Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Catedral de Zaltar

Ir em baixo

Catedral de Zaltar

Mensagem por ADM GabZ em Sab Fev 22, 2014 1:58 pm



Majestosamente moldada, a Catedral de Zaltar é um lugar sagrado, livre de qualquer influência maligna que venha de fora. Aqui as almas são purificadas, os pecados são pagos e os crimes, julgados. É fácil sentir-se protegido neste solo. Criaturas amaldiçoadas não conseguem entrar aqui, então qualquer um que entrar estará a salvo de qualquer coisa maligna do mundo afora. Caso queira se confessar, pedir bençãos ou simplesmente ficar em um lugar puro e tranquilo, és bem vindo.

O salão principal é tão majestoso quanto seu exterior. Janelas altas permitem que a luz do sol banhe a catedral, resultando assim em um ambiente puro e sagrado. O chão é perfeitamente polido como a mais bela das jades, refletindo o esplendor do lugar e criando um aspecto de intocado. Bancos em madeira nobre estão alinhados em duas fileiras em frente ao altar, deixando o caminho até ele livre. Os demais aposentos da catedral incluem quartos dos fiéis, salões e até mesmo uma biblioteca com manuscritos centenários. Sacerdotes e seus discípulos aprendem as nobres artes da cura e as aperfeiçoam constantemente, inclusive ajudando a curar feridas e doenças sem jamais pedir algo em troca.

A catedral leva o nome do deus Zaltar, regente do sol e do dia.

No início o mundo era frio, vazio e sem vida. Nada se movia, tudo era a mais pura desolação.

Foi quando uma brisa formou-se e um deus desceu dos céus. Tinha a forma de um gigantesco lobo, de olhar sereno e pelagem amarela e vistosa, que iluminava tudo por onde passava. Seu nome era Zaltar e viu que o mundo era triste e solitário.

Zaltar caminhou por toda a terra e mergulhou nos mares. Seu calor fez a água tornar-se nuvens e aqueceu a terra. Seus uivos moveram o ar, criando os ciclos das brisas e ventos. Seu olhar cativou a vida e a flora começava a florescer.

A vida, assim, passou a ser abundante. Tudo era luz, calor, e verdejante. Os mares criaram ondas, a terra criou montanhas, os rios se formavam, os lagos cresciam.

Então, certo dia, tudo congelou.

A vida parou de florescer, a terra esfriou, os mares congelaram. Zaltar trazia seu calor novamente, mas tudo voltava a congelar-se outra vez após um longo tempo. Entristecido, o deus lobo passou a uivar pesaroso, sentado no topo da mais alta montanha. Seu choro era tão alto e durou tanto tempo que pedaços de terra desprenderam-se e tornaram-se ilhas, isoladas de tudo.

O triste uivo chamou atenção de uma deusa, que desceu à terra. Seu nome era Janiya, uma mulher bela de longos cabelos prateados, trajada em um vestido feito da noite. Ela encontrou um mundo desolado, frio, quebrado e sem vida. Seguiu os uivos, avistando Zaltar a chorar e consolou-o.

O deus lobo era ativo, quente e cheio de energia. A deusa era serena, tranquila e transmitia calma. Um completava o outro, de forma tão equilibrada quanto tudo deveria ser. Pensando desta forma, Zaltar convidou Janiya a tentar novamente florescer vida naquele mundo.

Mais uma vez, tudo passou a florescer, aquecer-se, mover-se. A vida existia de novo, na mais intensa expansão. Então Janiya fez sua parte.

A deusa criou a neve e a areia, os animais para habitar a terra e o mar e a noite para tudo descansar. Tudo equilibrou-se, o mundo não mais congelou, e de fato a vida seguiu em frente.

Os deuses ficaram satisfeitos, Zaltar concluiu seu desejo e Janiya satisfez-se em ver o lobo feliz enfim. Concordaram que ambos iriam reger sobre aquelas terras e que criariam astros como provas de suas presenças. O sol, brilhando tão intensamente quanto a pelagem do deus lobo, ergueu-se majestosamente. A lua, refletindo a bela luz, reluzia magnificamente como os belos cabelos da deusa.

Resolveram, enfim, descansar.

Zaltar, não desmerecendo as terras que soltaram-se devido ao seu choro, decidiu descansar em uma das grandes ilhas, de onde poderia sentir tudo se mover. Janiya, por sua vez, decidiu descansar no fundo do mar, onde tudo era tranquilo e poderia ficar em paz.

E assim formou-se o mundo.


Última edição por ADM GabZ em Sab Jul 15, 2017 6:53 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1129
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Zaltar

Mensagem por Maxwell em Ter Jun 30, 2015 8:02 pm

Não sabia ao certo oque estava fazendo diante daquele local, estava sem opções, não possuía dinheiro nem local para ficar, acho que foi o único motivo de ter me encaminhado para lá. Esperava encontrar um local, calmo ou não, se não me fosse obrigado a pagar já estaria satisfeito, somente isso, não esperava nada de mais de um lugar como aquele, mesmo que ainda acreditasse em forças divinas. Mas posso dizer que ao chegar lá senti algo sobrenatural, algo que nunca senti antes na minha vida, algo que nunca encontrei na natureza, livros ou em qualquer lugar que fosse, era realmente algo mágico, acho que na verdade era o divino.

Aproximando-me daquela magnifica catedral já podia ver suas formas ganhando nitidez, realmente era esplendorosa, em seu redor podia sentir uma aura agradável, algo como o equilíbrio, a serenidade, a paz. Podia ver algumas pessoas fora do edifício, pareciam-me monges ou fiéis, não sabia ao certo como chamar os crentes de tal religião, não era nenhum grande conhecedor da demonologia, logo também não era teólogo, somente estavam com roupas simples, por este fato conclui que eram pessoas que seguiam os ensinamentos da catedral.
Tinha ouvido que aceitavam qualquer pessoa, desde que não fossem "impuras", vi isto como algo normal, entendo que a ideologia conservadora era necessária para manter a tradição e cultura intactas, esperava que não fosse um desses seres impuros e pudesse me alojar por um tempo, quem sabe até conseguisse algo para fazer, estava em busca de aventuras ou simplesmente de ensinamentos, parecia-me interessante oque faziam lá, oque era realmente aquilo? Magia? Ou apenas usavam o poder de seu Deus? Quem sabe poderia descobrir isto em meu tempo de agregado?

Fui me aproximando mais da catedral, como demorei para chegar lá os homens que havia avistado do lado de fora já tinham saído de lá, esperava falar com um fiel, pergunta-lhe oque deveria fazer para me ser concedida uma permissão para ficar lá, mesmo que temporária, se não encontrasse alguém, ou simplesmente tivessem saído, esperaria sentado do lado de fora, não queria criar primeiras impressões ruins de mim, seria o mais amigável possível.  
avatar
Maxwell

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 20
Idade : 19
Localização : Vila Velha

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Zaltar

Mensagem por NT Hrist em Qua Ago 26, 2015 2:12 am

Assim que passou pelo arco da entrada, Maxwell se deparou com os jardins da catedral. As plantas e flores estavam em um estado impecável e exalavam um cheiro perfumado e agradável. O jovem caminhava pelo caminho feito de pedras de mármore, perfeitamente alinhadas... Quem quer que tenha sido responsável pela construção daquela Catedral devia ser extremamente rigoroso.

Mas, embora visualmente isso tudo fosse muito chamativo, o jovem também sentia magia fluir daquele lugar em grande quantidade. Tudo parecia estar banhado por uma energia reconfortante e serena, era estranho, mas era como se todo aquele lugar fosse abençoado.

Os fiéis usavam mantos longos de cor branca, a maioria esmagadora eram homens, vários deles estavam com o capuz sobre a cabeça, mas alguns deixavam seus cabelos curtos expostos. Na verdade, dentre todos por quem Maxwell havia passado os olhos ele teve a impressão de ter visto apenas uma mulher... Por conta da timidez, o rapaz apenas caminhou pelos jardins e não chegou a falar com ninguém. Vez ou outra algum fiel observava o estranho andando pelo jardim, mas ninguém disse nada.

O sol já estava se ponto e deixando tudo num tom alaranjado. Foi apenas ai, quando a maioria das pessoas já havia retornado para o interior que Maxwell teve coragem de ir falar com alguém. Diante do questionamento, o homem se virou com certa estranheza. Era um rapaz alto e usava o capuz sobre sua cabeça, cobrindo seus cabelos. Parecia ter por volta de 20 anos e tinha um rosto forte, com um maxilar largo, seus olhos verdes observaram Maxwell com estranheza.

-
Permissão para ficar aqui? A nenhum desconhecido é dada uma permissão desse tipo. Estranhos não podem passar a noite dentro das propriedades da Catedral. Só nós, os fiéis, podemos fazer isso. Ou é isso que você quer... Se tornar um fiel?
avatar
NT Hrist

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 126

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Zaltar

Mensagem por Maxwell em Qua Ago 26, 2015 3:19 pm

A indagação que o homem fizera a Maxwell o deixava em uma profunda sensação de confusão, afinal tivera ouvido rumores de que aceitavam hóspedes, mas afinal mostraram-se falsos. Maxwell estava sem tempo, e evidentemente sem lugar para passar aquela noite, mas estava levando em conta as palavras daquele homem. Que mal poderia causar, não seria presso se futuramente resolvesse sair do local, pelo menos erra esse seu pensamento.

- Não quero parecer um mentiroso, mas realmente tenho interesse em conhecer mais sobre esse deus, se não se importar gostaria de me tornar um fiel, assim como você.

Maxwell dissera a verdade, não importava o fato de evidentemente ter de servir à um deus, não parecia que seria uma má decisão, afinal aquele lugar parecia tão amistoso e sereno, que mal poderia circular aquele lugar? Além de tudo se sentia contente com a decisão que tomou, desde pequeno vivera em um lugar calmo e pacífico como aquele, onde tudo aquilo o retomava à memorias de sua infância, era como se tivesse regredido no tempo.



OFF.: Desculpe o post pequeno, ando meio sem criatividade no momento.
avatar
Maxwell

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 20
Idade : 19
Localização : Vila Velha

Ficha Secundária
Título: Nenhum
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Zaltar

Mensagem por NT Hrist em Qua Set 02, 2015 1:49 am

Off: Não se preocupe com o tamanho dos posts. Eu particularmente prefiro que eles sejam menores às vezes, tudo depende da situação mesmo xD

Com as palavras de Maxwell, o fiel o observou com certa estranheza e confusão. Para alguém tímido como o jovem, talvez aquele olhar fosse um pouco incomodo, era como se desconfiasse de Max ou o julgasse de algum modo. O homem suspirou e pareceu pensar na resposta que daria.

-
Você não parece entender a importância dessa escolha. Apenas acreditar na religião e se tornar um seguidor são coisas bem distintas. Se tornar um seguidor de Zaltar é uma decisão para a vida, não é algo que você pode voltar atrás. – rapaz tinha uma expressão séria – Para se tornar um fiel você deve fazer um juramento que cria um laço entre nossa religião e você, um laço que não pode ser rompido. Se o que você deseja é apenas o conhecimento superficial, nossos padres estão disponíveis para esse tipo de coisa durante o dia. – explicou, respirando fundo quando terminou de falar o que importava.

Após a breve explicação, o rapaz relaxou um pouco a feição e fechou os olhos por um instante... Era estranho, mas Maxwell notou que aquele homem parecia levar sua religião muito a sério.

-
Se ainda sim desejar se tornar um fiel, eu o levarei até o local de iniciação. Mas se preferir pensar e conhecer mais sobre Zaltar, eu lhe sugiro retornar amanhã.
avatar
NT Hrist

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 126

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Zaltar

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum