Fórum Inativo!

Atualmente Lodoss se encontra inativo. Saiba mais clicando aqui.










Vagas Ocupadas / Vagas Totais
-- / 25

Fórum Inativo!

Saiba Mais
Quadro de Avisos

>Dizem as más línguas que o anão Rookar, que fica no Porto Rangestaca, está procurando por mercenários corajosos - ou loucos - que estejam afim de sujar as mãos com trabalhos "irregulares". Paga-se bem.

> Há rumores sobre movimentações estranhas próximas aos Rochedos Tempestuosos. Alguns dizem que lá fica a Gruta dos Ladrões, lar de uma ordem secreta. Palavra de goblin!

> Se quer dinheiro rápido, precisa ser rápido também! O Corcel Expresso está contratando aventureiros corajosos para fazer entregas perigosas. Por conta da demanda, os pagamentos aumentaram!

> Honra e glória! Abre-se a nova temporada da Arena de Calm! Guerreiros e bravos de toda a ilha reúnem-se para este evento acirrado. Façam suas apostas ou tente sua sorte em um dos eventos mais intensos de toda ilha!




Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Floresta Endless

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Floresta Endless

Mensagem por ADM GabZ em Sab Fev 22, 2014 1:01 pm


A Floresta Endless tem este nome graças ao seu tamanho, e muitos afirmam que a floresta não tem fim. Vasta e praticamente inexplorada, ela cobre quase todo o leste da Ilha de Lodoss. Chegam a ser incontáveis as histórias sobre o lugar, mesmo que grande parte surja da criatividade dos viajantes. A floresta é rica em vida, e a diversidade de seus ambientes é o que tanto assusta viajantes desavisados. Montanhas, formações rochosas, cavernas, vales, cachoeiras, rios e muito mais do que se imagina formam as paisagens estonteantes de Endless. Tão antiga quanto a própria ilha, a floresta possui árvores centenárias e algumas que parecem ter milhares de anos. Quanto mais se explora, mais se descobrem lugares fantásticos. Existem áreas pantanosas, outras com árvores tão altas que cobrem o céu, ou então com folhas tão grossas e finas que a luz do sol faz o ambiente ficar com uma luz esverdeada.

Porém ela é tão bela quanto pode ser perigosa.

Alguns dizem que Endless possui vida, uma consciência única em cada ramo de cada árvore. Outros afirmam que espíritos protegem o lugar de intrusos mal intencionados, possuindo criaturas e os atacando. Mas a certeza é de que nunca se sabe o que podemos encontrar nesta floresta. Lendas sobre tesouros e civilizações esquecidas sempre surgem, mas ainda não se provaram a veracidade delas. O maior perigo do lugar, apesar de tudo, é sua fauna: Endless é conhecida por ser o lar de inúmeras criaturas, ferozes ou não. Seus habitantes variam desde os comuns coelhos, cervos, aves, lobos e linces até os perigosos dragões, wyverns, worgs, trolls, minotauros e muitos outros. Mas também sabe-se que existem tribos e até mesmo cidades inteiras de raças. As mais conhecidas são a cidade dos elfos, Daer'Ven (Grande Verdejante) e a dos centauros, Cragen Gryf (Casco Forte). Ambas deram suporte a Hilydrus durante a guerra, porém apenas os oficiais do reino têm acesso direto aos dois grupos. Encontrar estes lugares apenas se aventurando é uma tarefa árdua, para não dizer impossível, uma vez que é fácil perder-se em Endless e a localização exata das cidades é um mistério.

Também existem clãs nômades que raramente deixam a floresta, como o clãs de lycans puros ou tribos indígenas que se mudam apenas a cada seis meses. Fora isso, existem muitos animais que vivem em bandos, matilhas ou grupos menores, mas não é incomum encontrar seres solitários. Andar por estas terras é arriscado devido ao grande número de criaturas, mas por incrível que pareça não é tão comum encontrá-los. Cabe aos aventureiros decidirem se vale o risco.


Última edição por ADM GabZ em Sab Jul 15, 2017 6:21 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1141
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por ADM GabZ em Sab Fev 22, 2014 1:06 pm

<Arquivo de últimas postagens do tópico anterior. Foi necessário criar um novo por motivos de atualização. Caso precise consultar posts anteriores, me envie uma PM>

@ Zatoichi
Spoiler:

Zatoichi escreveu:
"Maldita calda" foram as palavras que vieram a cabeça do rapaz ao ver o enorme membro do animal ricocheteando e vindo em sua direção. O fato é que ele sabia que isso iria acontecer afinal era a única brecha que ele tinha aberto. Sua duvida o tempo todo foi se seria veloz o suficiente para escapar dela. Talvez com a devida habilidade ativa fosse, mas agora era tarde para se arrepender. Apenas fechou os olhos e recebeu o golpe.

Sangue saiu como um tiro da garganta do rapaz. Aquele gosto estranho mas ainda sim revigorante que lhe fazia entrar na frenesi da luta e tentar se esquecer da dor. Um golpe era tudo que precisava para botar um fim numa criatura daquelas, porém um golpe certeiro. Suas esperanças de escalar aquele animal já haviam se dissipado mas ao receber o impacto instintivamente seus olhos se abriram novamente e ele pode ver o chão se distanciar mais ainda. Lagarto burro, havia acabado de lançar seu destino com os dados errados. O garoto fora projetado para cima como uma flecha e em troca de muita dor chegava exatamente onde queria.

Ainda no ar trouxe a espada para traz do ombro com a mão direita. Aquele poderia ser o golpe final. Nesse momento sentiu o que o golpe do animal havia realmente lhe causado. Algumas costelas se partiram com o impacto. Não era tão ruim, significava que o animal não tinha tanta força assim na calda par apagá-lo de primeira, ou ao menos o golpe não havia acertado em cheio, de qualquer forma, mesmo conciente a dor ainda era excruciante .

Irônico a quantidade de costelas que o rapaz já havia quebrado. Se fosse somar o total de vezes perderia a conta. Ele sabia exatamente como era aquela sensação: Algo se soltando e sua postura sendo ligeiramente afetada no momento, o ar que chegava aos pulmões era escasso devido a tanta força que seu diafragma precisava fazer. Tentou puxar todo o ar que conseguia para dentro de seu corpo com intuito de soltar tudo no próximo golpe. Sangue ainda escorria aos pouco da lateral de sua boca e ele de alguma forma estava tranqüilo com aquilo tudo, tinha medido a força do animal e já se preparava para transformá-lo em apenas mais uma história.

E o braço direito desceu com toda a força que o busto ainda lhe permitia fazer. A espada girando cortava o ar na vertical a muitos metros de altura e assim que a posição foi favorável a mão esquerda se juntou a direita no cabo dar arma tempo suficiente para que a principal pudesse trocar sua pegada e a arma não mais cortasse o ar, mas perfurasse. sem tanta força no busto o movimento giratório teria metade da eficiência, não seria a melhor aposta. A espada descia reto como uma estocada direta usando a gravidade, a força e o peso do jovem guerreiro, tudo focado direto um único ponto da nuca daquele animal.

@ NT Kamui Black
Spoiler:

NT Kamui Black escreveu:
> Ae Zato, como você já está cansado de saber, eu irei torturar narrar para você a partir de agora. Então vamos ao jogo.


@ Zatoichi

O plano que Zatoichi tinha arquitetado ao ver a oportunidade surgida na sua frente era virtualmente perfeito. E realmente o seria se ele fosse o único capaz de pensar em estratégias.

O ar passava rapidamente pelo espadachim conforme ele descia uns bons seis metros para atingir seu alvo. Suas costelas quebradas certamente o incomodavam muito, mas o jovem já estava acostumado com a dor depois de experimenta-la tantas vezes que conseguia supera-la com um grande esforço. Movimentou sua espada em pleno ar com um movimento rápido e elegante. A ponta da arma estava apontada exatamente onde ele queria: a nuca da criatura. Mas nem tudo seria como ele desejava.

A cena que se seguiria parecia estar sendo vista em câmera lenta pelo humano. A cada quadro que se passava a criatura virava um pouco seu pescoço. Zato deixou de visualizar a nuca para ver a lateral da cabeça, incluindo um de seus enormes olhos amarelados. Uma fração de segundo depois ele podia perceber que a cabeça do lagarto gigantesco havia feito uma volta de 180º e o fitava acusadoramente. E então se seguiria a pior parte, aquela que mais parecia um pesadelo.

Dentes, centenas de dentes. Aquela caverna escura e úmida começava a se abrir rapidamente, embora parecia algo lento e aterrorizante para o espadachim. Os dentes não eram assim tão grandes quando ele imaginava ao julgar o tamanho da criatura, mas certamente eram suficientes para empala-lo caso ele estivesse em posição para isso. E se não fizesse nada certamente estaria, pois o lagarto tinha a mais veemente intenção de engoli-lo.

E agora, como Zato se livraria dessa situação? Ele tinha muito pouco tempo para encontrar a sua solução.

@ Zatoichi
Spoiler:

Zatoichi escreveu:
Aquilo só podia ser sacanagem. Os olhos do garoto se arregalaram com a visão que teve naquele dado momento. Sentiu medo, é claro, viu o desespero tomar seu corpo em menos de um segundo e pensou que iria realmente ser seu fim. Pode ver até mesmo seu reflexo nos olhos amarelados do animal que não tão lentamente abria a boca para devorar o guerreiro. Foi então que, novamente em questão de centésimos, todo seu nervosismo se esvaiu.

Toda aquela alteração rápida de emoções não pareceu mais do que um frio na barriga. Não havia mais tempo para calculo ou estratégia, não ali, precisava manter a calma e executar alguma manobra evasiva. Era como uma pedra sendo jogada para o alto. Talvez aquele lagarto não fosse tão irracional. Talvez o jovem tivesse errado em sua estratégia. Não, sua estratégia fora perfeita, um fator desconhecido fora o diferencial ali e ainda assim era possível se contornar aquela situação. Aquele deveria ser o último fator de mobilidade do monstro. A perna direita da criatura àquele ponto ao menos estava quase inutilizável.

Zato continuou a cair, mas usando a espada e a apontando para o lado conseguiu deslocar seu centro de massa e desviar o corpo para o lado direito da cabeça, ainda mantendo a arma na direção da boca da fera. O garoto, no entanto, não era louco de deixar seu único instrumento de defesa se perder e do modo que as coisas estavam o animal ainda poderia virar o busto e lhe devorar. Agora ainda tinha mais um problema a sua frente: aparar a queda.

Puxou a arma para perto de si de lado de modo que ele, ainda próximo da cabeça pudesse perfurar o pescoço do animal. Um sorriso se abriu de lado no rosto do rapaz vendo a oportunidade. Dois coelhos com um cajadada, alias, três. Fincou a arma com toda a força que podia naquele momento. Desse modo não só iria conseguir usar a arma para desacelerar a queda, causar um estrago ao corpo da fera, como também, caso mais alguma surpresa aparecesse ele se mostraria capaz  de se defender com a arma na frente do corpo. No mínimo repelir uma tentativa de mordida com a arma.

O chão porém não era uma possibilidade desejável, nem mesmo ser lançado contra algum tronco de árvore ali. é claro, estaria pousando próximo ao pé ferido do lagarto, mas ainda sim poderia haver consequências caso seu golpe falhasse. Estendeu a arma contra seu opoente. Se algo fora dos planos ocorresse ele precisaria usá-la para reduzir o impacto, bater em uma árvore ou diminuir a inércia contra o solo.

@ NT Kamui Black
Spoiler:

NT Kamui Black escreveu:
@ Zatoichi

A manobra que Zato tentava executar era algo de extrema dificuldade. Apesar de sua espada possuir um peso considerável, a distância entre ele e a criatura era muito pequena para um longo desvio com o deslocamento de seu centro de massa. Tudo estaria acabado em breve, não parecia haver maneira de escapar daquela situação. A boca da criatura estava logo à sua frente com seus dentes ameaçadores e sua enorme lingua pronta para saborear a carne humana como se fosse um aperitivo antes do almoço.

Mas o espadachim utilizou toda a sua destreza e força naquele movimento desesperado. Seria mesmo o destino tão injusto a ponto de por um fim tão inesperado ao às ambições do jovem? Zato percebeu que não pouco depois de ter executado sua manobra e perceber que tinha conseguido se desviar o suficiente para escapar da boca do lagarto gigante. O inimigo, por sua vez, não esperava por aquilo e como o espadachim tinha se deslocado para o lado certo, ele não tinha como girar mais seu pescoço ou contorcer um pouco mais seu tronco.

Porém, ainda havia um perigo eminente: 20 metros de queda livre. Mas até nisso Zato havia pensado e utilizou novamente sua espada para desacelerar a queda. Tentou finca-la no corpo da criatura. Suas escamas eram duras feito aço, mas mesmo assim ele conseguiu inserir a ponta da arma, que desceu fazendo um corte em uma boa extensão do corpo da besta. Pelo urro que ele ouviu pôde perceber que o dano que causara daquela vez foi muito maior que o de quando fincou sua espada na perna da criatura para escala-la.

Foi, então, que o lagarto gigante deslocou-se em meio a sua dor e ira. Zatoichi foi arremessado para frente durante esta manobra do inimigo. Sua sorte foi que neste ponto ele já estava há menos de seis metros do chão e sua queda mão seria assim tão dolorida. Fez o máximo que pode para amortecer a queda e evitar ferir-se com a própria espada. Ele caiu e rolou três vezes no chão cheio de folhagens da floresta. O impacto foi duro e algumas pequenas escoriações permeavam o corpo do espadachim.

Zato esforçou-se para se levantar. Deu duas rápidas tossidas enquanto ainda apoiava seus braços no chão. Só não sabia dizer se aquele sangue tinha sido fruto do golpe da cauda ou do tombo. Quando pós-se em pé viu que a criatura ainda urrava por causa do extenso corte que ele tinha lhe feito. Sangue escorria e pingava no chão de Endless, pintando a vegetação de vermelho. A quantidade era grande, mas para uma criatura daquele tamanho seria pouco provável que morresse devido ao sangramento.

E ele olhou para sua esquerda. Não sabia porque tinha feito isso, talvez um instinto, ou algo que vislumbrou durante sua queda. E lá estava ele. Plue jazia caído no solo da floresta. Da maneira que estava disposto, Zato via apenas suas costas. Não conseguiu ver a cabeça do animal, no local onde ela deveria estar encontrava-se um denso arbusto. Seu companheiro e montaria encontrava-se a cerca de dez metros de distância e seu inimigo a uns seis metros a sua frente.

Aparentemente, Zato teria alguns segundos enquanto a criatura se recuperava dos eventos recentes. O que ele faria? Continuaria seu combate enquanto ela estava desorientada ou correria para verificar como estava Plue.



> A queda lhe custou 6% de seus PV's. Restam-lhe 74%.

@ Gin
Spoiler:

Gin escreveu:Hirt. Já faziam alguns anos desde que vira a terra pela última vez. Antes mesmo de sair explorando a vasta ilha que era Lodoss, Gin tinha uma residência nos enormes campos que circundavam a área. Desde praias escaldantes, até o frio e o horror de Takaras já havia explorado. Porém, todo andarilho um dia à casa volta. Ali fora a fonte de toda a tristeza que levou um jovem sem experiência ao mundo hostil. Mesmo assim, não esquecia os momentos de felicidade que tinha passado com o tio antes de sua misteriosa morte.

Hoje, era uma pessoa diferente daquela de alguns anos. A vida que havia levado anteriormente só lhe causava uma lembrança acolhedora. Passou reto para a entrada dos campos onde um dia fora sua fazenda. Sua mente estava fixa em outra parte dali.

A manhã avançava rapidamente enquanto guiava Choudon até o limite da Floresta Endless. Sua montaria era resistente. Seu avanço, rápido. Em poucos minutos se viu no limite da Floresta. Desmontou de sua criatura símia, fazendo carinho em seu pescoço como se agradecesse pelo bom tempo que fez.


Você é feio heim, menino..Começou, seu olhar divertido encarando o rosto do estranho bicho...parece um filhotinho de cruz credo. Coitada da sua mãe..Completou, com um sorriso irônico. Choudon meramente bufou para Gin, seu olhar entediado. Estava acostumado com o senso de humor estranho de seu dono há muito tempo.

Gin caminhou mais alguns passos até estar na beira da orla da floresta. Tirou uma maçã de seu saco de viagem. Sento-se de costas para uma árvore, observando o céu acima, enquanto mordiscava sua fruta. Agora que finalmente havia chegado ali, não sabia muito o que fazer. Sua primeira ideia era explorar um pouco a floresta. Afinal, encarava tudo como um treinamento e seu único desejo era ficar mais forte. No entanto, estava em paz consigo mesmo enquanto terminava seu lanche. Jogou algumas de suas frutas para Choudon, observando o bichento devorá-las. O que faria agora?

@ NT Kamui Black
Spoiler:

NT Kamui Black escreveu:@ Gin

Gin caminhava pela orla de Endless perdido em meio a pensamentos nostalgicos. E foi absorto em sua lembranças que ele sentou-se para comer sua suculenta maça. A floresta já começava densa naquele trecho e grandes árvores permeavam a orla com suas sombras reconfortantes, que davam à Gin um alivio para o calor do ambiente.

O humano já havia terminado de comer sua fruta quando ouviu um som peculiar entre os ramos das árvores. Choudon também escutou e elevou sua para observar, porém, mantinha-se sentado ao solo. Gin, por sua vez, levantou-se e pôs-se a observar atentamente o que estava por vir.

A movimentação vinha da copa das árvores e, de repente, algo saltou das árvores por cima de Gin. Durante o salto, tudo o que ele pode ver foi um vulto esverdeado passando sobre sua cabeça. Quando virou-se para ver melhor, porém, conseguiu visualizar perfeitamente o ser que tinha saltado. Era, certamente, um humanoíde. Sua pele tinha uma coloração verde acinzentada e ele usava calças em um verde escuro e uma camisa sem mangas e com os cordões pendendo na gola. Esta eram de algodão cru e de um branco encardido. Seus cabelos eram bem curtos e crespos e os olhos de um tom acobreado. Aparentemente não portava arma alguma consigo.

-
Ora, ora, ora, o que temos aqui... um humano. Um simples e frágil humano. Mas o que um humano como vocês está fazendo aqui em Endless?

O recém chegado mantinha um sorriso debochado em seu rosto. Analisando melhor, Gin pode ver que o orc não era um ser muito musculoso, mas parecia ser bem rápido e ágil. Mas... por que ele estava provocando Gin? E o mais importante, como o rapaz reagirá à isto?


> Fala Gin, espero conseguir atender às suas expectativas. Já tenho toda a ideia da aventura, mas a parte mais difícil sempre é começa-la.

@ Gin
Spoiler:

Gin escreveu:Ficou observando a movimentação das folhas das árvores, sabendo que algo vinha em sua direção. Estava despreocupado como sempre, mas mantinha-se alerta. Choudon pouco se importava com o que vinha. Se precisasse de sua ajuda, sue mestre o chamaria.

O que viu fez o rapaz abrir um largo sorriso. Quando o orc parou à sua frente e falou, Gin já estava gargalhando, seus olhos lacrimejando.


Pfff.. Hahahahahaha! Ora, um projeto de orc! Eu achava que a minha fera aqui era feia, mas você..Ia dizendo, acalmando-se...você sim é feinho. Ainda mais com essa corzinha de comida vomitada.. e eu achando que todos os orcs eram fortes.Completou, vendo os músculos atípicos de um orc aproveitando para analisar esse novo ser mais cuidadosamente.

Tentava brincar com essa nova ameaça simplesmente para saber qual era sua intenção. O ser petulante tinha provocado Gin e o mesmo não era muito de deixar barato uma coisa dessas. Porém já tinha aprendido a não sair batendo como era de sua natureza. Ao menos uma pequena análise para ter uma ideia do poder se deu adversário era necessária.

Gin terminou de gargalhar assim que completou sua análise. Não sabia que o pequeno orc era mais rápido que ele, mas certamente era habilidoso por vir tão rapidamente pela copa das árvores. Restava saber se era forte.


Você nunca viu humanos em Endless?Respondeu finalmente. Continuava com um sorriso irônico no rosto.Que coisa.. será que não anda enxergando bem? Ou é burro?Completou, dando alguns passos a frente. Deu uma última mordida em sua maçã, jogando a caroço de lado. Passava uma imagem de estar desinteressado, mas estava pronto para desviar de qualquer investida que viesse em sua direção.

@ Zatoichi
Spoiler:

Zatoichi escreveu:
Tinha que ser prudente. Não achava que Plue estava morto, mas não poder ver sua cabeça enfiada ali na moita dava ao garoto um motivo de desespero. Plue não estava tão longe assim e teria corrido de volta para o garoto se fosse necessário então no mínimo ele estava desacordado. Não queria ser precipitar na sua próxima decisão, mas era o jeito.

O garoto precisava ser rápido e fazer uma escolha: tentar aproveitar aquela chance para finalizar seu oponente ou fazer algo por seu companheiro. Plue era possivelmente a única ligação de Zato com seu passado e o único que ficou ao seu lado por toda sua vida. Era um risco ir atender o cão, mas se ele estivesse mal cada segundo só poderia piorar aquilo. Seus poderes de cura poderiam ser úteis, mas até que ponto?

Teve receio, algo que há muito tempo não tinha. O treinamento havia acabado, e há um ano ele sabia que não importava o quanto apanhasse, seu mestre não lhe mataria, mas agora era diferente e não teria outra chance no dia seguinte. Seu medo de perder Plue era tão grande quanto o de perder a própria vida, bem ou mal, de alguma forma eles estavam ligados. Zato bufou, olhou para a besta ainda atordoada do último golpe e aquela expressão tão antiga voltou a seu rosto. Todos tem um ponto fraco psicológico, algo que faz a pessoa enlouquecer, o cão talvez fosse isso para o garoto, e depois de tanto tempo ele havia aprendido a transformar esse ponto fraco em sua maior força.

Seus olhos agora só buscavam sangue em meio a aquela expressão de raiva e insanidade. O garoto abusava da frenesi da batalha para dar o seu melhor. Frio e calculista já não eram mais definições tão boas para o garoto. Em dado momento essas coisas viram quase que automáticas e o guerreiro não precisa pensar muito nelas. O que importa é a força e a vontade com a qual ele segurava a espada nesse momento. Não que estivesse certo de que o próximo golpe seria o último, mas foi para cima como se fosse.

Os dedos de Zatoichi se firmaram no punho da arma e ele a ergueu sobre o ombro. Com os olhos fixos no animal o espadachim correu em sua direção ignorando toda a dor que suas costelas provocavam. Enquanto sua mente fazia para ele o trabalho de analisar cada detalhe da luta até então ele só tentava um ataque. A elasticidade da criatura era grande, mas sua velocidade nem tanto, provavelmente estava manco de uma pata com o lado inteiro do corpo ferido. Era mais do que obvio que aquele era o local do próximo ataque.

Esticou o braço direito para trás segurando a arma como uma extensão dele. O problema naquele combate era a calda. O único membro do corpo com o qual Zato havia não havia descoberto como lidar. Tão óbvio, tão simples, e foi quando deixou o instinto agir que descobriu. Continuou em linha reta virando a mão direita e tentou fazer um corte limpo e preciso na perna do animal, não queria que ele caísse nem mesmo amputar o membro, era algo extremamente difícil de se fazer, apenas tremer um pouco ou ceder com a pata já ferida flexionando a perna seria o suficiente, aquilo daria ao garoto tempo o suficiente para executar a próxima ação.

Não esperou, ergueu a arma novamente acima de sua própria cabeça e agarrando o punho agora com as duas mãos. Próximo à calda, seu alvo, se conseguisse efetuar o corte acabaria com o principal componente de equilíbrio da criatura, que já ferida teria grandes dificuldades de ficar em pé. Desceu com as duas mãos abusando da força da gravidade e do peso da lamina. Esperou o metal terminar o trabalho.

@ Kamui Black (Não finalizado)
Spoiler:

NT Kamui Black escreveu:@ Gin

A resposta de Gin foi rápida e igualmente provocativa. O orc não pareceu se importar em ser chamado de feio, mas quando o rapaz disse que ele parecia fraco uma veia saltou em sua testa.

- Tsc. Todos os orcs são poderosos. E minha força não é algo do qual você deva zombar, humano. Mas meus punhos relâmpagos são o que há de mais mortal.

Como que para comprovar o que dizia ele deu alguns socos no ar. Gin pode comprovar que a velocidade dele era muito alta. Será que ele próprio poderia se equiparar a isto? De qualquer maneira, continuou com sua provocação. Quando perguntou sobre ele nunca ter visto um humano em Endless e o chamou de burro, uma veia começou a saltar do outro lado da testa do orc, fazendo companhia para a sua gêmea.

- BURRO?! BURRO! ESTÁ ME CHAMANDO DE BURRO, HUMANO IDIOTA? EU DEVIA ERA PARTIR A SUA CARA!

Se o que Gin queria era irritar o orc, parece que ele tinha conseguido, mas, o que será que ele iria fazer agora?




@ Zato

> Zato, eu posto de acordo com a ordem que os players postam, então logo logo eu volto e edito com seu post. Te enviarei uma PM.

_________________
avatar
ADM GabZ

Pontos de Medalhas : 999
Mensagens : 1141
Localização : Extrema - MG

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 1
Raça: Humano

Ver perfil do usuário http://www.flickr.com/photos/gabzero

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Dom Fev 23, 2014 12:03 am

@ Gin

A resposta de Gin foi rápida e igualmente provocativa. O orc não pareceu se importar em ser chamado de feio, mas quando o rapaz disse que ele parecia fraco uma veia saltou em sua testa.

- Tsc. Todos os orcs são poderosos. E minha força não é algo do qual você deva zombar, humano. Mas meus punhos relâmpagos são o que há de mais mortal.

Como que para comprovar o que dizia ele deu alguns socos no ar. Gin pode comprovar que a velocidade dele era muito alta. Será que ele próprio poderia se equiparar a isto? De qualquer maneira, continuou com sua provocação. Quando perguntou sobre ele nunca ter visto um humano em Endless e o chamou de burro, uma veia começou a saltar do outro lado da testa do orc, fazendo companhia para a sua gêmea.

- BURRO?! BURRO! ESTÁ ME CHAMANDO DE BURRO, HUMANO IDIOTA? EU DEVIA ERA PARTIR A SUA CARA!

Se o que Gin queria era irritar o orc, parece que ele tinha conseguido, mas, o que será que ele iria fazer agora?




@ Zatoichi

Em meio ao frenesi da batalha, o espadachim encontrava-se dividido pela dúvida entre ajudar o companheiro caído ou atacar o lagarto gigante novamente. Em meio a uma ira incontrolável optou pela segunda opção.

Avançou aproveitando que a criatura estava um tanto quanto atordoada e segurou firmemente sua espada, passou pelo lado da perna da besta e desferiu um golpe horizontal com toda a força que possuía. O corte foi limpo, mas não tão profundo quanto o humano pretendia, uma vez que as grossas escamas protegiam muito bem a carne. Seguiu com seu movimento fluido enquanto a criatura fraquejava. Aquela perna parecia não suportar mais tão bem o grande peso da criatura.

Zato não percebeu, mas o enorme lagarto já o olhava de cima para baixo e movimentou sua enorme cauda para atingi-lo e este movimento sim foi percebido pelo rapaz, que desviou-se para o lado para ficar de frente com uma parte mais fina e saltou contra o membro da criatura que vinha em seu encontro. Em pleno ar, manobrou a espada para um golpe vertical de baixo para cima. A força gerada pela velocidade do humano e a velocidade da cauda forneceram o suporte para um corte rápido e eficiente que amputou pelo menos um metro daquele membro, deixando Zato passar por ela ileso.

No entanto, nem tudo são flores na vida de um guerreiro e, enquanto ainda estava no ar, o enorme réptil fez um movimento de varredura com sua "mão" e atingiu Zato em cheio. Por sorte não foi uma das enormes garras que lhe atingiu, mas o impacto o arremessou para trás e para longe. A dor não foi tão grande quanto da vez em que foi atingido pela calda, mas mesmo assim foi um duro golpe. Ele girou no ar e "pousou" em pé no chão freando o corpo com sua espada. Estava a mais de dez metros da criatura e percebeu que ela estava em uma posição estranha, meio tombada. O joelho da pata ferida a apoiava no chão com a ajuda do "braço" que utilizara para atingir Zato. Ele observou sua calda cortada e urrou em meio a uma grande fúria. Encarou o espadachim após isso em uma ira bem sonora e agressiva.



informações:
Status:
Zatoichi perdeu 12% de seus PV's. Restam-lhe 62%
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Gin em Seg Fev 24, 2014 11:42 am

Sua provocação lhe rendeu bons frutos. Comprovou o que pensava a respeito da velocidade desse novo ser petulante, assim como teve garantias de sua força. Mesmo assim, não tinha motivos de brigar com o Orc.

Toda essa encenação era pra comprovar sua força para algum combate futuro. Lógico que adoraria lutar com esse adversário. Aliás, todos os seus poros gritavam para Gin aplicar o primeiro soco. Ao invés disso, resolveu esperar para algum futuro embate.


Relaxa verdinho, aqui tá tudo em paz.Disse, tentando deixar o orc mais a vontade. Talvez a irritação fosse característica de sua raça, pensou.

Vamos começar de novo.Falou em um tom mais leve, um sorriso nos lábios e o cenho um pouco franzido.Estou aqui pois sou um andarilho. Não tenho nenhum motivo particular a não ser aquele de achar adversários à altura e de ficar cada vez mais forte.Completou, sendo sincero. Agora esperava uma resposta do Orc, seus instintos prontos para uma eventual batalha.

_________________



L$: --

Atributos - Gin:
Força:6
Energia:4
Agilidade:8
Destreza:4
Vigor:6

Montaria: Choudon
Spoiler:

Força:5 [E]
Energia:1 [F]
Agilidade:7 [E]
Destreza:4 [E]
Vigor:5 [E][/justify]
avatar
Gin

Mensagens : 65
Idade : 28

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Henry em Qui Fev 27, 2014 5:40 pm

Era como se a criatura estivesse agachada ou ajoelhada tentando se manter em pé. Aparentemente os cortes que o garoto havia causado na grande criatura estavam surtindo efeito. Zato esboçou um sorriso de canto do rosto. O plano vinha funcionando mas pena que custava demais ao garoto. Sentiu o sangue na boca mais uma vez. O impacto do último golpe havia sido forte, mas o que mais lhe prejudicava ainda era suas costelas quebradas.

O rapaz posicionou sua mão esquerda sobre elas enquanto que usava a direita como apoio junto a arma para se erguer. A criatura já não era mais capaz de correr atrás dele e se Plue não estivesse apagado ali do lado ele sairia correndo. Agora era tarde. Olhou para frente vendo o longo risco que sua arma havia feito no solo. Talvez a adrenalina ainda estivesse ajudando o garoto a sentir menos dor, mas impactos com aquela magnitude iriam ser muito dolorosos quando o jovem se acalmasse. Cuspiu o sangue que lhe veio a boca e encarou seu oponente. Ainda estava enfurecido pelo que a criatura tinha feito ao seu fiel cão de guerra.

A cabeça do garoto ainda pouco abaixada permitia a franja cair sobre seus olhos. Transbordava de suor e estava ferido, mas não iria parar. A fera rugia para ele em sinal de fúria e o garoto a encarava mutuamente retrucando o sentimento. A diferença ali era que Zato tinha praticamente todo seu potencial de movimentação a seu dispor, já a fera, ainda que muito mais forte estava mais debilitada. O garoto lançou seu corpo para o lado carregando a arma com apenas uma mão decidido a dar a volta no animal.

Fez uma curva aberta para que o lagarto não pudesse interferir em seus movimentos. Correu até o lado da criatura, reduziu a velocidade apenas vendo a reação dela e voltou a correr. Queria ver até onde o monstro acompanharia sua presa. Se posicionou atrás da fera analisando todos o seu corpo para ter certeza de onde era melhor atacar. Não pararia na frente dela. Quando tivesse dado três quartos de volta avançaria. A perna ferida estava apoiada no chão então não seria o melhor alvo. Era hora de finalizar aquela luta.

Toda a adrenalina da luta subindo a flor da pele. As veias nos olhos saltando em uma cor vermelha forte e a espada fora levada ao ombro para apoio. O espadachim sentia seus músculos trabalhando e toda a tensão de uma luta subindo a cabeça. Se aproximou e saltou sobre o corpo do réptil, procurou trazer a espada para frente do corpo, precisava dela para absorver qualquer futuro impacto. Avançando para cima do monstro focou mais uma vez a nuca. A espada desceria em uma estocada reta para baixo. O garoto loucamente buscava o fim daquela batalha.

_________________

| | Zato: | | Força: 8 [C] | | Energia: 4 [D] | | Agilidade: 12 [B.] | | Destreza: 8 [C] | | Vigor: 8 [C]
| | Plue: | | Força: 8 [C] | | Energia: 0 [F] | | Agilidade: 8 [C] | | Destreza: 4 [D] | | Vigor: 4 [D]
Moedas de Ouro: 25.390[/b]
avatar
Henry

Pontos de Medalhas : 210
Mensagens : 227
Idade : 24
Localização : Rio

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Sab Mar 01, 2014 2:58 pm

@ Gin

- Hu hu hu hu... Então você quer testar sua força? Parece que eu não agi errado em vir até a orla da floreta quando meu amigo me avisou que havia alguém se aproximando daqui. O negocio é o seguinte: aqui, no meio de Endless, existe um lugar onde os mais fortes lutadores testam suas forças uns contra os outros. O local é muito bem escondido e apenas os que são dignos são convidados a entrar nele.

O orc analisou bem as reações do humano por um curto período de tempo e, após isso, colocou-se em guarda, como se estivesse pronto para um combate.

- Meu nome é Luttral, se quiser me dizer o seu antes de nossa luta o momento é este. É claro que esse seu estranho amigo não deverá interferir – disse indicando Choudon.

O orc aguardou algum tempo para ver se Gin lhe diria seu nome. Independentemente se obteria a resposta ou não, ele avançou em uma explosão de velocidade em direção do rapaz, que surpreendeu-se com a incrível investida de Luttral. O forte soco veio direto para seu rosto e se Gin não fosse um hábil lutador sua face seria agora uma feia mancha vermelha. No entanto, ele ergueu seu braço no momento exato de impedir o golpe. Ele resistiu ao soco, mas mesmo assim sentiu seu corpo sendo atingido por uma violenta onda de choque. Aquele não era um golpe comum, possivelmente se tratava deu alguma técnica especial de seu oponente.

Um segundo golpe veio em seguida, desta vez mirando seu estomago. O oponente era rápido e preciso, mas Gin possuía uma boa defesa e conseguiu evitar mais este ataque abaixando o braço direito para amparar o punho do adversário. Desta vez a defesa foi perfeita e ele não sentiu nenhuma onda de impacto devido ao golpe do oponente, apenas um soco normal que não lhe causou nenhum mal.

Assim que desferiu seus dois golpes, Luttral saltou para trás e pôs-se em guarda novamente.


Informações:
> Status:
Gin perdeu 8% de seus PV’s devido ao impacto do primeiro golpe, mas nada devido ao segundo. Restam-lhe 92%. Pode anotar na sua fichinha abaixo do avatar.

> Observações:
Gin, quando eu narro geralmente utilizo o seguinte sistema de combate: duas ações, sendo elas dois ataques, um ataque e uma defesa, ou defesa total. Caso utilize dois ataques, não se defenderá adequadamente e tomará porrada direto. Como defesa pode narrar que ira amparar um golpe ou se esquivar, você sabe como se faz. A movimentação é livre, mas dentro do plausível, é claro. Se não concordar ou tiver outra ideia, pode me mandar uma PM.




@ Zatoichi

A fera urrava e o humano seguia silencioso em sua investida.

Zato tinha total confiança de que aquele seria o último golpe que encerraria aquele embate titânico. Contornou o monstruoso lagarto em um semi-circulo bem amplo. Levaria algum tempo, mas era a manobra mais segura para poder garantir sua investida. No entanto, a criatura não ficaria parada enquanto ele se movimentava e tentou uma nova investida, utilizando a perna restante e os dois “braços” ela impulsionou-se na tentativa de engolir o rapaz em uma única mordida.

Apesar da manobra desesperada, aquilo se mostrou um grande erro. A perna dilacerada por golpes de espada mostrava-se mais que inútil e era apenas um peso morto para ele e isto acabou lhe custando em mobilidade. Foi realmente muito fácil para Zatoichi afastar-se da bocarra que tentava dilacerar-lhe a carne com afiadas presas. Viu o enorme lagarto cair no chão, pois os “braços” não tinham conseguido agüentar tanto peso. Um sorriso curvou seu rosto, pois ele percebia que aquela luta estava para terminar.

Em uma última manobra a criatura ainda tentou atingir o espadachim com sua cauda mutilada. Um de seus olhos observava o rapaz e seu membro tentava derrubá-lo ou repeli-lo. Zato, porém, não esperou que isso acontecesse e saltou por cima da cauda que pretendia atingi-lo e utilizou-a de trampolim. Estava aonde queria: bem acima da nuca do inimigo.

Forçou o corpo para baixo. A espada estava em riste e bem segura em suas mãos. Sentiu a dor nas costelas devido ao esforço, mas ignorou- da melhor maneira que conseguia. Seu peso e sua velocidade fizeram com que o golpe fosse perfeito. A lâmina fincou-se em três quartos na parte de trás do pescoço do réptil colossal. Um urro ecoou pela floresta enquanto o líquido carmesim jorrava e encharcava as roupas do rapaz.

Apesar disso, o lagarto ainda se debatia e Zato viu-se obrigado a se segurar forte no punho de sua arma para não ser tirado de sua posição. Girou a lâmina e em um esforço descomunal fez com que ela deslizasse e cortasse a carne dura do grande lagarto. Sua lâmina saiu pingando sangue e ele soube que aquilo estava feito. O inimigo estava caído, inerte no chão.

Tudo parecia estar acabado, mas, de repente, saindo de meio das árvores bem perto de onde encontrava-se Plue, havia um homem batendo palmas. Ele tinha os escuros e longos cabelos  respingados de branco e trajava uma magnífica túnica roxa. Em sua cintura estava embainhada uma espada e, nas suas costas, preso um singular cajado com a caveira na ponta despontando sobre seu ombro esquerdo.

- Muito bem, rapaz – disse enquanto suas palmas ressoavam. – Fez um belo trabalho em acabar com esta criatura bestial.

Homem misterioso:
informações:
> Situação:
Zato está sobre a carcaça do animal e a uns vinte metros esta o homem recém chegado, quatro metros a esquerda dele está Plue, ainda caído e nas condições descrita em posts anteriores.

> Experiência:
Você ganhou 300 pontos de experiência por derrotar o lagarto gigante + 200 pontos de bônus de narração, totalizando 500 pontos de experiência.
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Henry em Sab Mar 01, 2014 7:54 pm

Saltou, desviou da mordida, se jogou para o lado e esquivou da calda, driblou todos os golpes do monstro e sentiu gosto e prazer ao derramar o sangue daquela criatura. Sentiu-se parcialmente aliviado e ao mesmo tempo energizado como não acontecia a tempos. O espírito da batalha e o sabor da vitória pareciam se juntar e trazer a tona aquele guerreiro que ele sempre foi, e conforme sua espada rasgava aquele monstro ele sentia a adrenalina continuar subindo. as escamas, a carne até os ossos do monstro o rapaz era capaz de sentir. Tinha vencido, estava claro que todo aquele treinamento havia valido apena, finalmente conseguira testar seu potencial, e a pergunta ainda ecoava na mente. Ele era capaz de mais?

Se jogou de cima do corpo do réptil agora caído no chão e sorrindo fincou a espada no solo para se apoiar. Trouxe a mão direita para cima das costelas feridas pensando no que fazer a respeito daquilo, poderia se curar, iria começar a fazê-lo quando ouviu algo, um som diferente vindo de trás das árvores. Um homem se revelou parabenizando o rapaz aplaudindo sua performance. Zato sacou a arma novamente e a apontou para aquele novo estranho. Não tinha idéia de quem era, mas aquele homem foi furtivo o suficiente para observar toda a luta sem chamar atenção do garoto.

-Quem é você?-

Perguntou seco de forma grosseira. A adrenalina já vinha descendo e as feridas na região de seu tórax começavam a lhe incomodar muito mais junto com todos os locais onde havia recebido golpes. Estava com dor, mas não queria demonstrar afinal não tinha idéia de quem era aquele que lhe dirigia a palavra. O encarou fitando-o nos olhos mas algo veio a sua mente como um estalo. Pensou como pode ter sido tão imprudente.

-Plue!-

Gritou desesperado pensando no pior. O jovem espadachim embainhou a arma e ignorando por alguns instantes a presença daquele senhor disparou em direção ao seu fiel companheiro. O cão ainda estava imóvel com a cabeça escondida sob um arbusto e mesmo na condição de preocupação que estava ele manteve sua mão direita no cabo da arma enquanto que com a esquerda foi tentar acordar seu animal. Sua voz mostrava afobação e medo agora mais baixa e arrastada do que antes.

-Vamos, fale comigo, amigão...-

_________________

| | Zato: | | Força: 8 [C] | | Energia: 4 [D] | | Agilidade: 12 [B.] | | Destreza: 8 [C] | | Vigor: 8 [C]
| | Plue: | | Força: 8 [C] | | Energia: 0 [F] | | Agilidade: 8 [C] | | Destreza: 4 [D] | | Vigor: 4 [D]
Moedas de Ouro: 25.390[/b]
avatar
Henry

Pontos de Medalhas : 210
Mensagens : 227
Idade : 24
Localização : Rio

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Gin em Seg Mar 03, 2014 2:08 pm

Off: Favor excluir o post como GM =p

Se divertia com as reações do estranho Orc enquanto a conversa prosseguia. Não que se importasse, mas aparentemente seu novo conhecido ficava mais rapidamente irritado que o próprio Gin, o que era um fato curioso. Conseguia sentir a tensão se amontoando, seus instintos gritando que uma briga iria começar em breve. Estampou seu meio sorriso na cara, animando-se com essa possibilidade.

Sou Gin e não me importo com que seu amigo disse, mas uma briga generalizada num canto misterioso de uma floresta intensa?Perguntou, com entusiasmo na voz.Lógico que to dentro! Mas como posso provar..Interrompeu sua fala ao perceber que Luttral queria lutar ali e agora. Preparou-se, flexionando os braços ao mesmo tempo fazendo um comando para que Choudon não interferisse.

O ataque inicial foi de Luttral e veio de forma surpreendente. Devido ao seu reflexo conseguiu resistir ao ataque inicial do Orc, mas não estava preparado para a onda de choque que sacudiu todo o seu corpo. Será que estaria tão enferrujado assim por não ter lutando seriamente a tanto tempo?


Fica sério, Gin.Murmurou para si mesmo.

O próximo ataque já pareceu menos potente. Interrompeu o baque que viria para seu estômago usando seu braço direito. Seu sorriso se alargou.

Agora sim.Disse, olhando para Luttral antes de começar seu contra ataque.

Usando seu braço esquerdo, desimpedido, usaria de toda sua velocidade e força para dar um soco direto no rosto de seu oponente, assim como o mesmo tinha tentado anteriormente. Esperava que Luttral se afastasse de Gin, mesmo que o soco não acertasse.

Se seu soco fosse interrompido, tentaria afastar o Orc com um tropeção em sua perna. Se sua primeira ação fizesse seu adversário se afastar, Gin ficaria de prontidão, simplesmente esperando o próximo ataque de Luttral para tentar algum contra ataque com agilidade. Estava animado com essa briga.

_________________



L$: --

Atributos - Gin:
Força:6
Energia:4
Agilidade:8
Destreza:4
Vigor:6

Montaria: Choudon
Spoiler:

Força:5 [E]
Energia:1 [F]
Agilidade:7 [E]
Destreza:4 [E]
Vigor:5 [E][/justify]
avatar
Gin

Mensagens : 65
Idade : 28

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Ter Mar 04, 2014 11:46 am

@ Zatoichi

A maneira rude com o que o rapaz perguntou quem era aquele homem não lhe trouxe respostas. O sujeito apenas permanecia de longe, olhando-o. Zato, no entanto, tinha coisas mais urgentes com o que se preocupar e apressou-se em verificar se seu amigo estava bem.

Correu até Plue e contornou o arbusto para ver sua cabeça. E ela estava lá, escondida pelas folhagens. Havia sangue seco na nuca do animal, o que indicava que ele tinha recebido uma pancada forte na cabeça e por isto estava inconsciente. O espadachim tentou chama-lo e sacudi-lo, mas ele não acordou. Colocou sua mão no pescoço de seu companheiro e verificou que tinha pulsação e a lingua que pendia para fora da boca mexia-se levemente, indicando que ele respirava.

Antes que pudesse tentar alguma outra coisa, porém, viu que o sujeito estava se aproximando calmamente. As armas dele estavam todas guardadas e ele não demonstrava qualquer sinal de agressividade. Parou a pouco mais de um metro do espadachim.

- Meu nome é Melefet. Será que eu posso saber o seu?

Sua voz era grave, porém, melodiosa, totalmente desprovida de agressividade. A Zato ela lembra a voz de diplomatas ou negociadores. Enquanto se apresentava, o homem estendeu sua mão direita em cumprimento ao espadachim, bastava saber se ele aceitaria ou não os cumprimentos.



informações:
Status:
Plue está com 73% de seus PV's. Zato avaliou a situação dele e percebeu que não é nada muito grave, mas ele ainda não demonstrou sinais de que iria acordar.




@ Gin

Gin estava bem empolgado com aquele combate, principalmente pelo fato de seu adversário provar-se bem capaz. Logo após se defender de um golpe tentou um contra-ataque certeiro contra o rosto de seu oponente. Mas, conforme Gin tinha visto anteriormente, ele era bem ágil e conseguiu afastar-se rapidamente, fazendo com que o punho do outro lutador passasse a poucos centímetros de seu rosto.

Gin colocou-se na defensiva, aguardando para um contra-ataque. O orc não hesitou sequer um  segundo e avançou contra seu oponente. Pretendia um novo golpe contra o rosto de seu adversário e Gin defendeu-se de maneira brilhante. Ele abaixou-se enquanto desviava o punho do oponente com seu braço esquerdo. Nesse meio tempo, utilizou o punho direito para atingir o abdome de seu adversário, que estava com a guarda aberta.

O soco acertou em cheio e Gin pode ouvir um gemido vindo de seu oponente. Luttral, no entanto, parecia ser bastante resistente além de rápido e o humano percebeu que seu golpe não causou tanto estrago assim. O orc, por sua vez, afastou-se massageando o local atingido com seu braço esquerdo. Seria aquela a chance de um belo ataque?
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Henry em Seg Mar 10, 2014 12:20 am

O homem ali não apresentava perigo, Plue estava bem. Tudo voltava calmamente a sua normalidade. O garoto suspirou num misto de agrado e cansaço. estava ferido mas sem importava mais com seu cão do que com ele mesmo. Soltou a mão direita do cão da espada e posicionou sobre a ferida de Plue. Não iria morrer, mas estava machucado e se Zato não fizesse algo o cão não iria se levantar.

-Sanatio...-

As mãos do jovem brilharam pousadas sobre a ferida do cão. Era a magia de cura que havia aprendido com Belkior, reestruturação da matéria, aceleração do metabolismo. Era uma forma avançada de regeneração, um misto de ciência a magia, não que as duas coisas fossem muito diferentes. A ferida do cão começou a se fechar de forma rápida e o sangue parava de sair rapidamente, em questão de segundos a ferida se cauterizou  e uma pequena cicatriz se escondeu por baixo dos pelos do cão. Plue ficaria bem afinal. Faltava ver se ele iria ou não acordar. Em seguida o garoto se levantou e repetiu a palavra. Olhva para o homem a sua frente enquanto sua magia de cura agora fazia efeito nele mesmo, as costelas quebradas pareciam se fixar em seu devido lugar e a sensação do garoto de dor diminuiu rapidamente. Nenhum incomodo mais, estava curado.

-Henry, Zatoichi, me chame como quiser, esse é Plue-

Terminou apontando para seu fiel companheiro. Cumprimentou o homem com um aperto de mão. Zato havia finalmente exterminado a fera e pode se acalmar. Quem era aquele homem e por que lhe parabenizava eram as perguntas que pairavam a mente do garoto ali, mas preferiu não perguntar, seria mais fácil deixar que o homem as respondesse sozinho, não tinha muitas duvidas de que logo o faria. Um ar estranho rodava aquele ambiente, Zato não achava que se trava de uma ameaça, mas estava curioso.

[Cura usada duas vezes, uma em mim e outra no Plue -60% de MP, +20 de HP pros dois.]

_________________

| | Zato: | | Força: 8 [C] | | Energia: 4 [D] | | Agilidade: 12 [B.] | | Destreza: 8 [C] | | Vigor: 8 [C]
| | Plue: | | Força: 8 [C] | | Energia: 0 [F] | | Agilidade: 8 [C] | | Destreza: 4 [D] | | Vigor: 4 [D]
Moedas de Ouro: 25.390[/b]
avatar
Henry

Pontos de Medalhas : 210
Mensagens : 227
Idade : 24
Localização : Rio

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Gin em Ter Mar 11, 2014 10:39 pm

Seu sorriso já estava de orelha à orelha. Não muito por seu soco ter encontrado um corpo e sim pelo dono do mesmo ter resistido com tanta eficiência o seu golpe certeiro. Ora, não haviam muitos seres em Lodoss que acompanhariam sua velocidade e resistissem seu soco tão bem quanto o Orc à sua frente. estava empolgado e isso transparecia em seu semblante.

Fato era que se viu obrigado a lutar com mais seriedade contra o oponente formidável. Dessa vez não faria ataques sem sentido e sim viraria para a experiência afim de triunfar nessa briga, afinal disso entendia muito bem. Não tinha dúvidas que faria um ataque, aproveitando do momento do combate.


Tá na hora de ficarmos sério, não?Perguntou, chamando a atenção de Luttral caso este estivesse distraído. Gostava de lutas assim, onde a habilidade era levada em conta a mais que furtividade e golpes baixos. Partiu à toda velocidade, diretamente na direção do Orc.

Sua ideia era simples: finta de golpes. Ao chegar perto de Luttral, armaria um potente e potencial soco em seu rosto com sua mão direita. No entanto, no último segundo, tomaria um impulso com sua perna esquerda para, com sua perna direita, tentar chutar o rosto de seu adversário. Se não pudesse atingir seu rosto, se contentaria em atingir qualquer parte de seu corpo com a perna direita.

Após o golpe, não recuaria. Sabia que seu golpe era arriscado e, por isso, ficaria em alerta para um potencial contra ataque e tentaria utilizar de seus reflexos em combate para se livrar do mesmo. Essa tática vale tanto se atingir, quanto se não atingir o ágil Orc.

_________________



L$: --

Atributos - Gin:
Força:6
Energia:4
Agilidade:8
Destreza:4
Vigor:6

Montaria: Choudon
Spoiler:

Força:5 [E]
Energia:1 [F]
Agilidade:7 [E]
Destreza:4 [E]
Vigor:5 [E][/justify]
avatar
Gin

Mensagens : 65
Idade : 28

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Sab Mar 15, 2014 11:42 am

@ Zatoichi

Sua técnica de cura foi perfeita para o momento. Pode observar o corte na cabeça de Plue se fechar quase completamente, restando apenas algumas escoriações aqui e ali. Ele próprio estava mais ferido e sua habilidade serviu-lhe apenas para curar as costelas quebradas, deixando-lhe com os demais ferimentos que não eram sérios intactos.

Em seguida, resolveu cumprimentar o homem que acabara de chegar ali. Ele possuía um aperto de mão bem forte para um mago e sorria-lhe misteriosamente enquanto se cumprimentavam. Em seguida, soltou a mão do espadachim e afastou-se dele uns dois metros, aproximando-se do corpo do enorme lagarto. Virou-se novamente para Zato antes de se pronunciar novamente.

- Já ouviu falar de um grupo chamado Nirvana? É de se esperar que não, não somos muito muito conhecidos... ainda. - Fez uma pausa esperando uma resposta vindo de Zato. - Mas certamente já deve ter ouvido falar de algumas mortes misteriosas em Hilydrus, dentro do exercito talvez. Pessoas com altas patentes, pessoas influentes próximas ao rei.

Analisou profundamente as reações do espadachim antes de prosseguir.

- Exatamente. Fomos nós que fizemos isso. E depois de ver como você conseguiu derrotar este enorme lagarto posso afirmar que você tem força suficiente para se unir à nós. E esta sua habilidade de curar também pode ser bem útil. Ou um grande empecilho para nossos planos futuros. A escolha é toda sua. O que me diz, Henry Zatoichi?

informações:
>Status:
Zatoichi curou 20% de seus PV's, resta-lhe 82%. Gatou 60% de PM, resta-lhe 40%.
Plue foi curado em 20% de seus PV['s, resta-lhe 93%




@ Gin

A finta de Gin foi totalmente satisfatória e enganou seu oponente facilmente. Enquanto ele elevava seu braço para uma defesa, um chute acertava-lhe o lado oposto de seu rosto. A força foi tanto que ele foi movido para o lado e parecia que iria cair. Mas, no último instante, apoiou sua mão no chão e girou o corpo. Gin foi rápido para se defender, mas não rápido o suficiente e o chute acertou-lhe na barriga, tirando-lhe um pouco de ar e forçando-o para trás.

- Muito bem, Gin. - Luttral disse enquanto se punha em pé. -
Com isso você me mostrou que é digno de participar de nossa pequena associação de lutadores. Vamos indo? Esse seu companheiro poderá vir, mas creio que não poderá interferir em suas lutas.

O trio, então, adentrou na floresta sendo guiado pelo orc. Depois de alguns minutos de caminhada eles avistaram um sujeito meio estranho empoleirado em uma árvore. Seus pés eram garras como os de uma águia e suas pernas estavam revestidas de uma calça de couro fervido repleto de rebites. O torso estava nu, mas seus braços traziam enormes braceletes e uma maça pendia de seu cinturão. Haviam asas em suas costas e seu rosto era singular com uma espécie de bico no lugar do nariz e penas no lugar do cabelo.

- Este é Codor e foi ele quem avistou você enquanto voava. Ele também participará de nossos jogos. - Em seguida ele se dirigiu ao feral. -
O nome dele é Gin, Codor, e já verifiquei a força dele e vi que ele é bem forte.

- Isto é bom, já temos muitos fracotes em nosso meio. Não iriamos precisar de mais um. Veremos do que você é capaz quando lutarmos, Gin.

Dito isto ele saltou da árvore e abriu suas asas para pousar de maneira macia no chão. Depois, aproximou-se de Gin e permaneceu um momento encarando-o. Não era uma postura de ameaça, apenas parecia que Codor estava analisando-o de cima a baixo numa tentativa de medir sua força.


informações:
> Status:
Gin perdeu 3% de seus PV's. Restam-lhe 89%

> Sei que não tem muito o que você fazer neste post, mas tive que parar por aqui senão ia ficar muito extenso. Pode interagir com os npc's se quiser.
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Gin em Dom Mar 30, 2014 9:52 am

A batalha havia chegado ao fim quando ambos estavam apenas esquentando. O rapaz sabia que deveria deixar o melhor para depois, mas isso não mudava o fato de querer acabar com a raça de seu adversário agora. Demorou alguns segundos para que ele se acalmasse e tirasse sua mente da luta.

Vamo então, mas ainda espero poder lutar sério com você.

Antes de ir foi fazer um pequeno afago em seu símio de estimação. Escolheu um local onde ele gostava de carinho, na lateral do pescoço, ao mesmo tempo em que se aproximava de sua orelha.

Meu rapaz, me acompanhe pelo cheiro mas fique afastado. Qualquer coisa a gente sai dali com pressa.A única resposta que obteve foi um leve fechar dos olhos e uma bufada em seu rosto. Satisfeito, Gin tirou sua mochila das costas de Choudon e se pôs e acompanhar o Orc para dentro da floresta.

Depois do que pareceram horas, um ser estranho parou à sua frente, determinado a estudá-lo antes da luta. Estava acostumado com seres petulantes que nem esse, que achavam que podiam saber tudo de seu adversário antes de lutarem. Sorriu ironicamente enquanto este o analisava.


Gostou do que viu?Perguntou antes de se afastar. De qualquer modo, também pegou umas coisas no ar. Tomaria cuidado com o bico e com as penas, que pareciam afiadas. Talvez se pudesse neutralizar uma asa de início o combate se tornaria mais fácil. Afinal, ainda não tinha aprendido a voar.

Ficou aguardando o seu Orc guia continuar a caminhada, já começando a ficar impaciente. Nesse meio tempo tratou de pegar quantas frutas conseguisse das árvores ao redor. Podia não parecer a todos, mas tinha se desgastado um pouco na luta anterior e queria estar 100% antes desse estranho torneio. Mas do que tudo, precisava descansar por alguns minutos.

_________________



L$: --

Atributos - Gin:
Força:6
Energia:4
Agilidade:8
Destreza:4
Vigor:6

Montaria: Choudon
Spoiler:

Força:5 [E]
Energia:1 [F]
Agilidade:7 [E]
Destreza:4 [E]
Vigor:5 [E][/justify]
avatar
Gin

Mensagens : 65
Idade : 28

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Henry em Ter Abr 01, 2014 7:44 pm

Arqueou a sobrancelha , aquilo era estranho, mortes misteriosas em Hilydrus de pessoas próximas ao rei? Não era algo novo nem recente, sempre houve coisas do tipo desde que o espadachim se lembrava por gente. Zato esteve quase um ano distante de Lodoss por tanto não chegou a escutar tais boatos, seu primeiro destino foi Endless e tinha a sensação de que já estava ali por uma eternidade, mas por que não entrar no jogo? esboçou um pequeno sorriso de lado e assentiu em resposta confirmando a pergunta do homem.

Então aquele homem era um mago Malefet, membro do grupo Nirvana que com certeza mostrava ter algo contra o exército. Zato estaria mentindo para si mesmo se dissesse que não havia se interessado, porém sempre foi um soldado fiel a Hilydrus, mesmo em tempos como os atuais onde havia sim um grande e estranha opressão por parte do rei Azure. Não, Kite. Esse era o nome pelo qual conhecia o, até pouco tempo atrás, príncipe e seu antigo general.

Estava lisonjeando. Belkior em todo seu treinamento fez apenas criticas ao garoto para que ele crescesse como guerreiro, porém valeu a pena. Zato moveu o rosto olhando a fera morta, realmente tinha ficado muito mais forte e hábil, não ainda o quanto queria, mas há alguns anos ele não seria capaz de fazer aquilo. Derrubar um monstro de tal porte apenas com uma única espada. Por mais que os elogios lhe agradassem ele ainda não havia escutado o que queria. Qual era o retorno? Onde ele lucrava em tudo isso? Seus primeiros objetivos naquela ilha eram se livrar da maldição e comprar novos armamentos, seu inventario já estava velho e sua espada não estava mais se encaixando tão perfeitamente ao estilo de luta que gostaria de usar. As escamas daquele lagarto azul pareciam algo interessante.

-Sabe, sua oferta é estranha. Não me acho tão forte como guerreiro, mas obrigados pelos elogios de qualquer modo, o ponto é outro. O que eu ganho com tudo isso?-

Zato suspirou um tanto quanto pensativo sobre o que deveria ou não falar naquele dialogo, caso comentasse que precisava se livrar de sua maldição estaria simplesmente expondo uma fraqueza sua para um possível futuro inimigo. Não podia confiar nele, mas estava curioso demais para ouvir o resto.

-Tenho alguns assuntos com os quais preciso lidar, terei tempo?-

_________________

| | Zato: | | Força: 8 [C] | | Energia: 4 [D] | | Agilidade: 12 [B.] | | Destreza: 8 [C] | | Vigor: 8 [C]
| | Plue: | | Força: 8 [C] | | Energia: 0 [F] | | Agilidade: 8 [C] | | Destreza: 4 [D] | | Vigor: 4 [D]
Moedas de Ouro: 25.390[/b]
avatar
Henry

Pontos de Medalhas : 210
Mensagens : 227
Idade : 24
Localização : Rio

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Seg Abr 07, 2014 8:10 pm

OFF - Desculpe a demora, pessoal, semana muito corrida e fim de semana pior.

@ Gin

Quando Gin perguntou à Codor o se ele havia gostado do que viu, o feral limitou-se a dar um sorriso divertido e eles seguiram floresta a dentro. Gin observava todos os detalhes que podia para poder retornar, caso fosse necessário. Depois de um bom tempo caminhando pela floresta eles chegaram em frente a uma árvore muito grande, uma das maiores que ele já havia visto com cerca de 30 metros de diâmetro. A árvore nascia na encosta de uma pequena montanha com uma certa extensão, embora pouca altura. A planta em si era muito mais alto que o acidente geográfico. Gin seguiu os dois por entre uma vegetação fechada que se abrigava à sombra da grande árvore. E então encontraram uma falha nas grandes raízes por onde um homem adulto e musculoso poderia passar facilmente, para aqueles três foi ainda mais fácil embora Codor tenha sido obrigado a encolher as asas.

Depois da árvore eles entravam por um túnel com paredes de pedra natural cuja extensão era permeada com suportes com tochas acesas a cada dez metros, deixando o local em uma penumbra, porém fácil de se caminhar. Assim que atravessaram a caverna que devia ter uns duzentos metros de comprimento, Gin se viu em um local plano e com pouca vegetação que era cercado por montanhas. Agora ele entendia porque o local era oculto, embora qualquer ser voador poderia vê-lo facilmente de cima.

- Chegamos, Gin. Codor ira avisar ao nosso líder. Ele tem contato direto por possuir uma classificação elevada entre nós, mas tem gente, como eu, que nunca viu o líder, que é a pessoa mais forte daqui. Se quiser pode conhecer o local e outras pessoas, mas não lute com ninguém, pois você ainda não conhece as regras. Me encontre naquele salão depois que estiver satisfeito com o que vê.

De onde Gin estava ele conseguia ver os limites do território. O pavilhão mostrado por Lutral era logo a esquerda e era feito de madeira e tinha dois andares com várias janelas, embora ele não via nenhuma porta daquela distância. Podia ver Codor voando para uma grande torre de pedra que ficava ao centro do local e devia ter uns 20 metros de altura e uns 40 de largura. De onde Gin estava ele podia ver portas duplas de ferro e que ela estava a uns 100 metros a frente. Além disso ele via algumas plataformas de pedra que ele reconheceu como ringues e pequenas construções de madeira. Do lado direito havia um pavilhão ainda maior do que o indicado por Lutral, mas este era térreo.


mapa:

informações:
> Status:
Gin recuperou todos os seus PV's perdidos, pois eles foram apenas dano concussivo momentâneo.

> Mapa:
Apesar do mapa estar completo, Gin não pode ver tudo de onde esta, mas verá dependendo de aonde for.

> Decisões:
Shoudon pode ter ido com você ou não. Ele passava por todas as passagens, embora com dificuldade. Decida aonde ira para que eu diga o que você encontra no local.




@ Zatoichi

- O que tem a receber, você pergunta. Poder e riqueza, eu respondo. Não posso lhe revelar nossos objetivos, mas posso garantir-lhe de que ficaremos ricos e possuiremos mais poder do que você uma vez imaginou. Exite uma torre de pedras abandonada perto da vila Batestaca, encontre-nos lá à meia-noite daqui a dois dias. Resolva suas pendencias até lá. - Ele começou a se afastar lentamente, dando passos para trás. - Deixarei-lhe com uma demonstração de nosso poder.

Uma espessa névoa começou a preencher o local encobrindo o mago, as árvores, Plue e até mesmo o chão. Zatoichi não conseguia ver nada à sua frente. A sensação era desorientadora até ouvir a voz de Melefet sem conseguir distinguir de onde vinha. Parecia que ela vinha de todo lugar e de lugar nenhum ao mesmo tempo.

- Vejamos se você é mesmo tão forte como eu penso que é.

E ele sentiu o frio do metal de uma lâmina encostada em sua nuca.
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Gin em Ter Abr 08, 2014 11:39 am

Caminhava cada vez mais a fundo pela Floresta Endless. Tinha o cuidado de decorar exatamente por onde caminhava não só pra saber seu caminho de volta, mas também afim de conhecer uma pequena parte dessa floresta tão imensa. Afinal, nunca se sabe quando seus pés vão parar ali novamente e, caso venha a acontecer, pelo menos tem uma base por onde começar a exploração.

Por esse motivo, caminhou em silêncio. Seus companheiros de floresta nada falavam e aproveitou dessa situação para sua vantagem. Inesperadamente não encontrou nenhuma criatura anormal ali. Talvez os responsáveis pelo torneio tivessem feito uma limpa ali antes de chamarem os lutadores. Sim, era possível.

Percebeu que Choudon seguia o grupo de longe, por entre os imensas árvores da floresta. Conseguiu ver sua esperta montaria, mas somente por que estava analisando tudo a sua volta. Duvidava que os outros dois haviam percebido. Fez um breve movimento de cabeça e um gesto com as mãos. Era a deixa para que o bichento seguissem-nos, mas mantivesse uma distância segura. Sabendo da facilidade em escalada que tinha seu símio, era provável que o mesmo escalasse a montanha de pequena altura e se mantivesse escondido até que Gin o chamasse.

Ouviu as recomendações de Lutral e começou a andar por volta do terreno, fascinado com o que via. Sua expectativa começou a amontoar-se dentro de si, uma chama de batalha corroendo seu interior. Foi até as arenas observar o terreno e ficou analisando a torre para onde Condor tinha voado.


''Huum.. talvez eu devesse ir lá direto e acabar com isso batendo no mais forte de uma vez''Pensou consigo mesmo, apoiado na grade da arena.''Não, melhor deixar o melhor pro final''Completou, com um sorriso no rosto.

Continuou sua explorada até se sentir satisfeito. Não tinha a intenção de falar com ninguém, por isso ignorou qualquer tentativa para tal. Olhando as montanhas ao redor, achava que tinha visto Choudon descansando e escondido por entre algumas árvores frutíferas. Ao menos sua fuga seria facilitada caso fosse necessária. Sua gigante montaria por perto dava um senso de segurança para o guerreiro.

Depois de findada sua exploração, encaminhou-se até o local indicado pelo Orc para o encontro. Adentrou no mesmo, olhando tudo em volta. Para início de conversa, tentaria achar Lutral para saber o próximo passo.

_________________



L$: --

Atributos - Gin:
Força:6
Energia:4
Agilidade:8
Destreza:4
Vigor:6

Montaria: Choudon
Spoiler:

Força:5 [E]
Energia:1 [F]
Agilidade:7 [E]
Destreza:4 [E]
Vigor:5 [E][/justify]
avatar
Gin

Mensagens : 65
Idade : 28

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Dom Abr 13, 2014 10:20 am

@ Gin

Gin começou a caminhar pelo território. Descobriu que havia algumas pessoas ali, mas não muitas, haviam orcs, anões, ferais, dentre outros, mas nenhum humano além dele próprio. Assim mesmo, não era em um número muito grande, o que passava a ideia de que aquele torneio ou disputa era algo bem seleto.

As pequenas casas de madeira estavam fechadas e trancadas e Gin não descobriu para que ela servia. As arenas, porém, podiam ser vistas na integra. Todas elas ficavam a cerca de meio metro de altura em relação ao solo, mas apenas uma delas era comum, feita de pedra e com barras laterais de aço. Outra das arenas era de formato redondo, não quadrado, e possuía o formato abaulado, como uma cúpula de pedra, mas voltada para baixo. O fundo dela, pelo que
Gin pode ver, devia ficar a uns 3 ou 4 metros para dentro do solo. A terceira arena não tinha barras laterais, mas era feita de uma madeira extremamente polida e envernizada, o que a tornava extremamente lisa ao toque.

Parou um pouco para observar a grande torre de pedra enquanto pensava na possibilidade de invadi-la e desafiar logo de cara o campeão do lugar. Mas ponderou melhor e decidiu seguir em sua "exploração". O outro barracão oposto ao que Lutral foi era uma cozinha e armazém. Havia alguns legumes plantados ali e muitos porcos e ovelhas sendo criados por goblins. Como Gin não quis conversar com eles, não chegou a descobrir se eles eram lutadores também ou apenas pastores de ovelhas e cozinheiros.

Por fim, quando estava voltando para o salão onde o orc lhe esperava, foi bloqueado por um anão muito baixo e troncudo e uma meia-elfa. O anão tinha a barba cortada de maneira quadrada, o que era bem peculiar, já que muitos dessa raça preferiam trança-las. Ele tinha os cabelos escuros e as feições suaves - para um anão. Vestia-se com cota de malha e couro e portava um martelo de combate atado às costas.

A elfa era alta e magra, mas seus braços demonstravam alguns músculos. Trajava uma túnica marrom que denotava algumas poucas curvas e calçava sandálias de couro. Em suas mãos Gin observou soqueiras de aço com pequenas meias esferas em cada ligação entre as costas das mãos e os dedos. Mas uma coisa chamou muito mais atenção de Gin que isso: a meia-elfa era feia! Tão feia que o anão lhe pareceu bonito. Seus dentes eram tortos, o nariz havia sido quebrado mais de uma vez, os cabelos era loiros e totalmente emaranhados e seus olhos eram cada qual de uma cor, um preto e o outro castanho.

- Veja só, Illie, carne nova pra arena. Quem será o primeiro a arrancar um pedaço? - O anão disse com um tom divertido na voz.

- Que isso, Grun, não seja tão mal educado e apresente-se primeiro. Eu sou Illie e esse anão turrão é o Grun. Qual seu nome, lutador? - Ela o olhou de cima a baixo. - Hum. Até que você é bem bonitinho. Quem sabe nós não teremos um outro tipo de luta? - E entregou-lhe uma piscadela maliciosa.

Por mais que Gin ansiasse por saber logo as regras do lugar. Parece que aqueles dois não iriam deixar ele passar assim tão rapidamente. Além disso, ele lembrou-se de que Lutral havia o aconselhado a não lutar com ninguém ainda. Talvez conversar um pouco fosse uma boa maneira de descobrir algo sobre o local.
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Henry em Qui Abr 17, 2014 11:07 pm

Aquilo tinha que ser piada. Não, Zato se recusava a lutar, tinha acabado de utilizar mais da metade de sua energia e por mais que tivesse se curado ainda estava extremamente cansado da luta contra o lagarto gigante. Aquele homem tinha visto ele em ação, e no caso se propôs a lutar com o garoto para uma demonstração de poder. No mínimo o homem seria igualmente capaz de derrotar aquele lagarto também, caso contrario não ofereceria ao espadachim uma amostra de seu poder. Já era o suficiente para o rapaz ter certeza, os membros daquela organização eram realmente fortes.

Zato se virou devagar esperando que o homem não terminasse o movimento lhe cortando ou coisa do tipo. Levantou a mão esquerda devagar e com dois dedos afastou a lamina da espada de forma lenta e cautelosa. Esboçou um sorriso estranho no canto do rosto e encarou o homem. Plue esticou as duas patas da frente e mostrou os dentes para o homem esperando por um sinal de seu mestre para atacar.

-Acalme-se Plue, não tenho intenção de brigar.-

Manteve os olhos em Malefit o tempo todo enquanto falava. Foi quando a ficha caiu. O garoto foi soldado de Hilydrus durante anos. Não que ele fosse um grande soldado ou coisa do tipo, mas ainda era possível que aquele senhor soubesse mais sobre ele do que imaginava.

-Até por que é uma luta onde meu oponente teria certeza que iria vencer. Não é? O que mais sabe sobre mim? Se me achou deve me conhecer, então não será tão difícil descobrir o que busco.-

_________________

| | Zato: | | Força: 8 [C] | | Energia: 4 [D] | | Agilidade: 12 [B.] | | Destreza: 8 [C] | | Vigor: 8 [C]
| | Plue: | | Força: 8 [C] | | Energia: 0 [F] | | Agilidade: 8 [C] | | Destreza: 4 [D] | | Vigor: 4 [D]
Moedas de Ouro: 25.390[/b]
avatar
Henry

Pontos de Medalhas : 210
Mensagens : 227
Idade : 24
Localização : Rio

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Sab Abr 19, 2014 3:45 pm

@ Zatoichi

Zato virou-se lentamente para afastar a espada que pressionava sua nuca, mas quando virou-se ela havia se desfeito junto com a neblina. Plue começou a rosnar em algum lugar que o espadachim não podia ver, por isso acalmou-o. Não queria lutar. Estava cansado com a certeza de que seria derrotado caso entrasse em uma nova disputa. Mas com a ameaça desvanecendo daquela forma era difícil descobrir o que estava acontecendo ali.

De repente a nevoa começou a se dissipar, mas apenas em uma faixa a frente de Zato, formando um tortuoso caminho onde não se podia ver o chão, mas via-se as árvores de Endless e toda a vegetação. Mas a visão principal do espadachim era a de seu cachorro, Plue. Ele latia e rosnava e por um bom motivo: suas quatro patas estavam acorrentadas ao chão. O que prendia as correntes era impossível de ver, uma vez que ela adentrava a névoa, mas ela mantinha Plue imóvel, embora em pé sobre suas quatro patas.

Melefet estava ao lado do cachorro. Em seu rosto havia um sorriso sádico que encarava Zatoichi desafiadoramente. Em sua mão estava a espada, mas... ela parecia maior e com a lâmina mais larga. O mago ergueu-a e colocou sua lâmina sobre o pescoço de Plue, que ganiu ao sentir o toque gelado do aço. Melefet, então, ergueu a espada alguns centímetros a cima do pescoço do animal. Será que ele planejava fazer o que Zato pensava que ele pensava em fazer? Se sim, como o espadachim transporia os dez metros que os separavam em tão pouco tempo?
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Gin em Qua Abr 23, 2014 3:58 pm

A exploração da área foi feito com sucesso. Não precisou ter conversas fiadas com ninguém e tampouco queria: iria somente perder seu tempo e não estava lá no humor de tagarelar coisas inúteis com pessoas que poderiam a vir seus oponentes. Mais importante, não achou ninguém forte o suficiente para estender uma conversa amigável.

Foi se encaminhando até o local combinado, seu humor melhorando ligeiramente depois de ver os porcos esperando para serem banquetes e rolos de bacon. Estava com fome, pensou, melhor achar algo para comer.

Viu seu caminho bloqueado. Primeiro tomou a aparência do anão como excêntrica, analisando bem o baixo ser à sua frente. Apesar disso, parecia um oponente formidável. Sentiu-se com vontade de vê-lo em combate, ao menos só um pouquinho. Foi quando olhou para a meio elfa.


Nossa..Começou, em tom suave enquanto se acostumava com a figura à sua frente. Sorria ironicamente...de que filhotinho de cruz credo você saiu?Perguntou, olhando Illie de cima a baixo.Pelo menos você parece forte.Completou.

Viu que ser caminho estava bloqueado pelos dois e, de qualquer modo, já estava cansado de perambular por aí. Que o Orc esperasse mais um pouco, seu desejo não era de brigar no momento. Talvez isso fosse prudente.

Sou Gin, prazer.Disse, enquanto ouvia a investida de Illie.Ora, a única briga que eu desejo é na arena.Respondeu rapidamente, suando frio.Na realidade estou atrasado para uma conversa com Lutral, se quiserem me acompanhar..Disse, estendendo sua mão à frente, como se convidasse a andarem junto de si.e então, viram alguém que pode dar trabalho por aí?Perguntou, tentando iniciar uma conversa enquanto caminhavam. Focava-se mais em Grun, já que olhar para sua companheira dava-lhe náuseas.

_________________



L$: --

Atributos - Gin:
Força:6
Energia:4
Agilidade:8
Destreza:4
Vigor:6

Montaria: Choudon
Spoiler:

Força:5 [E]
Energia:1 [F]
Agilidade:7 [E]
Destreza:4 [E]
Vigor:5 [E][/justify]
avatar
Gin

Mensagens : 65
Idade : 28

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Dom Abr 27, 2014 1:15 am

@ Gin

A meia-elfa Illie pareceu meio desapontada com a resposta que o rapaz lhe deu, mas não tocou mais no assunto. Quando Gin perguntou-lhes se tinham visto alguém que poderia dar trabalho eles se entreolharam antes de responder, em seguida, foi a mulher quem lhe dirigiu a palavra.

- Existem muitos bons lutadores aqui, Gin. Mas certamente o mais perigoso que eu vi foi Garreth, o cruel. Como ele é um dos Seis então dificilmente aparece para lutar contra nós, mas se caso defrontá-lo na arena aconselho que se renda, pois ele é muito forte e, como a alcunha diz, muito cruel.

Quando Gin mencionou Luttral, obteve uma resposta bem mau humorada de Grun.

- Humphf... Então foi o Luttral quem te trouxe para cá? Melhor você ir até ele sozinho, pois senão irei esmagar a cabeça daquele maldito orc e estou guardando isso para a arena.

Após a breve conversa com os outros lutadores, Gin seguiu diretamente para o pavilhão onde o orc o aguardava. Aquele ambiente só não era maior que a torre central e possuía dois andares, sendo que o segundo era permeado de janelas. Luttral estava em uma grande sala que era logo na entrada da construção e permeada de poltronas que pareciam confortáveis e uma grande lareira que se encontrava apagada no momento. No canto em uma das poltronas o humano observou uma mulher que lhe parecia humana, mas tinha uma aparência muito mais ferina. Ele não conseguiu identificar a raça, mas algo lhe dizia que ela não era realmente uma humana. Assim que encontrou Luttral, ele lhe explicou que aquele lugar era um dormitório e que Gin teria seu próprio quarto, embora ele não fosse totalmente confortável.

- Muito bem, Gin, imagino que você esteja ansioso para saber as regras do local, ah? Mas antes eu queria saber quais foram suas impressões do local e dos lutadores. Estou certo de que conversou com alguém, não?



OFF - Muito bem, Gin, se quiser perguntar algo a Luttral a hora é agora, ou poderá pular direto para as regras, você quem decide.
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Henry em Sab Maio 03, 2014 1:31 am

Aquela visão trouxe à tona toda a raiva do garoto. Poderia aquele mago realmente ser atrevido a ponto de matar Plue? Não parecia uma negociação muito justa, era mais uma chantagem do que qualquer coisa, de todo modo ele deveria saber que se o fizesse a pequena chance de Zato se juntar a ele passaria a ser nula. Não o garoto não permitiria que aquele homem matasse Plue. O cão há poucos segundos feroz parecia agora rosnar por medo e não por coragem. Não, o garoto não iria ceder como um idiota. Plue era uma das poucas coisas a qual Zato dava real importância. E o garoto decidiu falar, a voz rude e o tom de ironia de sempre foram trocados por uma clara raiva e sinceridade em sua voz.

-Me explique, mago, como isso te ajuda a me convencer? Você veio me convidar a fazer parte de seu grupo, veio me procurar como aliado, e realmente me ameaça. Vamos colocar assim: Daqui a dois dias te encontro e nós conversamos, solte Plue agora e ainda haverá um dialogo. Desça a lamina de sua arma e te caçarei pelo resto da vida, me separe do meu cão e farei exatamente o oposto do que você quer, terá no exército que deseja destruir seu pior pesadelo. -

Zato segurava a arma com força, mas não era tolo de acreditar que conseguiria impedir o mago de abaixar aquela arma, precisava convencê-lo e não atacar. O mago se encontrava em vantagem, mas ele poderia ver claramente que o guerreiro não mentia, pelo contrário, os olhos do garoto e as palavras dele, por mais que recheados de raiva e preocupação apresentavam uma seriedade e uma verdade como não faziam há muito tempo. Ali ele não pensava em nada, consequências ou conclusões apenas sabia e deixava o mago saber que poderia jogar toda a chance de ter o guerreiro como aliado no lixo.

-Vou simplificar para você te fazendo uma sugestão, se eu estivesse no seu lugar preferencialmente optaria pela conversa. Aquilo que você viu agora...- Moveu a espada apontando para o lagarto morto agora pouco indicando que falava de sua batalha-Eu te garanto, não devo ter atingido metade do meu poder de combate. Você provou seu ponto, não me faça querer provar o meu. O que me diz?-

_________________

| | Zato: | | Força: 8 [C] | | Energia: 4 [D] | | Agilidade: 12 [B.] | | Destreza: 8 [C] | | Vigor: 8 [C]
| | Plue: | | Força: 8 [C] | | Energia: 0 [F] | | Agilidade: 8 [C] | | Destreza: 4 [D] | | Vigor: 4 [D]
Moedas de Ouro: 25.390[/b]
avatar
Henry

Pontos de Medalhas : 210
Mensagens : 227
Idade : 24
Localização : Rio

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por NR Kamui Black em Sab Maio 03, 2014 2:12 am

@ Zatoichi

Zato sentia a raiva fluir de seu corpo. Parte de si tinha vontade de trespassar o corpo daquele homem com a espada, mas ele sabia que havia apenas uma maneira de resolver aquilo e seria na base do diálogo. Então ele começou a falar e seu discurso estava repleto de emoção e sinceridade. Estava sério, muito sério e pronto para encarar as consequências até o final.

O mago, então, recolheu sua arma e sorriu presunçosamente para o espadachim. Tinha a espada apoiada sobre os ombros quando a névoa começou a se intensificar novamente e engoli-lo, tal como Plue. Mas aquilo foi passageiro e no instante seguinte a névoa começou a desaparecer da mesma maneira que havia surgido. De Melefet não havia sinal algum, nem tão pouco das correntes que prendiam Plue. O cachorro encarava seu dono com uma expressão confusa no "rosto", que estava meio inclinado para a direita e com a língua de fora. Sua calda se movimentava esporadicamente.

Quando se aproximou de seus companheiro, Zato reparou em um pequeno pedaço de pergaminho caído no chão. Nele estava escrito: "Lembre-se. Dois dias. Ruínas próximas à vila Batestaca". A proposta ainda estava em pé e, mesmo tendo dito que aceitava conversar com eles, ainda tinha tempo para se decidir e para resolver qualquer assunto que quisesse resolver. Olhou para Plue e o cachorro lambeu-lhe a bochecha. Parece que o perigo finalmente havia passado.


informações:
Muito bom Zato, curti mesmo seu post. 50 pontos de experiência de bônus por ele.
avatar
NR Kamui Black
Narrador

Pontos de Medalhas : 0
Mensagens : 196

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Henry em Sab Maio 03, 2014 6:01 am

O desespero do garoto finalmente passou. Aquela carta lhe preocupava e ele não teve outra ação que não guardar o pergaminho no bolso e olhar para o dentro da floresta buscando uma explicação para aquilo estar acontecendo. Não é como se tivesse muita escolha, o homem decidiu parar o ataque e isso mostrava um pouco de razão naquele mago. Zato suspirou aliviado com Plue lambendo seu rosto, ao menos agora o animal estava feliz. Podia não lembrar ao certo por que ou como se meteu naquela situação, mas sabia com certeza para onde ia depois.

A verdade é que o garoto não queria se voltar contra o exército, mas em algum momento ele sabia que isso seria necessário, afinal, Lodoss se encontrava a beira do caos. Talvez se pudesse eliminar a parte ruim da nobreza ou governo pudesse futuramente se juntar e trabalhar ainda melhor. De qualquer modo escutaria o que o mago viria lhe dizer.

Zato se dirigiu até o corpo do lagarto morto no chão e ainda um tanto quanto cansado e pensativo o encarou. Matar aquele réptil só lhe trouxe mais um problema, de alguma forma ele tinha que tirar proveito daquilo. Era tão óbvio, sorriu ao ter a ideia e conseguir desviar um mínimo o pensamento da cena que havia acabado de acontecer. As escamas daquele tirano eram resistentes e leves. Se as arrancasse conseguiria fazer uma boa armadura com elas.

-Plue venha cá. Você vai me ajudar com isso garoto. Azul é uma bela cor para armadura, não acha?-

O cão gigante se moveu direto para o lado de seu dono que passou a mão em sua cabeça enquanto analisava qual era a melhor parte do corpo daquele monstro ara retirar as escamas. As da calda eram extremamente flexíveis, porém pouco resistentes, as da cabeça eram exatamente o oposto. Zato precisaria misturar. Com a espada arrancou grandes pedaços de escama do peitoral, antebraços, pescoço cabeça e calda, precisava de alguém na ilha para fazer o trabalho com aquelas peças. Ao menos ele sabia bem o lugar onde conseguiria.

_________________

| | Zato: | | Força: 8 [C] | | Energia: 4 [D] | | Agilidade: 12 [B.] | | Destreza: 8 [C] | | Vigor: 8 [C]
| | Plue: | | Força: 8 [C] | | Energia: 0 [F] | | Agilidade: 8 [C] | | Destreza: 4 [D] | | Vigor: 4 [D]
Moedas de Ouro: 25.390[/b]
avatar
Henry

Pontos de Medalhas : 210
Mensagens : 227
Idade : 24
Localização : Rio

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 14
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Gin em Sab Maio 03, 2014 10:19 am

Não ficou inteiramente surpreso pelos dois não gostarem tanto do Orc lutador. Nem Gin tinha certeza se gostava tanto nele, sua única certeza era que seria um adversário à altura quando fossem brigar. Deixou o anão e a mulher feia para trás, finalmente se encaminhando ao seu destino.

Observou o local, fazendo suas próprias avaliações.


''Talvez cada um das criaturas que chamam lutadores tenham sua própria equipe e estas precisam ficar no mesmo alojamento. Sim, isso faz sentido.''Pensou consigo mesmo, observando que o local de seu dormitório era muito mais confortável do que muitos lugares que já havia dormido anteriormente.

Conversei sim com duas criaturas.Respondeu Gin quando Luttral lhe perguntou.Um anão e uma mulher que doía só de olhar. Mas foram conversas de se jogar fora, não importantes.

Isso não era inteiramente verdadeiro, já que havia aprendido alguma coisa dos dois que deixou para trás. Mas não gostava muito de compartilhar informações e, de qualquer modo, já estava entediado daquilo tudo. Observou os outros ocupantes do local, avaliando se eles seriam fortes para quando fossem brigar. Finalmente virou-se para Luttral novamente.

Pois bem, explique as regras.Falou, cruzando seus braços.Quero ir pra minha briga logo, to ficando animado.Completou, esperando que o pequeno forte Orc começasse a falar.

_________________



L$: --

Atributos - Gin:
Força:6
Energia:4
Agilidade:8
Destreza:4
Vigor:6

Montaria: Choudon
Spoiler:

Força:5 [E]
Energia:1 [F]
Agilidade:7 [E]
Destreza:4 [E]
Vigor:5 [E][/justify]
avatar
Gin

Mensagens : 65
Idade : 28

Ficha Secundária
Título:
Lvl: 7
Raça: Humano

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta Endless

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum