ele, afinal. Deixou o mistério no ar.

— E a menina? — perguntou o outro, terminando de brotar do solo. Jogou a bota pra lá, chateado. — Vou atrás dela?

— Vai lá — disse o que deveria ser o líder, sem tirar os olhos de Blaze.

O outro mergulhou pela encosta, escorregando, tentando alcançar Décima, que daqui a pouco cairia no rio se não fosse impedida.

O homem gelado e raquítico que segurava Blaze disse, sério:

— O que você é da menina? E não mente pra mim, não, hm.
avatar
NR Sérpico

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 222

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Qui Jun 30, 2016 12:13 am

Blaze não conseguia se livrar do aperto, por mais que tentasse. Estava começando a ficar nervoso. Blaze tentava se concentrar, lembrando do seu mestre e do seu treinamento no templo, mas aquela coisa estava começando a tirar suas forças. Pegou seu bastão, ativou a lâmina e fincou na garra da criatura.

Me deixa passar! - respondeu à criatura.

Se ela não soltasse, procuraria algum ponto fraco entre as garras para pressionar e se libertar.

O que eu sou dela? Amigo, oras!

Se continuasse preso, ou nada desse certo, iria lutar com ele até se livrar.

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por NR Sérpico em Qua Jul 06, 2016 8:44 pm

@Dober
Com a mão perfurada, o coiso soltou Blaze. Ele deu um rugido que ficou preso na garganta. E depois disse:

— Nada bom! Nada bom, carinha!

E terminou de sair da terra. A mão, embora cortada, não sangrava. Era possível ver um fio vermelho da carne interior onde a lâmina do bastão retrátil perfurara, mas não houve jorro algum. Era como se o sangue dele não quisesse sair, ou não pudesse.

Ele estava de frente para Blaze. Sua expressão facial era o oposto de amigável.

Um vento misterioso soprou, uivando forte na altura daquela colina. Ficou uivando no ar, sustentado por alguns segundos.

Enquanto isso o outro estava chegando até Décima. Escorregava com agilidade, esquivando de raízes e pedras. Pegou a menina pela roupa e freou a descida a poucos metros do rio.

Peguei! — gritou, lá de baixo.

O chefe nem olhou. Apenas encarava Blaze e o bastão com lâmina. Parecia estar decidindo se valia a pena lutar com o feral.

Decidiu que sim.

Avançou, com as mãos erguidas a frente do corpo. Parecia querer injetar aquele frio através do toque, agarrando Blaze, talvez no pescoço, ou em qualquer outro lugar.

Spoiler:
Colega, sairei em viagem na próxima sexta, 8. Volto somente domingo, 17, postando talvez no dia seguinte, ou no outro, hm. Então nem precisa se preocupar em postar rápido dessa vez, rs.

E não seja econômico nas ações, pode descrevê-las, como exatamente fez as coisas que quer fazer e tal, hm.

Até!
avatar
NR Sérpico

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 222

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por DoBer em Ter Jul 19, 2016 2:51 pm

Logo que a criatura se levantou da terra, Blaze chutou-lhe o corpo desengonçado, mirando na cabeça, tentando desestabilizá-lo, com um giro no quadril tentando pegar o momento máximo. Se afastaria um pouco e então faria uma careta, com a qual a criatura respondeu com uma cara feia.

O corte na mão dele não sangrou, o que era estranho, "Nossa, o sangue dele congelou!" foi o que Blaze pensou.

Logo então ouviu um grito, a outra criatura tinha achado Décima! O que iria fazer? O macaco correu em direção à decida, aproveitando se tivesse acertado o chute, o oponente estaria provavelmente ocupado se levantando, ou pensando em uma maneira de lhe bloquear o caminho. Caso contrário, tentaria desviar dos golpes da criatura e descer, ou então empurrá-lo em direção ao seu objetivo. Não poderia perder mais um amigo, ou estaria bem encrencado.

Spoiler:
Desculpa pelo atraso, cara! Hehe
Eu também estou viajando, e estava sem internet. Agora volto ao ritmo normal de posts ^-^

_________________
Blaze
Habilidades especiais


Força:        [][] E
Energia:     [] F
Agilidade:  [][][][] C
Destreza:   [][][] D
Vigor:         [][][] D

Moedas de Ouro: 1500
avatar
DoBer

Mensagens : 130

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 5
Raça: Feral

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vilarejo de Calm

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum